a x X.  l
r _w .  . r »Lã
_ . r l x 
z xnW.  _ . x u.  ./ 
. ..MH í x.  ,

Fabrício Bazé

.  ., .. .,_.  l , 
..  ,ff
.  À...
APWIÉJÍENFFÀVCÍÃVÍ' : m: : Ianízanrra: 
xulLlíiâunlçíAü.  NI* Iuliãbmí IV E um
RIÊILAVÇISI/ ãã» E 1: “IC nuca. : nur  um'
...
3101C HilfÀvÍ ~ Int: : sgmfnvugntru. 
:cx-izmn.  uni: : nuaerfrczmína vzíxIuI
IE Ianmsmi: : g2( ~ I : AS
~í;21:v: wí“ra: n...
RIEFL. , ! fm : me : II @sff 1:: : : nv
Iuluml:  vô vir Inrraxulrní ! winrar 21',  I; 
AwrvAwmI A:  PHÃVFITASI u: 

IÍÉÍIN...
1 : a: rgñnlgzfvà ,  PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS
A B:  V,  O ã A _ ; 

PRODUÇÃO - SECULO XIX/  INíCIO D...
IX

BRANDING   

Contrução @fortalecimento
da marca.  ' -
PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO EMÍDIAS DIGITAIS

 

Marca é uma fusão metafóriCa entre as histórias que

as pessoas tem de u...
PROEADM.  ct  : In r  II .  :: Hu
_.  FABRICIOBAZE

 

    
        

'.  21m lu : u:

In-. .WIIIIZII
PROF.  ADM. 
FABRICIO BAZÉ

   
   

 
  
   

f x

  A
DA MARCA 

'II

u

'p .
__ I . - .  ›-› .  “ 2_ y
_.  “M,  sit.   '
'. ;..  l 'l' ~ ,  " "“ . ,
« 1.» à  .  t* .  A
f.  r  0 ' , ~ C
.  I , ' , u ...
IIIIIIIIIIIIIIIOS

I
IIIIIIINIIS DO IIIINDO

NÕHIIDIS DIBITRIS

IOIIIOS I DISTIMIDOS
O

 

_P/  V
Fl

'ÀIIIKÀÊPIÍÍIEIÍêãkiííâlüñâllllgnlhlÍIIÍHÍÀIIGIIEII ; m . I.
Elma-allan.  ;WxoInuI-Iitarni" (olplíabjlpxçkxomm, 
': (4...
V_

EIIuI In  I ; III ~ ! III  , IIIII IEL_
/ y _ / ñ/&Jl

, CI / J/ J Ó
'   ' 10.9% íí
/ J/

. ..z “X . .a J
~ .  x L .  . I_ ,  ~ .  ~ , 
l ' , I I _I I I I l l , 
i '  ç »T
I Video "A história de LiIinhO"

IT II I
mw í ? lrlãíltflãlnllãñlílãlra'flml'  1
Alt-FISH IÀIÊIIAICIÃIVI ~:  IM nata. :
: vgaivmm 'I"IH. ^.I:4IIII“ Ijbllêyàujlllé.
o › ~ s u'

  
      
  

       

'I “I

LIIlIElPII, Illlllnlüiñhlllllãñlü; X3140qhAplelVnlr/ :lllllf-lllía' . .Ami

: :l...
2:4: -I : I ILWIIVIIILIIÍI'RJIIGINIFIVÉÍIIYF' ? ALHAIEÍAIMI
II - 'AIIvII-I -nulnallmlllí ruim.  IC/ !ajíllmlllã
II à'§l4,A...
"m1prata¡Io~? EI-GIhmm_. :Elo-ás: IndllldlardlucçonnngjtgáuaâpIan
: IIIWEIÍIH"í0lllillolvlãkiplâlsíñoñkj,  nmu¡Iairfllldla...
Maio 2011 No 'rTeio da aa-'aianche de artigos e Insigñts a respeita do comercio sociaI_
nos &DFGSEFIBITIOS O F-FACTOP IFAT...
I
3' -
. J U _jm __. 
_ I . T - . .Ó v;  . o
cr
I_IIIr:  II:  I* I ITI¡ III I »nai IL-il I Il

 

¡Íâ-(ÇIIIQI
¡Itjtllílãll "IITIQIIIIII

37g:  HW**

: TIHJIJr

V
- - Repeat
First Declsloh Transaction Purchase

Contact P Point Decision
Olnt Point
((( II) 5 ; ^
à C7/ «- P

 

SlimuIUs ...
IXÍIBIIIÍ!  *jBIIILIIFF Inmlllniallliulnli ? blueto- : o
'loInImbI-. uum: Ilguimmiiro-nr: : : Innznno-¡Iubiuia 3:2., 

