Origens do Cubismo Final do séc. XIX e início do  séc. XX: descoberta da arte africana, micronésia e  nativo-americana;
Origens do Cubismo 1907: Les Demoiselles d’Avignon;  Pintura revolucionária;  Inspirada em Cézanne e Ingres; “Cubismo”: ...
Origens do Cubismo      1908: Cézanne comoinspiração para    as obras de        Picasso  e Braque que  deram formaao movi...
Pablo Picasso,                           House in a Garden, 1908Georges Braque,House at L’Estaque, 1908
Origens do Cubismo Inspiração na ciência para a produção cubista: perspectiva não-linear; 1908 a 1914: patrocínio de Kah...
O grande mestre Picasso
Picasso Pablo Ruiz Picasso nasceu em  Málaga em 25 de outubro de 1881, filho do professor de arte  dom José Ruiz Blasco (...
Pablo Ruiz PicassoPicasso - Auto-retrato com a paleta namão – 1906
Picasso Criou em 1907 a tela  Lês Demoiselles d’Avignon, que  é definido como o quadro que  revolucionou a história da ar...
Ingres – Banho turco – 1862Bronzino – Alegoria do triunfo de VênusSéc XVI
Picasso         Outra inovação  decorrente do cubismo foi a utilização de novas     técnicas em algumas  obras a partir d...
Picasso Picasso pintou em 1937  durante a Guerra Civil Espanhola uma  tela de 351 x 782,5 cm que o consagraria de fato co...
Picasso “Quando eu era criança  minha mão dizia: ‘Se te fazes soldado,  chegarás a general; se te fazes cura, chegarás a ...
Mestres e Diluidores
Definições segundo Ezra Pound Inventores; Mestres; Diluidores; Bons escritores sem qualidades salientes; Beletristas;...
Mestre Georges Braque (1882-1963) Início fauvismo Georges Braque, The Port of La Ciotat, 1907,        National Gallery o...
Paideuma Cubista        Georges Braque, Harbour in Normandy, 1909,                              Art Institute, Chicago.
Georges Braque, Violin and Pitcher, 1910,Kunstmuseum, Basel.
Georges Braque, Violin and Pipe: Le Quotidien, 1913-14,Musée National dArt Moderne, Paris.
[cubismo.wmv]
Beletristas e Diluidores                                            Jean Metzinger, Dancer in Café, 1912, Albright Knox   ...
Cubismo na Literatura
Cubismo na Literatura Ínicio: Os Pintores Cubistas,  de Guillaume Apollinaire (1913); Supressão da continuidade cronológ...
Guillaume Apollinaire Simpatizante do Futurismo: Fascínio  pelas máquinas, pela velocidade, pela tecnologia da época e pe...
Gertrude Stein Grande apreciadora da arte moderna; Permanência: “nada muda de uma geração para outra exceto a  maneira d...
Gertrude SteinOs Pombos“Pombos sobre a relva, eia!Pombos sobre a relva, eia!Relva curta mais longa, mais longa, mais longa...
Gertrude Stein “Ser não é relembrar”; Obras: O Modo de Ser dos Americanos (1906-1908); Três Vidas  (1909); O Que É a Lit...
He he he he and he and he and and he and he and he         Three.      and and as and                                     ...
Cubismo na Arte Contemporânea
Pop Art Robert Rauschenberg, 1962
Pop Art David Hockney, 1982
Vik Muniz            Vik Muniz, Narcissus, after Caravaggio,            from Pictures of Junk series, 2005
Bernie Stephanus     Bernie Stephanus,      Número 32, 2000
Pierre Robin               Pierre Robin,               Parfums, 1998
Beatriz Milhazes       Beatriz Milhazes,     Bala de Leite, 2005
Cubismo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cubismo

5.270 visualizações

Publicada em

Trabalho apresentando na disciplina de Estética em Publicidade, ministrada pelo Profº Emerson Nascimento, na Escola de Comunicações e Artes da USP, durante o primeiro semestre de 2009.

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.270
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
255
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cubismo

