Matrizes culturais I

18.285 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.285
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
820
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
216
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Matrizes culturais I

  1. 1. Matrizes Culturais/Bases Culturais<br />Professor Felipe Dacar Pereira<br />
  2. 2. Temas do Bimestre<br /><ul><li>Sociedade, Espaço e Estado do Brasil
  3. 3. Aspectos da População Brasileira
  4. 4. Dinâmicas Populacionais
  5. 5. Matrizes culturais do Brasil
  6. 6. Identidade brasileira
  7. 7. Transição demográfica
  8. 8. Problemas demográficos e Crescimento da população</li></li></ul><li>Formação Cultural<br /><ul><li>Todo grupo social se apropria de uma porção do espaço para nele poder viver, na geografia o espaço concreto dominado e apropriado por uma sociedade bse chama território.
  9. 9. O espaço vai se transformar em território por meio da ação coletiva das pessoas pela política e pelo exercício do poder.
  10. 10. No território existem delimitações que são áreas que separam ou delimitam dois territórios, são as fronteiras.</li></li></ul><li>Formação Cultural <br />As fronteiras hoje existentes se formaram ao longo da história num processo de povoamento. Exemplo: Muralha da China<br />
  11. 11. Ponte da amizade – fronteira entre Brasil e Paraguai – Rio Paraná<br />
  12. 12. Fronteiras entre estados do País<br />
  13. 13. Como o espaço se transforma em território ?<br /> Como se delimita um território?<br /> Dê exemplos de delimitações.<br />
  14. 14. Todos os povos criam laços afetivos e têm atitudes sociais e culturais em relação ao território. <br />Em um território, convivem pessoas com diferentes crenças, valores, ideias, sistemas de pensamentos e tradições de diferentes povos e etnias.<br />Formação Cultural <br />
  15. 15. Diversidade Cultural<br /><ul><li>Porém, no começo da história humana, as pessoas se identificavam com seu clã (família) ou com a aldeia em que morava. Havia pouco contato entre os grupos, então as chances de conhecer valores e características diferentes eram reduzidas.
  16. 16. Isso fez com que diferentes grupos desenvolvessem crenças, costumes , idiomas, manifestações artísticas e métodos e equipamentos de produção diferentes, surgindo diversas culturas.</li></li></ul><li>Como definimos o conceito de Cultura.<br />Só existe uma etnia em um território?<br />Na formação de territórios e de grupos sociais o que faz com que haja diversidade cultural? <br />
  17. 17. Diversidade Cultural<br />Os contatos ocasionais entre os grupos ocasionaram tanto choques quanto assimilações culturais. Com o tempo, essas assimilações e choques intensificaram-se em virtude das migrações, das guerras, do desenvolvimento e do crescimento da atividade comercial. <br />
  18. 18. Quadro da Tarsilia do Amaral – O operário – retrata a diversidade étnica brasileira<br />
  19. 19. Choque entre culturas e Etnocentrismo<br /><ul><li>Do encontro de uma cultura com a outra ocorre uma avaliação entre ambos, ou seja, o julgamento do valor da cultura do outro – esse julgamento é feito a partir da cultura do eu – desse jeito a análise da outra cultura tende a considerar a sua própria cultura como mais avançada e ideal.
  20. 20. Assim, passa-se a desprezar os valores, o conhecimento, a arte, a crença, as formas de comunicação, as técnicas, enfim, a cultura do outro. </li></li></ul><li>Choque entre culturas e Etnocentrismo <br />Assim se forma o Etnocentrismo: o julgamento do outro baseado em modelos e valores de vida do eu. Daí não se consegue entender as diferenças culturais existentes em relação a outro grupo étnico, o que pode causar sentimentos de medo e hostilidade. <br />
  21. 21. Choque entre culturas e Etnocentrismo<br /><ul><li>O etnocentrismo é um elemento básico do processo de identificação de um grupo sociocultural, um traço comum entre as culturas e corresponde a uma forma de legitimação da realidade construída socialmente.
  22. 22. Porém, o etnocentrismo se transforma em problema quando justifica a opressão de outra comunidade étnica ou a conquista de povos e territórios por grupos que se consideram superiores.</li></li></ul><li>Relativismo Cultural e Tolerância <br /><ul><li>No inicio do séc. XX, surgem novas idéias científicas que estudam o ser humano com base nas características culturais e socias que se opunham à questão da superioridade e inferioridade dos povos.