   ...
í : Imnjt Inmrn
: :la-ami. InvaziilnIqIo-mnnipio-¡nuguoi : Ilmcíruuniicini um:  i ; x

 

Hllnmloii'tunullnmnai : zwilohii...
ImIí-IVIIÀIEIP-PWICI:  :IEAIPINII-IEIIAI: 
m!  !militar-ã INHII Ilñliliii-? Iã
'rui IIÊIIITII fuemriglkw rt":
P*m¡noivraiidlouozipxamniç _mianiuálvxslhcroinipmiílvrcii
aninuvzoxin¡pimiannmníoq : IllielíâlilíàldIo-amimlllllliloji. .
...
.. aliam-là

.  _en'II. Ir; i¡rI; IL; .II' _ _lElXhIàl-Jeiíml-lnlsi

 

.  JnllI-r, ..5.InIll-I' .  .HI. .'. _II. II. I.II...
A

rw-

i 

e:  r-. rr.  l a;  :(2,0
~ K i 
I - - êulifãhNípâà

L __ I s
&Cxm . .L 1-' ray-ç-í . _ í sjj_ __ __

AS MARCAS PRECISAM SER
MAIS LIQUIDAS
.mk

 

T7
"LIQUIDCVI II*II<EII'
. IOIIITIIMIW '

 

2
:again-jiu. Ionmiiein. ,,o-aim: :¡Ivu-àxomaiiuniídlâkie-

ltqpltcilaeecmaqbi.  Icílslialñqlllàmu¡mllliíàlzíiâilldla
Iomnra...
Segundo O Pierre Lévy,  na atual ECONOMIA DAINFORMAÇÃO
as idéias são o capital mais importante,  e que só pode ser
adquiri...
1. O técnico (coisa) Quevai darsuporte estrutural à Construção das
idéias e pode ser exemplificado pelas estradas,  prédio...
.. FH _f, i”içjçieâ; .,a.  _ 

, i Lstluàrâqvsi 
I "JE-APLÁ-IAIIIJMIQI»

 

: a

 ,  I Romitanãlbnonãiustc»

 

      

1....
n:  Tira:   Z-'I
ní-x Ia.  '~ Iii
I. -J›II~I: I.~III. :~: <›I. 
mu” IVIIIVII” u' l ~
: WII:  'Mit I: 

ui mui:  um 'Ismz M...
AS ESTRATÉGIAS DE MARCAS MAIS ESTÁVEIS SÃO AS QUE FLUEM CONSIDERANDO TRÊS PERSPECTIVAS: 
- CULTURAL; 

~TECNOLÓGICA; 
- SO...
PROF.  ADM. 
:- FABRICIO BAZÉ

   

IT IT i EI . il/ V I rt N/ AXEI-Í-EAFH»

T . .a

: t: : I CjIãlfmçitiW-(ÍIÊZI : rinion...
AS PESSOAS SÃO NOSSAS PARCEIRAS NA COMUN ICACÍIIÍ: 
NÃO UM PÚBLICO-ALVO E NÃO APENAS NÓDULOS DE
AMPLIFICAÇÁO DA TRANSMISSÃ...
,Aíãsfzfüilglmi PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS

IAVÁÊ

QUAL A DIFERENÇA?
u:  a- ngm( PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS

: mi:  E',  anna: 

"ííxuunuíxà *“'“"'"'›XI
¡A! 

 lí
*l* II '...
PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAçÃOEMiDIAS DIGITAIS

 

A identidade da Marca é a
proposição de valor que

a empresa faz para seu...
1 íüiãulglmj PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS
A B:  I',  O ã

IAVÁÊ

PRISMA DE o  
IDENTIDADE DE “  ,   
KAP...
PROF.  ADM. 
Í- FABRICIO BAZÉ

Público externo

Ftsico

É um conjunto de
caracteristicas objetivas
que se sobressaem

[que...
1 : iãgftlãñlglml PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS
A B:  i',  O ã

IAVÁÊ

PRISMA DE
IDENTIDADE DE a .  
KAPF...
:: EI IRS'

  

13:7!? 

PRISMA DE

IDENTIDADE DE

KAPFERER

"A grande maioria da
população consome

e compra com a

mente...
Trim!  .

13:7!? 

PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO EMÍDIAS DIGITAIS

Compramos por razões que vão
além de nossas crenças raci...
1 : iãgftlãñlglml PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS
A B:  i',  O ã

IAVÁÊ
I

Compramos por razões que vão
alé...
F
l

: lfi II: 

iI

PROEADM. 
:I FABRICIOBAZÉ . 

