Sergei Mikhailovich
Prokudin-Gorskii
(1863-1944)
É alucinante a qualidade na fotografía a cores conseguida há um século.
As fotografias que se mostran a seguir não foram c...
Prokudin-Gorskii utilizou os seus estudos em química para desenvolver um
sistema fotográfico no qual se realizavam três to...
Em 1905, Prokudin-Gorskii concebeu o grande projecto de documentar,
com fotografias a cores, a enorme diversidade da histó...
Os temas mais frequentes entre as 2.607 imagens são as gentes, a
arquitectura religiosa, os lugares históricos, a indústri...
Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii
(1863-1944)
O fotógrafo del Czar
Colecção de fotografias a cores tiradas entre 1909 e...
Autorretrato no rio Karolitskhali próximo do Mar Negro, em 1910.
Prokudin-Gorskii acampando na margem do rio Chusovaia. 1912.
Arquitectura
O Mosteirio de São Nil na ilha de Stolobnyi no lago Seliger, província de Tver. 1910
Igreja da Assunção. Belozersk, 1909.
Una capilla cerca de Belozersk, fotografía de 1909.
O mosteiro dos santos Boris-Gleb em Torzhok. 1910
A mesquita de Shakh-i Zindeh em Samarkand. 1911
As cúpulas e minaretes da Madrassa Shir-Dar em Samarkand. 1911.
Uma cegonha (cena em Bukhara) de 1911
Vista do Kremlim de Rostov vista da torre campanário da igreja de Todos os Santos. Rostov. 1911.
O mosteiro da Trindade na cidade de Tyumen. 1912.
A Catedral da Natividade de Deus no Mosteiro Ipatevskii em Kostroma. 1910.
A Catedral da Assunção em Vladimir. 1912
A igreja Dimitrievskii em Vladimir. 1912
A igreja da Ressurreição em Kostroma no norte da Rússia Europeia. 1910.
A catedral da Natividade da Virgem em Suzdal. 1912.
A Catedral de Dvinsk, Daugavpils em 1912.
Suzdal vista do rio Kamenka, 1912.
A aldeia de Kolchedan. 1912.
Vista geral da catedral Nikolaevskii em Mozhaisk. 1911.
O mosterio de Solovetskii. 1915
Vista de Tobolsk, do campaário da igreja da Transfiguração. 1912
Vista do palácio de Likani do rio Kura em Borjomi, Geórgia.
Vista de Tiflis, Geórgia. Em 1910
Diversidade étnica
Camponesas russas diante de uma casa de madeira tradicional, na área rural do rio Sheksna,
próximo da pequena cidade de Ki...
Mulher arménia numa colina próximo de Artvin (hoje Turquia), em 1910.
O emir Seyyid Mir Mohammed Alim Khan, Emir de Bukhara, (actualmente Uzbekistan), em 1910.
Isfandiyar Jurji Bahadur, Khan do protectorado russo de Khorezm (Khiva, agora uma parte do moderno Uzbekistão), em1910.
Um grupo de crianças judaicas com o seu mestro em Samarkand, (no moderno Uzbekistão), em 1910.
Família de nómadas kirguises na estepe Golodnaia no actual Uzbekistão e Kazaquistão, em 1910.
Perfil de uma mulher uzbeke. Em 1907-15
Prisioneiros muçulmanos num Zindan com um guarda. Em 1907-15
Plantação de chá em Chakva. O capataz chinês Dzhen-Dzhau, em 1907-15.
Homem do Daguestão. Em 1907-15
Um grupo de mulheres no Daguestão, em 1910.
Grupo de crianças numa colina próximo do campanário de uma igreja em Belozyorsk, norte da Rússia Europeia. 1909
Uma família de colonos em Grafovka. Em 1907-1915.
Transportes
Prokudin Gorskii numa vagoneta no caminho de ferro de Murmansk junto ao lago Onega, próximo de Petrozavodsk em 1910.
Pinkhus Karlinskii, de 84 anos, com 66 anos de serviço.
Supervisor das comportas de Chernigov, parte do canal Mariinskii. ...
Ponte de ferro sobre pilares de pedra, que faz parte do caminho de ferro Transiberiano,
cruzando o rio Kama, próximo de Pe...
Estaleiro em Kareshka. Voznesenie no norte da Rússia europeia. 1909.
Jangadas de troncos sobre o Canal de Pedro I, Shlisselburg no lago Ladoga.1909.
Uma locomotiva no caminho de ferro dos Urais, entre Perm e Ekaterimburg. 1910
Um guardafreios bashkir posa na linha do Transiberiano, próximo da cidade de Ust Katav no rio Yuryuzan. 1910.
