Plano de aula 6 anfíbios e repteis

15.931 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.931
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
138
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano de aula 6 anfíbios e repteis

  1. 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIADEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA - DCET CAMPUS II – ALAGOINHAS DOCENTE: CLÁUDIA REGINA DISCENTES: PAULA GABRIELE FREITAS E CHARLENE RODRIGUES PLANO DE AULA SEMANAL VICOLÉGIO ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANAREGENTE: ANTONIETA NUNESSÉRIE: 2º ANO TURMA: 01 VESPERTINO - ENSINO MÉDIODATA: 30/11/2010 e 03/12/2010CARGA HORÁRIA: 2 H/ AULATEMA: • Anfíbios • RépteisOBJETIVOS ⇒ Conhecer as principais características anatômicas dos Anfíbios e Répteis; ⇒ Comparar as características dessas classes com os animais já estudados; ⇒ Reconhecer a importância desses animais para o ecossistema.CONTEÚDOS CONCEITUAIS ⇒ Conhecimento das características morfológicas dos anfíbios e répteis; ⇒ Comparação com os outros animais já estudados. ⇒ Descrição da locomoção dos anfíbios e da respiração dos animais desse filo. ⇒ Descrição de suas características principais e modo de reprodução;
  2. 2. CONTEÚDOS PROCEDIMENTAIS ⇒ Investigação bibliográfica sobre os anfíbios e répteis; ⇒ Participação na exposição oral; ⇒ Observações das características das estruturas corpóreas desses animais.CONTEÚDOS ATITUDINAIS ⇒ Valorização do conhecimento desses animais para cotidiano; ⇒ Respeito a estes animais; ⇒ Consciência da possível diminuição desses animais devido à perda de habitat;PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS:Aula expositiva dialógica com demonstração didática ⇒ No dia 30/11/10, Iniciarei a aula corrigindo o exercício sobre peixes, solicitado na aula passada, para relembrar o assunto e ficar mais fácil reconhecer as estruturas “evolutivas” que apareceram nesses animais. ⇒ Logo após, começarei a explanar sobre o assunto (Anfíbios); ⇒ Falarei sobre o significado do nome dessa classe, origem, desenvolvimento dos membros e suas estruturas; ⇒ Solicitarei um exercício para casa, para poder fixar o assunto; ⇒ Farei a chamada; ⇒ No dia 03/12/10, Iniciarei falando sobre a segunda chamada do teste que será no dia 07/12 no quarto horário e não terá terceira chamada sem apresentação de atestado. ⇒ Logo após, corrigirei o exercício sobre anfíbios, solicitado na aula passada; ⇒ Em seguida, começarei a explanar sobre o assunto (Répteis); ⇒ Falarei sobre a origem desses animais, desenvolvimento dos membros e suas estruturas; ⇒ Solicitarei um exercício para casa, para poder fixar o assunto; ⇒ Farei a chamada;RECURSOS ⇒ Quadro branco; ⇒ Piloto;
  3. 3. ⇒ Figuras e gravuras; ⇒ Apostila para aprofundamento dos conteúdos;AVALIAÇÃO ⇒ Participação da aula; ⇒ Atividade complementar para casa;OBSERVAÇÕESPaulaNão houve problemas durantes as aulas, os alunos participaram da correçãodos exercícios e tiraram dúvidas sobre os assuntos.CharleneNão houve problemas durantes as aulas, os alunos participaram da correçãodos exercícios e tiraram dúvidas sobre os assuntos.REFERÊNCIASLopes, S. Bio – Volume Único – São Paulo, Saraiva, 2004.ANEXOS:Colégio Estadual de Feira de SantanaDisciplina: BiologiaProfessora estagiária: Paula FreitasAluno (a):Data: 30/11/10 Apontamento 04Subfilo Vertebrata2) Anfíbiosa) Característias gerais • Aparelho digestivo completo (boca e ânus). • O tegumento é desnudo, rico em glândulas que o mantém umedecido. • A língua está situada na região anterior e é protáctil. • Respiração: branquial (larvas e algumas salamandras), pulmonar, cutânea e buco-faringeana. • Possuem cloaca.
