Adaptacao Ágil para Times de Desenvolvimento

448 visualizações

Publicada em

Ministrei este workshop para uma turma de pós-graduação da FAI em Santa Rita do Sapucaí – MG na data de 14/09/2013.
A proposta do workshop foi explicar minhas adaptações derivadas do manifesto ágil e de propostas metodológicas ágeis para uma abordagem mais brasileira e voltada ao ser humano participante do projeto.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
448
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
152
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • A TI: Recordo-me do período em que todos afirmavam que o CIO seria o presidente da empresa um dia. Isso nunca aconteceu...
  • Torre de babel: O projeto do homem que queria alcançar Deus
  • 1 min: tabuada de 31 min: tabuada de 51 min: alternadas de 3 e 5
  • O plano: comentar sobre o Microsoft Project, o cronograma na parede e a religiosidade de seguir um planoDecisões: ressaltar a insegurança como influenciador do resultado e as dinâmicas “cliente vc fornecedor”O time: caracterizar o início de um projeto como o início de um time
  • Autogestão é para time de profissionais experientes, todos experientes, o que é difícil no cenário brasileiro
  • Propor fazer o exercício de identificar a empresa no qual trabalham
  • O projeto: lembrar de quando tocamos em uma documentação (piadas e histórias)
  • Estereótipos Culturais:_ Deus é brasileiro_ Complexo de vira-lataGeração:_ Baixa tolerância a frustração_ Ricos aos vinte e poucos anos_ Diretores aos trintaAusência:_ Os modelos novelísticos_ As aspirações de sucesso rápido (futebol, músicos)
  • Propor desenho manual e explicar as combinações possíveis conceitualmente
  • Ressaltar o que significa ser o responsável
  • Exemplo da criança frente aos 4 caminhosComentar: Quanto é impressionante que tantas pessoas não entendem as regras do jogo que jogam por toda a vida
  • Mostrar o trecho do filme AnyGivenSunday
  • Adaptacao Ágil para Times de Desenvolvimento

    1. 1. Fábio Câmara, Empreendedor em TI Adaptação Ágil para aceleração de cultura para times de desenvolvimento
    2. 2. Quem sou? Programador, analista de sistemas, coordenador de projetos, gerente de desenvolvimento, diretor de tecnologia e responsável por uma empresa
    3. 3. Qual o meu propósito? Explicar que antes de investir em métodos e ferramentas, deve-se verificar o que é mais importante em um projeto: O Ser Humano
    4. 4. Regra 1 • Comentar somente realização histórica Regra 2 • Sou péssimo em piadas Regra 3 • Do que adianta para mim o que já sei? Regra 4 • Desconheço perguntas inúteis
    5. 5. Warm up: 3 assuntos extras
    6. 6. Ler Escrever Falar Ouvir
    7. 7. Competência Competitividade Relação Otimal Estilo de Vida
    8. 8. O Momento Ágil “A indústria de software é lenta, é cara e é imprevisível!”
    9. 9. Por quê adaptar?
    10. 10. Por quê adaptar? A TI deveria servir, não educar ou doutrinar o cliente Vence o mais flexível, o que tem mais vontade
    11. 11. O modo de servir ao cliente não deve privá-lo da liberdade de tomar decisões Os modelos anglo-saxões ou orientais são os mais adequados para os latinos? A TI é o início, é o meio ou é o fim?
    12. 12. Capacidade de acomodar mudanças, flexibilidade O estimulo da comunicação funcional e o feedback Uma nova visão de valor de resultado e priorização
    13. 13. As mais famosas histórias
    14. 14. Compreensão sobre empirismo empirismo é fazer o melhor que você pode com o que você tem
    15. 15. Autogestão do time Estimativas sem a pressão do prazo Desenvolvedor faz-tudo, inclusive testes
    16. 16. Como se faz para um projeto atrasar 1 ano? Resp.: Um dia por vez
    17. 17. Média de desempenho / produtividade: 7:1 – Visual Studio .net 10:1 – Java (Eclipse) Média de tempo construção: 5:1 – Visual Studio .net 10:1 – Java (Eclipse)
    18. 18. As pessoas são previsíveis e confiáveis como as máquinas
    19. 19. Bom: - Codificação - Implementação - Programação Ruim: - Entrevistas (reuniões) - Escrita (redação) - Testes completos
    20. 20. Fugindo do tamanho único que serve para todos
    21. 21. Mindsets: • Customer Mindset • Product Mindset • Services Mindset Driven: • Time Driven • Feature Driven • Budget Driven
    22. 22. Pensamentos úteis para um modelo ágil voltado ao mercado brasileiro 2 modelos: cliente cúmplice e cliente CYA O SCRUM Master lidera o time O time possui 2 perfis O Product Owner não é um cliente, é um analista do time
    23. 23. O mito da documentação Especificação Manutenção Sistêmica
    24. 24. Direto ao assunto: O Ser Humano
    25. 25. Todo líder sabe que nenhuma teoria, ferramenta ou metodologia pode levar um projeto ao sucesso. Somente as pessoas podem fazê-lo
    26. 26. • Estereótipos culturais • A geração sem tolerância • A ausência de exemplos
    27. 27. O primeiro desafio: montar o time! Fulano de Tal Ciclano de Tal Beltrano de Tal
    28. 28. A história da formação do significado da palavra líder: _ O povo Viking A compreensão de: - Dar função - Delegar
    29. 29. QI Atitude Ativo Passivo Muito I Pouco I
    30. 30. Formando times: abordagem FC Criativo Crítico “Acabativo”
    31. 31. O líder
    32. 32. Planejar Distribuir Feedback • Tempo curto • Alto valor • Conhecer time • Delegar • Realidade • Reajustar plano
    33. 33. Somos diferentes, como funcionamos juntos?
    34. 34. Os pontos que somam ou dividem dificuldade de receber feedback especialista versus generalista exposição da vida privada Feudos Psicologia Territorial
    35. 35. “Naturalmente não somos todos gênios, todavia, para cada um de nós, sempre, a natureza prevê o sucesso na própria proporção” Antonio Meneghetti
    36. 36. fabio.camara@fcamara.com.br www.fcamara.com.br www.fabiocamara.com.br rh@fcamara.com.br
    37. 37. Obrigado! Por ouvir minhas posições sobre o assunto Por me apresentar suas dúvidas e me permitir a chance de clarifica-las Por me convidar para esta oportunidade

    ×