Curdistão

1.223 visualizações

Publicada em

Quem são os curdos, aonde estão. Contexto político-social de sua história e objetivos.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.223
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
160
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Curdistão

  1. 1. CURDOS
  2. 2. INTRODUÇÃO Quem são os curdos? • Descenderiam dos médios • Século VII antes de Cristo • Língua própria
  3. 3. 35M, 500 000km²
  4. 4. INTRODUÇÃO Turquia: Curdistão do Norte População: 20M - 25,3 % da população turca (79M) - 54 % dos curdos no Oriente Médio (37M) - 50 % dos curdos no mundo (40M) Superfície 210 000 km2 - 27 % da superfície da Turquia - 42 % do Grande Curdistão Capital: Diyarbakir (1,4M) Religião: maioria de sunitas
  5. 5. INTRODUÇÃO Iraque: O Curdistão do Sul População: 5M - 16 % do Iraque (31M) - 13,5 % dos curdos no Oriente-Médio - 12,5 % dos curdos no mundo Superfície: 83 000 km2 - 19 % do Iraque - 16,5 % do Grande Curdistão Capital: Erbil (1M) Religião: maioria de sunitas
  6. 6. INTRODUÇÃO Síria: Curdistão ocidental População: 2M 9,1 % da população Síria (22M) 5,4 % dos curdos do Oriente-Médio (37M) 5 % dos curdos no Mundo (40M) Superfície: 15 000 km2 8 % da superfície da Síria 3 % do Grande Curdistão Capitale: Qamishli (230 000 habitantes) Religião: maioria de sunitas
  7. 7. INTRODUÇÃO Irã: Curdistão Oriental População: 10M 12,8 % da população iraniana (78M) 27 % da população curda do Oriente-Médio (37M) 25 % da população curda mundial (40M) Superfície: 195 000 km2 11,8 % da superfície do Irã 39 % da superfície total do Grande Curdistão Capital: Sanandaj (200 000 habitantes) – 250 km de Teerã Religião: maioria de sunitas (75%)
  8. 8. INTRODUÇÃO Século XIX e PGM a) O século XIX e o fim da autonomia curda: • Liberdade relativa no Império Otomano até o século XIX  desenvolvimento de uma cultura “curda” • Reforma administrativa turca (século XIX): centralização otomana e revoltas (anos 1830 e em 1880) b) PGM: • Ideologia pan-turca (superioridade racial) • Deportações
  9. 9. INTRODUÇÃO Pós-PGM: início da questão curda contemporânea a) A traição dos Tratados • Tratado de Sèvres (1920): - Fim do Império Otomano; - Criação de um Grande Curdistão • Tratado de Lausanne (1923) - Criação da Turquia atual - Petróleo iraquiano - Fim do Curdistão unificado
  10. 10. INTRODUÇÃO b) A traição turca • Mustafa Kemal: - Quebra do Pacto de Amasya (fim de um possível Estado Turcocurdo), Congresso turco dissolvido - Eliminação da intelligentsia curda, deportações, destruição do Curdistão  Csq: ascensão dos movimentos separatistas
  11. 11. Curdistões
  12. 12. Curdistões • A/ Curdistão do Norte (Turquia) 1 – 29ª Rebelião Curda (1984)  Abdullah Öcalan, o Apo (1948, Urfa)  PKK (1978, Fis)  1979: Refúgio na Síria  Início da Rebelião Curda 2 – Repressão e fim do diálogo (1992-1993)  Vilarejos em ruínas  Prisões, sumiços: diáspora (3M) e geração perdida  Uma guerra sem imagens (2005): http://www.youtube.com/watch?v=lPWF-b5tn9o (50s, 2min45s, 15min22s)
  13. 13. Curdistão do Norte (Turquia) 3 – Abusos de DH: Prisão número 5 de Diyarbakir: Sakine Cansiz (9 de janeiro de 2013) e Mazlum Dogan (1982)
