MissãoMissãoMissãoMissão
 Ouvir a sociedade nas suas diferentes instâncias, especialmente
do segmento de idosos e das pes...
O Q FizemosO Q FizemosO Q FizemosO Q Fizemos
 Mais de 8 anos de dedicação, 98ª Audiências públicas; sendo 2
extraordinári...
44
5
--ACESSIBILIDADE ARQUITETÔNICA EACESSIBILIDADE ARQUITETÔNICA EQQ
URBANÍSTICA: POSSIBILIDADE OUURBANÍSTICA: POSSIBILIDADE O...
ACESSIBILIDADEACESSIBILIDADE –– CondiçãoCondição paraparaACESSIBILIDADEACESSIBILIDADE CondiçãoCondição parapara
utilização...
 BarreiraBarreira –– QualquerQualquer entraveentrave ouou
b tá lb tá l li itli it iiobstáculoobstáculo queque limitelimi...
No meio do caminho.......No meio do caminho.......
No meio do caminho tinha uma pedraNo meio do caminho tinha uma pedra
Ti...
TTIPOSIPOS DEDE BBARREIRASARREIRAS
SSEGUNDOEGUNDO AA NNORMAORMA
 BarreiraBarreira urbanísticaurbanística BarreiraBarre...
MundoMundo Perto dePerto de 15%15% PCDsPCDs 1Bi1BiMundoMundo Perto dePerto de 15%15% PCDsPCDs –– 1Bi1Bi
IBGE 2010IBGE 2010...
BRASILBRASIL -- PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM 2010PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM 2010
DEFICIÊNCIA VISUAL – 35.791.488
NÃO CONSEGU...
A militância coletiva pelaA militância coletiva pelaA militância coletiva pelaA militância coletiva pela
urbanidade e pelo...
URBANIDADEURBANIDADE ÉÉ SENSOSENSO DEDE COCO--URBANIDADEURBANIDADE ÉÉ SENSOSENSO DEDE COCO
RESPONSABILIDADE,RESPONSABI...
15
2014 d 20 il f
15
2014 perto de 20 mil fotos
SSEGMENTAÇÃOEGMENTAÇÃO DASDAS BBARREIRASARREIRAS
BBARREIRASARREIRAS QQUANTOUANTO AA TTIPOLOGIAIPOLOGIA –– AARTIFICIAISRTIF...
CIDADE ACESSÍVELCIDADE ACESSÍVELCIDADE ACESSÍVELCIDADE ACESSÍVEL
1717
PPERTOERTO DEDE 100 APRESENTAÇÕES100 APRESENTAÇÕES
SemináriosSeminários
Regionais
1818
1919
2020
AA CCOPAOPA EE ASAS BBARREIRASARREIRAS
 DasDas edificaçõesedificações perenesperenes ee provisóriosprovisórios
DosDos el...
AA CCOPAOPA EE ASAS BBARREIRASARREIRAS
ÓÓOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIO
 OsOs problemasproblemas nono contextocontextopp
quais...
FerramentasFerramentas técnicastécnicas,, legalega
i tit i ii tit i i i ii i di í idi í iinstitucionaisinstitucionais ee s...
OBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIO
AA CCOPAOPA EE ASAS BBARREIRASARREIRAS
QuaisQuais osos principaisprinci...
OBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIO
AA CCOPAOPA EE ASAS BBARREIRASARREIRAS
 OO panoramapanorama dasdas ruas...
OBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIO
AA CCOPAOPA EE ASAS BBARREIRASARREIRAS
 FANFESTFANFEST -- OO padrãopadr...
2727
2828
2929
3030
3131
3232
3333
3434
3535
3636
3737
3838
ACESSO A LOJA FIFA
3939
4040
4141
4242
4343
4444
4545
4646
4747
4848
4949
5050
5151
5252
5353
5454
5555
5656
5757
5858
5959
6060
6161
6262
6363
6464
6565
6666
6767
6868
6969
7070
7171
7272
7373
7474
7575
7676
7777
OBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIO
AA CCOPAOPA EE ASAS BBARREIRASARREIRAS
 AA seguirseguir consideraçõesco...
