Planos das unidades 3-¦ ano

6.326 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.326
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planos das unidades 3-¦ ano

  1. 1. GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO COLÉGIO ESTADUAL PEDRO RIBEIRO PESSOA Ano Letivo: 2008 Área de conhecimento: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Campo do Saber: Biologia Unidade: I Professores: Cláudia Regina T. de Souza, Antonio Geraldo da S. Sá Barreto e Vânia Marta P. Nogueira Período: PLANO DE UNIDADE Série: 3º ano EIXO TRANSVERSAL: Saúde pessoal e coletiva: Uso de drogas na escola Competências Conteúdos Conceituais Representação e Comunicação Tema: Transmissão da vida Sub-tema:.Os fundamentos da hereditariedade ▪ Perceber e utilizar códigos intrínsecos da Biologia.  Expressar dúvidas, idéias e conclusões acerca dos fenômenos biológicos.  Identificação da 1ª Lei de Mendel .  Classificação das características dos seres vivos em: hereditária congênitas e adquiridos.  Conhecimento das regras de probabilidade.  Identificação e apropriação de códigos usados convencionalmente no estudo da genética (heredograma, individuo homozigoto dominante e recessivo,heterozigoto etc)  Conhecimento do genoma humano ,traduzir a genética como um ramo da biologia que tem construção histórica.  Identificação e discussão das principais doenças e ou/ distúrbios autossômicos ( Lei Medeliana).  Comparação de célula normal e cancerosa.  Identificação dos fatores ambientais que potencializam o desenvolvimento de câncer.  Análise da importância do aconselhamento genético.  Conhecimento sobre a aplicação das leis de Mendel.  Identificação genética dos grupos sanguíneos.  Conhecimento das regras de dominância, co- dominância, ausência de dominância (herança intermediária) e genes letais.  Identificação, análise e interpretação de casos de polialelia (herança da cor da pelagem em coelhos; herança dos grupos sangüíneos –sistema ABO.  Distinção e determinação dos grupos sangüíneosdo sistema ABO e do fator Rh.  Análise do processo de transfusão de sangue.
  2. 2. Investigação e Compreensão Conteúdos Procedimentais  Utilizar noções e conceitos de biologia em novas situações de aprendizado (existencial ou escolar). Resolução de exercício, textos, testes e provas. Dramatização com demonstração didática dos experimentos de Mendel. Aplicação da 1º Lei de Mendel em problemas matemáticos. Confecção de painéis sobre algumas doenças de origem genética Elaboração de jogos (bingo, dominó, trilha didática) com novos termos (antes elaboração de glossário). Composição de textos críticos. Dramatização dos fatores ambientais que potencializam o desenvolvimento de câncer, inclusive as drogas. Apreciação, análise e resolução de roteiro do filme Óleo de Lorenzo. Representação das duas células através de desenhos (normal e cancerosa). Aplicação e análise de heredrograma com estudo de caso com doença autossômica demonstrando a importância do aconselhamento genético.(hipercolesterolemia familiar).  Apreciação, análise e resolução de roteiro com o filme: O diário de um adolescente (trabalho com drogas).  Listagem das características dominantes e recessivas.  Analise dos grupos sanguineos das famílias.  Resolução de estudo dirigido. Contextualização Sociocultural Conteúdos Atitudinais  Julgar ações de intervenção, identificando aquelas que visam a implementação da saúde individual, coletiva e do ambiente.  Validação da importância de se fazer aconselhamento genético.  Valorização da saúde pessoal e coletiva, primando por cuidados corporais, psíquicos e espirituais que deixe-os prontos para dizer não às drogas e práticas abusivas à saúde que possa levar o corpo a enfermidades inclusive, o câncer.  Respeito aos indivíduos portadores de doenças genéticas.
  3. 3. GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO COLÉGIO ESTADUAL PEDRO RIBEIRO PESSOA Ano Letivo: 2008 Área de conhecimento: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Campo do Saber: Biologia Unidade: II Professores: Cláudia Regina T. de Souza, Antonio Geraldo da S. Sá Barreto e Vânia Marta P. Nogueira Período: PLANO DE UNIDADE Série: 3º ano EIXO TRANSVERSAL: Saúde pessoal e coletiva : o uso de drogas na escola Competências Conteúdos Conceituais Representação e Comunicação Tema: Transmissão da vida Sub-tema:. Fundamentos da hereditariedade  Expressar dúvidas, idéias e conclusões acerca dos fenômenos biológicos. ▪ Perceber e utilizar códigos intrínsecos da Biologia.  Análise e conhecimento da 2ª Lei de Mendel e dos problemas que envolvem a genética Pós Mendeliana:Pleiotropia e Interação Gênica (forma da crista em galináceos) epistasia e herança quantitativa.  Conhecimento dos termos da genética .  Descrição dos principais conceitos relacionados a sexo e herança.  Identificação das anomalias relacionadas aos cromossomos sexuais:hemofilia e daltonismo.  Conhecimento e análise de casos com ligação gênica (vinculação) e a permutação.  Descrição dos casos de herança: do sexo na espécie humana, ligada ao sexo (daltonismo e hemofilia), holândricas, influenciadas pelo sexo (calvície hereditária) e limitada ao sexo (hipertricose auricular)  Conhecer a herança do sexo nos animais. Investigação e Compreensão Conteúdos Procedimentais  Utilizar noções e conceitos de biologia em novas situações de aprendizado (existencial ou escolar).  Resolução de problemas e exercicios que envolvam os termos trabalhados na unidade.  Resolução de estudo de caso .  Construção de cartilhas sobre genética.  Apreciação de filme didático.  Elaboração de paródias.  Pesquisa em internet e livros.
