Evolução da Ciência Psicológica
<ul><li>É com Sócrates que a Psicologia na antiguidade ganha consistência. </li></ul><ul><ul><li>Razão – Permite ao homem ...
A Psicologia no Império Romano e na Idade Média <ul><li>Psicologia monopolizada pela Igreja Católica. </li></ul><ul><li>Sa...
Psicologia No Renascimento <ul><li>Sistematização do conhecimento científico. </li></ul><ul><li>Descartes – Separação entr...
A Origem da Psicologia Científica <ul><li>Crescimento da nova ordem econômica – Capitalismo (Século XIX) avanço e necessid...
<ul><li>A neurologia descobre que a doença mental é fruto da ação direta ou indireta de diversos fatores sobre as células ...
A Psicologia Científica <ul><li>Seu status de ciência é obtido na medida em que se “liberta”da filosofia, que marcou sua h...
Funcionalismo <ul><li>Primeira sistematização de conhecimentos em psicologia. </li></ul><ul><li>W. James ele a consciência...
O Estruturalismo <ul><li>Preocupa-se com a compreensão do mesmo fenômeno:  A Consciência. </li></ul><ul><li>Titchner irá e...
O Associacionismo <ul><li>Edward L. Thorndike é o principal representante e sua importância está em ter formulado a primei...
As Principais Teorias da Psicologia No Século XX  <ul><li>As três mais importantes tendências teóricas da Psicologia neste...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Evolu+º+úo da ci+¬ncia psicol+¦gica

3.631 visualizações

Publicada em

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.631
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
30
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
143
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Evolu+º+úo da ci+¬ncia psicol+¦gica

  1. 1. Evolução da Ciência Psicológica
  2. 2. <ul><li>É com Sócrates que a Psicologia na antiguidade ganha consistência. </li></ul><ul><ul><li>Razão – Permite ao homem sobrebor-se aos instintos. </li></ul></ul><ul><li>Platão – A alma separada do corpo (imortalidade da alma) – Teoria Platônica. </li></ul><ul><li>Aristóteles – Mortalidade da alma e sua relação de pertencimento ao corpo – Teoria Aristotélica. </li></ul>
  3. 3. A Psicologia no Império Romano e na Idade Média <ul><li>Psicologia monopolizada pela Igreja Católica. </li></ul><ul><li>Santo Agostinho – A alma era prova de uma manifestação divina no homem. </li></ul><ul><li>São Tomás de Aquino – Distinção entre essência e existência. </li></ul>
  4. 4. Psicologia No Renascimento <ul><li>Sistematização do conhecimento científico. </li></ul><ul><li>Descartes – Separação entre mente e corpo. </li></ul><ul><ul><li>Possibilitou o avanço da Anatomia, da Filosofia, contribuindo para o progresso da Psicologia. </li></ul></ul>
  5. 5. A Origem da Psicologia Científica <ul><li>Crescimento da nova ordem econômica – Capitalismo (Século XIX) avanço e necessidade da ciência. </li></ul><ul><li>Hegel – Importância da história para compreensão do homem. </li></ul><ul><li>Darwin – Enterra o antropocentrismo com sua tese evolucionista. </li></ul><ul><li>Adaptação da filosofia ao novos tempos, com o positivismo de Augusto Comte – Rigor científico na construção dos conhecimentos nas ciências humanas. </li></ul><ul><li>A Psicologia começa a trilhar os caminhos da fisiologia, neuroanatomia e neurofisiologia. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>A neurologia descobre que a doença mental é fruto da ação direta ou indireta de diversos fatores sobre as células cerebrais. </li></ul><ul><li>A neuroanatomia descobre que a atividade motora nem sempre está ligada à consciência por não estar necessariamente na dependência dos centros cerebrais superiores – REFLEXO. </li></ul><ul><li>Psicofísica – Caminho natural que os fisiologistas seguiam quando passavam a se interessar pelo fenômeno psicológico enquanto estudo científico. </li></ul><ul><li>1860 – Lei de Fechner-Weber que estabelece a relação entre sensação e estímulo, permitindo a sua mensuração, importante no campo da psicofísica. </li></ul><ul><li>Wundt desenvolve a concepção do paralelismo psicofísico – Fenômenos mentais correspondem fenômenos orgânicos e cria o introspeccionismo para explorar a mente ou consciência do indivíduo, e foi considerado o pai da psicologia moderna ou científica. </li></ul>
  7. 7. A Psicologia Científica <ul><li>Seu status de ciência é obtido na medida em que se “liberta”da filosofia, que marcou sua história até aqui, atrai novos estudiosos e pesquisadores que, sob os novos padrões de produção de conhecimento. </li></ul><ul><ul><li>Definir seu objeto de estudo. </li></ul></ul><ul><ul><li>Delimitar seu campo de estudo. </li></ul></ul><ul><ul><li>Formular métodos de estudo deste objeto. </li></ul></ul><ul><ul><li>Formular teorias enquanto um corpo consiste de conhecimentos na área. </li></ul></ul>
  8. 8. Funcionalismo <ul><li>Primeira sistematização de conhecimentos em psicologia. </li></ul><ul><li>W. James ele a consciência como o centro de suas preocupações e busca a compreensão de seu funcionamento, na medida em que o homem, usa para adaptar-se ao meio. </li></ul>
  9. 9. O Estruturalismo <ul><li>Preocupa-se com a compreensão do mesmo fenômeno: A Consciência. </li></ul><ul><li>Titchner irá estudá-la em seus aspectos estruturais isto é, os estados elementares da consciência como estruturas do sistema nervoso central, ele usou o termo Estruturalismo para diferenciar do Funcionalismo </li></ul>
  10. 10. O Associacionismo <ul><li>Edward L. Thorndike é o principal representante e sua importância está em ter formulado a primeira teoria de aprendizagem na Psicologia. </li></ul><ul><li>Esse termo origina-se da concepção de que a aprendizagem se dá por um processo de associação das idéias, das mais simples às mais complexas. </li></ul><ul><li>Thorndike formulou a Lei do Efeito </li></ul>
  11. 11. As Principais Teorias da Psicologia No Século XX <ul><li>As três mais importantes tendências teóricas da Psicologia neste século são consideradas por inúmeros autores, como Politzer e Japiassu, como sendo o Behaviorismo ou teoria S-R (estimulo-resposta), a Gestalt e a Psicanálise. </li></ul><ul><li>O Behaviorismo – Aplicações práticas, noção de comportamento, definiu fato psicológico. </li></ul><ul><li>A Gestalt – Surge como negação da fragmentação das ações e processos humanos realizada pelas tendências da Psicologia Científica. </li></ul><ul><ul><li>É a tendência teórica mais ligada à Filosofia. </li></ul></ul><ul><li>A Psicanálise (Freud) – Importância da afetividade e postula o inconsciente como objeto de estudo, quebrando a tradição da Psicologia como Ciência da consciência e da razão. </li></ul>

×