  

_ i : asma

_ l

L0¡

 
.  . _ - .  _ 
FA_ JFCF

IEII «li ÍÍIAIVI

...
PROF.  ADM. 
í.  FABRICIO BAZE

   

g.  !EI «ll ÍÍIAIVI

*PATI* IRET «LI IE II . IF

i e .    lFi< ¡F~*TAI~%IEIIIT” › I i...
PROF.  ADM. 
í FABRICIO BAZÉ

    

 

A ~ 1' '« I¡ "-': :«f
'RMV ¡FCEÍÍL I L1# ? E D «Trials ! ET ai?  ÍZLIÀINTA 
* " ^  ...
u;  esITIgimg A PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS
15:1: n' : YA: 

. C117

l
PROF.  ADM. 
í FABRICIO BAZÉ

' í

 

1

In FBI:  an¡ I;  :: It : mil:  O LL. . . 
1mm I Hx:  "I Ingram:  L ma:  ..  I Iza...
PROF ADM.  V
- FABRICIO BAZE -

   

ESPERANÇA

Crise/  Guerra; 
Desejo de mudança; 
Ligado ao produto.
um;  A PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MíDIAS DIGITAIS

ma.  IJIOIHAYA: 

 

SEJA INTERESSANTE

Ser conhecido não significa...
1 : ao:  *fzãñiyà A PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MíDIAS DIGITAIS
A B:  V,  O 1 A _E

ñ-

'
'
'X o
Qx 
_  N
Õ  x
x 'V
x '...
i IIIJIIIIIII

 

1 . 
I. 
 m. 
.
. .
III i i
Ã' o
i ii III I I ! II .  .
II ,  i II,  
i IIIIIIÉIIIIIIIIIÃ.  _n_
iiiiiiiu...
u:  . AYQJIVAI A PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MíDIAS DIGITAIS
CHINA? 
__; , . ' 1-11' 
, sw E IN IERAJA
e - __ _ Chega d...
PROEADM.  ç =  :fI¡'"IÍ-Y_I': IVI . NIJIII ex E» ri¡ in' IIcI-I: 
_.  FABRICIOBAZÉ
e .  , _ m. .

'ÍhIIHÍoHur- ¡nauv-L-I-....
Awnílttjglic» ÊVAIÍHÍGEI »- _Bi

 

PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO EMíDIAs DIGITAIS

TÍÍ' r *
; ar/ Taj

  
  

iE: ><: E*E:...
. 01mm'

13s?  AYQIIVAI PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MíDIAS DIGITAIS

   

CONFIANÇA NA MARCA
b ou-
r
.  l'. 
' . 

          

4 u.  -L .  

ñfivâiilâiâbãiPELcjã vAE 

  
 

 EAçõEsbA avipREà/ xlãaççc

f'

.  J -
Ac...
Cenários digitais e Comportamento do Consumidor
Cenários digitais e Comportamento do Consumidor
Cenários digitais e Comportamento do Consumidor
Cenários digitais e Comportamento do Consumidor
Cenários digitais e Comportamento do Consumidor
Cenários digitais e Comportamento do Consumidor
Cenários digitais e Comportamento do Consumidor
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Cenários digitais e Comportamento do Consumidor

429 visualizações

Publicada em

Aula da disciplina Cenários Digitais e Comportamento do Consumidor. MBA em Comunicação e Mídias Digitais.

Prof. Adm. Fabricio Bazé

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
429
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cenários digitais e Comportamento do Consumidor

