Desenvolvimentos  recentes de novos produtos para o setor automotivo na Usiminas Caso foco: Aço Complex Phase para  rodas ...
<ul><li>“ O desenvolvimento de novos produtos na siderurgia é usualmente “puxado pela demanda”, cabendo freqüentemente aos...
A GESTÃO DE DNP NA USIMINAS NOVOS PRODUTOS RECENTES CASO FOCO
O que é Novo Produto (AÇO) para a Usiminas? Trata-se de uma  qualidade de aço  que não é disponível na carteira de produto...
A gestão do desenvolvimento de novos produtos(DNP) foi criada na Usiminas para atender a norma ISO 9001/TS 16949, no requi...
<ul><ul><li>Estrutura Organizacional   – Estrutura por processos. Coordenação é de responsabilidade da Superintêndencia de...
Análise preliminar de Marketing Fluxograma do processo DNP A GESTÃO DE DNP NA USIMINAS Idéias e oportunidades Abertura do ...
<ul><li>Principais </li></ul><ul><li>origens  </li></ul><ul><li>do DNP </li></ul><ul><li>Demandas/necessidades de clientes...
Lançamento do novo produto <ul><ul><li>Após a realização da análise de marketing final e paralelamente à padronização ou l...
Encerramento do Projeto <ul><ul><li>A coordenação geral do DNP formaliza a conclusão do projeto retirando o novo produto d...
Retroalimentação <ul><ul><li>Durante as etapas de desenvolvimento industrial e Análise de Marketing, Metalurgia e Controle...
NOVOS PRODUTOS RECENTES
Produtos lançados pela Usiminas nos últimos 4 anos NOVOS PRODUTOS RECENTES
Novos Produtos Lançados nos últimos 4 anos Embora o grande alvo do desenvolvimento de novos produtos seja o setor automoti...
ESTUDO DE CASO: Aço Complex Phase RW800 para  rodas automotivas
Rodas são importantes componentes de automóveis que devem exibir boa resistência à fadiga, adequada resistência à impactos...
Produção do Aro Produção do Disco ESTUDO DE CASO
- Considerada como uma parte integrada do  design  do veículo, a roda de aço é um desafio constante para que se atinjam es...
<ul><li>Desde o surgimento dos automóveis, as rodas têm sido fabricadas de diversos materiais, tais como: </li></ul><ul><l...
Dos anos 30 aos 80, as rodas automotivas foram dominadas por aço “estampado”. Os diâmetros das rodas caíram de 36’’ para 1...
Em meados da década de 70 surgiu a necessidade, com as crises do Petróleo, de se reduzir peso dos veículos automotores: In...
<ul><li>Meados dos anos 1980’s – Usiminas desenvolve parceria com Meritor para desenvolvimentos de aços “especiais”. </li>...
Início dos anos 1990  - Duas linhas de desenvolvimento: <ul><ul><ul><li>Continuar a aumentar a resistência de aços HSLA (a...
<ul><li>1992: AÇO BAINÍTICO RW550  (parceria com Merritor) </li></ul><ul><ul><ul><li>Classe de aços avançados de alta resi...
<ul><li>2006 ~ 08: mais uma Inovação:  </li></ul><ul><li>Desenvolvimento do Aço Complex Phase RW800  (c/ Meritor)  </li></...
<ul><ul><ul><li>Aços complex phase laminados a quente estão atualmente disponíveis para vários tipos de aplicações (peças ...
ESTUDO DE CASO
Tamanho de grão ferrítico médio    5   m ESTUDO DE CASO CEQ[FBW] = C+Mn/5+Si/15+Cr/9+7Nb(1-10C)+V(50C-1)/3+1,3Ti(1-5C)+M...
<ul><li>Ensaio de Fadiga Radial (ArvinMeritor)  – Aço CP X Aço C-Mn </li></ul>Espessura – 2,35 mm  /  Carga aplicada – 20....
<ul><li>Impacto (ArvinMeritor) – Aço Multifásico X Bainítico X Microligado </li></ul>Deformação do aro e do disco Roda do ...
Possibilidades de Redução de Peso <ul><li>Roda Atual : </li></ul><ul><ul><li>Aro – Aço Bainítico – espessura mín. 3,10 mm ...
Possibilidades de redução de peso com o aço CP: Great Designs in Steel – May 13’2009 ESTUDO DE CASO ARO   Microligado ao N...
Potencial de produção de rodas de Aço (dados de 2008) 5 x 3.220.475  =  16.102.375  Fonte: Autodata Carros populares:  39%...
<ul><li>A Usiminas tem o setor automotivo como um foco para seus produtos. </li></ul><ul><li>Há grande esforço de DNP para...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