  4. 4. • Fecundação externa e desenvolvimento indireto. Ovulíparos. Formação do estágio larval. • Sofrem metamorfose. • Coração com 2 átrios e 1 ventrículo. Mistura de sangue nos anfíbios. • Circulação incompleta. • Vertebrados com fase larval no ambiente aquático, e fase adulta no ambiente terrestre.b) Órdens de AnfíbiosAnuros - Ex.: sapos, rãs, perecas.Ápodes - Ex.: cobra-cegaUrodelos ou Caudados - Ex.: salamandras, tritões.c) Diferenças entre sapo e rãCaracterísticas Sapo / RãPele Rugosa, com glândulas mucosas e de veneno / Fina, úmida, rica em vasossangüíneos e glândulas mucosas. Sem veneno.Pernas posteriores: Mais curtas / Longas e bem desenvolvidasOnde vivem: Preferem os lugares úmidos / Sempre próximas à água ou dentro dela.Movimentos: Dão pulos desajeitados Nadam, quando na água / Saltam quando em terra.* Cloaca: passagem comum dos aparelhos digestivo, excretor e reprodutor, localizadana porção terminal do tubo digestivo.Colégio Estadual de Feira de SantanaDisciplina: BiologiaProfessora estagiária: Paula FreitasAluno (a):Data: 30/11/10 Exercícios1. Dentro do Filo Chordata, o tubarão pode ser assim classificado:a) Subfilo Urochordata.b) Subfilo Cephalochordata.c) Subfilo Vertebrata - Classe Cyclostomata.d) Subfilo Vertebrata - Classe Chondrichthyes.e) Subfilo Vertebrata - Classe Osteichthyes.2. Quanto aos peixes pode-se dizer que:I – Os teleósteos não possuem opérculo.II – O tubarão não possui bexiga natatória.
  5. 5. III – As fossas nasais da grande maioria dos peixes não se comunicam com a faringe.a) Todas as frases estão corretas.b) Todas as frases estão erradas.c) Somente as frases II e III estão corretas.d) Somente a frase I está correta.e) Somente as frases I e II estão corretas.3. (FUVEST-SP) Dos vertebrados abaixo, o único que tem esqueleto cartilaginoso, semtecido ósseo, é o:a) tubarão.d) jacaré.b) bagre.e) papagaio.c) sapo.4. (ESAM-RN) Alevino é:a) a forma larvária dos anfíbios.b) um osso da cintura pélvica dos marsupiais.c) a forma larvária dos peixes.d) uma adaptação apresentada pelos organismos planctônicos.e) uma classe de moluscos.5. (FZL-SP) São todos peixes ósseos, exceto:a) cavalo-marinho, sardinha, corvina.b) cação, bagre, lambari.c) lambari, cavalo-marinho, sardinha.d) tubarão, raia, dourado.e) cação, raia, tubarão.6. A bexiga natatória, encontrada, por exemplo, na sardinha, é um órgão de funçãopredominantemente:a) de reserva alimentar.b) respiratória.c) hidrostática.d) locomotora.e) digestiva.7. (UFSM-RS - mod.) Coloque, nos parênteses, O ou C conforme a característica sejade osteícties ou condrícties, respectivamente.( ) ausência de opérculo( ) intestino com tiflossole( ) presença de espiráculo( ) nadadeira caudal homocerca( ) escamas ciclóides ou ctenóides
  6. 6. A seqüência correta de letras é:a) O - C - C - O - C.b) C - O - O - C - O.c) C - C - C - O - O.d) O - C - O - C - O.e) C - O - C - O - C.Colégio Estadual de Feira de SantanaDisciplina: BiologiaProfessora estagiária: Paula FreitasAluno (a):Data: 03/12/10 Apontamento 05Subfilo Vertebrata3) Répteisa) Características gerais • São os que têm maiores adaptações ao meio terrestre. • Possuem corpo coberto com escamas, ou placas córneas. • Habitat: aquático ou terrestres. • Aparelho excretor com 2 rins. • São ovíparos, ovovivíparos ou vivíparos • Possuem cloaca • Coração: * Reptéis crocodilianos - 2 átrios e 2 ventrículos • Reptéis não crocodilianos - 2 átrios e 1 ventrículo parcialmente separado. • Circulação fechada, dupla e incompleta. • Possuem dois arcos aórticos: direito e esquerdo. Nos crocodilianos eles se comunicam pelo forâmem de Panizza. • Respiração pulmonar, na água é feita pela cloaca. • Aparelho digestivo completo (boca e ânus).b) Ordens de répteisQuelônios - Ex.: tartarugas, jabutis, etc.Crocodilianos - Ex.: jacarés, crocodilos, gavial, etc.Escamados - divididos em: Ofídios - Ex.: corais, jararacas, urutus, cascavéis, etc.Sáurios ou Lacertílios - Ex.: lagartixas, camaleões, iguanas, cobra-de-vidro, lagartos,etc.c) Diferenças entre cobras peçonhentas (venenosas) e não peçonhentas (nãovenenosas)Características Cobras peçonhentas Cobras não peçonhentasCabeça Achatada e triangular/ Estreita e alongadaOlhos Pequenos e com pupila em forma de fenda vertical /Grandes, com pupilarcircular.Fosseta Loreal ou Lacrimal (orifício entre as narinas e os olhos): Presente/ Ausente.
