2009       ULHT . PROJECTO II       FRENTE RIBEIRINHA       DE BELÉM A Frente Ribeirinha em estudo possui uma carga simból...
2009       ULHT . PROJECTO II       FRENTE RIBEIRINHA       DE BELÉM Em toda a frente de rio é feito o reperfilamento do p...
2009       ULHT . PROJECTO II       CENTRO NÁUTICO       DE BELÉM “Todo o vapor ao longe é um barco de vela perto. Todo o ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Filipe Lopes BeléM

132 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
132
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Filipe Lopes BeléM

  1. 1. 2009 ULHT . PROJECTO II FRENTE RIBEIRINHA DE BELÉM A Frente Ribeirinha em estudo possui uma carga simbólica muito elevada devido a uma concentração de monumentos históricos, bem co m o d e u m a a g lo m e ra ç ã o ú n i ca d e equipamentos de interesse cultural. Para além do turismo verifica-se também uma grande afluência de população que usufrui dos espaços de estada e das zonas verdes aqui existentes. A proposta de desenho urbano apresenta dois grandes espaços de recepção, um junto à marina que será coroado pelo centro náutico, e outro marcado pelo elemento vertical da estação fluvial, o farol. Estes dois espaços articulam um percurso marcado pelas instalações dos clubes, áreas de restauração associadas, espaços comerciais e pelos diversos espaços de estada criados que dinamizam a área mais nobre da cidade, quebrando a monotonia deste percurso ribeirinho. Estes espaços de estada pretendem recuperar alguns dos espaços esquecidos e subaproveitados desta parte da cidade e fazê- los renascer com uma utilização mais frequente e lúdica: A Praça das Preces e o plano inclinado de transição terra/rio. Na Praça das Preces, embora condicionada pelo sistema de vistas do palácio de Belém, propõe- se o seu redimensionamento, dando-lhe uma escala mais humana, criando um espelho de água, local de eventos e actividades ligadas ao modelismo naval. Pretende-se ainda recuperar a memória do local, desconhecida de muitos por falta de referências, através da inclusão no pavimento de um excerto de uma “bênção aos bacalhoeiros”: “Marinheiros de Portugal! Vós sois os continuadores dos nautas de antanho que, com a sua admirável audácia e o seu espírito cristão, conquistaram para Deus a terra inteira…”
  2. 2. 2009 ULHT . PROJECTO II FRENTE RIBEIRINHA DE BELÉM Em toda a frente de rio é feito o reperfilamento do passeio para incluir áreas de estada com uma relação estreita com o rio. Propõem-se dois perfis tipo: um com a criação de degraus executados até à superfície da água, e outro com um passeio rebaixado que proporciona ao mesmo tempo áreas de repouso e contemplação, transformando o que é actualmente área de circulação em espaço de estada. Pretendia-se não confrontar a envolvente monumental, criando uma proposta serena, em que os protagonistas fossem o rio, o mar e os barcos, propondo o horizonte, o farol e os mastros como motivo visual. Esta implantação procura articular um percurso ribeirinho fragmentado, marcado aqui por um volume que se projecta sobre o rio.
  3. 3. 2009 ULHT . PROJECTO II CENTRO NÁUTICO DE BELÉM “Todo o vapor ao longe é um barco de vela perto. Todo o navio distante visto agora é um navio no passado visto próximo. Todos os marinheiros invisíveis a bordo dos navios no horizonte São os marinheiros visíveis do tempo dos velhos navios, Da época lenta e veleira das navegações perigosas, Da época de madeira e lona das viagens que duravam meses. Toma-me pouco a pouco o delírio das coisas marítimas, Penetram-me fisicamente o cais e a sua atmosfera, O marulho do Tejo galga-me por c ima dos sentidos, E começo a sonhar, começo a envolver-me do sonho das águas… Álvaro de Campos, in "Poemas”. Tal como uma embarcação que descansa numa doca seca, o objecto arquitectónico compõem- se de dois volumes: um casco balançado sobre o rio.

×