Ponte de caminho de sirga em Lava, entre os lagos Ladoga e Onega. 1909.
A gente no trabalho
Moinhos de vento em Yalutorovsk no distrito de Tobolsk. 1912
Três gerações, A P Kalganov posa com seu filho e sua neta na cidade industrial de Zlatoust, região dos Urais. 1910
Estação de pesagem e piso de processamento de tchá localizada en Chakva, a norte de Batumi, próximo da costa do Mar Negro
...
Os monges do Mosteiro de Getsemaní semeando batatas. Lago Seliger, próximo da nascente del rio Volga. 1910.
Homem do Turkmenistão posando com um camelo. Em 1907-1915.
Um vendedor de melões no mercado de Samarcanda no actual Uzbekistão. 1911.
Comerciante de panos no mercado de Samarcanda 1911.
Turbinas na estação hidroeléctrica de Iolotan (Eloten), Turkmenistão, no rio Murghab, em 1910.
Máquinas de uma fábrica de têxteis de algodão em Bayram-Ali (Bayramaly). 1911
Trabalhadores da fundição artística da fábrica Kasli,
situada no coração dos Montes Urais entre as cidades de Yekaterimbur...
Apanha do feno. 1909.
Camponeses em plena colheita do feno. 1909.
Um grupo de trabalhadores gregos na colheita do chá, em Chakva, Mar Negro. Entre 1907-1915.
Preparação do cimento armado nas comportas. Preparativos para a colocação de cimento
nos fundamentos da eclusa da represa ...
Família trabalhando nas minas de ferro nas colinas Bakalskii. 1910.
Caçador de aves da etnia tadjik.1911.
Balneário em Borzhomi (agora Geórgia). Entre 1907-15.
Prisioneiros de guerra austríacos diante de um barracão. Região de Karélia. 1915
Mais material disponível em:
http://www.loc.gov/pictures/collection/prok/
http://www.loc.gov/exhibits/empire/
PILAR M E.
J...
O fotógrafo do Czar - As primeiras fotografias a cores tiradas pelo homem  entre 1909 e 1915.
O fotógrafo do Czar - As primeiras fotografias a cores tiradas pelo homem  entre 1909 e 1915.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O fotógrafo do Czar - As primeiras fotografias a cores tiradas pelo homem entre 1909 e 1915.

330 visualizações

Publicada em

As primeiras fotografias a cores tiradas pelo homem
entre 1909 e 1915.
Não foram coloridas agora, são originais!
É sem dúvida um precioso registo histórico

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
330
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O fotógrafo do Czar - As primeiras fotografias a cores tiradas pelo homem entre 1909 e 1915.

  1. 1. Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944)
  2. 2. É alucinante a qualidade na fotografía a cores conseguida há um século. As fotografias que se mostran a seguir não foram coloridas agora. São originais. Foram realizadas pelo fotógrafo Sergei Mikhailovich Prokudin- Gorskii com a melhor câmara da época. Sergei Mikháilovich Prokudin-Gorskii (1863-1944) dedicou a sua carreira ao avanço da fotografia. Estudou com renomados cientistas em São Petersburgo, Berlim e Paris onde se formou como químico, desenvolvendo as técnicas para as primeiras fotografias a cores. Dos seus resultados surgiram as primeiras patentes de películas positivas a cores.
  3. 3. Prokudin-Gorskii utilizou os seus estudos em química para desenvolver um sistema fotográfico no qual se realizavam três tomas num soporte de vidro, tomas monocromáticas em sequência muito rápida, cada uma através de um filtro de color diferente (vermelho, azul e verde). O procedimento consistia em placas de vidro de 3 x 9 polegadas tomadas através de uma câmara com um chassis triplo, que efectuava três exposições sobre a mesma placa em rápida sucessão. Cada uma destas exposições fazia-se através de três filtros (azul, verde e vermelho). Os negativos branco e negro assim obtidos eram positivados e depois estes positivos transparentes projectavam-se diante do público com um projector triplo que contava com os mesmos filtros de cor em cada uma das suas lentes. As três placas que tinham decomposto a imagem cromaticamente, voltavam a compô-la ao coincidir as três projecções sobre uma pantalha branca (ecran) e assim era possível reconstruir a imagem com as cores originais. No entanto, Prokudin-Gorskii não dispunha do mecanismo para realizar impressões das fotos assim obtidas.
