MAIS
            PROGRAMA




CULTURA                   AUDIOVISUAL


                                                    ...
Seminário
 Juventude e Teledramaturgia
                                                                            DIA 28,...
DIA 29, QUARTA-FEIRA                                             DIA 30, QUINTA-FEIRA

9-12h30     Formatos e recursos nar...
Seminário
Juventude e Teledramaturgia

Palestrantes                                                                       ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminário Juventude e Teledramaturgia

1.748 visualizações

Publicada em

Seminário Juventude e Teledramaturgia

Publicada em: Turismo, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.748
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
45
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário Juventude e Teledramaturgia

  1. 1. MAIS PROGRAMA CULTURA AUDIOVISUAL SEMINÁRIO JUVENTUDE E TELEDRAMATURGIA 28 a 30 de outubro 2008 cinemateca brasileira são paulo PROGRAMA MAIS CULTURA MAIS BRASIL PARA MAIS BRASILEIROS Apoio Realização sociedade amigos da Secretaria de Secretaria Ministério cinemateca Articulação Institucional do Audiovisual da Cultura
  2. 2. Seminário Juventude e Teledramaturgia DIA 28, TERÇA-FEIRA PROGRAMA MAIS CULTURA ropor enfrentar as desigualdades sociais e incorporar ao Abertura P desenvolvimento os milhões de brasileiros excluídos faz com que o Programa Mais Cultura tenha como desafios satisfazer as necessidades materiais, garantir oportunidades e direitos iguais, mas 9h Juca Ferreira – Exmo. Ministro de Estado da Cultura. também ampliar o conceito tradicional de política social para além Silvana Meireles – Secretária de Articulação Institucional do do atendimento das necessidades materiais da população. Ministério da Cultura e Coordenadora Nesse sentido, no campo das políticas públicas, torna-se inegável a Executiva do Programa Mais Cultura. importante contribuição que a política cultural confere à política social como um todo, por sua característica transversal e por sua capacidade Silvio Da-Rin – Secretário do Audiovisual do Ministério de dialogar com os múltiplos contextos sociais brasileiros. Se o da Cultura. desenvolvimento econômico possibilita o bem-estar material de uma nação, é o desenvolvimento cultural que define a sua qualidade. Portanto, Manoel Rangel – Presidente da ANCINE - Agência Nacional o Programa Mais Cultura estrutura-se para cumprir esses desafios. de Cinema. No campo do audiovisual objetiva construir e viabilizar redes Dora Mourão – Presidente da Sociedade Amigos da públicas nacionais de rádio e TV que, por meio de programação e Cinemateca. exibição de conteúdos com densidade cultural e finalidade educativa, cumpram sua finalidade social de geradores e difusores públicos de informação e consciência. Gerar programação diversificada, seja em suas origens em múltiplos pólos de produção, seja na capacidade de tornar-se 11 - 13h Juventude Faixas C, D e E – Perfil, veículo e instrumento de acesso à cultura, com poderes de penetração e Demandas e Imaginário assimilação social. Qualificar a esfera pública, afirmar a cidadania e o direito à informação e valorizar a diversidade por meio da comunicação. PALESTRANTES MAIS CULTURA AUDIOVISUAL Carlos Novaes – Cientista político. PRODUÇÃO DE CONTEÚDOS PARA TV’S PÚBLICAS Regina Novaes – Antropóloga, pesquisadora do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e O Programa Mais Cultura Audiovisual tem por objetivos promover a Tecnológico), tem livros e artigos publicados produção