  1. 1. a x X. l r _w . . r »Lã _ . r l x z xnW. _ . x u. ./ . ..MH í x. , Fabrício Bazé . ., .. .,_. l , .. ,ff . À , % . _ u). u _ v bs 3.: _ M”
  2. 2. APWIÉJÍENFFÀVCÍÃVÍ' : m: : Ianízanrra: xulLlíiâunlçíAü. NI* Iuliãbmí IV E um RIÊILAVÇISI/ ãã» E 1: “IC nuca. : nur um' cz-ímkzgtcxtlãnmizr: u: QKFWJÍEÍÃV' U' Anulâllãltwrfí *INILINIE E : :ASI : lazlzcAuIvIlanrrna : rlI, .›. ';vAu: rvn: lIuv›vz : if IPM# [Helmut
  3. 3. 3101C HilfÀvÍ ~ Int: : sgmfnvugntru. :cx-izmn. uni: : nuaerfrczmína vzíxIuI IE Ianmsmi: : g2( ~ I : AS ~í;21:v: wí“ra: n:: rr«í;2 '. u' *Z*1mIrIÍ1EFA1IvII: lnFI“ [IV *: ~“1›wI: *-a| IIvIlI[I-“l: = N: !m ÍIMFPIL.
  4. 4. RIEFL. , ! fm : me : II @sff 1:: : : nv Iuluml: vô vir Inrraxulrní ! winrar 21', I; AwrvAwmI A: PHÃVFITASI u: IÍÉÍINEi' IIvIlCI
  5. 5. 1 : a: rgñnlgzfvà , PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS A B: V, O ã A _ ; PRODUÇÃO - SECULO XIX/ INíCIO DO SEC. xx PRODUTO - A PARTIR DA DÉCADA DE 50 › surgimento da marca; > Marketing e propaganda. VENDAS - DÉCADAS DE 70 E 80 SATISFAÇÃO DO CONSUMIDOR DE 9o ATÉ HOJE
  6. 6. IX BRANDING Contrução @fortalecimento da marca. ' -
  7. 7. PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO EMÍDIAS DIGITAIS Marca é uma fusão metafóriCa entre as histórias que as pessoas tem de um produto e suas próprias histórias. PhD. Bob Deutsch - antropólogo e estudioso de Comunicação : a '
  8. 8. PROEADM. ct : In r II . :: Hu _. FABRICIOBAZE '. 21m lu : u: In-. .WIIIIZII
  9. 9. PROF. ADM. FABRICIO BAZÉ f x A DA MARCA 'II u 'p .
  10. 10. __ I . - . ›-› . “ 2_ y _. “M, sit. ' '. ;.. l 'l' ~ , " "“ . , « 1.» à . t* . A f. r 0 ' , ~ C . I , ' , u 'k' I ' a › "I . x I X 'tir' ñ IJVEZDOS SEUS PRODUTOSZ_ - AIQIIVII A PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS OI SILVA; I (f). j I I E ; a I . S. I 'd' 2T -Sr "II 'b' f 'a ' I CICLODEIIIDA~ DA MARCA POR. QUE AS EMPRESAS ESTÃO . , " _ Ç ~ INVESTINDO MAIS NO CICLO DE» ' VTPA DESIUÁSÍMARCASÀÃEM! . «
  11. 11. IIIIIIIIIIIIIIIOS I IIIIIIINIIS DO IIIINDO NÕHIIDIS DIBITRIS IOIIIOS I DISTIMIDOS O _P/ V
  12. 12. Fl 'ÀIIIKÀÊPIÍÍIEIÍêãkiííâlüñâllllgnlhlÍIIÍHÍÀIIGIIEII ; m . I. Elma-allan. ;WxoInuI-Iitarni" (olplíabjlpxçkxomm, ': (4tarfâhreíhnxonííalfrqkona: Inlgejknnranlionfñlo-pnllaivlnI Inn-num fito.
  13. 13. V_ EIIuI In I ; III ~ ! III , IIIII IEL_ / y _ / ñ/&Jl , CI / J/ J Ó ' ' 10.9% íí / J/ . ..z “X . .a J
  14. 14. ~ . x L . . I_ , ~ . ~ , l ' , I I _I I I I l l , i ' ç »T
  15. 15. I Video "A história de LiIinhO" IT II I
  16. 16. mw í ? lrlãíltflãlnllãñlílãlra'flml' 1 Alt-FISH IÀIÊIIAICIÃIVI ~: IM nata. : : vgaivmm 'I"IH. ^.I:4IIII“ Ijbllêyàujlllé.
  17. 17. o › ~ s u' 'I “I LIIlIElPII, Illlllnlüiñhlllllãñlü; X3140qhAplelVnlr/ :lllllf-lllía' . .Ami : :lixando-oinIqlauq¡unmqlo-bmxonttueei-prálàuliikunniaã : rammlbzltxai: QIEIUHIEIGHÉIÍOIIÊÉ IqIou-&Iovaitçjqlkvxom¡npltgjm-: IIan: ::: Ibi ' a¡: zn_'¡_-; C53
  18. 18. 2:4: -I : I ILWIIVIIILIIÍI'RJIIGINIFIVÉÍIIYF' ? ALHAIEÍAIMI II - 'AIIvII-I -nulnallmlllí ruim. IC/ !ajíllmlllã II à'§l4,AV ! IIIIIVIIIE/ !ltll : saum: IINIER* INPUT ? limiltllêd Pülwllñlu* lulu-TMN* _A ll Iruarflnlllmllli atlrlàilr¡ Há: : TI: Ilncrlllnlvw' : xIx-Imrwetãt.