Twitter: FID_Brazil
forum fid@gmail comforum.fid@gmail.com
7979
96ª Audiência do FID - Apresentação ACESSIBILIDADE e a COPA da FIFA
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

96ª Audiência do FID - Apresentação ACESSIBILIDADE e a COPA da FIFA

436 visualizações

Publicada em

Apresentação A COPA DA FIFA EM FORTALEZA; A ACESSIBILIDADE AO EVENTO E AOS EQUIPAMENTOS – PROBLEMAS E INDICATIVOS DE SOLUÇÕES na 96ª Audiência do FID

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
436
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

96ª Audiência do FID - Apresentação ACESSIBILIDADE e a COPA da FIFA

  1. 1. MissãoMissãoMissãoMissão  Ouvir a sociedade nas suas diferentes instâncias, especialmente do segmento de idosos e das pessoas com deficiências,do segmento de idosos e das pessoas com deficiências, indicando as fontes de solução e fomentando a abertura de caminhos dentro da legalidade, da ética e dos direitos humanos; promovendo para isso alianças com o poder público no âmbitopromovendo para isso alianças com o poder público no âmbito federal, estadual e municipal; com entidades de classe e de profissionais, com movimentos sociais e com a sociedade civil – t d í l i t i l i h d dif di d õe outras de nível internacional; encaminhando e difundindo ações de ajustamento de conduta, judiciais (ações civis públicas) e sensibilização e conscientização no mais amplo espectro da 2 sociedade. 2
  2. 2. O Q FizemosO Q FizemosO Q FizemosO Q Fizemos  Mais de 8 anos de dedicação, 98ª Audiências públicas; sendo 2 extraordinárias; oitivas de centenas de demandas, inúmerosextraordinárias; oitivas de centenas de demandas, inúmeros TACs, laudos de acessibilidade e recomendações; obras públicas adaptadas em função das suas iniciativas; proposições de adequação de leis ao legislativo; indução de políticas públicas;adequação de leis ao legislativo; indução de políticas públicas; iniciativas de sensibilização e de conscientização através de palestras, da participação com apresentação de trabalhos em i á i i i i t d i i i d t dseminários municipais, estaduais e nacionais e de eventos de cunho artístico, cultural e de integração desenvolvidas diretamente e voluntariamente pelos seus membros e 3 representantes do FID em função dos segmentos que atende. 3
  3. 3. 44
  4. 4. 5
  5. 5. --ACESSIBILIDADE ARQUITETÔNICA EACESSIBILIDADE ARQUITETÔNICA EQQ URBANÍSTICA: POSSIBILIDADE OUURBANÍSTICA: POSSIBILIDADE OU UTOPIA ?UTOPIA ?UTOPIA ?UTOPIA ? OBSERVATÓRIO DAOBSERVATÓRIO DA 6 OBSERVATÓRIO DAOBSERVATÓRIO DA ACESSIBILIDADEACESSIBILIDADE 6 ACESSIBILIDADEACESSIBILIDADE
