Fontes de energia

651 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
651
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fontes de energia

  1. 1. FONTES DE ENERGIAFONTES DE ENERGIARENOVÁVEISRENOVÁVEISDaniela LuporiniFernanda Anselmo MoreiraLuiza Del BiancoVanessa Diniz
  2. 2. Fontes de energiaAs fontes de energia podem ser divididas em doisgrupos:- Não renováveis- Renováveis(STANO JUNIOR; TIAGO FILHO, 2007)
  3. 3. São fontes de energia que diminuem uma vezque são utilizadas.Elas não são imediatamente repostas.Exemplos:- Combustíveis fósseis (petróleo, carvão mineral e gás natural).- Elementos radioativos (urânio).- Fontes de energia não renováveisCarvão mineralFonte:Wikipedia(STANO JUNIOR; TIAGO FILHO, 2007)
  4. 4. São fontes de energia que não diminuem umavez que são utilizadas.Elas são rapidamente repostas e, por isso,podem ser consideradas inesgotáveis.- Fontes de energia renováveisExemplos:- Energia solar.- Energia eólica.- Energia de biomassa.- Energia hidráulica.- Energia das ondas.(STANO JUNIOR; TIAGO FILHO, 2007)
  5. 5. - Fontes de energia renováveis e meioambienteA queima de combustíveisfósseis tem provocado umaumento na concentração dosgases do efeito estufa (CO2,principalmente) provocando umaumento na temperatura médiado planeta podendo provocarconsequências graves à Terra.(MOREIRA; GIOMETTI, 2008)Refinaria petroquímica em Grangemouth– Escócia – Reino Unido.Fonte:Wikipédia
  6. 6. As autoridades internacionais adotaram, durantea Rio-92, a Convenção-Quadro das Nações Unidassobre Mudança do Clima (CQNUMC) com o intuito deestabilizar a concentração dos gases do efeito estufa naatmosfera em nível que não seja catastrófico ao planeta.(MOREIRA; GIOMETTI, 2008)Fonte: Revista Brasilis
  7. 7. A CQNUMC estabelece mecanismos quepossibilitam negociações para estabilizar ou diminuir aemissão de gases do efeito estufa. Dessa maneira, em1997 foi adotado o Protocolo de Quioto.Este protocolo estabele metas para reduzir essesgases, além de mecanismos de implementação paraque as metas sejam atingidas.(MOREIRA; GIOMETTI, 2008)Fonte: Wikipédia.
  8. 8. Um dos mecanismos propostos é o Mecanismode Desenvolvimento Limpo (MDL). Esse mecanismo éo único que permite a participação de países emdesenvolvimento. Seu objetivo é reduzir as emissõesdos gases do efeito estufa através da implementação deprojetos que visem reduzir ou remover CO2. Um dessesprojetos é a substituição de combustíveis fósseis porfontes renováveis de energia.(MOREIRA; GIOMETTI, 2008)
  9. 9. - Vantagens das fontes de energiarenováveis- Conservação de matérias-primas: o uso de fontes de energiarenováveis pode retardar o esgotamento dos combustíveis fósseis.- Menos poluente: algumas não emitem CO2 e outras emitemquantidades bem menores que os combustíveis fósseis.- Geração de empregos.- Versatilidade de fontes energéticas.(DINGENEN, 1999; GALDINO; LIMA; RIBEIRO; SERRA, 20??)
  10. 10. - Energia SolarQuando fala-se em energia solar refere-se aoaproveitamento direto da luz solar para produzir calorou eletricidadeA energia solar é utilizada para aquecimento depiscinas e de água para consumo, em relógios ecalculadoras, alimentar satélites e gerar eletricidade emresidênciasEstação espacial internacionalFonte:WikipédiaFonte:http://www.adm.seasidegifts.com.br/produtos/500x500/ca(STANO JUNIOR; TIAGO FILHO, 2007).(DINGENEN, 1999; STANO JUNIOR; TIAGO FILHO, 2007).
  11. 11. Dificuldades: uma das dificuldades é anecessidade de uma área grande para coletar umaquantidade de energia economicamente viável.Os impactos são mínimos, o principal é apoluição visual.Alguns fatores podem influenciar no rendimentoda energia solar: quantidade de nuvens e sombras,duração da insolação, latitude, altitude e relevo.(DINGENEN, 1999; STANO JUNIOR; TIAGO FILHO, 2007)
  12. 12. - Energia Solar: tecnologia fotovoltáicaÉ uma tecnologia que consiste em converter aenergia solar em energia elétrica por meio de painéisfotovoltáicosSão usadas para alimentar satélites norte-americanos, calculadoras, relógios, eletricidade parabombeamento de água, alimentação de sistemas decomunicação e eletricidade em residências.Painel fotovoltáicoFonte: Wikipédia Fonte: www.ecocasa.com.br(STANO JUNIOR; TIAGO FILHO, 2007).