  4. 4. Contextualização Sociocultural Conteúdos Atitudinais  Julgar ações de intervenção, identificando aquelas que visam a implementação da saúde individual, coletiva e do ambiente.  Validação da importância de se fazer aconselhamento genético.  Valorização da saúde pessoal e coletiva, primando por cuidados corporais, psíquicos e espirituais que deixe-os prontos para dizer não às drogas e práticas abusivas à saúde que possa levar o corpo a enfermidades inclusive, o câncer.  Respeito aos indivíduos portadores de doenças genéticas.
  5. 5. GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO COLÉGIO ESTADUAL PEDRO RIBEIRO PESSOA Ano Letivo: 2008 Área de conhecimento: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Campo do Saber: Biologia Unidade: III Professores: Cláudia Regina T. de Souza, Antonio Geraldo da S. Sá Barreto e Vânia Marta P. Nogueira Período: PLANO DE UNIDADE Série: 3º ano EIXO TRANSVERSAL: Saúde pessoal e coletiva: uso de drogas na escola Competências Conteúdos Conceituais Representação e Comunicação Tema: Origem e evolução da vida Sub-temas: Hipóteses sobre origem da vida idéias evolucionistas e evolução biológica.  Apresentar suposições e hipóteses acerca dos fenômenos biológicos em estudo.  Reconhecimento dos termos processos biológicos que interferem na evolução dos seres vivos: mutações ,reconbinação gênica e seleção natural.  Descrição e identificação das principais idéias evolucionistas: criacionismo,evolucionismo e desenho inteligente.  Comparação das idéias de Lamark e Darwin. ▪ Conhecimento da moderna teoria da evolução e seus constituinte. ▪ Estudo do conceito de evolução e suas evidências. Investigação e Compreensão Conteúdos Procedimentais  Utilizar noções e conceitos de biologia em novas situações de aprendizado (existencial ou escolar).  Análise para criticar o filme:Evolução(uma comédia).  Confecção de glossários com os novos termos biológicos.  Dramatização sobre as teorias da evolução.  Resolução de exercícios mine testes e cruzadinhas.  Construção de painel com as idéias
  6. 6. evolucionistas de Lamark e Darwin. Contextualização Sociocultural Conteúdos Atitudinais  Reconhecer a Biologia como um fazer humano e, portanto histórico, fruto da conjunção de fatores sócias, políticos, econômicos, culturais, religiosos e tecnológicos.  Reconhecimento da evolução como fenômeno biológico de suma importância para a diversidade e manutenção dos seres bióticos.  Reflexão e inquietação sobre o surgimento da vida tal como ela é.  Validação de que a ciência se completa com a religião e vice-versa, para que se possa entender a vida em sua plenitude.
  7. 7. GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO COLÉGIO ESTADUAL PEDRO RIBEIRO PESSOA Ano Letivo: 2008 Área de conhecimento: Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Campo do Saber: Biologia Unidade: IV Professores: Cláudia Regina T. de Souza, Antonio Geraldo da S. Sá Barreto e Vânia Marta P. Nogueira Período: PLANO DE UNIDADE Série: 3º ano EIXO TRANSVERSAL: Saúde pessoal e coletiva: uso de drogas na escola Competências Conteúdos Conceituais Representação e Comunicação Tema: Sub-temas:  Apresentar suposições e hipóteses acerca dos fenômenos biológicos em estudo.  Conceito de população segundo Darwin.  Análise dos principais fatores evolutivos: mutação gênica, recombinação e seleção natural e que determinam a freqüência dos alelos e consequentemente dos fenótipos.  Reconhecer os diversos fatores que implicam no processo de especiação: isolamento genético, disponibilidade de novos ninchos ecológicos, tempo, barreiras geográficas.  Análise de dados sobre a freqüência de alelos de uma população .  Conceito de espécie: biológico e filogenético. Investigação e Compreensão Conteúdos Procedimentais
  8. 8.  Relacionar os diversos conteúdos conceituais de Biologia na compreensão de fenômenos.  Leitura e interpretação de textos diversos.  Confecção de painéis mostrando como pode ocorrer a especiação.  Resolução de exercícios, mini-testes, cruzadinha,etc  Elaboração de glossário.  Pesquisa/ entrevista sobre as população/ novas espécies e/ou extinções de animais vertebrados ( aves) da nossa cidade.  Análise de vídeo sobre Biodiversidade ( Globo Repórter) Contextualização Sociocultural Conteúdos Atitudinais  Reconhecer o ser humano como agente e paciente de transformação intencionais por ele produzidas no seu ambiente.  Valorizar a importância de não matar e prender animais.  Respeito a biodiversadade. ESTRATÉGIAS METODOLÓGICAS 1-Exposição oral participada 2-Estudo de texto 3-Demonstração didática (experimentos, transparências etc.) 4-Elaboração e execução de jogos 5-Pesquisa de campo 6-Simulação de situações-problemas 7-Estudo de caso 8-Estudo do meio 9-Aula prática (professor e aluno) 10-Estudo dirigido 11-Discussão e debate 12-Análise de vídeos 13-Músicas e paródias 14-Seminários RECURSOS Livro didático/Internet/Materiais de papelaria/revistas/Jornal/DVD e fita de vídeo/TV, vídeo e DVD/Sucatas/Cd e micro sisten/Retroprojetor e transparências, Data-show, Telão, Caixa amplificada e Sala ambiente.