de conteúdos para a televisão voltados à juventude dos sobre a Juventude Contemporânea. segmentos C, D e E da população, e a formação de um amplo circuito de pontos de exibição audiovisual, a serem instalados em áreas de maior Ambar de Barros – Coordenadora do Núcleo Infanto Juvenil vulnerabilidade social do País. da Fundação Padre Anchieta. Articulando a colaboração da Produção Independente e as televisões públicas brasileiras, o Programa Mais Cultura Audiovisual prevê o Fátima Pacheco Jordão – Coordenadora do CULTURA DATA. lançamento de editais públicos de seleção de projetos para a produção de teledramaturgia seriada, além de novos formatos informativos de Cultura. O processo de realização do Programa Mais Cultura Audiovisual é 14 - 18h30 Gêneros narrativos na teledramaturgia estruturado a partir de pesquisas e seminários de acompanhamento, A importância do gênero na relação com o público. Os quatro onde pesquisadores, gestores públicos e profissionais da televisão gêneros do drama: comédia, tragédia, farsa e melodrama e brasileira são convidados a debater, junto aos técnicos do Ministério da suas aplicações em obras seriadas. A importância dos Cultura, com o objetivo de gerar o acúmulo crítico necessário para a subgêneros. Séries de Sci Fi. Séries de Terror. O tema do formatação dos editais públicos de seleção. fantástico. O drama policial. A mistura de gêneros. O SEMINÁRIO PALESTRANTES No período de 28 a 30 de outubro de 2008, será realizado na Alfredo Manevy – Secretário Executivo do Ministério da Cinemateca Brasileira, em São Paulo, o Seminário Juventude e Cultura. Foi editor da Revista Sinopse e Teledramaturgia. A programação desenvolverá o debate sobre temas ligados à criação e a produção de teledramaturgia (gêneros narrativos, é doutor pela ECA - USP, com tese sobre formatos e desenhos criativos de produção, modelos de negócio) tendo os gêneros cinematográficos. por base o perfil sócio-cultural da juventude dos segmentos C, D e E da Ricardo Tiezzi – Roteirista chefe da sitcom quot;Mano a Mano, população brasileira. colaborador da série quot;Mothernquot;/GNT, membro O seminário reunirá importantes profissionais das áreas de pesquisa, do núcleo da telenovela juvenil quot;Malhaçãoquot;/ realizadores, roteiristas, produtores e programadores de televisão, dos TV Globo. campos público e privado.
  3. 3. DIA 29, QUARTA-FEIRA DIA 30, QUINTA-FEIRA 9-12h30 Formatos e recursos narrativos 9-12h30 Desenho Criativo de teledramaturgia Processo de criação e produção para obra seriada. A importância Os formatos básicos de teledramaturgia e suas características: do conceito na dinâmica criativa. A montagem da equipe a série dramática, a sitcom, a série cômica, a telenovela. e o acompanhamento executivo. A relação entre produção A ruptura dos formatos. A curva longa e a curva do episódio. independente e redes de televisão. O papel e a função do Séries de plot e séries de personagem. Exemplos de comission edicting. procedimentos narrativos das séries. PALESTRANTES PALESTRANTES Elisabeta Zenatti – Diretora Geral de Programação e Artístico Marcílio Moraes – Autor de telenovelas e séries na TV Record. da TV BANDEIRANTES. Presidente da Associação de Roteiristas. Roberto D'Avila – Diretor de conteúdo da produtora Roberto Moreira – Professor da ECA - USP e Cineasta. Moonshot Pictures e diretor da FICs, Em televisão dirigiu quot;Cidade dos Homensquot; empresa especializada na criação de e quot;Antôniaquot;. universos multiplataforma. Para televisão produziu o reality show “Brazil's Leandro Saraiva – Gerente de Conteúdo Colaborativo da TV Next Top Model”, (Sony Entertainment Brasil. Autor do quot;Manual de Roteiroquot; - Television), criou e dirigiu o seriado Conrad editora - e roterista de quot;Cidade “9 mm - São Paulo” (Fox). dos Homensquot;. Gil Ribeiro – Diretor geral da MIXER/ São Paulo. 