  13. 13. - Energia Solar: tecnologia termo solarSua principal aplicação é no aquecimento depiscinas, de água para consumo doméstico e noaquecimento de ambientes (STANO JUNIOR; TIAGO FILHO, 2007).Fonte: revista casa e construção.uol.com.br
  14. 14. - Energia EólicaA energia eólica é produzida a partir da força dosventos e gerada através de aerogeradores (MMA).Os usos mais antigos desse tipo de energia épara moer trigo, bombear água e para transporte –caravelas (DINGENEN, 1999; STANO JUNIOR; TIAGO FILHO, 2007).Fazenda Eólica de Taíba - CEFonte:RevistadaDireng
  15. 15. Nas últimas décadas passou-se a utilizar turbinaseólicas para geração de eletricidade. A velocidade médiado vento determina a viabilidade econômica da turbinaeólica.(STANO JUNIOR; TIAGO FILHO, 2007).O custo de instalaçãode uma turbina eólica pequenapode ser competitivo com onecessário para uma conexãodo sistema elétrico. Avantagem é que o consumidorpossuirá o seu próprioequipamento de geração deenergia ficando livre dopagamento das faturasmensais.Turbina eólica pequenaFonte:STANOJUNIOR;TIAGOFILHO,2007.
  16. 16. O impacto ambiental de grandes turbinas eólicas édesprezível comparado às fontes de energia quedependem da queima de combustíveis fósseis, pois elasnão poluem o ar ou a água.Os possíveis im-pactos ambientais são apoluição visual e asonora, interferências nossinais de rádio, televisãoe outros sistemas detelecomunicação e, pos-sivelmente o mais sério, écom a população depássaros em certasregiões.Fonte: http://static.hsw.com.br/gif/wind-turbine-kill-birds-1.jpg
  17. 17. - Energia de BiomassaEnergia de biomassa é aquela que utilizarecursos renováveis de origem animal ou vegetal paraproduzir energia (MMA).A biomassa inclui, dentre outros exemplos,carvão vegetal, etanol, biodiesel e biogásFonte: www.revistaplantar.com.br Fonte: cienciahoje.uol.com.br(DINGENEN, 1999).A queima de madeira é uma forma muito antigade obtenção de energia (DINGENEN, 1999).
  18. 18. - Energia de Biomassa: EtanolO Etanol pode ser obtido a partir de diferentesfontes vegetais, dentre eles, milho e cana-de-açúcar,sendo que a cana-de-açúcar é a fonte que propiciamaior vantagem energética (ANP).Uma das vantagens da substituição do etanolpela gasolina é que o primeiro emite menos CO2(PETROBRAS).No Brasil há umprograma (ProÁlcool) queinveste na produção deálcool biocombustível apartir da cana-de-açúcar.(MOREIRA; GIOMETTI, 2008) Fonte:http://www.webioenergias.com.br/noticias/biocombustiveis
  19. 19. - Energia de Biomassa: BiogásO biogás é um dos produtos da decomposiçãoanaeróbia da matéria orgânica através da ação dedeterminadas espécies de bactérias (CETESB).A obtenção do biogás se dá através dotratamento de esgoto doméstico (o gás é utilizado parailuminação), a partir de esterco de animais – bovinos(CETESB) - e aterros sanitários (STANO JUNIOR; TIAGO FILHO,2007).Fonte: http://www.resinorte.pt/valener/biogas
  20. 20. - Energia de Biomassa: BiodieselO biodiesel é derivado de fontes renováveis, taiscomo, óleos vegetais e gorduras animais.No Brasil, as principais oleaginosas são:mamona, dendê, canola, girassol, amendoim, soja ealgodão. Já as fontes animais são o sebo bovino e agordura suína.O biodiesel podesubstituir total ouparcialmente o dieselproveniente do petróleo emmotores de caminhões,tratores, automóveis emáquinas que geramenergia (MME).Fonte: www.mme.gov.br
