Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte

4.316 visualizações

Publicada em

Mobilidade urbana: grande desafio dos grandes centros urbanos.
O tempo gasto no trânsito afeta a qualidade de vidas das pessoas e o desenvolvimento econômico das cidades.
Necessidade de encontrar alternativas mais modernas, com menor custo, de conclusão mais rápida e mais sustentável.
Impactos metropolitanos. No caso desta proposta com o município de Nova Lima(estações Vila da Serra e Vale do Sereno).
Implantação viável do monotrilho mediante PPP(parceria público privada).

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.316
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.025
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte

  1. 1. Proposta de Sistema Integrado de Tranporte UrbanoMetrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SUL 1
  2. 2. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SUL• Mobilidade urbana: grande desafio dos grandes centros urbanos.• O tempo gasto no trânsito afeta a qualidade de vidas das pessoas e odesenvolvimento econômico das cidades.• Necessidade de encontrar alternativas mais modernas, com menorcusto, de conclusão mais rápida e mais sustentável.• Impactos metropolitanos. No caso desta proposta com o município deNova Lima(estações Vila da Serra e Vale do Sereno).• Implantação viável do monotrilho mediante PPP(parceria públicoprivada). 2
  3. 3. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SULExplosão Demográfica:Belvedere: há, hoje, 3934 unidades construídas e, ainda, 75 lotes a serem ocupados. Adotando o índice de 3,53 habitantes por unidade habitacional, tem-se um total de 13.887 habitantes e, se adotado o índice mínimo de 2,88 veículos por moradia, teremos pelo menos 11. 330 automóveis .Vila da Serra e Vale do Sereno: somados os apartamentos em construção , e a construir totalizarão 26.500 moradores e 21.600 veículos. A motorização será tal que, os menores apartamentos oferecem duas vagas de garagem por unidade, havendo casos de oferta de até seis vagas por unidade. FONTE: Instituto Horizontes - Programa de Ações Estratégicas do Vetor Sul da Região Metropolitana de Belo Horizonte, 2009. 3
  4. 4. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SUL Volume de tráfego Via Volume Data Av. Nossa Senhora do Carmo 61568 09/05/2012 Av. Raja Gabáglia 55619 09/05/2012Soma dos veículos nos dois sentidos: Via Data 6h30 às 9h30 16h30 às 20h Av. Prof. Mário Werneck 23/05/2012 2655 2862 3799 3626 Av. Raja Gabáglia 20/07/2012 4662 3769 6584 5713 Av. Nossa Senhora do Carmo* 04/11/2009 4361 5461 5755 6892 Av. Nossa Senhora do Carmo** 04/11/2009 5479 2647 4770 5257 4 Fonte: GEAOP/Radares Implantad
  5. 5. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SULBreve Descrição das Obras e ServiçosA concepção técnica do Sistema Monotrilho para a Região Centro-Sul de Belo Horizonte, caracteriza-se por ser um Trem com tração elétrica e sustentação por pneus, que se desloca sobre uma viga guia, com pneus laterais para sua orientação de trajeto e conseqüente estabilização. A viga guia é sustentada por pilares, constituídos por fuste e capitel ou fuste e travessa, os quais transmitem as cargas do trem e das vigas para as fundações.O conceito foi desenvolvido buscando a elaboração de uma proposta de implantação de um novo sistema de transporte em elevado, denominado monotrilho, que beneficiaria desta forma, áreas da Região Centro-Sul de Belo Horizonte.Com isto, este sistema promoverá uma notável articulação entre os eixos de transporte coletivo existentes. Contribuirá certamente como um importante fator no processo de requalificação urbana, constituindo-se desta forma num projeto com inserção favorável à sua implantação em via elevada, graças à sua estrutura mais delgada e menos impactante, tanto no aspecto visual, quanto as atividades lindeiras ao traçado projetado. 5