  6. 6. ACESSIBILIDADEACESSIBILIDADE –– CondiçãoCondição paraparaACESSIBILIDADEACESSIBILIDADE CondiçãoCondição parapara utilização,utilização, comcom segurançasegurança ee autonomia,autonomia, totaltotal ouou assistidaassistida dosdos espaçosespaços mobiliáriosmobiliários eeouou assistida,assistida, dosdos espaços,espaços, mobiliáriosmobiliários ee equipamentosequipamentos urbanosurbanos;; dasdas edificações,edificações, dosdos ii dd t tt t dd di itidi itiserviçosserviços dede transportetransporte ee dosdos dispositivosdispositivos;; dosdos sistemassistemas ee meiosmeios dede comunicaçãocomunicação ee informação,informação, porpor pessoapessoa comcom deficiênciadeficiência ouou comcom mobilidademobilidade reduzidareduzida..coco ob dadeob dade edu daedu da DecretoDecreto nºnº.. 55..296296//20042004 ee ABNTABNT NBRNBR 90509050::20042004 77
  7. 7.  BarreiraBarreira –– QualquerQualquer entraveentrave ouou b tá lb tá l li itli it iiobstáculoobstáculo queque limitelimite ouou impeçaimpeça oo acesso,acesso, aa liberdadeliberdade dedeacesso,acesso, aa liberdadeliberdade dede movimento,movimento, aa circulaçãocirculação comcom segurançasegurança ee aa possibilidadepossibilidade dede asas pessoaspessoas sese comunicaremcomunicarem ououpessoaspessoas sese comunicaremcomunicarem ouou teremterem acessoacesso aa informaçãoinformação.. ((DecDecçç (( 52965296//20042004)) 88
  8. 8. No meio do caminho.......No meio do caminho....... No meio do caminho tinha uma pedraNo meio do caminho tinha uma pedra Tinha uma pedra no meio do caminhoTinha uma pedra no meio do caminhoTinha uma pedra no meio do caminhoTinha uma pedra no meio do caminho Nunca mais me esquecerei desseNunca mais me esquecerei desse acontecimentoacontecimento Na vida de minhas retinas tão fatigadasNa vida de minhas retinas tão fatigadasNa vida de minhas retinas tão fatigadasNa vida de minhas retinas tão fatigadas Nunca me esquecerei que no meio doNunca me esquecerei que no meio do caminho tinha uma pedracaminho tinha uma pedra Tinha uma pedra no meio do caminhoTinha uma pedra no meio do caminhoTinha uma pedra no meio do caminhoTinha uma pedra no meio do caminho No meio do caminho tinha uma pedra.No meio do caminho tinha uma pedra. CCARLOSARLOS DDRUMONDRUMOND DEDE AANDRADENDRADE
  9. 9. TTIPOSIPOS DEDE BBARREIRASARREIRAS SSEGUNDOEGUNDO AA NNORMAORMA  BarreiraBarreira urbanísticaurbanística BarreiraBarreira urbanísticaurbanística  BarreiraBarreira nasnas edificaçõesedificações BarreiraBarreira nasnas edificaçõesedificações  BarreirasBarreiras nosnos transportestransportes  BarreiraBarreira dasdas informaçõesinformações ee comunicaçõescomunicaçõesee comunicaçõescomunicações 1010
  10. 10. MundoMundo Perto dePerto de 15%15% PCDsPCDs 1Bi1BiMundoMundo Perto dePerto de 15%15% PCDsPCDs –– 1Bi1Bi IBGE 2010IBGE 2010IBGE 2010IBGE 2010 BrasilBrasil 23,9%23,9% PCDsPCDs -- 45,6 milhões de45,6 milhões deBrasilBrasil 23,9%23,9% PCDsPCDs 45,6 milhões de45,6 milhões de PCDsPCDs ((83,8%83,8% destes:destes: 38,5 milhões38,5 milhões i d id d 67 2% tê + di d id d 67 2% tê + dvivendo nas cidades e 67,2% têm + devivendo nas cidades e 67,2% têm + de 65 anos65 anos –– 30,64 milhões)30,64 milhões), ), ) NordesteNordeste 26,0%26,0% PCDsPCDs 11 CearáCeará 27,69%27,69% PCDsPCDs 2.340.150 pessoas2.340.150 pessoas FortalezaFortaleza 692 000692 000 pessoaspessoas 11 FortalezaFortaleza 692.000692.000 pessoaspessoas