  1. 1. Origens do Cubismo Final do séc. XIX e início do séc. XX: descoberta da arte africana, micronésia e nativo-americana;
  2. 2. Origens do Cubismo 1907: Les Demoiselles d’Avignon; Pintura revolucionária; Inspirada em Cézanne e Ingres; “Cubismo”: termo derivado do comentário de Vauxcelles numa exposição em 1909.
  3. 3. Origens do Cubismo  1908: Cézanne comoinspiração para as obras de Picasso e Braque que deram formaao movimento; Cézanne, Rocky Landscape at Aix, 1887.
  4. 4. Pablo Picasso, House in a Garden, 1908Georges Braque,House at L’Estaque, 1908
  5. 5. Origens do Cubismo Inspiração na ciência para a produção cubista: perspectiva não-linear; 1908 a 1914: patrocínio de Kahnweiler a Picasso e outros artistas, evolução do cubismo; Primeira Guerra Mundial: afastamento de Picasso e Braque. Enfraquecimento do movimento.
  6. 6. O grande mestre Picasso
  7. 7. Picasso Pablo Ruiz Picasso nasceu em Málaga em 25 de outubro de 1881, filho do professor de arte dom José Ruiz Blasco (1838-1913) e Maria Picasso López (1855-1939); Estudou aos 14 na Escola de Belas artes de La Llotja; Pablo conviveu dês da infância com escultores, poetas e pintores, suas obras sempre foram frutos de profundos estudos e do acúmulo de experiência; Durante a vida se relacionou com muitas mulheres e passou pro diversas fases que de certa forma influenciavam nas suas obras. Viveu períodos desde períodos depressivos a períodos de euforia.
  8. 8. Pablo Ruiz PicassoPicasso - Auto-retrato com a paleta namão – 1906
  9. 9. Picasso Criou em 1907 a tela Lês Demoiselles d’Avignon, que é definido como o quadro que revolucionou a história da arte. Seu geometrismo e suas deformações inauguraram o cubismo. Les Demoiselles dAvignon do Picasso, 1907.
  10. 10. Ingres – Banho turco – 1862Bronzino – Alegoria do triunfo de VênusSéc XVI
  11. 11. Picasso  Outra inovação decorrente do cubismo foi a utilização de novas técnicas em algumas obras a partir de 1912, como o uso de verniz,laca industrial, colagem, recortes, pinceladas com brocha grossa, entre outras, que davam as telas uma Picasso – natureza morta com cadeira de palha, qualidade até mesmo de 1912 escultural.
  12. 12. Picasso Picasso pintou em 1937 durante a Guerra Civil Espanhola uma tela de 351 x 782,5 cm que o consagraria de fato como um dos pintores mais importantes do século. Picasso – Guernica, de 1937
  13. 13. Picasso “Quando eu era criança minha mão dizia: ‘Se te fazes soldado, chegarás a general; se te fazes cura, chegarás a papa... ’. Eu queria ser pintor e cheguei a Picasso.” Pablo Ruiz Picasso
  14. 14. Mestres e Diluidores
  15. 15. Definições segundo Ezra Pound Inventores; Mestres; Diluidores; Bons escritores sem qualidades salientes; Beletristas; Lançadores de moda. Les Demoiselles dAvignon do Picasso, 1907.
  16. 16. Mestre Georges Braque (1882-1963) Início fauvismo Georges Braque, The Port of La Ciotat, 1907, National Gallery of Art, Washington.
  17. 17. Paideuma Cubista Georges Braque, Harbour in Normandy, 1909, Art Institute, Chicago.
  18. 18. Georges Braque, Violin and Pitcher, 1910,Kunstmuseum, Basel.
  19. 19. Georges Braque, Violin and Pipe: Le Quotidien, 1913-14,Musée National dArt Moderne, Paris.
  20. 20. [cubismo.wmv]
  21. 21. Beletristas e Diluidores Jean Metzinger, Dancer in Café, 1912, Albright Knox Art Gallery, Buffalo.Gino Severini, Dynamic Hieroglyph of the Bal Tabarin,1912, Museum of Moderna Art, New York.
  22. 22. Cubismo na Literatura
  23. 23. Cubismo na Literatura Ínicio: Os Pintores Cubistas, de Guillaume Apollinaire (1913); Supressão da continuidade cronológica, misturando presente e passado; Valorização do humor; Influência de paisagens exóticas, visões rápidas, viagens; Transformação da realidade.
  24. 24. Guillaume Apollinaire Simpatizante do Futurismo: Fascínio pelas máquinas, pela velocidade, pela tecnologia da época e pela guerra; Um dos consolidadores e teóricos do Cubismo; “Trânsito” entre prosa (fábula) e poesia (lírica); o que importa é a matéria que o mundo lhe fornece; Fabulação da lírica: invenção de histórias e frases soltas ou diálogos, recontagem de histórias, recheando-as de mitos e lendas; tempo fragmentado; Obras: Alcoóis, (1913); Caligramas, (1918).
  25. 25. Gertrude Stein Grande apreciadora da arte moderna; Permanência: “nada muda de uma geração para outra exceto a maneira de ver e de ser visto”; “imediatismo apresentativo”: a coisa vista no momento em que é vista; Abstração das palavras; Equilíbrio de movimento e forma: repetições.
  26. 26. Gertrude SteinOs Pombos“Pombos sobre a relva, eia!Pombos sobre a relva, eia!Relva curta mais longa, mais longa, mais longa, mais curtarelva amarelecida. Pombos grandes pombos sobrea mais curta mais longa relva amarelecida, Oh!pombos sobre a relva.Se eles não fossem pombos que seriam deles.” (STEIN, Gertrude. Quatro Santos em Três Atos)
  27. 27. Gertrude Stein “Ser não é relembrar”; Obras: O Modo de Ser dos Americanos (1906-1908); Três Vidas (1909); O Que É a Literatura Inglesa? (1935) .
  28. 28. He he he he and he and he and and he and he and he Three. and and as and The land.as he and as he and he. Three.He is and as he is, and as he is and he is, he is and as The land. he and he and Two.as he is and he and he and and he and he. I land.Can curls rob can curls quote, quotable. One.As presently. I land.As exactitude. Two.As trains. I land.Has trains. As a so.Has trains. They cannot.As trains. A note.As trains. They cannot.Presently. A float.Proportions. They cannot.Presently. They dote.As proportions as presently. They cannot.Father and farther. They as denote.Was the king or room. Miracles play.Farther and whether. Play fairly.Was there was there was there what was there was Play fairly well. there what was there was there there was there A well.Whether and in there As well.As even say so. As or as presently.One. Let me recite what history teaches. History teaches.I land.Two. (1923) Fragmento do texto de Gertrud Stein "Se Eu Contasse a Ele. Um Retrato Completado de Picasso" (TraduçãoI land. Susana Moraes)Three.The land. in CALCANHOTTO, Adriana. A Fábrica do Poema, Sony-BMG, 1994
  29. 29. Cubismo na Arte Contemporânea
  30. 30. Pop Art Robert Rauschenberg, 1962
  31. 31. Pop Art David Hockney, 1982
  32. 32. Vik Muniz Vik Muniz, Narcissus, after Caravaggio, from Pictures of Junk series, 2005
  33. 33. Bernie Stephanus Bernie Stephanus, Número 32, 2000
  34. 34. Pierre Robin Pierre Robin, Parfums, 1998
  35. 35. Beatriz Milhazes Beatriz Milhazes, Bala de Leite, 2005

×