Fernando Carvalho Tabone              Nº USP: 6805440ANÁLISE DO CASO HYUNDAI VS KIA                       Trabralho da dis...
Análise do caso Hyundai vs Kia      A Kia Motors do Brasil divulgou, dia 25 de agosto de 2009, uma notadenunciando o uso i...
denegrir a imagem da concorrência.      Segundo o próprio código, no Capítulo V, Infrações e Penalidades, Artigo50, por de...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Análise do caso Hyundai vs Kia

1.208 visualizações

Publicada em

Trabalho apresentando na disciplina de Ética e Legislação, ministrada pelo Profº Dr. Leandro Leonardo Batista, na Escola de Comunicações e Artes da USP, durante o segundo semestre de 2009.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.208
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Análise do caso Hyundai vs Kia

  1. 1. Fernando Carvalho Tabone Nº USP: 6805440ANÁLISE DO CASO HYUNDAI VS KIA Trabralho da disciplina Ética e Legislação, Curso de Publicidade e Propaganda, Departamento de Relações Públicas, Propaganda e Turísmo, Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo. Prof.º Leandro Leonardo Batista São Paulo Setembro/2009
  2. 2. Análise do caso Hyundai vs Kia A Kia Motors do Brasil divulgou, dia 25 de agosto de 2009, uma notadenunciando o uso indevido de informações de vendas globais por parte daHyundai Caoa Brasil. Recentemente, a agência Automotive News divulgou que ogrupo Hyundai-Kia ultrapassou a Ford em número de vendas no mundo, tornando-se a 4ª maior montadora mundial. A Hyundai e a Kia fazem parte de um únicogrupo de montadoras na Coréia do Sul, o grupo Hyundai-Kia Motors AutomotiveGroup, porém aqui no Brasil, as montadoras atuam de formas independentes, setornando concorrentes no mercado brasileiro. Diante desse quadro, a Kia alegaque a Hyundai manipulou a seu favor a informação de 4ª maior montadoramundial em certos anúncios ao dizer que ela, Hyundai, teria alcançado sozinha o4º lugar no ranking de maiores montadoras do mundo, superando a Ford, semmencionar a contribuição da Kia quando os dados estatísticos mencionados levamem consideração o Grupo formado pelas duas montadoras, ou seja, omitindo aparticipação da Kia. Ao analisarmos o caso descrito de acordo com o Código Brasileiro deAutorregulamentação Publicitária do CONAR, a Hyundai estaria infringindo osseguintes artigos do código: Seção 3, Honestidade, Artigo 23; ao explorar a falta de conhecimento do consumidor em relação ao verdadeiro dado estatístico. Seção 5, Apresentação Verdadeira, Artigo 27, §2 – Alegações; por comparação indevida com a concorrência. Seção 5, Apresentação Verdadeira, Artigo 27, §7º - Pesquisas e Estatísticas; ao levar o consumidor a conclusões distorcidas em relação ao dado estático original. Seção 7, Propaganda Comparativa, Artigo 32; em razão da má utilização de propaganda comparativa, quando o anúncio acaba por não esclarecer o consumidor totalmente, gerar confusão entre empresas concorrentes e
  3. 3. denegrir a imagem da concorrência. Segundo o próprio código, no Capítulo V, Infrações e Penalidades, Artigo50, por desrespeitar o código, a Hyundai estaria sujeita as seguintes penalidades: a. advertência; b. recomendação de alteração ou correção do Anúncio; c. recomendação aos Veículos no sentido de que sustem a divulgação do anúncio; d. divulgação da posição do CONAR com relação ao Anunciante, à Agência; c. recomendação aos Veículos no sentido de que sustem a divulgação do anúncio; e. ao Veículo, através de Veículos de comunicação, em face do não- acatamento das medidas e providências preconizadas. Cabendo ao Conselho de Ética do CONAR apreciar e julgar as infrações epenalidades a serem consideradas.BibliografiaCódigo Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária do CONAR, Disponível em:<http://www.conar.org.br/>. Acesso em 07/08/2009.ISHIKAWA, Marcio. “Kia denuncia anuncio da Hyundai”, 2009. Disponível em:<http://quatrorodas.abril.com.br/noticias/190941_p.shtml>. Acesso em 07/08/2009.ISHIKAWA, Marcio. “Kia registra queixa contra Hyundai no Conar”, 2009.Disponível em: <http://quatrorodas.abril.com.br/noticias/151968_p.shtml>. Acessoem 07/08/2009.

×