  19. 19. "m1prata¡Io~? EI-GIhmm_. :Elo-ás: IndllldlardlucçonnngjtgáuaâpIan : IIIWEIÍIH"í0lllillolvlãkiplâlsíñoñkj, nmu¡Iairfllldlaiálucrcnunuqlum: .llllltêllr qoicmtqgo-px-Ilonrazg; clañkv-'tmtãkxzllnülãldlw' &Iàvim : :Ibi flomcnnmnkonílgnñíb ? Him-ânrqurdlaqjtlmiaoxaiaomn ; iorctumai ftoimr : .6-m-umma¡¡Iiro-: Innuqjurupirartlsaiiindldla. :: Inmu- ; nur-Ill ? il513:. ãlIâlÍIVlãlvlilâ-Illñllllâli : Iuñklcjlaillmü: Illílnmu. hulk( 301mlIII= lllÍOLTRíIQIIIÍIíEIÍIV/ olc. pnlñtlilr (WQQIORTI _EInpIÍIiIII : ucbuiomvâvlldnli
  20. 20. Maio 2011 No 'rTeio da aa-'aianche de artigos e Insigñts a respeita do comercio sociaI_ nos &DFGSEFIBITIOS O F-FACTOP IFATOP-FI que tem tudo a me' com a grance rtluência que "os três FS" - frierds Iamigoe* fans -liãsiv e Icl ovreis isegcidoresI - : êrn sobre as decisões de ccmora dos Consumidores de maneiras cada vez mais sofisticadas "THE F-FACTOR" Isso significa F de Friends. Fans 8. Followers que influenciam as decisões de compra dos consumidores de maneiras cada vez mais sofisticadas.
  21. 21. I 3' - . J U _jm __. _ I . T - . .Ó v; . o cr
  22. 22. I_IIIr: II: I* I ITI¡ III I »nai IL-il I Il ¡Íâ-(ÇIIIQI ¡Itjtllílãll "IITIQIIIIII 37g: HW** : TIHJIJr V
  23. 23. - - Repeat First Declsloh Transaction Purchase Contact P Point Decision Olnt Point ((( II) 5 ; ^ Ã C7/ «- P SlimuIUs Firsl Second Moment OI Truth Moment of Trulh Il, ISIIEIII (Experience) ¡ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ d , I Which becomes *ne next pcrson's ZMOT
  24. 24. IXÍIBIIIÍ! *jBIIILIIFF Inmlllniallliulnli ? blueto- : o 'loInImbI-. uum: Ilguimmiiro-nr: : : Innznno-¡Iubiuia 3:2., mu: 'mm 1 IIWÍTIQEÁIQ ll] 1 'Hiram : mi Iãmlf¡ INEM _lhqIInIl-_Iurzi ¡ITmuIT-ollc, Emil. - : u- ' : Innnnliir-unuruinn lljgâliEnolllllo-ÇÍIMI-olv: .Illwllnillnu nnioxiiilz~rmzi~ ”: I¡i= InnI: ::~ "cima I. ' - : Mill ImIITI Ir-f Ii : Im- . mm . i . . ]nIv1í›. ~uI: -(: I z I¡IioInnI= I,í1a-: InI, : Ima* llIâllTlhP--ãli Iillñllhag: uv. . ..-1. í? no51- ___. ___, .exp. 4- 3:: TRFSSÉ"J§@7', _. . “(? IF'›_'°? “'W7:? u_ ; IÉTTTJI "" - TE'
  25. 25. í : Imnjt Inmrn : :la-ami. InvaziilnIqIo-mnnipio-¡nuguoi : Ilmcíruuniicini um: i ; x Hllnmloii'tunullnmnai : zwilohiilzujui: m: 'L-mazi 'mlñaidinnagniai 1x19 Í INF-n à IIIVIÍÍHHIVIII ILIIÍIIÍIÉI ÍI NN . uunlpilanu ~ : mpi: inibe: : (oidlokííãnnnllgonrtIVltl : Pinna-i lirrulllli, . ..-4. í? . w51- : .. .n-nau. .. , ,¡, ___. Á-. .,¡. -.r: ev / z . ar-rca- . àfvsair. ,_ an? ” q_ -* 1d; -
  26. 26. ImIí-IVIIÀIEIP-PWICI: :IEAIPINII-IEIIAI: m! !militar-ã INHII Ilñliliii-? Iã 'rui IIÊIIITII fuemriglkw rt":
  27. 27. P*m¡noivraiidlouozipxamniç _mianiuálvxslhcroinipmiílvrcii aninuvzoxin¡pimiannmníoq : IllielíâlilíàldIo-amimlllllliloji. . I_I: Im-arm: ifãnirflauqilracin . .Imagingjurmnnmrcrzikami cilumdliroii "Jiíjllàlf-, l-'JLV urçznçmaxcilmqmvxálv-dl: :Iñolldlo-I : citam-amimiíighnalabmiilillijg
  28. 28. .. aliam-là . _en'II. Ir; i¡rI; IL; .II' _ _lElXhIàl-Jeiíml-lnlsi . JnllI-r, ..5.InIll-I' . .HI. .'. _II. II. I.IIIEIIIL - e , ma: b( i Al», í-q III a» a T _ fx_ 14-1, _ i _í x_ . kt