  11. 11. BRASILBRASIL -- PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM 2010PESSOAS COM DEFICIÊNCIA EM 2010 DEFICIÊNCIA VISUAL – 35.791.488 NÃO CONSEGUE DE MODO ALGUM – 528 624NÃO CONSEGUE DE MODO ALGUM – 528.624 GRANDE DIFICULDADE – 6.056.684 ALGUMA DIFICULDADE – 29 206 180ALGUMA DIFICULDADE 29.206.180 DEFICIÊNCIA MOTORA – 13.273.969 NÃO CONSEGUE DE MODO ALGUM – 740.456NÃO CONSEGUE DE MODO ALGUM 740.456 GRANDE DIFICULDADE – 3.701.790 ALGUMA DIFICULDADE – 8.831.723 DEFICIÊNCIA AUDITIVA – 9.722.163 NÃO CONSEGUE DE MODO ALGUM – 347.481 GRANDE DIFICULDADE – 1.799.885 ALGUMA DIFICULDADE – 7.574.797 12 DEFICIÊNCIA MENTAL/INTELECTUAL – 2.617.025 12
  12. 12. A militância coletiva pelaA militância coletiva pelaA militância coletiva pelaA militância coletiva pela urbanidade e pelosurbanidade e pelospp direitos universais, podedireitos universais, pode i hi hser o caminho para asser o caminho para as id d tãid d tãnossas cidades na questãonossas cidades na questão ambiental de melhoriaambiental de melhoriaambiental, de melhoriaambiental, de melhoria da qualidade de vida deda qualidade de vida deda qualidade de vida deda qualidade de vida de todos e detodos e de incluãoincluão 13ll 13
  13. 13. URBANIDADEURBANIDADE ÉÉ SENSOSENSO DEDE COCO--URBANIDADEURBANIDADE ÉÉ SENSOSENSO DEDE COCO RESPONSABILIDADE,RESPONSABILIDADE, OO CUIDADOCUIDADO EE OO CARINHOCARINHO QUEQUE DEVEMOSDEVEMOS TERTER PARAPARA COMCOMCARINHOCARINHO QUEQUE DEVEMOSDEVEMOS TERTER PARAPARA COMCOM OO AMBIENTEAMBIENTE QUEQUE VIVEMOSVIVEMOS EE QUEQUE NOSNOS ÉÉENVOLVEENVOLVE;; ÉÉ OO ESFORÇOESFORÇO QUEQUE EMPREENDEMOSEMPREENDEMOS PARAPARA FAZERFAZER DELEDELE UMUMEMPREENDEMOSEMPREENDEMOS PARAPARA FAZERFAZER DELEDELE UMUM AMBIENTEAMBIENTE SAUDÁVELSAUDÁVEL PARAPARA TODOSTODOS;; ÉÉ OO RESPEITORESPEITO AOAO DIREITODIREITO DODO OUTROOUTRO EE DEDERESPEITORESPEITO AOAO DIREITODIREITO DODO OUTROOUTRO EE DEDE TODOSTODOS –– OO “DIREITO“DIREITO UNIVERSAL”UNIVERSAL” –– ÉÉ UMUM ÍÍPRINCÍPIOPRINCÍPIO DEDE BEMBEM VIVERVIVER COLETIVAMENTECOLETIVAMENTE NASNAS CIDADESCIDADES.. 14 Fernando Zornitta 14
  14. 14. 15 2014 d 20 il f 15 2014 perto de 20 mil fotos
  15. 15. SSEGMENTAÇÃOEGMENTAÇÃO DASDAS BBARREIRASARREIRAS BBARREIRASARREIRAS QQUANTOUANTO AA TTIPOLOGIAIPOLOGIA –– AARTIFICIAISRTIFICIAIS UURBANASRBANAS  DasDas edificaçõesedificações BBARREIRASARREIRAS QQUANTOUANTO AA TTIPOLOGIAIPOLOGIA AARTIFICIAISRTIFICIAIS UURBANASRBANAS AAUTORUTOR:: AARQRQ EE UURBRB JJOSÉOSÉ FFERNANDOERNANDO ZZORNITTAORNITTA  DasDas edificaçõesedificações  DosDos elementoselementos dede urbanizaçãourbanização malmal constituídos,constituídos, malmal implantadosimplantados ouou danificadosdanificados –– exex.. pavimentação,pavimentação, posteamentoposteamento,, calçamentocalçamento  DoDo mobiliáriomobiliário urbanourbano-- exex pontospontos dede ônibusônibus telefonestelefones públicospúblicos DoDo mobiliáriomobiliário urbanourbano-- exex.. pontospontos dede ônibus,ônibus, telefonestelefones públicospúblicos  DeDe