Atividades de recupera o final 8_ ano

19.356 visualizações

Publicada em

1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.356
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
210
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atividades de recupera o final 8_ ano

  1. 1. ATIVIDADES LÍNGUA PORTUGUESA RECUPERAÇÃO FINAL – 8º ANO 01.(UFPR) – Dê a soma da(s) alternativa(s) que apresente(m) sujeito indeterminado. 01 – Alugaram-se muitos apartamentos na praia. 02 – Neste estado há muitos desempregados. 04 – Ontem fecharam a loja bem cedo. 08 – Trabalhou-se muito na última eleição. 16 – Espera-se você no próximo feriado. 32 – Duvidou-se de sua palavra 02.(UFPR) – Dê a soma da(s) alternativa(s) que apresente(m) sujeito indeterminado. 01 – Alugaram-se muitos apartamentos na praia. 02 – Neste estado há muitos desempregados. 04 – Ontem fecharam a loja bem cedo. 08 – Trabalhou-se muito na última eleição. 16 – Espera-se você no próximo feriado. 32 – Duvidou-se de sua palavra Enquanto houver sol (2003) Sérgio Britto ( Titãs) Quando não houver saída Quando não houver mais solução Ainda há de haver saída Nenhuma idéia vale uma vida (*) Quando não houver esperança Quando não restar nem ilusão Ainda há de haver esperança Em cada um de nós, algo de uma criança (...) 03- Boa esta música do Titãs, não? Enquanto você canta, responda a esta questão abaixo. Só se pode dizer sobre as orações da música ao lado que: ( ) Excetuando uma oração, todas as outras são oração sem sujeito. ( ) O verbo haver, que tem o mesmo sentido que existir, tem sujeito simples. ( ) O verbo haver tem o mesmo sentido de existir, tornando a oração sem sujeito. ( ) Todas as orações são sem sujeito.
  2. 2. 04. "Anoitecia silenciosamente." Nesta oração temos: a) Sujeito simples b) Oração sem sujeito. c) Sujeito indeterminado. d) Sujeito oculto. 05. Defina o tipo de sujeito desta oração: "Faz dez anos que cheguei aqui." a) Sujeito oculto. b) Sujeito simples. c) Sujeito indeterminado. d) Oração sem sujeito. O6-.(OSEC-SP) – Nas seguintes orações: “Pede-se silêncio.” “A caverna anoitecia aos poucos.” “Fazia um calor tremendo naquela tarde.” O sujeito se classifica respectivamente como: a) indeterminado, inexistente, simples b) oculto, simples, inexistente c) inexistente, inexistente, inexistente d) oculto, inexistente, simples e) simples, simples, inexistente 07- Nas frases abaixo indique quais as que apresentam verbos significativo e quais as que apresentam verbo de ligação. 1) A menina estava feliz 2) A menina estava na rua. 3) A rainha virou bruxa. 4) A rainha virou a mesa. 5) Os dias permaneciam claros e quentes. a. apenas 1 e 3 apresentam verbos de ligação. b. 2 e 5 apresentam verbos significativo. c. apenas 1 apresenta verbo de ligação. d. apenas 1 apresenta verbo significativo. e. 1, 3 e 5 apresentam verbos de ligação.
  3. 3. 08- Indique a única frase que não tem verbo de ligação: a. O sol estava muito quente. b. Nossa amizade continua firme. c. Suas palavras pareciam sinceras. d. Ele andava triste. e. Ele andava rapidamente. 09- Assinale a alternativa em que a expressão grifada tem a função de complemento nominal. a. A curiosidade do homem incentiva-o à pesquisa. b. A cidade de Londres merece ser conhecida por todos. c. O respeito ao próximo é dever de todos. d. O coitado do velho mendigava pela cidade. e. O receio de errar dificulta o aprendizado das línguas. 10-. " E não se diga que Mário Quintana haja sido insensível às legítimas exigências da poética contemporânea." O termo sublinhado desempenha a função de: a. objeto direto b. sujeito c. adjunto adnominal d. complemento nominal e. objeto indireto 11- Assinale a alternativa em que a expressão grifada tem a função de complemento nominal. a. A curiosidade do homem incentiva-o à pesquisa. b. A cidade de Londres merece ser conhecida por todos. c. O respeito ao próximo é dever de todos. d. O coitado do velho mendigava pela cidade. e. O receio de errar dificulta o aprendizado das línguas. f. 12- (FMU-SP) Identifique a alternativa em que aparece um predicado verbo-nominal:
  4. 4. A) Os viajantes chegaram cedo ao destino. B) Demitiram o secretário da instituição. C) Nomearam as novas ruas da cidade. D) Compareceram todos atrasados à reunião. E) Estava irritado com as brincadeiras. 13- Todas as orações a seguir apresentam predicado verbo-nominal, exceto: A) O menino voltou machucado. B) Cansados, os jogadores deixaram o campo. C) Chamavam-lhe de covarde. D) Assistiram ao espetáculo, felizes, Clarissa e Carolina. E) Era medrosa aquela criança. 14- Considere os seguintes trechos: I – Juliana ficou em casa. II – Juliana ficou doente. III – Juliana estava triste. 1) No trecho I, o verbo é intransitivo, pois o verbo ficar, neste caso, opõe-se a sair, logo o predicado é verbal. 2) Nos trechos II e III, o predicado é nominal, pois o verbo, de ligação em ambos os casos, ligam os sujeitos aos seus predicativos. 4) Nos trechos I e II, o predicado é nominal, pois o verbo “ficar” sempre é de ligação. 5) No trechos I e III, o predicado é verbo-nominal, pois o verbo é de ação e o seu complemento, é um predicativo do sujeito.
  5. 5. 6) Nos três trechos, o verbo é de ligação, portanto, o predicado é nominal. 7) Só o trecho I tem como núcleo do predicado um verbo. 15- Assinale as alternativas corretas, de acordo com a classificação das frases entre parênteses. 1) Eles querem o carro. (predicado verbal) 2) Os garotos chegaram cansados ao museu. (predicado verbo-nominal). 4) O rei tornou-se ladrão. (predicado verbal) 8) Os bêbados, furiosos, viraram a mesa do bar. (predicado nominal) 16) O pobre mendigo, depois de receber a herança que lhe era devida, virou rei. (predicado nominal) 16- Faça a correlação, tendo em vista o tipo de predicado, e sublinhe o predicativo, se houver: (1) Predicado verbal (2) Predicado nominal (3) Predicado verbo-nominal 1. ( ) «O homem parecia assustado.» 2.( ) O freguês saiu da loja. 3.( ) «Nossos guerreiros voltaram vitoriosos.» 4.( ) O mágico parece ágil. 5.( ) Nossos guerreiros voltaram. 6.( ) Nossos guerreiros lutaram bravamente. 7.( ) «Natividade ficou atônita ... » 8.( ) O homem enfrentou seu adversário. 9.( ) O freguês saiu da loja satisfeito. 10.( )«Não sou o herói do dia.» 11.( ) «Os sapos gargarejavam alto.» 12.( ) Virgília entrou tristonha e sossegada.» 13.( ) Virgília entrou cautelosamente. 14.( ) «Os guindastes rangiam.» 15)( ) Os rapazes receberam alegres as medalhas 17- (PUC) Na oração: "A inspiração é fugaz, violenta", podemos afirmar que o predicado é: a. verbo-nominal, porque o verbo é de ligação e vem seguido de dois predicativos b. nominal, porque é verbo de ligação c. verbal, porque o verbo é de ligação e são atribuídas duas caracterizações ao sujeito
  6. 6. d. verbo-nominal, porque o verbo é de ligação e vem seguido de dois advérbios de modo e. nominal, porque o verbo tem sua significação completada por dois nomes que funcionam como adjuntos adnominais 18- Distinga os Complementos Nominais dos Objetos Indiretos: 01. Temos confiança em nossos jogadores. 02. Já organizamos a resistência a qualquer ataque inimigo. 03. Naquela situação difícil recorremos ao diretor. 04. Insisti na proteção ao meio-ambiente. 05. Gostamos de pessoas sinceras. 06. Lembre-se, pelo menos, dos amigos. 07. Fez grandes investimentos em terras. 08. A notícia agradou a todos. 09. O orador fez alusão ao fato. 10. O sertanejo sentia desprezo pelos automóveis. 11. Os retirantes tinham carência de atenção. 12. Era uma ressurreição de cemitérios antigos. 13. Os retirantes careciam de atenção. 14. A água é necessária à vida. 15. Os investidores refaziam-se da depreciação. 16. Cancelamos nossa ida à Bahia. 17. Correu a notícia do cão perdido. 18. Sou favorável à sua prisão. 19- Leia a tira para responder à questão. No primeiro quadrinho, na fala da personagem temos: “ Eu adoro o fim-de-ano.” O termo sublinhado classifica-se sintaticamente como: a) Objeto direto b) Objeto indireto c) Complemento nominal