14-18h30 Teledramaturgia e multiplataformas A teledramaturgia no ambiente digital. Processos de criação 14-18h30 Mais Cultura Audiovisual – Estratégias para conteúdos multiplataformas. Os produtos para internet de Fomento à produção de conteúdos e celular. O uso de mídias tradicionais. Como uma mídia pode Pressupostos adotados pelo Programa Mais Cultura Audiovisual. catalisar a outra. O registro e a exibição do processo gerando As linhas de desenvolvimento do edital público de seleção de novos produtos. Análise de casos concretos. projetos para produção de teledramaturgia seriada. Expectativas sobre o papel da produção independente e da TV pública no PALESTRANTES processo de realização. Newton Cannito – Roteirista e diretor de cinema e televisão. PALESTRANTES Para a televisão escreveu os seriados quot;Cidade dos Homensquot; (Globo) e Mario Borgneth – Diretor e produtor executivo. Coordenador quot;9mm - São Pauloquot; (Fox). É autor do executivo do Programa Mais Cultura quot;Manual de Roteiroquot; (Conrad) e diretor Audiovisual. da FICs, empresa especializada na criação de universos multiplataforma. Maurício Hirata – Coordenador de TV e novas mídias do Ministério da Cultura Orlando Senna – Cineasta e roteirista, presidente da TAL - Television America Latina. Paulo de Barros – Co-Diretor do Programa Retrato Celular 18h30 Encerramento da GNT. Local: CINEMATECA BRASILEIRA Largo Senador Raul Cardoso, 207 Vila Mariana - SP 11-3853-3369
  4. 4. Seminário Juventude e Teledramaturgia Palestrantes TV’s Públicas Carlos Novaes TV ALDEIA RIO BRANCO/AC Regina Novaes Ambar de Barros TVE – MACEIÓ/AL Fátima Pacheco Jordão INSTITUTO ZUMBI DOS PALMARES Alfredo Manevy Ricardo Tiezzi TV CULTURA – MANAUS/AM Marcílio Moraes FUNDAÇÃO TELEVISÃO E RÁDIO CULTURA DO AMAZONAS Roberto Moreira Leandro Saraiva INSTITUTO DE RADIODIFUSÃO EDUCATIVA DA BAHIA – IRDEB Newton Cannito FUNDAÇÃO DE TELEDUCAÇÃO DO CEARÁ – FUNTELC Orlando Senna Paulo de Barros TV BRASIL - EBC - EMPRESA BRASIL DE COMUNICAÇÃO Elisabeta Zenatti RÁDIO E TELEVISÃO ESPÍRITO SANTO Roberto D'Avila CENTRO CULTURAL CARMÉLIA N. SOUZA Gil Ribeiro Mario Borgneth FUNDAÇÃO JORNALISTA LUIZ CHAGAS DE RÁDIO E TELEVISÃO EDUCATIVA – FERTEL/MS Maurício Hirata FUNDAÇÃO TV MINAS CULTURAL E EDUCATIVA Programa Mais Cultura FUNDAÇÃO DE TELECOMUNICAÇÕES DO PARÁ Silvana Meireles – Secretária de Articulação Institucional RÁDIO E TELEVISÃO EDUCATIVA DO PARANÁ do Ministério da Cultura e Coordenadora Executiva do Programa Mais Cultura TV UNIVERSITÁRIA – RECIFE/PE silvana.meireles@minc.gov.br TV UNIVERSITÁRIA/RN Programa Mais Cultura Audiovisual FUNNDAÇÃO CULTURAL PIRATINI – RÁDIO E TELEVISÃO Mario Borgneth – Coordenador Executivo mborgneth@globo.com TV CULTURA - FUNDAÇÃO PADRE ANCHIETA Vinicius Pacheco (Nikima) – Produtor Executivo nikima@nikima.net FUNDAÇÃO CATARINENSE DE DIFUSÃO EDUCATIVA E CULTURAL JERÔNIMO COELHO Luciano Oliveira – Secretario anjos.oliveira@gmail.com TV APERIPÊ – ARACAJU/SE REDESAT - TV PALMAS E RÁDIO PALMAS Secretaria do Audiovisual - Ministério da Cultura Silvio Da-Rin – Secretário do Audiovisual ABEPEC Paulo Alcoforado – Diretor de Audiovisual Associação das Emissoras Públicas, Educativas e Culturais Maurício Hirata – Coordenador de TV e Novas Mídias www.abepec.com PROGRAMA MAIS CULTURA MAIS BRASIL PARA MAIS BRASILEIROS

×