  14. 14. Curdistão do Norte (Turquia) 3 – Abusos de DH: Mães do Sábado (Liceu Galatasaray, Istanbul) Berfo Ana: (21 de fevereiro de 2013)
  15. 15. Curdistões • A/ Curdistão do Norte (Turquia) 4 – Captura de Abdullah e mudança de programa (1999)  Tentativas de cessar-fogo: ao longo dos anos 1990  Ameaça turca e expulsão da Síria (1998)  Capturado em Nairóbi, aprisionado em Imrali (1999) 5 – Consequências imediatas:  Mudança de programa: ênfase na autonomia  Cessar-fogo (1999-2004)
  16. 16. Curdistões • A/ Curdistão do Norte (Turquia) 6 – Sístole e Diástole (Diálogos e negociações possíveis, porém tímidas):  Língua curda admitida (abaixo-assinado e lei de 2002) X Proibição nas escolas públicas  “Turcos da montanha” passam a ser curdos  Representação parlamentar X Burocratização e engessamento  Fim do Estado de emergência X Atentados e violação aos DH  Êxodo Urbano X Desestruturação rural
  17. 17. Curdistões • A/ Curdistão do Norte (Turquia) 7 – “O tempo da política chegou”:  2011-2012: nova repressão, greve de fome e diálogo  Cessar-fogo  Negociações de Oslo  “Pacote democrático”  Fim do diálogo com o PKK, mas a guerra é psicologicamente e materialmente improvável
  18. 18. Curdistões B/ Curdistão do Sul (Iraque) • 1 – Período pré-Baath: boa convivência:  Constituição de 1958: “União Livre das Nações Árabes e Curdas na República do Iraque” • 2 – Revolução Ramadã e ascensão de Saddam Hussein (1963)  Tomada de poder do Baath - Fevereiro: Nacionalistas do Baath acedem ao poder - Novembro: Golpe do Baath contra o Baath e aliança com Nasser  Hussein chega ao poder (1968) - Vice-presidente - 2000 vilarejos, centenas de milhares de refugiados e entre 50 e 100 mil mortos
  19. 19. Curdistões • B/ Curdistão do Sul (Iraque) • 3 – Genocídio:  Massacre de Halabja - Armas químicas e napalm - Extremamente brutal e organizado, matou 5000  Colonização árabe no Curdistão - Região estratégica, com muito petróleo - 300 000 curdos expulsos  Resistência: - Massacres sem fim, Potências ocidentais coniventes e guerra Irã-Iraque (1980- 1988) - Pershmegas, tulipas
  20. 20. Curdistões • B/ Curdistão do Sul (Iraque) • 3 – Guerras do Golfo  Bagdá invade o Kuwait e é invadido por 34 países (1990)  Insurreição de 1991 e a zona de exclusão aérea - Curdos tentam sua primavera e recebem fósforo branco, sarin e napalm de Ali, o Químico - Duas zonas de exclusão aérea que duram até 2003  Vitórias nos campos militar e político - Pershmegas avançam no Curdistão - Criação de um Parlamento Curdo
  21. 21. Curdistões • B/ Curdistão do Sul (Iraque)  Guerra do Iraque (2003) - Pershmegas participam da guerra - Extensão ainda maior do território curdo  Os curdos: atores centrais no processo de reconstrução iraquiana - Formam o núcleo do exército regular - Altos responsáveis curdos: ex-Presidente Jalal Talabani, chanceler Hoshyar Zebari , chefe do Estado-maior Babaker Zebari. Fuad Masum, atual presidente, também é curdo
  22. 22. Curdistões • B/ Curdistão do Sul (Iraque) • 4 – Constituição Iraquiana de 2005  Ganho territorial (Dahuk, Sulaymaniya e Erbil)  Status de autonomia  Reconhecimento de instituições políticas próprias (Parlamento, Presidente)  Curdo = língua oficial  Forças de defesas são mantidas  Consulados  Descolonização árabe de Kirkouk e referendo
