CONCEX - FIERGS
Os Desafios do RS
na Era dos Emergentes
Luciano D’Andrea
Setembro 2015
Considerações Iniciais
Relações internacionais: cenário dinâmico e em constante transformação cada vez mais
rápido e inetg...
TAXA DE CRESCIMENTO ANUAL
EMERGENTES X DESENVOLVIDOS (1995-2014)
Fonte: UNCTAD. Elaboração: FIERGS
TAXA DE CRESCIMENTO ANUAL DOS BRICS (1995-2014)
Fonte: UNCTAD. Elaboração: CONCEX
?
EXPORTAÇÕES MUNDIAIS (2001-2014) –
Crescimento e Participação
US$ milhões
Fonte: Aliceweb. Elaboração: CONCEX
Início da fo...
Fonte: Aliceweb. Elaboração: CONCEX
Mundo (2001-2014): 198%
Desenvol. (2001-2014): 134%
Em desenvol.(2001-2014): 357%
Bric...
OS BRICS
 Sigla criada pelo economista, Jim O´Neill, em 2001 no estudo “Building Better Global Economic BRIC”
 Torna-se ...
As Reuniões de Cúpulas
 As Reuniões de Cúpulas dos BRICS:
 1ª – Ecaterimburgo (Rússia) – 16 de Junho de 2009
 2ª - Bras...
BALANCA COMERCIAL BRASIL - BRICS
BRASIL - 2014 (US$ milhões)
  MUNDO BRICS ÍNDIA CHINA RÚSSIA ÁFRICA DO SUL
EXPORTAÇÃO 225...
Brasil x BRICS – Principais Produtos (2014)Brasil x BRICS – Principais Produtos (2014)
US$ 50,4 bilhõesUS$ 50,4 bilhões
Fo...
EXPORTAÇÕES POR FATOR AGREGADO BRASIL - PRINCIPAIS REGIÕES
América Latina União Europeia EUA BRICS
CHINA ÍNDIA RÚSSIA ÁFRI...
IMPORTAÇÕES POR FATOR AGREGADO BRASIL - PRINCIPAIS REGIÕES
América Latina União Europeia EUA BRICS
CHINA ÍNDIA RÚSSIA ÁFRI...
CONCEX - FIERGS
PRINCIPAIS MERCADOS DE DESTINO DAS EXPORTAÇÕES DO RS
2014 - PARTICIPAÇÃO %
35,75%
14,91% 14,43%
11,17%
7,5...
PRINCIPAIS MERCADOS DE ORIGEM DAS IMPORTAÇÕES DO RS
2014 - PARTICIPAÇÃO %
23,58% 22,37%
14,68%
12,75%
8,14%
18,48%
12,12%
...
RS x BRICS – Principais Produtos (2014)RS x BRICS – Principais Produtos (2014)
US$ 5 bilhõesUS$ 5 bilhões
Fonte: SECEX/MDI...
PRODUTOS EXPORTADOS RS - 2014
BRICS ÍNDIA CHINA RÚSSIA ÁFRICA DO SUL
Soja Grão (70,7%) Óleo Soja (74%) Soja Grão (80,8%) C...
Empresas Exportadoras e Importadoras
BALANCA COMERCIAL RS - BRICS
ÍNDIA CHINA RÚSSIA ÁFRICA DO SUL
BR RS Part. RS % BR RS ...
Considerações Finais
• As relações internacionais são complexas e dinâmicas, requerendo constante atualização e ação no
se...
Considerações Finais
• O RS já demonstra a capacidade de exportar produtos manufaturados e com maior diversificação à
Rúss...
CONCEX - FIERGS
Os Desafios do RS
na Era dos Emergentes
Luciano D’Andrea
Setembro 2015
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Os desafios do RS na era dos emergentes (Luciano D'Andrea)

407 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada por Luciano D'Andrea (Gerente de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIERGS), na palestra "Os Desafios do RS na era dos emergentes", realizada no dia 02 de setembro de 2015 na FEE.

