plágio fotográfico

114 visualizações

Publicada em

Trabalho realizado sobre o tema plágio fotográfico
matéria: Ateliê de fotografia e informática aplicada.

Jornalismo/T1

Diagramação: Fábio Salles.
Texto: Pedro Guilherme.
Fotografia: Fábio Salles e Raquel Calzoli.

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
114
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

plágio fotográfico

  1. 1. N os dicionários encontraremos a definição de plágio como o ato de assinar umaobrasemcreditar o autor original; esse conceito também se aplica ao plágio fotográfico, só que com uma relatividade maior. Na fotografia, o plágio pode ser entendido como simples “inspiração”; o fotógrafo faz um ensaio baseado em um outro ensaio fotográfico e acaba por cometer o crime de plágio, na visão de muitos profissionais. Essa questão divide opiniões, pois um mesmo trabalho poder ser considerado plágio por um determinado grupo de pessoas, e considerado “inspirado em outro” por algum outro grupo. Uma imagem feita no mesmo local, usando do mesmo tipo de formato de foto, pode causar a impressão de plágio, pois as semelhanças serão evidentes. As fotos acima foram tiradas por pessoas diferentes; a primeira pelo aluno Fábio e a segunda pelo fotógrafo Iain Macmillan, as imagens são bem parecidas, mas foram tiradas por pessoas diferentes em momentos distintos. Essa situação pode causar inúmeras interpretações, o que leva a discussão levantada no começo da matéria sobre o que seria plágio ou inspiração na fotografia. Um caso recente de plágio fotográfico que repercutiu muito foi o de Rosie Hardy; usuária da rede social de fotos, Flickr, a fotógrafa ficou famosa por seus auto-retratos (hoje conhecidos por selfie). Depois de um tempo de popularidade, a jovem fotógrafa começou a receber Fotografia:IainMacmillanFotografia:FábioSalles Plágio Fotográfico O que seria o ato de plagiar? Na arte de fotografar, esse assunto ainda não é algo bem definido, divide opiniões de profissionais ou de simples apreciadores da área. Pedro Vilas Boas Crime 01 | Terça-feira, 24 de novembro de 2015 | veja
  2. 2. Fotografia:FábioSalles Fotografia:AlfredEisenstaedt várias denúncias de plágio sobre as suas selfies, enquanto outros usuários a defendiam dizendo que foi apenas inspirações, e quando verificaram sua conta em uma outra rede social especializada em fotos, o deviantArt, pode- se perceber a grande influência que as fotos de seus fotógrafos favoritos tinham em seus auto- retratos no Flickr. Depois do ocorrido, Rose postou um pedido de desculpas na rede social e excluiu todas as suas fotos até então. Mais tarde, a fotógrafa receberia um convite da banda de Pop Rock, Maroon 5, para fazer a arte do que seria o terceiro álbum de estúdio do grupo, “Hands All Over”; Rose se inspirou em fotos de outra fotógrafa para fazer a arte do álbum. O ato de plagiar na fotografia ainda não é algo bem definido, divide opiniões de profissionais ou de simples entusiastas na área, o assunto deve ser mais discutido para que cheguemos o mais próximo possível da conclusão, pois se um dos pioneiros na arte de fotografar, Niépce, disse: “A fotografia é um processo que seu próprio nome problematiza a autoria. Escrita/desenho pela luz”, não podemos simplesmente constatar a prática como plágio ou inspiração. Plágio é crime, e se constatado na fotografia, terá as mesmas consequências legais do ato fora da fotografia. “Uma imagem feita no mesmo local, usando do mesmo tipo de formato de foto,pode causar a impressão de plágio” Fotografia imortalizada pela revista “Life”. Durante o anúncio do fim da guerra contra o Japão, em 14 de agosto de 1945 Fonte: http://www.revistabula.com/398-as-10-fotografias-mais-famosas-da-historia/
  3. 3. 03 | Terça-feira, 24 de novembro de 2015 | veja Fotografia: Fábio Salles Fotografia: Steve McCurry Crime
  4. 4. C omo já dito, Nièpcie tratava toda fotografia como produto da luz, portanto, oriundas do mesmo lugar, c o n s e q u e n t e m e n t e , anularia a existência de cópia de uma foto para com a outra. Mas ainda assim, as denúncias de plágio são feitas no âmbito fotográfico. Outra questão que dificulta essa discussão é o surgimento da justificativa de “ i n s p i r a ç ã o ” ; muitos acusados do crime alegam teremseinspirado nas obras supostamente plagiadas, e não tiverem a intenção de copiar a foto. Essa explicação dificulta a condenação, pois não teria sido intencional a prática do plágio. Sendo o plágio crime, previsto no Artigo 184 do Código Penal como violação a direitos do autor, essa prática traz consequências judiciais, podendo levar até mesmo à prisão do acusado. Em entrevista à revista, Lucas Carapiá, advogado criminalista, professor e coordenador do curso de Direito, falou um pouco sobre as diferentes abordagens do crime, perante a lei: “Para o Direito Penal, toda vez que a pessoa voluntariamente, com vontade, viola o direito do autor, esconde essa referencia quem é o dono da ideia, o dono da obra, pratica crime”; ele continua: “No caso do Direito Civil, mesmo sem intenção, se a pessoa viola esse direito do autor e causa algum prejuízo, a gente tem a possibilidade de promover a responsabilização, exigindo pagamento de indenização com relação a esse ato”. Ainda segundo o professor, as penas podem variar, dependendo do acusado, se é reincidente ou não: “Em tese, até quatro anos de prisão, eu posso substituir por pena alternativa, mas, por exemplo, se for reincidente, eu já tenho algum problema, se a reincidência for específica, então, se o cara pratica o crime de plágio mais de uma vez, ele tem uma condenação transitada e julgada anterior, nesse novo, ele já pode ser considerado reincidente, e não ter direito a pena alternativa, e efetivamente ficar preso”. Fotografia:RaquelCalzoli Fotografia:RaquelCalzoli Reprodução: Linkedin As fotos a cima exemplificam o quanto é difícil comprovar o plágio fotográfico, pois foram registradas por diferentes pessoas que não tiveram a intenção de plagiar, nem ao menos tiveram a foto do outro como inspiração; pelo local ter sido o mesmo, e o estilo de foto também, a percepção de plágio é exposta com facilidade.

×