obrasobras nono sistemasistema viárioviário –– exex.. MetroforMetrofor,, dede saneamentosaneamento  DoDo comérciocomércio ee serviçosserviços ambulanteambulante ee informalinformal DoDo comérciocomércio ee serviçosserviços regularesregulares exex exposiçãoexposição dede materiaismateriais emem DoDo comérciocomércio ee serviçosserviços regularesregulares –– exex.. exposiçãoexposição dede materiaismateriais emem calçadas,calçadas, containerscontainers parapara vendavenda dede tudotudo  DeDe materiaismateriais diversosdiversos depositadodepositado nasnas viasvias ee emem espaçosespaços públicospúblicos –– exex.. materiaismateriais dede construção,construção, propagandapropaganda  DeDe eventoseventos emem ambienteambiente públicopúblico  DeDe lixolixo –– queque nãonão temtem separação,separação, armazenamento,armazenamento, coletacoleta ee destinaçãodestinação adequadosadequados  AutomóveisAutomóveis ee veículosveículos –– exex.. ocupaçãoocupação dede calçadascalçadas  DaDa populaçãopopulação excluídaexcluída –– queque buscabusca moradiamoradia ee queque vivevive nasnas ruasruas::aa popu açãopopu ação e c u dae c u da queque buscabusca o ad ao ad a ee queque ee asas uasuas ocupaçãoocupação dede lagoas,lagoas, praças,praças, ruas,ruas, cracolândiascracolândias ... 16
  16. 16. CIDADE ACESSÍVELCIDADE ACESSÍVELCIDADE ACESSÍVELCIDADE ACESSÍVEL 1717
  17. 17. PPERTOERTO DEDE 100 APRESENTAÇÕES100 APRESENTAÇÕES SemináriosSeminários Regionais 1818
  18. 18. 1919
  19. 19. 2020
  20. 20. AA CCOPAOPA EE ASAS BBARREIRASARREIRAS  DasDas edificaçõesedificações perenesperenes ee provisóriosprovisórios DosDos elementoselementos dede urbanizaçãourbanização perenesperenes ee provisóriosprovisórios DosDos elementoselementos dede urbanizaçãourbanização perenesperenes ee provisóriosprovisórios  DoDo mobiliáriomobiliário urbanourbano -- provisórioprovisório  DeDe obrasobras nono sistemasistema viárioviário DeDe obrasobras nono sistemasistema viárioviário  DoDo comérciocomércio ee serviçosserviços ambulanteambulante ee informalinformal  DoDo comérciocomércio ee serviçosserviços regularesregulares  DeDe materiaismateriais diversosdiversos depositadodepositado nasnas viasvias ee emem espaçosespaços públicospúblicos  DeDe eventoseventos emem ambienteambiente públicopúblico DeDe eventoseventos emem ambienteambiente públicopúblico  DeDe lixolixo  AutomóveisAutomóveis ee veículosveículos AutomóveisAutomóveis ee veículosveículos  DaDa populaçãopopulação excluídaexcluída  DoDo TuristaTurista ocasionalocasional
  21. 21. AA CCOPAOPA EE ASAS BBARREIRASARREIRAS ÓÓOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIO  OsOs problemasproblemas nono contextocontextopp quaisquais osos principaisprincipais problemasproblemas dd ibilid dibilid d t dt ddede acessibilidadeacessibilidade encontradosencontrados  QuaisQuais asas medidasmedidas ee QuaisQuais asas medidasmedidas ee encaminhamentosencaminhamentos sugeridossugeridos ll AA seguir,seguir, osos relatosrelatos............
