Sustentabilidade fernando veiga psa2010

795 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
795
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
47
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sustentabilidade fernando veiga psa2010

  1. 1. Metodologias para Implantação de PSA em Recursos Hídricos Outubro 2010 Fernando Veiga Gerente de Serviços Ambientais Programa de Conservação da Mata Atlântica e Savanas Centrais
  2. 2. Conceito básico Esquema de Pagamento por Serviços Ambientais, que remunera produtores rurais pela proteção e restauração de ecossistemas naturais em áreas estratégicas para a produção de água© Zé Paiva
  3. 3. Usuários de água Reconhecimento do valor do serviço ambiental Ecosystem Services Model Florestas produzindo Atividades deserviços ambientais - água restauração e ã conservação
  4. 4. Cadeia de Resultados PSA Água PSA-Água Produtor de Água implementado em áreas Arranjoj Desenvolvimento Implementação p ç Replicacão e p p prioritárias p para ainstitucional de Projeto do Projeto escala conservação da qualidade/quantidade de água e para a conservação da biodiversidade Estabelecimento de Mecanismos Monitoramento de PSA
  5. 5. Articulação institucional cu ação s uc o a• Criação de uma rede de atores capazes de implementarem projetos d PSA – Á em uma bacia hidrográfica. j de Água b i hid áfi• Fundamental para dar a partida no processo;• Relação d com os custos d transação l direta de• Instituições públicas, ONGs, CBHs p
  6. 6. ROTAS PSA-ÁGUA (DEMANDA) PSA ÁGUAA) Comitê de Bacias convencido a respeito dos benefícios dos Esquemas PSA para assegurar qualidade de água e regularização de vazões (fontes dos recursos: cobrança pelo uso da água - Lei 9433) B) Arcabouço legal que cria condições para o estabelecimento dos Esquemas PSA discutido,definido e implementado (fontes dos recursos: orçamento, royalties, outros recursos carimbados)C1) Compradores voluntários dos serviços ambientais (grandes usuários de água) convencidos a respeito dos benefícios dos Esquemas PSA para garantir qualidade de água e regularização de p q p g q g g ç vazões (fontes dos recursos: pagamentos voluntários realizados pelos usuários de água) C2) Grandes usuários de água compensando ou mitigando a sua “pegada hídrica” através dacontribuição a esquemas PSA (fontes dos recursos: pagamentos realizados por grandes usuários buscando reduzir sua “pegada hídrica”)
  7. 7. FASE DE DESENVOLVIMENTO Avaliação Sócio Econômica e Seleção de Áreas prioritárias Avaliação do uso do solo concluída Plano de uso do solo: áreas destinadas para a conservação e restauração mapeadas mapeadas. Análise Econômica concluídaPagamentos propriamente definidos e contribuição dos parceiros confirmada. fi d
  8. 8. Gargalos ( g (desafios)– Projetos em desenvolvimento ) j- Custo significativo das atividades de desenvolvimento (mapeamento do uso do solo, fundiário, etc);- Necessidade de capacitação técnica p a realização das atividades de desenvolvimento; p para- Alto custo das atividades de implementação (restauração florestal e equipe técnica), tornando difícil o comprometimento dos parceiros;- Ausência do recurso de longo prazo para os PSA, limitando a possibilidade da passagem do desenvolvimento para a implementação;- Em muitos casos, falta a consolidação legal para a implementação dos PSAs (necessário quando envolvendo recursos públicos) l d úbli )
  9. 9. RECURSOS ALOCADOS E ASSEGURADOSPARA A IMPLANTAÇÃO DO PROJETO DE PSA-ÁGUA
  10. 10. FASE DE IMPLEMENTAÇÃO A – Produtores rurais engajados B- Versão preliminar dos contratos elaborada para os proprietários interessados em participar do programa contendo as áreas a serem conservadas e restauradas programa, restauradas. C - Contratos assinados e primeiros p g p pagamentos realizadosD - Atividades de conservação e restauração implementadas de acordo com plano de uso do solo E - Implementação do plano de uso do solo (restauração, conservação, etc.) (restauração conservação etc ) monitorado F - Pagamentos realizados g
  11. 11. Gargalos (desafios) Projetos em implementação (desafios)–- Incertezas quanto à existência de recursos futuros e contínuos para a manutenção dos projetos e dos PSA;- Alto custo das atividades associadas, especialmente a restauração florestal e a assistência técnica adequada; é i d d- Baixa capacidade técnica na condução dos processos de restauração florestal e gestão de projetos- Deficiência crônica na cadeia produtiva do reflorestamento, desde a coleta de sementes, produção de mudas de qualidade e manutenção dos plantios executados- Monitoramento ausente ou deficiente, tanto em relação à água, quanto em relação à restauração florestal; ç- Dificuldades na apropriação dos custos do projeto;