  29. 29. A rw- i e: r-. rr. l a; :(2,0
  30. 30. ~ K i I - - êulifãhNípâà L __ I s &Cxm . .L 1-' ray-ç-í . _ í sjj_ __ __ AS MARCAS PRECISAM SER MAIS LIQUIDAS
  31. 31. .mk T7
  32. 32. "LIQUIDCVI II*II<EII' . IOIIITIIMIW ' 2
  33. 33. :again-jiu. Ionmiiein. ,,o-aim: :¡Ivu-àxomaiiuniídlâkie- ltqpltcilaeecmaqbi. Icílslialñqlllàmu¡mllliíàlzíiâilldla IomnraunmlllnlhuIlundi: :pmhurtlllllinuupiálo Vinil]pxolihllllãlllíoldhkiplâlñlühh. .ill-liallaihinnlÍ-iâuui cito~mmelito-dluLiilloidl, .omdluaxvanldldkudlavrazxaii &IIIEIIHldlilpxallzlêlnlidllawclollláiãh
  34. 34. Segundo O Pierre Lévy, na atual ECONOMIA DAINFORMAÇÃO as idéias são o capital mais importante, e que só pode ser adquirido quando as pessoas pensam em conjunto. Para isso, é necessária a produção de três capitais: 17645325
  35. 35. 1. O técnico (coisa) Quevai darsuporte estrutural à Construção das idéias e pode ser exemplificado pelas estradas, prédios, meios de comunicação; 2. O cultural (signo) Mais abstrato, representado pelo conhecimento registrado em livros, enciclopédias, na World Wide Web; 3.0 social (cognição) Que V f corresponde ao vínculo entre as , h pessoase grau de cooperação / 9 / yf , C, J , /) entre elas.
  36. 36. .. FH _f, i”içjçieâ; .,a. _ , i Lstluàrâqvsi I "JE-APLÁ-IAIIIJMIQI» : a , I Romitanãlbnonãiustc» 1.. .. (ímlllllêlldbgglxb); ' , T '; I“I_E_jji_'__“_ ; Criar : IÂ-jfrtj JCLLJ. (quamcqc- _Tu u; 316233( . Latim
  37. 37. n: Tira: Z-'I ní-x Ia. '~ Iii I. -J›II~I: I.~III. :~: <›I. mu” IVIIIVII” u' l ~ : WII: 'Mit I: ui mui: um 'Ismz M* 4". ; k Ni( . yr-Iwçnyig , q “ITI 'T'- ? l . IJAW 'u' P! PK' IILIEIIII II n, : : :í IM IUII i Sã I *WII n _, [ 7%'. .. VIR I ! Hj
  38. 38. AS ESTRATÉGIAS DE MARCAS MAIS ESTÁVEIS SÃO AS QUE FLUEM CONSIDERANDO TRÊS PERSPECTIVAS: - CULTURAL; ~TECNOLÓGICA; - SOCIAL.
  39. 39. PROF. ADM. :- FABRICIO BAZÉ IT IT i EI . il/ V I rt N/ AXEI-Í-EAFH» T . .a : t: : I CjIãlfmçitiW-(ÍIÊZI : rinioni é tmmairilai : durante : mi «zñtêiitrx-'Í csivttrinraite. , niãt'~'a›zthita› : Ima lllãlFlãl
  40. 40. AS PESSOAS SÃO NOSSAS PARCEIRAS NA COMUN ICACÍIIÍ: NÃO UM PÚBLICO-ALVO E NÃO APENAS NÓDULOS DE AMPLIFICAÇÁO DA TRANSMISSÃO, MAS PARCEIROS NA PRODUÇÃO, MODULAÇÀO, DESENVOLVIMENTO T DISTRIBUIÇÃO DE IDEIAS DE MARCA. - FARIS YAKOB
  41. 41. ,Aíãsfzfüilglmi PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS IAVÁÊ QUAL A DIFERENÇA?
  42. 42. u: a- ngm( PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS : mi: E', anna: "ííxuunuíxà *“'“"'"'›XI ¡A! lí *l* II 'a »é . ;_ 95. f** 1 . 8-4 '” cb) l
  43. 43. PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAçÃOEMiDIAS DIGITAIS A identidade da Marca é a proposição de valor que a empresa faz para seus clientes, ou seja, sua promessa.
  44. 44. 1 íüiãulglmj PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS A B: I', O ã IAVÁÊ PRISMA DE o IDENTIDADE DE “ , KAPFERER ~ e ' "