  22. 22. FerramentasFerramentas técnicastécnicas,, legalega i tit i ii tit i i i ii i di í idi í iinstitucionaisinstitucionais ee sociaissociais disponíveisdisponíveis parapara promoçãopromoção dada acessibilidadeacessibilidadepromoçãopromoção dada acessibilidadeacessibilidade  PlanejamentoPlanejamento ((macroeconômicomacroeconômico ee setorialsetorial)) –– urbanístiurbanísti turísticoturístico dodo sistemasistema viárioviário dede mobilidademobilidade ee acessibilidaacessibilidaturísticoturístico,, dodo sistemasistema viárioviário,, dede mobilidademobilidade ee acessibilidaacessibilida etcetc...... –– osos órgãosórgãos dede planejamentoplanejamento ee osos PDDsPDDs  FerramentasFerramentas legaislegais –– ConstitucionaisConstitucionais FederaisFederais;; EstatutoEstatuto dd FerramentasFerramentas legaislegais ConstitucionaisConstitucionais,, FederaisFederais;; EstatutoEstatuto dd CidadesCidades,, PlanosPlanos DiretoresDiretores dede DesDes UrbanoUrbano,, CódigoCódigo dede ObraObra PosturasPosturas,, LeisLeis OrgânicasOrgânicas ee legislaçãolegislação específicaespecífica..,, gg g çg ç pp  InstitucionaisInstitucionais –– DasDas diversasdiversas instânciasinstâncias ee setoressetores públicpúblic queque devemdevem assumirassumir asas suassuas responsabilidadesresponsabilidades ee bbqq pp administraradministrar asas cidadescidades..  SociaisSociais –– OO potencialpotencial endógenoendógeno dada comunidadecomunidade,, dd23 pp gg entidadesentidades ee asas boasboas idéiasidéias ee aa vontadevontade dede resolverresolver problemproblem 23
  23. 23. OBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIO AA CCOPAOPA EE ASAS BBARREIRASARREIRAS QuaisQuais osos principaisprincipais problemasproblemasQQ p pp p pp dede acessibilidadeacessibilidade encontradosencontrados Q iQ i diddid QuaisQuais asas medidasmedidas ee encaminhamentosencaminhamentos sugeridossugeridosencaminhamentosencaminhamentos sugeridossugeridos  AA seguir,seguir, osos relatosrelatos............
  24. 24. OBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIO AA CCOPAOPA EE ASAS BBARREIRASARREIRAS  OO panoramapanorama dasdas ruasruas ee oopp entornosentornos dosdos principaisprincipais i ti t ddequipamentosequipamentos;; dosdos estádios/arenasestádios/arenas ee dasdas FanfestFanfestestádios/arenasestádios/arenas ee dasdas FanfestFanfest RelatoRelato 11 FanfestFanfest FortalezaFortalezaRelatoRelato 11 FanfestFanfest FortalezaFortaleza
  25. 25. OBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIO AA CCOPAOPA EE ASAS BBARREIRASARREIRAS  FANFESTFANFEST -- OO padrãopadrão FIFAFIFApp ee osos problemasproblemas dodo entornoentorno
  26. 26. 2727
  27. 27. 2828
  28. 28. 2929
  29. 29. 3030
  30. 30. 3131
  31. 31. 3232
  32. 32. 3333
  33. 33. 3434
  34. 34. 3535
  35. 35. 3636
  36. 36. 3737
  37. 37. 3838
  38. 38. ACESSO A LOJA FIFA 3939
  39. 39. 4040
  40. 40. 4141
  41. 41. 4242
  42. 42. 4343
  43. 43. 4444
  44. 44. 4545
  45. 45. 4646
  46. 46. 4747
  47. 47. 4848
  48. 48. 4949
  49. 49. 5050
  50. 50. 5151
  51. 51. 5252
  52. 52. 5353
  53. 53. 5454
  54. 54. 5555
  55. 55. 5656
  56. 56. 5757
  57. 57. 5858
  58. 58. 5959
  59. 59. 6060
  60. 60. 6161
  61. 61. 6262
  62. 62. 6363
  63. 63. 6464
  64. 64. 6565
  65. 65. 6666
  66. 66. 6767
  67. 67. 6868
  68. 68. 6969
  69. 69. 7070
  70. 70. 7171
  71. 71. 7272
  72. 72. 7373
  73. 73. 7474
  74. 74. 7575
  75. 75. 7676
  76. 76. 7777
  77. 77. OBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIOOBSERVATÓRIO AA CCOPAOPA EE ASAS BBARREIRASARREIRAS  AA seguirseguir consideraçõesconsiderações AA seguir,seguir, consideraçõesconsiderações && casescases dada mesamesa ee&& casescases dada mesamesa ee relatosrelatos participantesparticipantes ............p pp p
  78. 78. Twitter: FID_Brazil forum fid@gmail comforum.fid@gmail.com 7979

×