  12. 12. Gargalos (desafios)– Projetos em implementação (desafios)- Altos custos de transação por conta da complexidade da gestão compartilhada dos projetos e da necessidade de contratos individuais com cada produtor- Desconfiança do p ç produtor rural com relação à continuidade do PSA; ç- Em alguns casos, inexistência de arcabouço legal que dê segurança jurídica aos envolvidos;- Implementação caso a caso ( p ç (como ppadronizar um ppouco mais o pprocesso) )- Ausência de instituições privadas especializadas na implementação dos projetos PSA- Dificuldade na execução de recursos públicos- Indefinição de regras fiscais aplicáveis aos PSA
  13. 13. Monitoramentoa) Água (qualidade e quantidade)b) Práticas de conservação exigidas em contrapartida aos pagamentos P áti d ã i id t tid tc) Restauração florestal per se- Fundamental para a credibilidade dos projetos e para atender aos compradores dosserviços- Priorização de locais com séries históricas e/ou usuários que tenham dados históricos- Buscar o envolvimento da comunidade e das instituições de pesquisa- T b lh com iinstituições que possam monitorar grande número de projetos (Pacto) Trabalhar tit i õ it d ú d j t (P t )
  14. 14. Replicação e Alavancagem p g Capacitação e treinamento• Um dos maiores gargalos para a implementação de programas em larga escala• Apoio para a disseminação de resultados e lições aprendidas para todos os projetos em execução• Produção e divulgação de materiais de implementação de projetos para os diferentes públicos• Apoio a cursos de treinamento para o desenvolvimento de projetos• Utilização do Pacto como instrumento de divulgação e capacitação
  15. 15. Replicação e Alavancagem p g Assistência técnica• Formação de mão de obra técnica capaz de atuar diretamente no desenvolvimento desen ol imento de projetos e dar apoio a municípios ONGs municípios, locais e CBHs• Formatação e implementação de Unidades Executoras de Projetos nas principais bacias da Mata Atlântica
  16. 16. Replicação e Alavancagem p g Ferramentas de Suporte à Decisão• Fundamental para p j ç de cenários, estímulo à demanda e identificação p projeção ç das melhores alocações espaciais para os PSA
  17. 17. REPLICAÇÃO E ALAVANCAGEM – POLÍTICAS PÚBLICAS A – Proposta de regulamentação de PSA concluída B – Regulamentação de PSA criadaC – Programa Público Criado (Federal, Estadual, Municipal ou Bacia) D – Programa Público Implementado
  18. 18. Replicação e Alavancagem R l Al Políticas públicas – PSA municipais p p• Extrema, como grande exemplo inspirador• Disseminação do modelo (lei, decreto, modus operandi)• Estímulo à adaptação p a realidade local p ç para• Capacitação para a implementação• Ligação com programas estaduais L d
  19. 19. Replicação e Alavancagem Políticas públicas – PES estaduais em implementação – MG/ES/SP• Número crescente de iniciativas em desenvolvimento e em execução escoradas nos Programas Estaduais DESAFIOS:• Implementação dos p og a as no ca po e e ecução dos recursos p e e tação programas o campo execução ecu sos já disponíveis – superação de gargalos específicos
  20. 20. Replicação e Alavancagem Políticas públicas –PSA estaduais em diferentes estágios de construção, aprovação e regulamentação – RJ, SC, PR, etc DESAFIOS: • Identificação das fontes de recursos e dos agentes financeiros para operacionalizá-las i li á l • Estudos técnicos (desde jurídicos até criação de cenários) • Identificação de áreas prioritárias para a produção de água e conservação da biodiversidade • Identificação e apoio à redução de gargalos específicos
  21. 21. Replicação e Alavancagem Políticas públicas – PSA federal• Projeto de lei em discussão no Congresso. j g• Alguns pontos importantes:- Definição fi D fi i ã fiscall para projetos PSA (i ã ) jt (isenção)- Produtores podem receber recursos de Programas PSA mesmo em áreas de proteção legal- Produtores privados podem receber recursos públicos, desde que fornecendo serviços públicos (SA)- Contratos atrelados à terra (carbono)- Principal fonte de recursos – compensações petróleo MMA- Indefinição I d fi i ã em relação à gestão dos recursos (BNDES) l ã tã d
  22. 22. PSA – ÁGUA IMPLEMENTADO EM ÁREAS PRIORITÁRIAS PARA A CONSERVAÇÃODA QUALIDADE/QUANTIDADE DE Á ÁGUA E PARA A CONSERVAÇÃO DA Ç BIODIVERSIDADE
  23. 23. OBRIGADO

×