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
407
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • http://www.careerride.com/view.aspx?id=19744
    http://www.itamaraty.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3672&catid=159&Itemid=436&lang=pt-BR
    http://brics.itamaraty.gov.br/pt_br/sobre-o-brics/informacao-sobre-o-brics
    http://noticias.r7.com/economia/melhor-distribuicao-do-poder-economico-e-o-principal-objetivo-da-criacao-do-novo-banco-dos-brics-14072014
    http://www.ipea.gov.br/forumbrics/pt-BR/conheca-os-brics.html
  • USA EU AMÉRICA LATINA BRICS E BRICS INDIVIDUAL
  • USA EU AMÉRICA LATINA BRICS E BRICS INDIVIDUAL
  • Pronto.
  • Pronto.
  • Os desafios do RS na era dos emergentes (Luciano D'Andrea)

    1. 1. CONCEX - FIERGS Os Desafios do RS na Era dos Emergentes Luciano D’Andrea Setembro 2015
    2. 2. Considerações Iniciais Relações internacionais: cenário dinâmico e em constante transformação cada vez mais rápido e inetgrado fruto da globalização Aspirações de poder e equilíbrio político, econômico, social, militar, e outros. Estratégias, influência e ações: articulação, alianças, acordos, adoção de modelos, vantagens comparativas, dotação de recursos, etc. Imprevisibilidade internacional é a regra: conjunto de fatores internos e externos + grupo de variáveis endógenas e exógenas (crises, conflitos, guerras, movimentos civis, catástrofes naturais, fenômenos econômicos, etc). Plano Interno: gestão econômica e política de Estado – acertos e erros – política externa – e prioridades Emergentes: dinamismo e crescimento econômico expressivo - receptores de investimentos dos PDs – melhorias macro-econômica – vantagens comparativas – recursos naturais e minerais - custos baixos – efeito China, preços e commodities BRICS: a cereja do bolo dos emergentes. Importante na relação estratégica e comercial com o BR e RS. Porém, existem desafios a serem superados nesta relação.
    3. 3. TAXA DE CRESCIMENTO ANUAL EMERGENTES X DESENVOLVIDOS (1995-2014) Fonte: UNCTAD. Elaboração: FIERGS
    4. 4. TAXA DE CRESCIMENTO ANUAL DOS BRICS (1995-2014) Fonte: UNCTAD. Elaboração: CONCEX ?
    5. 5. EXPORTAÇÕES MUNDIAIS (2001-2014) – Crescimento e Participação US$ milhões Fonte: Aliceweb. Elaboração: CONCEX Início da forte diminuição da diferença entre export. Desenvol x Em desenvolvimento. Mundo (2001-2014): 206% Desenvol. (2001-2014): 137% Em desenvol.(2001-2014): 356% Brics (2001-2014): 601% 66% 34% 8% 51% 49% 18% Participação em 2014 Participação em 2001
    6. 6. Fonte: Aliceweb. Elaboração: CONCEX Mundo (2001-2014): 198% Desenvol. (2001-2014): 134% Em desenvol.(2001-2014): 357% Brics (2001-2014): 626% 70% 30% 6% 54% 46% 16% Participação em 2014 Participação em 2001 IMPORTAÇÕES MUNDIAIS (2001-2014) – Crescimento e Participação US$ milhões