  45. 45. PROF. ADM. Í- FABRICIO BAZÉ Público externo Ftsico É um conjunto de caracteristicas objetivas que se sobressaem [que vêm imediatamente à marca quando é citada em uma pesqusa) Relacio namenlo Ea maneira pela quai a mares entrga ou comunica a cultura que representa. Às vezes, em serviço o ra lar: lona mem: : se da' quase exclusivamente com pessoas, e às vezes sem muita expe rié nc ia Reflexo So as percepções que as públicos stratégicos liam quai-oo tem sua imagm associada à marca. Tangível lnta nglvel Personalidade A maneira de faLar aos mantas de contato deixa trarspareoer ras entrelinhas que tipo de pessoa Cultura Toda percepção é de fatia resultado de uma cultura. Por cultura emenda-se: Sistema de valores. Fontes de Inspiração de marcas. ourarui cantina Amo-reconhecimento Existe uma forte identificação do pública strategies com a marca, O público atratégioo tem orgulho da marca
  46. 46. 1 : iãgftlãñlglml PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS A B: i', O ã IAVÁÊ PRISMA DE IDENTIDADE DE a . KAPFERER "A diferença essencial entre a emoção e I razão é que a primeira l" leva à ação, enquanto I a Segunda leva a conclusões. " i' r . I °
  47. 47. :: EI IRS' 13:7!? PRISMA DE IDENTIDADE DE KAPFERER "A grande maioria da população consome e compra com a mente e o coração (emoções). AS pessoas buscam uma razão lógica: o que o produto oferece e por que é uma escolha Superior. E tomam uma decisão emocional: gosto dele, prefiro-o, me Sinto bem com ele. " aii( , PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS '. i I a . '- ' I 4 y N": v¡ rfn'7;' -. › v. , › , -_»'0› . - ; f . ' P? . Mw, , , rf 1.93" v HJ¡ ' ' Ã II. . ' -3 Âr_ ; É "r ' v r v , ,h ^ 7 J C P . D1 í j: : V rg LKIÃÇÉ; ar, ' / . *Ia . ç , u. ; . 'KTTTIQ , . 5.1” 5' / , 0 .
  48. 48. Trim! . 13:7!? PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO EMÍDIAS DIGITAIS Compramos por razões que vão além de nossas crenças racionais.
  49. 49. 1 : iãgftlãñlglml PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS A B: i', O ã IAVÁÊ I Compramos por razões que vão além de nossas crenças racionais. -' o ra o 'v', , ~ 5T' 2 GRUPOS DE CONSUMIDORES > Aqueles que querem se sobressair da multidão. › Os que querem se parecer com ela.
  50. 50. F l : lfi II: iI PROEADM. :I FABRICIOBAZÉ . _ i : asma _ l L0¡ . . _ - . _ FA_ JFCF IEII «li ÍÍIAIVI _n_ Rr . IN L . I, _DE E _ Fi w I «IIS i IÍÍVJIVIFIÍ ¡FÍTAIVIEÍI IT " i E I T l"? . lê. iisli: ,r . . ohnavuarvuRrhüi . (If-i IIEIwEÍJPPFFVI Url! ! , l I . ... .. .l a . .i . .ut rua. .., uñmíu. . INI. ; i. - . .
  51. 51. PROF. ADM. í. FABRICIO BAZE g. !EI «ll ÍÍIAIVI *PATI* IRET «LI IE II . IF i e . lFi< ¡F~*TAI~%IEIIIT” › I i r": vi* ii . ri iiwIiI i * iPíEáí . - _ACM erinicjte ai: narra¡ ; Iiclarini = I=. r_4=ii, ;i. _c: li, t=ir= ini; ,=i : wraiiiritai nafkLv 4 T! ! I E. I ! z i › I i' ~ r. (C. w _ _ Pau! 4. - 'q ›' . as 3.. T-t: . É- . . -BIIFST “P” “' l _~_t . «.. ... .._-»_. . f. . e 'Tm -li-. h ' I* 'JL' 'IVAÍI 'f' SQL", .a. -u, . v, g R517* vvv. .v. .,- v- . -, rvv. .vít -. »---. I í _“ QÊIIFIII-IIHELÇI-IIL- nai¡ iai» : List V _glfbçããllfjh-: gãà-lmi . Luigi L. f . . ! Ja-Q _ r P' fiat; i * 'i S, É. . O ' j . -/ , e , sk e to' ea : . : v ~ _ r; C_; S'_I _ Cpu; ll, ._: -^ I r, ' ¡. . _ . ~ _ _ 1 - . -. ' L A. ' , 'u' “i ' 4 - S' v '- Ó ~' 'II su. . ' , z a' l, 5'; _ _I I l, 'Í v ~- os _-. .L-, -. É Í ' "ig-L V ' F Ã: : I . .,¡_'. _4r, . . y " t " 1 . u w -- M. ; ' . -_°_~. -~« "". Iv. ,
