Web Sphere Application Server

2.544 visualizações

Publicada em

PALESTRA QUE SERÁ APRESENTADA NA FACULDADE DO BRASIL NA UNIVERSO DO RIO DE JANEIRO COM O OBJETIVO DE SOMENTE INCENTIVAR O USO DA FAMÍLIA WEBSPHERE

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.544
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
42
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
101
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Web Sphere Application Server

  1. 1. Tema: WebSphere Application Server (WAS) <ul><li>O que é ? </li></ul><ul><li>Demonstração </li></ul><ul><ul><li>Instalação (Word telas) </li></ul></ul><ul><ul><li>Fluxo de funcionamento </li></ul></ul><ul><ul><li>Exemplos de aplicações (prática - ) </li></ul></ul><ul><li>a) hello world </li></ul><ul><li>b) loja virtual (loja de plantas) </li></ul>
  2. 2. O que é ? <ul><li>É o nome de uma família de softwares da IBM para criação e execucão de aplicações baseadas no padrão Java J2EE . </li></ul><ul><li>Seus principais produtos são: </li></ul><ul><li>WebSphere Application Server </li></ul><ul><li>WebSphere Portal Server </li></ul><ul><li>WebSphere MQ </li></ul><ul><li>WebSphere Message Broker </li></ul><ul><li>WebSphere ESB ( Enterprise Service Bus ) </li></ul><ul><li>WebSphere Process Server </li></ul><ul><li>Lista completa veja: </li></ul><ul><li>http://www.escalainfo.com.br/Websphere.html </li></ul>
  3. 3. WebSphere Application Server (WAS) <ul><ul><li>é um dos principais servidores para J2EE e web services e oferece uma máquina transacional de alta disponibilidade com capacidades avançadas de performance e gerenciamento. É um produto da IBM e tem uma grande fatia do mercado. </li></ul></ul><ul><ul><li>É o único servidor de aplicação capaz de executar em todas as plataformas importantes do mercado como Windows, Linux, vários Unix, AS/400 e até mesmo no mainframe onde tem crescido em larga escala. </li></ul></ul><ul><ul><li>A IBM também fornece uma versão gratuita de servidor de aplicação baseada no Apache Geronimo que tem o nome de WebSphere Application Server Community Edition . </li></ul></ul>
  4. 4. WebSphere Portal Server <ul><li>Trata-se de uma série de aplicações Java que são executadas em cima do WebSphere Application Server . O WebSphere Portal Server executa porteles , os quais comunicam-se com outros portlets e com aplicações em camadas mais baixas. </li></ul><ul><li>WebSphere Portal consiste em middleware , aplicativos (chamados portlets ) e ferramentas de </li></ul><ul><li>desenvolvimento para construir e gerenciar portais protegidos B2B (business-to-business), B2C </li></ul><ul><li>(business-to-consumer) e B2E (business-to-employee). </li></ul>
  5. 5. WebSphere Message Queue (MQ) <ul><li>O Websphere MQ permite que aplicações comuniquem através de </li></ul><ul><li>mensagens e filas, geridas por gestores específicos ( MQM’s ). Um gestor é </li></ul><ul><li>responsável pela troca de mensagens entre interlocutores mas também executa </li></ul><ul><li>algumas funções como triggering , onde aplicações são executadas de acordo </li></ul><ul><li>com a chegada de mensagens específicas; coordenação de transações e conversão de tipos de dados. </li></ul>
  6. 6. WebSphere Message Broker <ul><li>Transforme, roteie e enriqueça as informações in-flight </li></ul><ul><li>Distribui informações de eventos de negócios em tempo real de origens diversas em uma rede de pontos de acesso ou um broker centralizado </li></ul><ul><li>Inclui a funcionalidade do WebSphere Event Broker </li></ul><ul><li>Integra-se a bancos de dados para executar registro de mensagens, fusão de dados e funções de atualização de banco de dados </li></ul><ul><li>Simplifica a integração de aplicações existentes com Web Services , transformando e roteando mensagens SOAP e registrando transações de Web Services </li></ul>
  7. 7. CONCEITO DE CADA PRODUTO
  8. 8. Middleware ? <ul><li>No campo de computação distribuída , é um programa de computador que faz a mediação entre outros softwares. É utilizado para mover informações entre programas ocultando do programador diferenças de protocolos de comunicação, plataformas e dependências do sistema operacional . </li></ul><ul><li>Seu objetivo é mascarar a heterogeneidade e fornecer um modelo de programação mais produtivo para os programadores de aplicativos. É composto por um conjunto de processos ou objetos em um grupo de computadores, que interagem entre si de forma a implementar comunicação e oferecer suporte para compartilhamento de recursos a aplicativos distribuídos. </li></ul>