    7. 7. OS BRICS  Sigla criada pelo economista, Jim O´Neill, em 2001 no estudo “Building Better Global Economic BRIC”  Torna-se um grupo político com potencial de influência e cooperação.  Formaliza-se como Grupo em 2009  Começou como BRIC: Somente em 2011 África do Sul foi incorporada ao grupo para tornar-se BRICS.  Convergência inicial:  grandes nações geográficas e populosas com influência regional na política e economia  novas economias emergentes com taxas de crescimento expressivas e dinamismo econômico nos últimos anos.  Desafios / Objetivos:  Reduzir dependência externa dos desenvolvidos e reduzir riscos da globalização financeira;  Reformar o Sistema Monetário Internacional (contrabalancear modelo FMI e Banco Mundial);  Revisão da Cota e da Governança do Banco Mundial;  Identificar agendas estratégicas convergentes e Intensificar trocas comerciais;  Coordenar estratégias no G20 e outros fóruns multilaterais;  Pressionar para uma nova ordem mundial e governança nas organizações multilaterais.  BRICS (2014) = ¼ do PIB e 40% da população mundial. Objetivo Maior: Converter poder econômico em maior influência geopolítica
    8. 8. As Reuniões de Cúpulas  As Reuniões de Cúpulas dos BRICS:  1ª – Ecaterimburgo (Rússia) – 16 de Junho de 2009  2ª - Brasília (Brasil) – 15 e 16 de Abril 2010  3ª - Sanya, (China) – 14 de abril de 2011  4ª - Nova Dehli (Índia) – 29 de Março de 2012  5ª - Durban (África do Sul) – 26 e 27 de Março de 2013  6ª – Fortaleza (Brasil) – 15 e 16 Julho de 2014  Novo Banco de Desenvolvimento - Entrou em operação em Julho de 2015, com aporte inicial de US$ 100 bilhões. - Objetivo de servir de alternativa ao FMI e BM controlados pelos EUA e EU. - Contrabalancear as políticas dos países doadores tradicionais - Investir em projetos de desenvolvimento e infraestrutura em países em desenvolvimento e subdesenvolvidos
    9. 9. BALANCA COMERCIAL BRASIL - BRICS BRASIL - 2014 (US$ milhões)   MUNDO BRICS ÍNDIA CHINA RÚSSIA ÁFRICA DO SUL EXPORTAÇÃO 225.101 50.460 4.789 40.616 3.829 1.226 % 100% 22,4% 2,1% 18,0% 1,7% 0,5% IMPORTAÇÃO 229.146 47.733 6.640 37.345 3.016 732 % 100% 20,8% 2,9% 16,3% 1,3% 0,3% SALDO -4.045 2.726 -1.852 3.271 813 494 FLUXO  COMERCIAL 454.247 98.193 11.429 77.961 6.846 1.958 PIB (PPC) US$ milhões (2014) PIB per capita (2014) IDH (2014) População (2014) Ranking Exportação Brasil (2014) Ranking Exportação RS (2014) Brasil 3.263.866  16.155,10  0,74  202.033.670  Rússia 3.745.157 25.635,90 0,77 143.819.569 12º 11° Índia 7.393.076 5.833,30 0,58 1.267.401.849 8º 30º China 18.030.932 13.216,50 0,71 1.364.270.000 1º 1º África do Sul 704.521 13.046,20 0,65 54.001.953 38º 33º TOTAL 33.137.552 35.034,60 3.031.527.041 DADOS SÓCIO-ECONÔMICOS GERAIS Fonte: Aliceweb Fonte: Banco Mundial / PNUD / Aliceweb
    10. 10. Brasil x BRICS – Principais Produtos (2014)Brasil x BRICS – Principais Produtos (2014) US$ 50,4 bilhõesUS$ 50,4 bilhões Fonte: SECEX/MDIC Combustíveis minerais 11,61%11,61% US$ 47,7 bilhõesUS$ 47,7 bilhões Carnes 6,09%6,09% Soja 33,56%33,56% Máquinas e aparelhos elétricos 23,15%23,15% Máquinas e Equipamentos 15,6%15,6% Combustíveis minerais 8,79%8,79% Produtos químicos orgânicos 6,21%6,21% Minérios, escórias e cinzas 26,01%26,01%