  4. 4. Em 1905, Prokudin-Gorskii concebeu o grande projecto de documentar, com fotografias a cores, a enorme diversidade da história, cultura e avanços técnicos do grande Império Russo, como material para ser utilizado nas escolas do império. Para o seu projecto, o Czar Nicolau II pôs à sua disposição um vagão de comboio equipado com uma câmara escura e todo o material fotográfico necessário. Igualmente obteve todos as permissões para visitar áreas de aceso restrito e contar com o apoio da burocracia do império. Assim equipado, Prokudin-Gorskii percorreu o império entre 1909 e 1915, documentando-o com imagens e dando a conhecer a magnitude das suas terras, suas paisagens e suas gentes. A alta qualidade das imagens, combinada com as cores brilhantes, tornam difícil para os espectadores crer que se trata de fotografias de 100 anos atrás no tiempo, e que quando foram tiradas, nem a revolução russa nem a Primeira Guerra Mundial tinham começado.
  5. 5. Os temas mais frequentes entre as 2.607 imagens são as gentes, a arquitectura religiosa, os lugares históricos, a indústria e a agricultura, a construção de obras públicas, as cenas ao longo das rotas de transporte de água e do caminho de ferro, e vistas de aldeias e cidades. Aqui se recolhem algumas das centenas de imagens a cores que a Biblioteca do Congresso de Washington digitalizou no ano 2010. Já que foi esta instituição que em 1948 adquiriu as placas de cristal originais aos herdeiros do fotógrafo. Em 1918, Prokudin-Gorskii abandonou a Rússia depois de interar-se da morte do Czar e da sua família. Dirigiu-se primeiro á Noruega e Inglaterra instalando-se a seguir em Paris onde morreu em 1944.
  6. 6. Sergei Mikhailovich Prokudin-Gorskii (1863-1944) O fotógrafo del Czar Colecção de fotografias a cores tiradas entre 1909 e 1915 no final do Império Russo
  7. 7. Autorretrato no rio Karolitskhali próximo do Mar Negro, em 1910.
  8. 8. Prokudin-Gorskii acampando na margem do rio Chusovaia. 1912.
  9. 9. Arquitectura
  10. 10. O Mosteirio de São Nil na ilha de Stolobnyi no lago Seliger, província de Tver. 1910
  11. 11. Igreja da Assunção. Belozersk, 1909.
  12. 12. Una capilla cerca de Belozersk, fotografía de 1909.
  13. 13. O mosteiro dos santos Boris-Gleb em Torzhok. 1910
  14. 14. A mesquita de Shakh-i Zindeh em Samarkand. 1911
  15. 15. As cúpulas e minaretes da Madrassa Shir-Dar em Samarkand. 1911.
  16. 16. Uma cegonha (cena em Bukhara) de 1911
  17. 17. Vista do Kremlim de Rostov vista da torre campanário da igreja de Todos os Santos. Rostov. 1911.
  18. 18. O mosteiro da Trindade na cidade de Tyumen. 1912.
  19. 19. A Catedral da Natividade de Deus no Mosteiro Ipatevskii em Kostroma. 1910.
  20. 20. A Catedral da Assunção em Vladimir. 1912
  21. 21. A igreja Dimitrievskii em Vladimir. 1912
  22. 22. A igreja da Ressurreição em Kostroma no norte da Rússia Europeia. 1910.
  23. 23. A catedral da Natividade da Virgem em Suzdal. 1912.
  24. 24. A Catedral de Dvinsk, Daugavpils em 1912.
  25. 25. Suzdal vista do rio Kamenka, 1912.
  26. 26. A aldeia de Kolchedan. 1912.
  27. 27. Vista geral da catedral Nikolaevskii em Mozhaisk. 1911.
  28. 28. O mosterio de Solovetskii. 1915
  29. 29. Vista de Tobolsk, do campaário da igreja da Transfiguração. 1912
  30. 30. Vista do palácio de Likani do rio Kura em Borjomi, Geórgia.
  31. 31. Vista de Tiflis, Geórgia. Em 1910
  32. 32. Diversidade étnica
  33. 33. Camponesas russas diante de uma casa de madeira tradicional, na área rural do rio Sheksna, próximo da pequena cidade de Kirillov. 1909
  34. 34. Mulher arménia numa colina próximo de Artvin (hoje Turquia), em 1910.
  35. 35. O emir Seyyid Mir Mohammed Alim Khan, Emir de Bukhara, (actualmente Uzbekistan), em 1910.
  36. 36. Isfandiyar Jurji Bahadur, Khan do protectorado russo de Khorezm (Khiva, agora uma parte do moderno Uzbekistão), em1910.