  6. 6. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SULPrincipais Características do Sistema MonotrilhoEste sistema agregará uma série de benefícios ao atendimento das necessidades de transporte em massa da região; dentre os quais destacam-se:Todo o trecho projetado será em elevado nos canteiros centrais das vias;O sistema construtivo para as obras civis prevê o emprego de peças pré-moldadas para atenuar o impacto ao meio urbano, bem como a agilização da construção;Além destes benefícios, há que se ressaltar que a implantação do sistema monotrilho em elevado pelo eixo das vias, reduzirá consideravelmente a necessidade de desapropriações nos terrenos frontais às vias, que deverão ocorrer apenas nas áreas adicionais para a implantação dos acessos de suas estações, liberando assim praticamente quase a totalidade do sistema viário para os demais veículos que circulam pelo local.Outro fator de grande importância nos dias de hoje é que o sistema do monotrilho elevado contribuirá para a preservação do meio ambiente e condições de qualidade do ar desta capital. 6
  7. 7. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SULPrincipais Vantagens do Sistema Monotrilho Menor necessidade de desapropriações Não requer intervenções no sistema viário Menor interferência sobre o trânsito durante as obras Maior velocidade de implantação Ausência de emissão de gases e poluentes Menor custo de implantação em relação ao Metrô tradicional 7
  8. 8. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SUL Estações: • Savassi • Nossa Senhora do Carmo • Sion • Ponteio • Belvedere • Vila da Serra • Vale do Sereno • Buritis • São Bento • Tribunal de Justiça • Gutierrez 8
  9. 9. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SULProposta para a Região Centro-Sul de BH Exemplo de implantação – corte transversal 6 Faixas 4 Faixas 9
  10. 10. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SULProposta para o Circuito Centro-Sul de BH• Configuração de 4 carros / trem• Capacidade com 6 passageiros / m² ESTIMATIVA DE INVESTIMENTO• 572 passageiros / trem R$ 51 milhões / km• 22 Trens de 4 carros autopropelidos (Infra e superestrutura + material rodante + sistemas)• Velocidade Operacional de 80 km/h Média de Construção: 6 km / ano• Velocidade Comercial média de 40 km/h Extensão: 17,27 km• Índice de confiabilidade operacional de 99%• Atendimento inicial de 16 a 18 Mil passageiros/hora• 110 a 112 Mil passageiros transportados por dia• Atendimento de mais de 200 Mil passageiros por dia no ano 25• Intervalos entre trens de 1,5 e 3 minutos em hora 10
  11. 11. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SUL Monorail em BH 11 Savassi
  12. 12. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SUL Monorail em BH 12 Buritis
  13. 13. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SULMonorail em BH Ponteio 13
  14. 14. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SUL Monorail em BH 14 Belvedere
  15. 15. Metrô Leve – Monotrilho Belo Horizonte Região CENTRO - SUL Monorail em BH 15 Vila da Serra
  16. 16. Metrô Leve – Monotrilho Exemplo de São Paulo Obra em Execução – Expresso Tiradentes – Metrô Linha 2 Vila Prudente – Cidade Tiradentes 24 km de extensão / 17 Estações 378 carros (54 trens de 7 carros) 16
  17. 17. Metrô Leve – Monotrilho Exemplo de São Paulo Ilustração do Trem Projeto da Estação Construção dos trilhos Construção da Estação 17
  18. 18. Metrô Leve – Monotrilho Exemplo de São Paulo 18
  19. 19. Metrô Leve – Monotrilho Exemplo de BrasilRio de Janeiro Recife 19
  20. 20. Metrô Leve – Monotrilho Exemplo no Mundo Monorail de Dubai 20
  21. 21. Metrô Leve – Monotrilho Exemplo no Mundo Monorail de Las Vegas 21
  22. 22. Metrô Leve – Monotrilho Exemplo no Mundo Monorail de Sidney 22
  23. 23. Metrô Leve – Monotrilho“Precisamos de uma cidade mais para as pessoas e menos para os carros. Se tem Monotrilho em várias partes do mundo, se em breve terá em São Paulo, POR QUE NÃO EM BH?” 23

×