    11. 11. EXPORTAÇÕES POR FATOR AGREGADO BRASIL - PRINCIPAIS REGIÕES América Latina União Europeia EUA BRICS CHINA ÍNDIA RÚSSIA ÁFRICA DO SUL 78,2% 81,5% 52,2% 48,5% 54,2% 64,0% 83,9% 72,9% 88,0% 84,5% 56,4% 51,6% 77,5% 71,9% 74,5% 75,6% Fonte: Aliceweb. Elaboração: CONCEX Manufaturados Semimanufaturados Produtos Básicos
    12. 12. IMPORTAÇÕES POR FATOR AGREGADO BRASIL - PRINCIPAIS REGIÕES América Latina União Europeia EUA BRICS CHINA ÍNDIA RÚSSIA ÁFRICA DO SUL Manufaturados Semimanufaturados Produtos Básicos 98,0% 96,8% 98,5% 97,2% 59,6% 48,2% 60,9% 66,7% 63,6% 61,6% 95,9% 95,2% 92,8% 94,2% 95,2% 93,3% Fonte: Aliceweb. Elaboração: CONCEX
    13. 13. CONCEX - FIERGS PRINCIPAIS MERCADOS DE DESTINO DAS EXPORTAÇÕES DO RS 2014 - PARTICIPAÇÃO % 35,75% 14,91% 14,43% 11,17% 7,51% 16,24% 27,23% Fonte: Aliceweb. Elaboração: CONCEX
    14. 14. PRINCIPAIS MERCADOS DE ORIGEM DAS IMPORTAÇÕES DO RS 2014 - PARTICIPAÇÃO % 23,58% 22,37% 14,68% 12,75% 8,14% 18,48% 12,12% Fonte: Aliceweb. Elaboração: CONCEX
    15. 15. RS x BRICS – Principais Produtos (2014)RS x BRICS – Principais Produtos (2014) US$ 5 bilhõesUS$ 5 bilhões Fonte: SECEX/MDIC Carnes 5,27%5,27% US$ 1,8 bilhõesUS$ 1,8 bilhões Óleo Soja 3,96%3,96% Soja 70,71%70,71% Fertilizantes 23,2 %23,2 % Máquinas e Equipamentos 16,09%16,09% Máquinas e materiais elétricos 9,75%9,75% Veículos e suas partes 8,23%8,23% Fumo 8,98%8,98% Partes de elevadores
    16. 16. PRODUTOS EXPORTADOS RS - 2014 BRICS ÍNDIA CHINA RÚSSIA ÁFRICA DO SUL Soja Grão (70,7%) Óleo Soja (74%) Soja Grão (80,8%) Carnes (60%) Veículos e suas partes (22%) Fumo (9%) Tanino (6,5%) Fumo (7,5%) Fumo (29%) Máquinas e equip. (18%) Carnes (5,3%) Máquinas (3,7%) Pasta de madeira (2%) Calçados (4%) Fumo (16%) Óleo Soja (4%) Peles e Couros (2,4%) Óleo de Soja (1,9%) Máquinas e equip.(3%) Peles e Couros (11,3%) Peles e couros (2%) Prod. Quím. Org. (1,9%) Peles e Couros (1,9%) Leite (0,9%) Carnes (10,9%) Pasta de madeira (1,7%) Prod. Quím Diversos (1,5%) Plásticos (1,8%) Cutelaria (0,7%) Plásticos (5%) Plásticos (1,7%) Máq. e Eq. Elétr. (1,5%) Carnes (1%) Obras de pedra e gesso (0,5%) Calçados (3%) PRODUTOS IMPORTADOS RS - 2014 BRICS ÍNDIA CHINA RÚSSIA ÁFRICA DO SUL Fertilizantes (23,2%) Veículos e suas partes (39,2%) Máquinas E Equip. (20,4%) Fertilizantes (80,5%) Prod. Quím Org. (87,4%) Máquinas E Equip. (16,0%) Máquinas E Equip. (17,8%) Máq e Equip Elét. (13,1%) Combustíveis (15,7%) Prod. Quím. Diversos (3,9%) Máq e Equip Elét. (9,7%) Prod. Quím. Org. (8,2%) Fertilizantes (10,7%) Borrachas (1,7%) Plásticos (3,2%) Veículos e suas partes (8,2%) Extratos Tanantes (6,4%) Veículos e suas partes (7,1%) Ferro fundido e aço (1,1%) Obras de ferro fundido ou aço (0,7%) Plásticos (4,3%) Máq e Equip Elét. (3,6%) Plásticos (5,6%) Obras de ferro fundido ou aço (0,3%) Sementes (0,7%) Prod. Quím. Org. (3,7%) Plásticos (3,0%) Obras de ferro fundido ou aço (3,7%) Papel e cartão (0,2%) Frutas (0,5%) Combustíveis (3,2%) Combustíveis (2,8%) Móveis (3,2%) Prod. Quím Inorg. (0,1%) Vidro e suas obras (0,5%) Fonte: Aliceweb.