  23. 23. O Relativismo Cultural ressalta a importância do estudo das diversas culturas em seu próprio contexto, a partir de suas peculiaridades, considerando seus fatores históricos, naturais e linguísticos para o seu desenvolvimento.</li></li></ul><li>Relativismo Cultural e Tolerância <br /><ul><li>No relativismo cultural o estudo das diferentes comunidades é feito a partir das características de cada comunidade.
  24. 24. Suas idéias buscavam uma visão imparcial de mundo, evitando analises preconceituosas sabendo que não existem valores culturais universais. Assim os valores de uma determinada cultura não podem ser julgados com referência aos das outras culturas. </li></li></ul><li>O que é etnocentrismo? Para explicar utilize a expressão choque entre culturas e assimilação.<br />Pode-se afirmar que o contato da cultura brasileira e da indígena no processo de colonização brasileira foi etnocêntrica ? Por qual razão?<br />Em um território em que convivem diferentes povos, o que se leva em conta para haver uma melhor convivência?<br />
  25. 25. <ul><li>A etnia é acima de tudo a identidade cultural do grupo como a tradição e a língua.
  26. 26. O conceito de raça é um conceito questionado porque todos descendemos de um mesmo grupo ancestral e apenas há diferenças de traços físicos e de cor, como características biológicas, porem quando comparamos diferentes povos, os únicos fatores a serem considerados são os socioculturais, porque foi comprovado cientificamente que os genes são iguais em todos os seres humanos.</li></ul>Formação Cultural – Etnia x Raça<br />
  27. 27. <ul><li>Cada grupo étnico pode abranger indivíduos com diferentes traços físicos ou morfológicos. O fundamental na etnia é o sentimento de identificação, tanto do próprio grupo como do restante da sociedade nacional.
  28. 28. Pouco importa se a base para essa identidade seja a cor da pele, o idioma original ou o local e origem dos antepassados, um sentimento comum de discriminação ou de problemas semelhantes.</li></ul>Formação Cultural – Etnia x Raça<br />
  29. 29. Diversidade étnica – Mafalda e seus amigos<br />
  30. 30.
  31. 31. Por exemplo, nos EUA, as duas mais importantes minorias étnicas são os negros e os latinos. Alguém poderia imaginar que todos os indivíduos com a pele escura seriam considerados afro-americanos. Nada disso. Muitos com a cor da pele branca se consideram afro-americanos por causa de um descendente antigo que veio da África.<br />Formação Cultural – Etnia x Raça<br />
  32. 32. E, por outro lado, as pessoas que falam espanhol, vieram da América Latina, todos eles consideram-se latinos, independente da cor de pele.<br />Formação Cultural – Etnia x Raça<br />
  33. 33. Por que o termo de raça é considerado errado? Explique utilizando o exemplo da comunidade latina nos EUA apresentado em aula.<br />
  34. 34. A ideia de nação está ligada ao sentimento e à consciência coletiva e de valores e de tradições histórico-culturais: língua, religião, costumes e também um destino comum que dá a um grupo de pessoas um sentimento de identidade nacional, nesse caso o mesmo sentido de povo.<br />Formação Cultural <br />
  35. 35. Os seres humanos, como se sabe, vivem em grupos e estabelecem identidade ou formas de se definirem e de estabelecerem diferenças entre eles e os outros.<br />Essas identidades sociais não são naturais e nem eternas, elas sempre mudam com o tempo. Vimos que a noção de raça é algo discutível e cada vez mais deixado de lado.<br />Construção da Identidade<br />
  36. 36. Povo x Nação<br />Um povo pode ser identificado também pelos costumes e por suas tradições e por uma história em comum, como por exemplo os ciganos.<br />Um povo, geralmente, possui ou habita uma certa área, um território que ele considera como seu berço ou sua pátria.<br />
  37. 37. Povo x Nação<br /><ul><li>Nação pode ser entendida também como sinônimo de estado-nação ou estado nacional, que é mais comum pois é reconhecido por quase todos os estados e também pela ONU (Organização das Nações Unidas), assim, é um agrupamento de pessoas que vivem em um território nacional com leis e governos próprios.
  38. 38. Assim, nação seria o mesmo que país - Brasil, Canadá, China.</li></li></ul><li>Povo x Nação<br />Mas alguns autores argumentam que existem nações sem territórios e governos próprios, como as nações indígenas, os curdos, os tibetanos, se aproximando assim do sentido de povo.<br />
  39. 39. O termo nação pode ser entendida de duas formas. Explique e de exemplos usando os trabalhado em sala de aula.<br />
  40. 40. Cultura e Civilização <br /><ul><li>Nos séculos XVIII e XIX, a discussão sobre cultura surgiu associada a idéia de civilização e seus conteúdos fossem sempre trocados: ora civilização determinava os aspectos das idéias, concepções e crenças sendo e espirito de uma sociedade, ora cultura era a parte material da vida social.