  9. 9. Portlets ? <ul><li>O Portlet é um componente visual independente que pode ser utilizado para disponibilizar informações dentro de uma página Web . Um Portlet pode ser utilizado em qualquer portal , promovendo-se assim a reutilização. Esse factor fez com que este componente ganhasse grande popularidade junto das equipas de desenvolvimento de portais para Web. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>A JNDI ou Java Naming and Directory Interface </li></ul><ul><li>É uma API para acesso a serviços de diretórios . Ela permite que aplicações cliente descubram e obtenham dados ou objetos através de um nome. Assim como todas as APIs Java, ela é independente de plataforma. </li></ul><ul><li>A API disponibiliza : </li></ul><ul><li>um mecanismo para ligar um objeto a um nome; </li></ul><ul><li>uma interface padronizada de busca de objetos no serviço de diretório; </li></ul><ul><li>uma interface de eventos que permite que um usuário saiba quando uma entrada (nome + objeto) foi modificada; </li></ul><ul><li>extensões que suportam as capacidades do padrão LDAP. </li></ul><ul><li>A SPI permite que a JNDI suporte praticamente qualquer tipo de serviço de diretório incluíndo: </li></ul><ul><li>LDAP,DNS,NIS,RMI,CORBA serviço de nomes, Sistema de arquivos </li></ul>
  11. 11. <ul><li>EJB ou Enterprise JavaBeans </li></ul><ul><li>É um componente do tipo servidor que roda no container para EJB do servidor de aplicação. Os principais objetivos da tecnologia EJB são fornecer rápido e simplificado desenvolvimento de aplicações Java baseadas em componentes, distribuídas, transacionais, seguras e portáveis. </li></ul><ul><li>A grande mudança entre a versão 2.1 e a versão 3.0 é a introdução de anotações Java. As anotações facilitam o desenvolvimento diminuindo a quantidade de código e o uso de arquivos de configuração xml . </li></ul><ul><li>A plataforma J2EE provê algumas facilidades dedicadas a camada de lógica de negócio e para o acesso ao banco de dados. </li></ul>
  12. 12. INSTALAÇÃO
  13. 13. CONTRATO DE LICENÇA
  14. 14. TIPO DE INSTALAÇÃO
  15. 15. TIPO PERSONALIZADA
  16. 16. TIPO PERSONALIZADA
  17. 17. DIRETÓRIO DE INSTAÇÃO
  18. 18. NOME DO HOST, DNS OU IP
  19. 19. USO DO WINDOWS SERVICE
  20. 20. CONTEINER BUSINESS PROCESS
  21. 21. PERFIL DA INSTALAÇÃO
  22. 23. AVISO DA AUSÊNCIA DO DB2
  23. 24. Fluxo de funcionamento Exemplo de uso do JDBC (de um servlet) ou EJB acessando a bases de dado da aplicação
  24. 25. Descrição dos passos <ul><li>1- O cliente solicita uma URL no browser </li></ul><ul><li>2 - O pedido é distribuído ao web server sobre a Internet </li></ul><ul><li>3 - O web server passa imediatamente o pedido para o web sphere primeiramente </li></ul><ul><li>4 - O plug-in do web server examina a URL , verifica a lista do hostname os aliases de que aceitará o tráfego, basea-se na informação virtual do anfitrião, e escolhem um server para segurar o pedido </li></ul>
  25. 26. <ul><li>5 - Um stream é criado. Um stream é uma conexão ao Web Container. É possível manter uma conexão (stream) sobre um número de pedidos. O Web Container recebe o pedido e, baseado no URL , encaminha ao servlet apropriado. </li></ul><ul><li>6 - Se a classe do servlet não for carregado, o carregador dinâmico da classe carrega o servlet : </li></ul><ul><li>( servlet init() , then doGet() or doPost() ). </li></ul>
  26. 27. <ul><li>7 - JNDI é usado agora para o lookup das origens de dados ou do EJBs requeridas pelo servlet . </li></ul><ul><li>8 - Dependendo upon se um datasource está especificado ou um EJB está pedido, o JNDI dirigirá o servlet : </li></ul><ul><li>a : À base de dados correspondente, e começar uma conexão de seu pool da conexão no exemplo de uma origem dos dados </li></ul>
  27. 28. <ul><li>b - Ao recipiente correspondente de EJB , que então instantiates o EJB quando um EJB for pedido </li></ul><ul><li>9 - Se o EJB pedido envolver uma transação do SQL , irá para trás ao JNDI olhar acima o datasource. </li></ul><ul><li>10 - A indicação do SQL será executada e os dados recuperados serão emitidos para : </li></ul><ul><li>a – Ao servlet </li></ul><ul><li>b – Ao EJB </li></ul>
  28. 29. <ul><li>11 – Os Java beans são criados e entregues fora do JSPs no exemplo de EJBs . </li></ul><ul><li>12 – O servlet envia os dados para os JSPs . </li></ul><ul><li>13 - O JSP gera o HTML que é emitido para Web server do WebSphere. </li></ul><ul><li>14 - O Web server envia página ( HTML ) para o browser . </li></ul>

×