Lua de Joana 
Ficha de Leitura 
Filomena Costa nº8/8ºC
Descrição do Livro: Maria Teresa Maia Gonzalez 
• Título da obra: Lua de Joana 
• Autores: Maria Teresa Maia Gonzalez 
• I...
Continuação 
• Capa: Titulo da obra; nome da autora e editora. 
• Contracapa: Algumas informações do livro 
• Aspectos que...
Conclusão da descrição do livro 
 Dados revelantes sobre a vida do autor: Maria Tereza Maia Gonzalez é 
uma escritora por...
Resumo: 
 Esta história retracta a vida de Joana, uma adolescente que perdeu a 
sua melhor amiga Marta que morreu de over...
Continuação 
 No livro, aparecem as cartas, do retracto da vida de Joana, que 
conforme vai entrando em decadência, vai a...
Conclusão 
 Neste livro tirei uma conclusão, que embora pensemos saber 
o que está certo ou errado ou até dar a nossa opi...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lua de joana

825 visualizações

Publicada em

Este trabalho é uma ficha de leitura sobre a obra Lua de Joana

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
825
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lua de joana

  1. 1. Lua de Joana Ficha de Leitura Filomena Costa nº8/8ºC
  2. 2. Descrição do Livro: Maria Teresa Maia Gonzalez • Título da obra: Lua de Joana • Autores: Maria Teresa Maia Gonzalez • Ilustradores: Atelier Henrique Cayatte (Capa • Editora: Babel • Nº de paginas: 167 paginas. • Nº do ano da edição: Abril de 2012 (25ª edição) • Período de leitora: 2 semanas • Tipo de livro: Narrativo
  3. 3. Continuação • Capa: Titulo da obra; nome da autora e editora. • Contracapa: Algumas informações do livro • Aspectos que mais gostei: Gostei de tudo em geral. • Aspectos que menos gostei: Foi que a Joana acaba por morrer • Linguagem: Fácil e acessível • Frases que me marcaram: “Uma pessoa nasce, vive e morre. Há quem morra de velhice e há quem morra de estupidez” “ Doí-me a mão, doí-me o corpo, doí-me o pensamento. Doí-me a coragem que não tenho”
  4. 4. Conclusão da descrição do livro  Dados revelantes sobre a vida do autor: Maria Tereza Maia Gonzalez é uma escritora portuguesa, que nasceu em Coimbra em 1958. Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Estudos Franceses e Ingleses, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, foi professora de língua portuguesa de 1982 a 1997, no ensino oficial e particular.  Breve descrição da personagem principal: Joana é uma jovem simples, de uma classe social alta, a quem a sua vida pregou uma parida, a morte da sua melhor amiga Marta. Joana vive com os seus pai, e o seu irmão Jorge que trata por pré-histórico ou traumatizado e a sua avó Ju.  Personagem que gostei mais: Foi a Joana a personagem principal porque ela teve disposta para ajudar o Diogo o irmão da Marta quando ela andava a drogar-se.  Personagem que menos gostei: Foi a Rita porque ela levou a Joana para maus caminhos.
  5. 5. Resumo:  Esta história retracta a vida de Joana, uma adolescente que perdeu a sua melhor amiga Marta que morreu de overdose. Sentindo a sua falta, Joana começa a escrever-lhe cartas a contar-lhe o seu dia-a-dia, usando-as como uma espécie de diário, que lhe dá uma sensação de proximidade de Marta, que conhecia desde criança e com quem sempre teve segredos e cumplicidade.  Joana, numa espécie de tentativa de mudar, pinta o quarto de branco, pendurando um baloiço em forma de lua, à qual muda a posição conforme o seu humor. Sentindo-se incompreendida pela família, sua mãe que passa horas na loja onde trabalha, o seu irmão, o pai ausente e pelos colegas, comete alguns erros e algumas mudanças, acabando por se apaixonar pelo irmão da sua melhor amiga e envolvendo-se com ele.
  6. 6. Continuação  No livro, aparecem as cartas, do retracto da vida de Joana, que conforme vai entrando em decadência, vai alterando a cor do quarto, tornando-se mais colorido, mas não de uma boa forma.  Este livro termina com o pai dela, a acabar de ler aquelas cartas. Sentindo-se mal por não ter estado lá para ela, por não ter percebido nada, e por não ter conseguido evitar que, tal como Marta, Joana morresse por overdose.
  7. 7. Conclusão  Neste livro tirei uma conclusão, que embora pensemos saber o que está certo ou errado ou até dar a nossa opinião sobre os erros dos outros, tempo sempre de ter presente um dia que podemos ser nós.

×