  41. 41. Hoje em dia também se usa civilização para fazer referência a sociedades poderosas, de longa tradição histórica e com grande influência.</li></li></ul><li>Comentário sobre Civilização Ocidental-Cultura Dominante <br /><ul><li>Civilização Ocidental é entendida pelo domínio da cultura europeia com seus valores, normas, leis, crenças e estrutura da organização social e politica baseada no Estado nacional (monarquias) e foi imposta aos povos da América, Ásia e Oceania.
  42. 42. Começou com os grandes descobrimentos e exploração marítima resultado das conquistas tecnológicas e formação dos Estados Nacionais (Portugal e Espanha) e se consolida com a Revolução Industrial e a Revolução Francesa, no século XVIII</li></li></ul><li>Civilização Ocidental- Cultura Dominante<br />A dominação européia se inicia então no século XV dominando povos e os integrando pela força militar ou pelo domínio cultural a um mesmo sistema econômico – o capitalismo comercial que foi impulsionado pela Revolução Industrial (1780) com a produção em massa e a padronização das mercadorias e expande o comércio internacional. <br />
  43. 43. Civilização Européia-Cultura Dominante<br /><ul><li>Já a Revolução Francesa (1789),com a difusão do tema “liberdade, igualdade e fraternidade”, contribui para generalizar os valores democráticos de igualdade dos indivíduos perante a lei.
  44. 44. Outro aspecto cultural importante da civilização ocidental, e do próprio capitalismo, é o individualismo, valorização do indivíduo se exaltando a pessoa que vence na vida pelos seus próprios esforços.</li></li></ul><li>Civilização Ocidental-Cultura Dominante<br />Outra característica cultural da civilização ocidental é o consumismo que esta baseada na busca constante por inovação e acumulação de bens.<br />
  45. 45. O Shopping Center reúne, em um só local, os valores típicos da sociedade de consumo. Além de buscar marcas e modas, o consumidor tem diversas opções de moda e lazer.<br />
  46. 46. Cite duas características da cultura ocidental européia .<br />Quais são os dois acontecimentos europeus que respondem essas duas características culturais.<br />Como a civilização européia ocidental se tornou a civilização dominante?<br />
  47. 47. Modernização na Civilização Oriental<br /><ul><li>A civilização oriental de cultura milenar sofreu influência da civilização ocidental, mas conseguiram manter vários aspectos de sua cultura e valores.
  48. 48. O que assimilaram se chama Modernização que são técnicas de produção e gerenciamento, inserindo suas economias nos padrões do mercado mundial. Assimilaram as estruturas politico-administrativas dos Estados-Nações, </li></li></ul><li>Modernização e Civilização Oriental<br />a sociedade urbano-industrial, a produção de bens e a geração de serviços em larga escala, os avanços tecnológico que permitem a comunicação instantânea, a agilidade dos meios de transporte, a dependência coletiva de fontes energéticas (carvão mineral, petróleo, urânio e tório) e a informação rápida sobre acontecimentos em qualquer parte do globo.<br />
  49. 49. Na primeira foto, Parlamento no Japão na segunda, Parlamento na Espanha. Apesar de esse países terem raízes culturais muito diferentes, suas estruturas de governo e de organização político-administrativas são, atualmente, muito parecidas. Essa semelhança é resultado da capacidade da modernidade em se reproduzir em todo o mundo. <br />
  50. 50. Modernidade e Civilização Oriental Japão<br /><ul><li>O Japão é um exemplo significativo de contribuição da cultura orientais à modernização. Esse país cuja cultura valoriza o coletivo (não o individual), a família e a instrução, vem, desde a segunda metade do séc. XIX passando por profundas transformações político-econômicas. </li></li></ul><li>Modernidade e Civilização Oriental Japão<br />Esse desenvolvimento fez com que muitas de suas técnicas de produção e formas de organização de trabalho fossem incorporadas por países do Ocidente e conseguisse aperfeiçoar suas tecnologias pela modernização do pais, sem aderir a valores culturais da modernidade, preservando aspectos dos seus valores locais. <br />
  51. 51. Defina o que é modernização.<br />Cite um exemplo de nação que se modernizou e manteve as suas bases culturais.<br />
  52. 52. Site do Ministério da Cultura<br />

×