  9. 9. PROPOSTA DE AVALIAÇÃO Dentro de cada disciplina ou por área propomos se possível realizar projetos didáticos onde se contemple a oralidade, a escrita, a leitura, através de: 01) ORALIDADE: - Seminários; Mini-aula; Demonstração didática; Dramatizações; Debates; Discussões; Entrevistas (feito pelos alunos). 02) ESCRITA: - Produção textual; Atividades escritas; Testes, Provas, Resumos, Resenhas, Fichamentos; Jogos Criar regras, Confeccionar. 03) LEITURA; - Estudos de textos com interpretação; Leitura de imagem (não-verbal); Estudo dirigido; Estudo bibliográfico; Análise de vídeos, músicas; jogos (analisar as regras e executá-las) Dentre outros como: atividades lúdicas não citadas (outras), painel integrado, painéis, construção de panfletos, maquetes etc OBS. Para cada estratégia de aprendizagem e ou instrumento de avaliação, serão necessários estudos (de algumas ou de todos) para conhecer seus pressupostos, suas etapas e como aplicá-las “com sucesso” em sala de aula. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS GRÜN, Mauro. Ética e educação ambiental – a conexão necessária. s.ed. Campinas: Papirus. 1996. 120p. (Magistério: formação e trabalho pedagógico) Parâmetros em ação: meio ambiente na escola. http://www.mec.gov.br, acesso em 30 ago 2001 Parâmetros em Ação: Meio Ambiente na escola. Guia do formador, Guia do professor, Catálogo de endereços, Guia de análise de vídeos e Fitas de vídeo I, II, III. Ministério da Educação. Brasília: MEC; SEF, 2001. PEDRINI, Alexandre G. (Org.).Educação Ambiental: reflexões e práticas contemporâneas. 4.ed. Petrópolis: Vozes.2001, 203p SATO, Michèle. Educação Ambiental. São Carlos: RIMA, 2003. 66p BRASIL, Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais do ensino fundamental – temas transversais 3º, 4º ciclos. Brasília: MEC/SEF. 1998 BUFFA. Ester; ARROYO, Miguel; NOSELLA, Paolo. Educação e cidadania: quem educa o cidadão? 8.ed. São Paulo: Cortez, 2000.95p (Questões de nossa época. v.19) DIAS, Genebaldo F. Educação Ambiental: princípios e práticas. São Paulo: Gaia, 1992. 400p --------FERRI, Mário G. Ecologia geral. Belo Horizonte: Itatiaia, 1980. 71 p. MARTINS, Jorge S. O trabalho com projetos de pesquisas do ensino fundamental ao ensino médio. 3.ed. Campinas: Papirus, 2001.149p. PENTEADO, Heloísa D. Meio Ambiente e formação de professores. 3.ed. São Paulo: Cortez,2000.119p (Questões de nossa época v.38) PORTO GONÇALVES, Carlos W. Os (des) caminhos do meio ambiente. 10. ed. São Paulo: Contexto, 2002.148p. REIGOTA, Marcos (Org.). Verde Cotidiano: o meio ambiente em discussão. 2.ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.149p (O sentido da escola) ___________. O que é educação ambiental. São Paulo: Brasiliense, 1994. 62p (Primeiros passos)
  10. 10. SARIEGO, José C. Educação Ambiental – as ameaças ao planeta azul. s.ed. São Paulo:Scipione,1994. 208p SEVERINO, Antônio. Metodologia do trabalho científico. 22.ed.São Paulo: Cortez, 2002. 297p TOSI, Maria R. Planejamento, programas e projetos. Campinas: Alínea, 2001. l58 p Filmes : Um dia depois de amanhã e o diário de um adolescente.

×