  21. 21. - Energia HidráulicaA energia hidráulica é o aproveitamento da energiapotencial gravitacional da água presente em uma represaelevada (ITAIPU, 2010).As rodas d’água foram as primeiras máquinasconstruídas pelo homem com o intuito de utilizar a energiahidráulica .Em países comgrande quantidade de rios ecom relevos adequados aenergia elétrica é produzidaatravés do uso da energiahidráulica gerada nashidrelétricas (STANO JUNIOR;TIAGO FILHO, 2007).Fonte:www.revistamundoeco.com,br
  22. 22. Os impactos das hidrelétricas são:- Translocação da população local.- Perda de espécies de plantas e animais devido as áreasque são inundadas.- Modificações na geometria hidráulica do rio.- Impacto visual.- Impacto sobre a ictiofauna (habitat, populações emigrações).(DINGENEN, 1999; JUNK; MELLO, 1990)
  23. 23. A usina de Itaipu é a segunda maior hidrelétrica domundo e a maior brasileira (BRASIL ESCOLA).O Brasil é um dos maiores produtores mundiais deenergia hidrelétrica e esta representa cerca de 75% damatriz energética nacional (ITAIPU, 2010).Usina hidrelétrica de ItaipuFonte:www.brasil.gov.br
  24. 24. - Energia das OndasFonte:oglobo.globo.com/cienciaA energia obtida das ondas é considerada umafonte energética promissora, pois não causa danosambientais e é renovável. Ela é diferente da energiaproveniente das marés e das correntes marítimas.Essa energiapode ser utilizada paragerar eletricidade, des-salinização e bombea-mento de água parareservatórios.(STANO JUNIOR; TIAGO FILHO, 2007).
  25. 25. Fonte:oglobo.globo.com/cienciaNo ano passado começou a funcionar, em caráterexperimental, a primeira usina da América Latina que usaa força das ondas do mar. Essa usina está localizada noPorto de Pecém – CE (ESTADÃO, 2012).
  26. 26. ReferênciasAgência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O etanol combustível. 2011. Disponível em: <http://www.anp.gov.br/?pg=57994&m=&t1=&t2=&t3=&t4=&ar=&ps=&cachebust=1372170528571 >.Brasil Escola. As maiores hidrelétricas do mundo. Disponível em:<http://www.brasilescola.com/geografia/as-maiores-hidreletricas-mundo.htm >.CETESB. Biogás: definição. Disponível em: <http://www.cetesb.sp.gov.br/mudancas-climaticas/biogas/Biog%C3%A1s/17-Defini%C3%A7%C3%A3o>.DINGENEN, William Van (ed.). Observatório Europeu LEADER (Cartilha). Disponível em:<>.ESTADÃO. A energia que vem do balanço das ondas. 2012. Disponível em: <http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,a-energia-que-vem-do-balanco-das-ondas,955778,0.htm >.GALDINO, Marco A. E.; LIMA, Jorge H. G.; RIBEIRO, Cláudio M.; SERRA, Eduardo T. O contexto das energiasrenováveis no Brasil. Revista da Direng. 20??.Itaipu binacional. Energia hidráulica. 2010. Disponível em:< http://www.itaipu.gov.br/energia/energia-hidraulica >.JUNK, Wolfgang J.; MELLO, J. A. S. Nunes de. Impactos ecológicos das represas hidrelétricas na bacia amazônica.Estudos Avançados. v.4, n.8, 1990, p.126-143.Ministério de Minas e Energia (MME). Disponível em:<http://www.mme.gov.br/programas/biodiesel/menu/biodiesel/o_biodiesel.html>.Ministério do Meio Ambiente (MMA). Disponível em: <http://www.mma.gov.br/clima/energia/energias-renovaveis/energia-eolica>.MOREIRA, Helena Margarido; GIOMETTI, Analúcia Bueno dos Reis. Possibilidades de inserção do Brasil noMecanismo de Desenvolvimento Limpo por meio de projetos em energia limpa. Contexto Internacional, Rio deJaneiro, v. 30, n. 1, 2008.PETROBRAS. Biocombustível. Dsponível em:< http://www.petrobras.com.br/pt/energia-e-tecnologia/fontes-de-energia/biocombustiveis/ >.STANO JUNIOR,Ângelo; TIAGO FILHO, Geraldo Lúcio. Energias renováveis. FAPEPE: Itajubá, 2007, 44p.TINOCO, Juliana. Carvão vegetal ecologicamente correto. 2009. Disponívelem:http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/ecologia-e-meio-ambiente/carvao-vegetal-ecologicamente-correto >.

×