  7. 7. d) Adjunto adnominal 20- 20-20-20- (CESCEM-SP) Os pássaros voam na mata. a) verbo de ligação; b) verbo transitivo direto; c) verbo transitivo indireto; d) verbo intransitivo; e) nenhum dos citados. Assunto: Complemento Nominal. 21- O complemento nominal se relaciona a um nome. Reconheça-os, se houver, nas frases a seguir, circulando-os, e marque o item correto: I. Tinho não tinha confiança em ninguém. II. Seu coração era repleto de esperanças. III. Todos admiravam Tinho. IV. Todos torciam pelo resultado. V. Laurinha tinha receio da doença. a) Há CN em I, II e V, apenas. b) Há CN em todas as frases. c) Não há CN em nenhuma frase. d) Há CN em 3 frases quaisquer, escolhidas à sorte. e) Há CN em I, II e IV, apenas. 22- Observe as frases a seguir, analise os termos destacados e estabeleça a diferença, assinalando a opção que traduz a correta classificação. I. O gerente tem necessidade de um helicóptero. II. Os atletas estavam ansiosos pelos resultados. III. “Eu creio em Deus!” IV. Os vereadores votaram favoravelmente ao projeto de lei. V. A nossa vinda de helicóptero foi tranqüila. a) Há CN em I, II e V, apenas. b) Há CN em todas as frases. c) Não há CN em nenhuma frase. d) Há CN em 3 frases quaisquer, escolhidas à sorte. e) Há CN em I, II e IV, apenas. 23- Em “Os jovens necessitam de orações há: a) Complemento verbal indireto = “de oração” b) Complemento verbal direto = “oração” c) Verbo que não exige complemento.
  8. 8. d) Complemento nominal = “necessitam” e) Complemento nominal = “de oração” 24- Leia a tira para responder ao que se pede: a) ire do 2º quadrinho um adjunto adverbial e indique a circunstância expressa por ele. b) tira aborda um assunto atual. Qual? Indique suas causas e suas conseqüências. 25- A GRANDEZA DO MAR Paulo Roberto Gaefke (No livro "Quando é preciso Viver" página 29) Você sabe por que o mar é tão grande? Tão imenso? Tão poderoso? É porque teve a humildade de colocar-se alguns centímetros abaixo de todos os rios. Sabendo receber, tornou-se grande. Se quisesse ser o primeiro, centímetros acima de todos os rios, não seria mar, mas sim uma ilha. Toda sua água iria para os outros e estaria isolado. A perda faz parte. A queda faz parte. A morte faz parte. É impossível vivermos sempre satisfatoriamente. Precisamos aprender a perder, a cair, a errar e a morrer. Impossível ganhar sem saber perder. Impossível andar sem saber cair. Impossível acertar sem saber errar. Impossível viver sem saber viver. Se aprenderes a perder, a cair, a errar, ninguém mais o controlará. Porque o máximo que poderá acontecer a você é cair, errar e perder. E isto você já sabe. Bem aventurado aquele que já consegue receber com a mesma naturalidade o ganho e a perda, o acerto e o erro, o triunfo e a queda, a vida e a morte.
  9. 9. a) Segundo o texto acima, que atitude do mar o fez ser tão imenso? ) O que faz parte do aprendizado de todo o ser? As palavras “tão”, “sempre” e “já”, que foram destacadas no texto, exercem a mesma função sintática. Diga que função é essa. b) 26- Observe a tira acima. “De manhã” e “não”, são adjuntos adverbiais. Classifique-os. 26- Quais as circunstâncias expressas pelos adjuntos adverbiais destacados nas frases abaixo .a) As crianças gritavam de dor. b) Helena só saía com os pais. c) Ontem havia muitas promoções de frutas. d) Talvez Maria volte à tarde. e) Batia com a caneta sobre o livro. Sairei da escola às 12 horas.

×