Artigo 96 declarando paz aos muçulmanos

166 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
166
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Artigo 96 declarando paz aos muçulmanos

  1. 1. Faculdade Nazarena do Brasil Introdução a Missiologia Orientador: Prof. Steven Hofferbert Equipe D Thiago Welmer
  2. 2. Declarando paz aos muçulmanos Artigo 76 Por Marcos da Silva Amado
  3. 3. Uma força mundial, que não passa despercebida, continua crescendo: o islamismo muçulmano.
  4. 4. Isto vem acontecendo desde o século VII, quando os exércitos dos descendentes de Ismael, inspirados pela vida e palavras de um hábil líder político e religioso chamado Maomé, conquistaram grande parte da Europa, África do Norte, Oriente Médio (incluindo a "Terra Santa") e Ásia.
  5. 5. Porém um acontecimento conseguiu refrear por algum tempo a expansão do islamismo muçulmano: “as cruzadas em nome de Deus”.
  6. 6. Hoje, quando o evangelho é apresentado aos muçulmanos, eles mencionam as barbaridades cometidas pelas Cruzadas.
  7. 7. Essa atitude não passa despercebida aos muçulmanos, que identificam facilmente a mentalidade de "reconquista" e de uma nova "cruzada" em nome de Deus.
  8. 8. Atualmente no ocidente, o islamismo é apresentado como o vilão da história e para uma parte de cristãos, a conversão dos muçulmanos se torna mera estratégia de conquista.
  9. 9. É disseminado temor dos muçulmanos como se todos fossem terroristas e isso faz que esqueçamos que a maioria deles são pessoas comuns, com as mesmas necessidades materiais e espirituais. Assim, acabamos por não lutar contra o verdadeiro inimigo.
  10. 10. Por que o islamismo é visto como sob o controle de Satanás mais que qualquer outra crença ou ideologia? Não serão estes pecados de preconceito e de arrogância?
  11. 11. Até que ponto a nossa práxis missionária está sendo influenciada pelos meios de comunicação, e não por uma reflexão bíblica séria e profunda?
  12. 12. Infelizmente não conseguimos separar o islamismo do muçulmano. Precisamos saber equilibrar amor e verdade.
  13. 13. Não podemos ignorar a realidade da perseguição que os cristãos sofrem em países muçulmanos, porém precisamos do olhar espiritual dessa situação.

×