  37. 37. Um grupo de crianças judaicas com o seu mestro em Samarkand, (no moderno Uzbekistão), em 1910.
  38. 38. Família de nómadas kirguises na estepe Golodnaia no actual Uzbekistão e Kazaquistão, em 1910.
  39. 39. Perfil de uma mulher uzbeke. Em 1907-15
  40. 40. Prisioneiros muçulmanos num Zindan com um guarda. Em 1907-15
  41. 41. Plantação de chá em Chakva. O capataz chinês Dzhen-Dzhau, em 1907-15.
  42. 42. Homem do Daguestão. Em 1907-15
  43. 43. Um grupo de mulheres no Daguestão, em 1910.
  44. 44. Grupo de crianças numa colina próximo do campanário de uma igreja em Belozyorsk, norte da Rússia Europeia. 1909
  45. 45. Uma família de colonos em Grafovka. Em 1907-1915.
  46. 46. Transportes
  47. 47. Prokudin Gorskii numa vagoneta no caminho de ferro de Murmansk junto ao lago Onega, próximo de Petrozavodsk em 1910.
  48. 48. Pinkhus Karlinskii, de 84 anos, com 66 anos de serviço. Supervisor das comportas de Chernigov, parte do canal Mariinskii. 1909.
  49. 49. Ponte de ferro sobre pilares de pedra, que faz parte do caminho de ferro Transiberiano, cruzando o rio Kama, próximo de Perm, Montes Urais, em 1910
  50. 50. Estaleiro em Kareshka. Voznesenie no norte da Rússia europeia. 1909.
  51. 51. Jangadas de troncos sobre o Canal de Pedro I, Shlisselburg no lago Ladoga.1909.
  52. 52. Uma locomotiva no caminho de ferro dos Urais, entre Perm e Ekaterimburg. 1910
  53. 53. Um guardafreios bashkir posa na linha do Transiberiano, próximo da cidade de Ust Katav no rio Yuryuzan. 1910.
  54. 54. Ponte de caminho de sirga em Lava, entre os lagos Ladoga e Onega. 1909.
  55. 55. A gente no trabalho
  56. 56. Moinhos de vento em Yalutorovsk no distrito de Tobolsk. 1912
  57. 57. Três gerações, A P Kalganov posa com seu filho e sua neta na cidade industrial de Zlatoust, região dos Urais. 1910
  58. 58. Estação de pesagem e piso de processamento de tchá localizada en Chakva, a norte de Batumi, próximo da costa do Mar Negro da Geórgia. A quinta de Chakva foi uma das principais proveedoras de chá para todas as partes do Império Russo.
  59. 59. Os monges do Mosteiro de Getsemaní semeando batatas. Lago Seliger, próximo da nascente del rio Volga. 1910.
  60. 60. Homem do Turkmenistão posando com um camelo. Em 1907-1915.
  61. 61. Um vendedor de melões no mercado de Samarcanda no actual Uzbekistão. 1911.
  62. 62. Comerciante de panos no mercado de Samarcanda 1911.
  63. 63. Turbinas na estação hidroeléctrica de Iolotan (Eloten), Turkmenistão, no rio Murghab, em 1910.
  64. 64. Máquinas de uma fábrica de têxteis de algodão em Bayram-Ali (Bayramaly). 1911
  65. 65. Trabalhadores da fundição artística da fábrica Kasli, situada no coração dos Montes Urais entre as cidades de Yekaterimburgo e Cheliabinsk. 1910.
  66. 66. Apanha do feno. 1909.
  67. 67. Camponeses em plena colheita do feno. 1909.
  68. 68. Um grupo de trabalhadores gregos na colheita do chá, em Chakva, Mar Negro. Entre 1907-1915.
  69. 69. Preparação do cimento armado nas comportas. Preparativos para a colocação de cimento nos fundamentos da eclusa da represa no rio Oka, próximo da pequena cidade de Dedinovo. 1912.
  70. 70. Família trabalhando nas minas de ferro nas colinas Bakalskii. 1910.
  71. 71. Caçador de aves da etnia tadjik.1911.
  72. 72. Balneário em Borzhomi (agora Geórgia). Entre 1907-15.
  73. 73. Prisioneiros de guerra austríacos diante de um barracão. Região de Karélia. 1915
  74. 74. Mais material disponível em: http://www.loc.gov/pictures/collection/prok/ http://www.loc.gov/exhibits/empire/ PILAR M E. Janeiro de 2011. Música.: Aram Khachaturian. Ballet Spartacus, Adagio

×