Sistemas de distribuicao de cosmeticos

362 visualizações

Publicada em

Sistemas de distribuicao de cosmeticos

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
362
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistemas de distribuicao de cosmeticos

  1. 1. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO DE PERFUMARIA E COSMÉTICO
  2. 2. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO Palestrante: José Luiz de Paula Jr. CURRICULUM Designer de embalagens especializado no mercado de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, criação e desenvolvimento de marcas, presidente do Grupo IB&I – Idea, Business & Innovation, que congregam as Empresas: Cusman Editora, especializada em publicações de trade de HPC, JL&C empresa de design e comunicação, JL PAULA JR. Negócios e Desenvolvimento Humano, Aura Eventos - organizadora de eventos e BBPRO – Banco Brasileiro de Projetos & Negócios.
  3. 3. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO POSICIONAMENTO DE MERCADO E SUAS RELAÇÕES PRODUTIVAS: SEMI - PRESTÍGIO LUXO MASSA POPULAR Altíssima Tecnologia Preço Auto Baixíssima Distribuição Baixa Tecnologia Alta Distribuição Preço Baixo Boa Tecnologia Preço Médio Alta e Média Distribuição Alta Tecnologia Altíssima Distribuição Preço Baixo
  4. 4. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO POPULAÇÃO E MASSA CRÍTICA DE CONSUMO: 91. 298 042 BRANCOS 75. 872 428 NEGROS TOTAL: 167. 170 470 10% de Afro-descendentes tem poder de consumo, possui renda familiar de R$ 2.800,00 em média por família com 04 integrantes. Origem da Receita SERVIÇOS, entre eles: - Beleza - Alimentação - Serviços Automotivos - Manutenção de Imóveis FONTE: IBGE, Censo Demográfico 2000.
  5. 5. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO BREVE PERFIL DO CONSUMIDOR AFRO-DESCENDENTE NECESSIDADES DE CONSUMO: 1º. BELEZA 2º. ALIMENTAÇÃO 3º. MORADIA 4º. EDUCAÇÃO 5º. SAÚDE 6º LAZER
  6. 6. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO DADOS COMPARATIVOS PIB: 3,5% INFLAÇÃO: 363,41 % PIB: 3,4% INFLAÇÃO: 5,22 % PIB: 4,7% - 5% INFLAÇÃO (Estimado): 4,0 %
  7. 7. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO CAUSAS DESTE CENÁRIO 1º. Fechamento dos grandes magazines (Mesbla e Mappin) • Consumidores do Mappin Migraram para Avon. • Consumidores da Mesbla Migraram para Natura .
  8. 8. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO CAUSAS DESTE CENÁRIO 2º. A não absorção desta massa de consumidores pelas farmácias, drogarias e perfumarias. • Falta de preparo técnico para atender consumidores que necessitavam de maior atenção e orientação no PDV; • Pouco investimento das empresas em promotores especializados no PDV; ...(continua) Motivos:
  9. 9. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO CAUSAS DESTE CENÁRIO 2º. A não absorção desta massa de consumidores pelas farmácias, drogarias e perfumarias. • Baixa qualidade de materiais de promoção e merchandising; • Pouco investimento do PDV em treinamento efetivo e contínui para balconistas e atendentes; • Descuido estético e de conservação de grande parte dos PDVs agravada pela introdução inadequada do auto-serviço; ...(continua)
  10. 10. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO CAUSAS DESTE CENÁRIO 2º. A não absorção desta massa de consumidores pelas farmácias, drogarias e perfumarias. • Conivência com a maldita guelta ou selinhos de remuneração ao balconista: empuroterapia que gerou descrédito no PDV, pois os produtos empurrados não correspondiam as aspirações dos consumidores, gerando descrédito total no PDV.
  11. 11. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO CENÁRIO ADEQUADO OBJETIVO Acomodação dos mecanismos econômicos e sociais gerando uma normalidade nos canais de distribuição onde a força de cada canal está intrinsecamente ligado a sua própria geração de riqueza. PIB: 5,5 % – 6,0 % Inflação: 4,0 %
  12. 12. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO MECANISMOS (Cont.) • Utilização da inteligência disponível na indústria geradora de tecnologia, hoje representado pelos fornecedores de matérias primas e embalagens. • Ampliação da capacidade de prestação de serviços no PDV utilizando tecnolo-gias de diversas origens. ...(continua) CENÁRIO ADEQUADO PIB: 5,5 % – 6,0 % Inflação: 4,0 %
  13. 13. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO CENÁRIO ADEQUADO (Cont.) MECANISMOS • Inteligência comercial obtida por meio de treinamento contínuo de mão-de-obra e comunicação adequada com consumidores. • Exibitécnica, técnicas de exibição de produtos e arranjos no PDV. • Desenvolvimento de animadores comerciais, visando ampliar a satisfação do consumidor no PDV. PIB: 5,5 % – 6,0 % Inflação: 4,0 %
  14. 14. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO VANTAGENS DO SISTEMA DE VENDA DIRETA: 1. ACESSO FÁCIL E DESCOMPLICADO AO CRÉDITO 2. GRANDE POSSIBILIDADE DE VENDAS EMOCIONAIS 3. MOBILIDADE 4. COMODIDADE AO CONSUMIDOR 5. RELACIONAMENTO
  15. 15. EVOLUÇÃO DOS SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO DE PERFUMARIA E COSMÉTICO

×