  23. 23. Curdistões • B/ Curdistão do Sul (Iraque) • 5 – Desenvolvimento e crescimento econômico  Liberdade de informação (internet)  Moeda forte  Forte investimento no sistema educacional (X10) e no sistema educativo (X4)  Segurança pública  Tolerância religiosa e étnica (crimes de honra, álcool, véu, álcool, poligamia etc.)  A questão da língua curda (curmanci e sorani)
  24. 24. Curdistões • B/ Curdistão do Sul (Iraque)  Exemplo de desenvolvimento: Erbil
  25. 25. Curdistões • B/ Curdistão do Sul (Iraque) • 5 – Problemas Petróleo - Sexta maior reserva mundial, segunda maior zona em reservas - Problemas quanto à extração - Problemas quanto à exportação: - Resposta de Bagdá (17% do Orçamento)
  26. 26. Curdistões • B/ Curdistão do Sul (Iraque)  Tensões Erbil-Bagdá Militar - Pershmegas bloqueiam os soldados iraquianos - Infantaria e blindados do Comando Dijla - Janeiro de 2013: Fronte de escaramuças Político - Tentativa de Impeachment de Nouri Al-Maliki (junho de 2012) - Asilo de Tarek Al-Hashemi no Curdistão
  27. 27. Curdistões • B/ Curdistão do Sul (Iraque)  Tensões entre facções: - União Patriótica do Curdistão (UPK)  Jalal Talabani - Partido Democrático do Curdistão (PDK)  Massoud Barzani - Reconciliação e criação do Parlamento Curdo do Iraque  Unificação de posições
  28. 28. Curdistões • B/ Curdistão do Sul (Iraque) Negligência da agricultura e desigualdade:
  29. 29. Curdistões • C/ Curdistão Ocidental (Síria) • 1 – Situação pré-Baath :  Mandato francês e nacionalismo : • 2 – Chegada do Baath :  Nacionalismo árabe e cordão sanitário:  Desenvolvimento de um nacionalismo defensivo. - Língua, educação, celebração da Newroz curdas proibidas. - Cidades arabizadas - Curdos não eram mencionados nos livros escolares - Perca da nacionalidade (inexistência jurídica) e prisão  CSQ: os curdos sírios se voltaram para os curdos iraquianos e iranianos para desenvolver sua identidade
  30. 30. Curdistões • C/ Curdistão Ocidental (Síria)  3 – Medo : « As regras de Hama » (T. Friedman) - Cidade bombardeada - População civil colocada em prédios que seriam dinamitados - Rolos compressores que aplanaram a cidade - Enterro de 20 mil pessoas  4 – Constituição Síria muito restritiva : - Art. 8º - Único país que não aceita nem representantes curdos - Os curdos não existem
  31. 31. Curdistões • C/ Curdistão Ocidental (Síria) • 5 – Guerra civil síria:  Relações entre curdos e revolucionários: - Curdos não abraçaram a fase armada das manifestações - Formação do Conselho Nacional Sírio (CNS): - Recusa e fricções entre curdos e revolucionários  Relações entre curdos e Damasco - Tentativa de evitar um novo fronte - Libertação de prisioneiros políticos e cidadania
  32. 32. Curdistões • C/ Curdistão Ocidental (Síria)  A Guerra civil no Curdistão Sírio - Criação do Conselho Nacional Curdo (KNC) - Criação do Comitê Superior do Curdistão
  33. 33. Curdistões • D/ Curdistão Oriental (Irã) • 1 – Dinastia Pahlavi :  Pan-iranismo e “arianos mais puros”  República de Mahabad (1946-7) 2 – Revolução Islâmica (1978-9):  Repressão: - 240 vilarejos, 40 000 pessoas mortas - Xiitas X Sunitas - Libertação da região e massacre dos pasdarans  Abertura

×