    17. 17. Empresas Exportadoras e Importadoras BALANCA COMERCIAL RS - BRICS ÍNDIA CHINA RÚSSIA ÁFRICA DO SUL BR RS Part. RS % BR RS Part. RS % BR RS Part. RS % BR RS Part. RS % Exportadoras 1.356 147 10,84% 2.869 312 10,87% 710 115 16,20% 1.265 214 16,92% Importadoras 5.093 343 6,73% 27.928 2.371 8,49% 647 57 8,81% 779 38 4,88% RS – 2014 (US$ milhões) MUNDO BRICS ÍNDIA CHINA RÚSSIA ÁFRICA DO SUL EXPORTAÇÃO 18.696 5.090 155 4.455 353 127 % 100% 27,23% 0,83% 23,83% 1,89% 0,68% IMPORTAÇÃO 14.948 1.813 144 1.301 349 19 % 100% 12,13% 0,96% 8,71% 2,33% 0,13% SALDO 3.747 3.277 11 3.154 5 108 FLUXO COMERCIAL 33.644 6.903 299 5.756 702 146 % RS no Fluxo BR 7,41% 7,03% 2,61% 7,38% 10,25% 7,47% Empresas Exportadoras e Importadoras BR RS Part. RS % Exportadoras 19.234 2.561 13% Importadoras 44.364 4.493 10% Fonte: Aliceweb Fonte: MDIC Fonte: MDIC
    18. 18. Considerações Finais • As relações internacionais são complexas e dinâmicas, requerendo constante atualização e ação no sentido de ganhar e manter poder, estabilidade, crescimento, bem estar econômico e social. • A relação entre os PEDs e PDs é cada vez mais interdependente através da globalização cultural, de pessoas, fluxos de capitais, investimentos e mercadorias. • Crescimento exponencial dos emergentes atinge esgotamento dos patamares das últimas décadas e desenvolvidos apresentam recuperação e perspectivas de maior crescimento, esp. EUA • Não obstante, o mercado dos BRICS é importante e estratégico para o RS. • A China é o mercado que tem garantido o desempenho exportador gaúcho no setor agrícola, com efeito positivo nas vendas de produtos agroindustriais como máquinas agrícolas • Potencial de diversificação da pauta exportadora aproveitando o desenvolvimento do mercado consumidor Chinês, especialmente na área de alimentos premium e de maior valor. • Com a Índia e África do Sul seria importante continuar esforços de integração extra regional com vistas ao fortalecimento das trocas comerciais. • Recomenda-se a ampliação do Acordo Mercosul – Índia e Mercosul – SACU como forma de ampliar as preferências tri-regionais no âmbito dos BRICS.
    19. 19. Considerações Finais • O RS já demonstra a capacidade de exportar produtos manufaturados e com maior diversificação à Rússia, Índia e África do Sul, porém ainda de forma tímida muito em função aos problemas de competitividade e do perfil fechados destas economias. • Ações de inteligência comercial, missões e feiras são necessárias para melhor explorar estes mercados, com culturas bem diferentes. • BRICS representam 27% das Exportações e 12% das Importações do RS. RS participa com 7% no fluxo comercial total entre Brasil e BRICS • China representa 87% do fluxo de comércio do RS com os BRICS. A pauta de exportação e importação gaúcha com os BRICS é basicamente definida pelo intercâmbio de produtos com a China. • 80% da pauta de produtos exportados aos BRICS é concentrada em Soja (71%) e Fumo (9%) • A pauta para a África do Sul é mais distribuída e equilibrada entre veículos, máquinas, fumo e peles e couro. Índia, Rússia e África do Sul aceitam mais produtos manufaturados. • Embora reconheça-se a importância dos emergentes (BRICS), mercados como EUA, UE, AL, MX são prioridades na agenda da indústria nacional.
    20. 20. CONCEX - FIERGS Os Desafios do RS na Era dos Emergentes Luciano D’Andrea Setembro 2015

    ×