Minicurso - Diversidade da Arte de Pelotas
Aula 3 - Arte Patrimonial II
Arte Cemiterial
Visita ao Campo Santo da
Santa Cas...
Fundado em 1855, este cemitério pertence à Santa Casa de
Misericórdia de Pelotas. Tem fundamental significado para a
Histó...
O cemitério da Santa Casa possui variadas tipologias de túmulos
eobrasfunerárias.
É no “Cemitério dos Ricos” que se acumul...
O fato das obras serem européias e de religiosidade cristã,
determinou o uso de elementos estéticos relativos à morte.
Exp...
Leitura Iconográfica e Iconológica
Iconográfica:Doquetrataaimagem, descriçãodacena,
tema,aformade abordagemrealizada peloa...
Leitura Iconográfica e Iconológica
Iconográfica: escultura em mármore
com quatro personagens, o anjo, o
meninoe doisorante...
Algumas das esculturas funerárias
Algumas das esculturas funerárias
Exercício
A partir de nossa visita ao Cemitério da Santa Casa, escolha uma
obra funerária (fotografe) e faça sua breve lei...
Bibliografia
BORGES, Maria Elizia. Arte funerária no Brasil (1890-1930): ofício de marmoristas
italianosemRibeirãoPreto.Be...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Arte Cemiterial

1.269 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.269
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arte Cemiterial

  1. 1. Minicurso - Diversidade da Arte de Pelotas Aula 3 - Arte Patrimonial II Arte Cemiterial Visita ao Campo Santo da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas Novembro/2011
  2. 2. Fundado em 1855, este cemitério pertence à Santa Casa de Misericórdia de Pelotas. Tem fundamental significado para a História da cidade, pois nele abrigam-se túmulos de importantes personalidades locais, além de obras de arte com grande valor culturalepatrimonial. De Acordo com Carvalho (2010) “O terreno do cemitério de Pelotas, bastante extenso, foi dividido em territórios específicos de acordo com a religiosidade e condição social de seus falecidos: a carga escultórica encontra-se no que é conhecido popularmente como “Cemitério dos Ricos” e no cemitério dos protestantes, existindoaindaumterritóriojudaicoeoutro,popular.(p.544) Introdução
  3. 3. O cemitério da Santa Casa possui variadas tipologias de túmulos eobrasfunerárias. É no “Cemitério dos Ricos” que se acumulam os monumentos e obras de arte de maior destaque. Várias das esculturas lá encontradas são feitas em mármore. Em sua maioria, eram escolhidas através de catálogos e importadas da Europa pelas marmorariasdaregião,queeramresponsáveisporinstalá-lasno local,alémdeproduzirempequenaspeçasebaixos-relevos. Arte
  4. 4. O fato das obras serem européias e de religiosidade cristã, determinou o uso de elementos estéticos relativos à morte. Expressando sentimentos de temor, sofrimento, desconsolo e perda, o resultado foi um repertório de signos, como anjos e alegorias, que conservam um conjunto de traços comuns, impossibilitandoaidentificaçãoquantoaopaísdeprocedência. Arte
  5. 5. Leitura Iconográfica e Iconológica Iconográfica:Doquetrataaimagem, descriçãodacena, tema,aformade abordagemrealizada peloartista. Iconológica: Investiga a partir da leitura iconográfica, o significado dos símbolos presentes da obra em relação ao seu período histórico,social, cultural.
  6. 6. Leitura Iconográfica e Iconológica Iconográfica: escultura em mármore com quatro personagens, o anjo, o meninoe doisorantes. Iconológica: o imponente anjo guarda zelosamente o menino, o que podemos entender por uma discreta mensagemdequeaalmadomortona sua fragilidade é protegida pela alma de Deus em sua onipotência, enquanto os orantes representam as preces daqueles que em vida rezam pelomorto.
  7. 7. Algumas das esculturas funerárias
  8. 8. Algumas das esculturas funerárias
  9. 9. Exercício A partir de nossa visita ao Cemitério da Santa Casa, escolha uma obra funerária (fotografe) e faça sua breve leitura iconográfica e iconológica.
  10. 10. Bibliografia BORGES, Maria Elizia. Arte funerária no Brasil (1890-1930): ofício de marmoristas italianosemRibeirãoPreto.BeloHorizonte:C/Arte,2002. CARVALHO, Luiza Fabiana Neitzke de. Entre a lembrança e o esquecimento: implicações do descaso patrimonial para a arte funerária do Rio Grande do Sul. 2010. In: XIX Encontro da Associação Nacional dos Pesquisadores em Artes Plásticas. ANPAP, 2010. Disponível em: http://www.anpap.org.br/2010/html/chtca.html. [Acesso em 22deagostode2010] _______________________________. Esculturas cemiteriais: documentação fotográfica da estatuária do Campo Santo da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas. 2004. In: XIII Congresso de Iniciação Científica e VI Encontro de Pós-Graduação. UniversidadeFederaldePelotas.CD-ROM,2004. _______________________________.OCemitériodaSantaCasa:contribuiçõespara História da Arte Funerária em Pelotas. Pelotas: UFPEL, 2003. Monografia apresentada juntoaoCursodeEspecializaçãoemPatrimônioCultural. SILVA, Sérgio Roberto Rocha da; SABALLA, Viviane Adriana. Pelotas: A Arte Imortalizada.Pelotas:EditoraeGráficaUniversitária,1998.

×