  52. 52. PROF. ADM. í FABRICIO BAZÉ A ~ 1' '« I¡ "-': :«f 'RMV ¡FCEÍÍL I L1# ? E D «Trials ! ET ai? ÍZLIÀINTA * " ^ ”- ^ . - v* I. I, - n v* v" ' ' . W ' r . I ›< a »wrrr nr* íg/ AMIKVVÀEIEI-r . I r« m r rzrnmrza rIvrIIir I 1915?# A: 4 t? m¡ . .Illãlflãli grrníhlllw ? azar : aeiliíarqnnam ; v-wlrlvííkelr nham'. . e ÊÍx / Vi _a ¡nmlrzu . ~ A y . J atuar». f _ Ha . A ( _ n K. p. «a É . .; _qt , . . . à _ w -. _vg x 5 , n". I' x' . .1¡¡ V 4 N_ ' ' ¡ 'l . , -'_. ." g. ._L_. ._. . . w _ -a. l , _ 44* g. ..
  53. 53. u; esITIgimg A PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MÍDIAS DIGITAIS 15:1: n' : YA: . C117 l
  54. 54. PROF. ADM. í FABRICIO BAZÉ ' í 1 In FBI: an¡ I; :: It : mil: O LL. . . 1mm I Hx: "I Ingram: L ma: .. I Iza n JI m ; I laugh» “I I: ILIII» L'. 1! maxi) ; D1 : :Italhúíhríkua - Hugh.
  55. 55. PROF ADM. V - FABRICIO BAZE - ESPERANÇA Crise/ Guerra; Desejo de mudança; Ligado ao produto.
  56. 56. um; A PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MíDIAS DIGITAIS ma. IJIOIHAYA: SEJA INTERESSANTE Ser conhecido não significa ser amado. Para ser desejada, a marca precisará reñetir as aspirações dos seus clientes. As marcas desperdiçam anos atendo-se a p_ _ v informações e incomadando as pessoas ~ T” com coisas que elas não querem saber.
  57. 57. 1 : ao: *fzãñiyà A PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MíDIAS DIGITAIS A B: V, O 1 A _E ñ- ' ' 'X o Qx _ N Õ x x 'V x ' x0 J x ' - x ' Í o x; CONTE BOAS HIsToRIAs Chega de discursos. As marcas precisam entrar na vida das pessoas.
  58. 58. i IIIJIIIIIII 1 . I. m. . . . III i i Ã' o i ii III I I ! II . . II , i II, i IIIIIIÉIIIIIIIIIÃ. _n_ iiiiiiiuil . , ,
  59. 59. u: . AYQJIVAI A PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MíDIAS DIGITAIS CHINA? __; , . ' 1-11' , sw E IN IERAJA e - __ _ Chega de imposição; :Ag/ TT ""' PA. ;- Converse com as pessoas; __ › = "“' Pergunte o que elas pensam; Convide-as para participar. A , _C31 -' T9', - »rf o _ _Jar r ' ' r'
  60. 60. PROEADM. ç = :fI¡'"IÍ-Y_I': IVI . NIJIII ex E» ri¡ in' IIcI-I: _. FABRICIOBAZÉ e . , _ m. . 'ÍhIIHÍoHur- ¡nauv-L-I-. Inr- -IIi-. 'I1'f= 'ñli'| L'-, ]'pI'-¡II1I~*~ oÍI-Pipzzlihl : uait-. Iuifi- -. o -'I= I.<. =,; I--= I¡¡›-. ›:g, or-. IIT-Jai-IT= .I: : -f-Iyhu# dI-. uI-IniqIvrh: :Iv--; Invxçiivnniiaiaiknçni -íi-: ciiioiziftm abr ; iam-max
  61. 61. Awnílttjglic» ÊVAIÍHÍGEI »- _Bi PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO EMíDIAs DIGITAIS TÍÍ' r * ; ar/ Taj iE: ><: E*E: rci: E:i-_¡ ; apitar-Ir" os; .-'› : :IIIÍÍOÍÍCEI . ílalsiiJêlclll *Afim -v íjlaitçiii "Íliiaito- Arc1¡¡I= .Iit4=. LÇf-ÃYe› 'Iaito- Pcimrarg? ç "v ãklialéhlr> : i-. .Iãàrrüa
  62. 62. . 01mm' 13s? AYQIIVAI PÓS GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO E MíDIAS DIGITAIS CONFIANÇA NA MARCA
  63. 63. b ou- r . l'. ' . 4 u. -L . ñfivâiilâiâbãiPELcjã vAE EAçõEsbA avipREà/ xlãaççc f' . J - Acc¡ _-__ ~ xx __ . s *W* z¡-

×