Planejamento orçamentário

295 visualizações

Publicada em

Planejamento orçamentário

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
295
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planejamento orçamentário

  1. 1. 1
  2. 2. 2 • O orçamento é a expressão de um plano de ação futuro da administração para um determinado período. Ele pode abranger aspectos financeiros e não-financeiros desses planos e funciona como um projeto para a empresa seguir no período vindouro (Horngren et. al., 1997). CONCEITOS E OBJETIVOS • Orçamento é um plano administrativo abrangendo todas as fases das operações para um período futuro definido (Welsch, 1973). • Orçamento é um instrumento de ação, elemento motor que auxilia a orientar o processo de tomada de decisão da empresa (Zdanowicz, 1983).
  3. 3. 3 PLANEJAR CONTROLAR EXECUTAR O orçamento materializa os planos (planejar) sob a forma de valores. A execução do orçamento contribui para assegurar a eficácia da organização e o comando que vai possibilitar a difusão dos planos. Isto serve para coordenar as diversas unidades da empresa, motivando e avaliando os gestores e empregados. O orçamento é um meio eficaz de efetuar a continuação dos planos. Ele fornece as medidas para avaliar a performance da empresa. Ele permite acompanhar a estratégia, verificar seu grau de êxito e em caso de necessidade, tomar ação corretiva.
  4. 4. 4 O orçamento deve permitir: ∀•        Precisar os objetivos seguintes da organização; ∀•        Elaborar os planos a curto prazo; ∀•        Estimar os recursos associados aos planos; ∀•        Estabelecer um plano de investimento; ∀•        Desenvolver um plano de produção; ∀•        Planejar as compras; ∀•        Prever a necessidade de MOD e prepará-la; ∀•        Ajustar o orçamento de produção; ∀•        Estabelecer os orçamentos financeiros; ∀•        Ajustar o orçamento global.
  5. 5. 5 O processo orçamentário também deve permitir: •      Assegurar o prosseguimento dos planos; ∀•      Mensurar periodicamente em que medida os objetivos estão sendo atingidos; ∀•      Analisar a economia, a eficiência e a eficácia dos gestores; ∀•      Intervir para ratificar os planos; Reavaliar os objetivos e a estratégia da organização.
  6. 6. 6 Decisão Gerencial • Construir Conhecimento • Comunicar Conhecimento • Plano Decisão de Controle • Direcionar ações e decisões • Medidas de desempenho ORÇAMENTOORÇAMENTO FUNÇÕES
  7. 7. 7 As empresas bem administradas normalmente têm o seguinte ciclo orçamentário: » Planejamento do desempenho da empresa como um todo, assim como as respectivas subunidades. Todos os gestores concordam com o que é esperado deles. » Estabelecimento de um parâmetro de referência, isto é, um conjunto de expectativas específicas com relação às quais os resultados reais possam ser comparados. » Análise das variações dos planos, seguida, se necessário, das respectivas ações corretivas. » Replanejamento, levando em consideração o feedback e a mudança das condições. CICLO ORÇAMENTÁRIO
  8. 8. 8 CICLO ORÇAMENTÁRIO O período de orçamento deve ser o tempo necessário para prover uma meta atingível em condições normais. Idealmente, o período de tempo deve minimizar o impacto de flutuações sazonais ou cíclicas. Por outro lado, o período de orçamento não deve ser longo demais que inviabiliza estimativas realistas. O período de orçamento mais comum em empresas brasileiras é de um ano. Esse orçamento anual também pode ter ajustes mensais, trimestrais ou semestrais ou acréscimo do mesmo período acabado no futuro.
  9. 9. 9 ORÇAMENTOS ESPECÍFICOS O orçamento geral de uma empresa industrial é formado basicamente pelos seguintes orçamentos específicos: a. orçamento de vendas; b. orçamento de produção; c. orçamento de matérias-primas; d. orçamento de mão-de-obra direta; e. orçamento de custos indiretos de fabricação; f. orçamento de custo de produção; g. orçamento de despesas gerais, administrativas e de vendas; h. orçamento de investimentos (capital); i. orçamento de aplicações financeiras e financiamentos; j. orçamento de caixa; k. orçamento de resultado.
  10. 10. 10
  11. 11. 11 ORÇAMENTO E OS CENTROS DE RESPONSABILIDADE Para atingir as metas prescritas no orçamento geral, uma empresa deve coordenar os esforços de todos os seus empregados. Na implementação do orçamento é necessário atribuir responsabilidades. Para tanto, os objetivos e as metas são atribuídas através de centros de responsabilidade.