  7. 7. Escamas do corpo: Alongadas, pontuadas, imblicadas (aspereza da escamas)/ chatadas,lisas, não imblicadas.Cauda Curta, afilando bruscamente /Longa, afilando gradualmente.Dentes: Presença de dentes inoculadores (presa)/ Sem dentes inoculadores (presas).Hábitos Noturnos/ Diurnos.Atitude: Quando perseguida toma atitude de ataque, enrodilhando-se (arma o bote) /Quando perseguida, foge, não enrodilha.Sinal deixado pela cobra Proteróglifa, solenóglifa, opistóglifa / ÁglifaOvos: Ovovivíparas - fecundação e desenvolvimento interno, sem relação materno-fetal /Ovíparos - fecundação interna e desenvolvimento externo.d) Quanto aos dentes as cobras podem ser classificadas em:d.1) Proteróglifas - dentes inoculadores na parte anterior do maxilar. Dentesinoculadores são sulcados. Ex.: coral verdadeira, naja.d.2) Opistóglifas - os dentes estão situados na parte posterior do maxilar (também sãosulcados). Ex.: Muçurana.d.3) Solenóglifas - O sulco se modifica em canal. Dentes inoculadores na parte anteriordo maxilar, podendo estar ocultos por uma dobra da mucosa da boca. Ex.: cascavel,jararaca, surucucu.d.4) Áglifas - não possuem dentes inoculadores. Ex.: caninana, cobracipó, jibóia,sucuri. Exercício01. (FUVEST) Qual das estruturas abaixo é a melhor explicação para a expansão e domínio dosrépteis durante a era mesozóica, incluindo o aparecimento dos dinossauros e sua ampladistribuição em diversos nichos do ambiente terrestre? a) prolongado cuidado com a prole, garantindo proteção contra os predadores naturais; b) aparecimento de ovo com casca, capaz de evitar o dessecamento; c) vantagens sobre os anfíbios na competição pelo alimento; d) extinção dos predadores naturais e conseqüente explosão populacional; e) abundância de alimento nos ambientes aquáticos abandonados pelos anfíbios.02. (FUVEST) Os vertebrados conquistaram o ambiente terrestre através da formação de umtipo de ovo capaz de se desenvolver fora da água. Esta conquista aparece na primeira vez em: a) mamíferos b) aves c) répteis d) anfíbios e) peixes03. (PUC) Assinale a afirmação correta em relação aos répteis: a) são os primeiros animais amniotas na escala animal; b) algumas ordens apresentam fecundação externa; c) apresentam sempre o coração incompletamente dividido em 4 câmaras: 2 átrios distintos e2 parcialmente separados; d) não fazem parte do ecossistema marinho; e) são animais agressivos, mas só entre os ofídios encontramos indivíduos peçonhentos.04. (POUSO ALEGRE) A cobra-cega, a cobra-de-duas-cabeças e a cobra-de-vidro pertencem:
  8. 8. a) todas aos lacertílios; b) aos anfíbios, lacertílios e lacertílios, respectivamente; c) todas aos ofídios; d) aos lacertílios, anfíbios e anfíbios, respectivamente; e) aos lacertílios, anfíbios e lacertílios, respectivamente.APÊNDICES:

×