  12. 12. 12 Condições para Implementação Estrutura organizacionalEstrutura organizacional • níveis hierárquicos existentes; • interdependência dos orgãos subordinados; • linhas de comunicação ascendentes e descendentes; • delegação de autoridade e cobrança de responsabilidade. • níveis hierárquicos existentes; • interdependência dos orgãos subordinados; • linhas de comunicação ascendentes e descendentes; • delegação de autoridade e cobrança de responsabilidade. Contabilidade aberta e informatizada Contabilidade aberta e informatizada • voltada para o aspecto gerencial; • possibilitar o controle orçamentário; • atender além dos aspectos gerenciais, os legais, acionistas, etc. • voltada para o aspecto gerencial; • possibilitar o controle orçamentário; • atender além dos aspectos gerenciais, os legais, acionistas, etc. Os objetivos operacionaisOs objetivos operacionais • Taxa interna de retorno; • Participação no mercado global; • O controle ambiental; • A maximização do lucro, etc. • Taxa interna de retorno; • Participação no mercado global; • O controle ambiental; • A maximização do lucro, etc. Análise dos fatores macroeconômicos Análise dos fatores macroeconômicos • situação geral da economia; • tendência da politica governamental; • evolução do setor em que atua a empresa; • evolução da taxa de inflação; • evolução do real em relação ao dólar; • mercado de trabalho; • tendência dos preços do produtos, tendências da MP (preços, qualidade, riscos de fornecimento); • taxa de juros, entre outras. • situação geral da economia; • tendência da politica governamental; • evolução do setor em que atua a empresa; • evolução da taxa de inflação; • evolução do real em relação ao dólar; • mercado de trabalho; • tendência dos preços do produtos, tendências da MP (preços, qualidade, riscos de fornecimento); • taxa de juros, entre outras.
  13. 13. 13 O orçamento é uma característica principal da maioria dos sistemas de controle. Quando se gerencia corretamente o orçamento, ele: VANTAGENS DO ORÇAMENTO • Estabelecimento de metas claras e desafiadoras para uma utilização mais inteligente dos recursos e maximização das oportunidades de ganhos; • compartilhamento da responsabilidade; • criação de uma base histórica de informações; • indicadores de desempenho simples e acessíveis; • rápida identificação de desvios em relação as metas possibilitando ajustes em tempo; • proporciona uma visão sistêmica das operações, identificando e eliminando as restrições e gargalos, gerando maior eficiência, eficácia e economia as operações.
  14. 14. 14 • Os orçamentos baseiam-se em estimativas, estando sujeitos a erros maiores ou menores, segundo a sofisticação do processo de estimação; • o plano de resultados, por si só, não garantem o resultado projetado, deve ser continuamente monitorado e adaptado as circunstâncias; • custo de implantação e manutenção do sistema não permite sua utilização plena por todas as empresas; • os atrasos na emissão de dados realizados prejudicam significativamente a implementação de ajustes em tempo hábil; • as dificuldades de implementação de ajustes geram desconfianças em relação a resultados projetados; • quando existe alta volatilidade das variáveis econômicas e financeiras, os resultados projetados sofrem distorções. LIMITAÇÕES DO ORÇAMENTO
  15. 15. 15 Beyond Budgeting Beyond Budgeting Orçamento por Atividades Orçamento por Atividades Orçamento Flexível Orçamento Flexível Orçamento de Base Zero Orçamento de Base Zero Orçamento Contínuo Orçamento Contínuo Orçamento Empresarial Projeção dos recursos baseado na estrutura organizacional e acompanhamento pelos departamentos. Orçamento Empresarial Projeção dos recursos baseado na estrutura organizacional e acompanhamento pelos departamentos. Renovação do período concluído e acréscimo do mesmo período no futuro. Projeção dos recursos baseada em pacotes de decisão da estaca zero e com justificativa para todos os novos gastos. Projeção dos recursos para vários níveis de atividade. Projeção dos recursos nas atividades por meio de direciona- dores de custos. Projeção dos recursos de forma descentralizada e flexível, guiado por um conjunto de princípios. EVOLUÇÃO DOS PROCESSOS ORÇAMENTÁRIOS 1919 1970 1980 2000 2.9 PROCESSOS ORÇAMENTÁRIOS

×