20090715 64congresso Bh Kleiner Merra

996 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
996
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

20090715 64congresso Bh Kleiner Merra

  1. 1. Desenvolvimentos recentes de novos produtos para o setor automotivo na Usiminas Caso foco: Aço Complex Phase para rodas automotivas
  2. 2. <ul><li>“ O desenvolvimento de novos produtos na siderurgia é usualmente “puxado pela demanda”, cabendo freqüentemente aos clientes “mais sofisticados”, notadamente os do complexo automotivo, requisitar inovações. Nesse contexto, a intensidade dos esforços tecnológicos varia significativamente entre os segmentos produtores da siderurgia, em resposta aos graus diferenciados de exigência dos consumidores.” </li></ul>Relatóro setorial da Finep Siderurgia nacional USIMINAS NOVOS PRODUTOS Indústria Automotiva
  3. 3. A GESTÃO DE DNP NA USIMINAS NOVOS PRODUTOS RECENTES CASO FOCO
  4. 4. O que é Novo Produto (AÇO) para a Usiminas? Trata-se de uma qualidade de aço que não é disponível na carteira de produtos, não havendo similaridade com nenhuma outra qualidade em produção. É um Produto que não está padronizado ou que não tem sua comercialização liberada sob consulta prévia de clientes. A GESTÃO DE DNP NA USIMINAS
  5. 5. A gestão do desenvolvimento de novos produtos(DNP) foi criada na Usiminas para atender a norma ISO 9001/TS 16949, no requisito 7.3, referente ao Projeto e Desenvolvimento de Novos Produtos, que dentre outros requerimentos estão as análises de Marketing, de viabilidade, estratégias de desenvolvimento, controle e validação de projeto e a retroalimentação do processo. A GESTÃO DE DNP NA USIMINAS
  6. 6. <ul><ul><li>Estrutura Organizacional – Estrutura por processos. Coordenação é de responsabilidade da Superintêndencia de Marketing, sendo cada projeto de novo produto divido em equipes de projetos de produtos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Equipes de Projetos – Matricial, com participação integral dos setores de Marketing(líder), P&D, Controle Metalúrgico, Assistência Técnica e participação parcial das áreas de Produção, Vendas, Logística e PCP. Os integrantes participam no processo desde a geração de idéias, até a comercialização final do novo produto. </li></ul></ul>A GESTÃO DE DNP NA USIMINAS
  7. 7. Análise preliminar de Marketing Fluxograma do processo DNP A GESTÃO DE DNP NA USIMINAS Idéias e oportunidades Abertura do projeto Desenvolvimento industrial Análise Final de Marketing Lançamento Padronização ou liberação sob consulta Encerramento Retroali- mentação Retroali- mentação
  8. 8. <ul><li>Principais </li></ul><ul><li>origens </li></ul><ul><li>do DNP </li></ul><ul><li>Demandas/necessidades de clientes . </li></ul><ul><li>Movimentos/produtos da concorrência. </li></ul><ul><li>Oportunidades vislumbradas em encontros técnicos internos e externos. </li></ul><ul><li>Projetos de P&D exploratórios. </li></ul><ul><li>Tendências de novos aços ( Exemplo: Projeto ULSAB ) </li></ul>A GESTÃO DE DNP NA USIMINAS
  9. 9. Lançamento do novo produto <ul><ul><li>Após a realização da análise de marketing final e paralelamente à padronização ou liberação sob consulta, a Superintendência de Marketing elabora um programa de lançamento para o novo produto tanto internamente quanto externamente, de acordo com o tipo de produto e estratégia a ser implementada. </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Tipos de ações de lançamento: </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Treinamento da força de vendas; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Jornais/informativos internos das Usinas dee Ipatinga/ Cubatão; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Apresentações nas reuniões comerciais e técnicas; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Seminários internos; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Intranet; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Apresentações de trabalhos em congressos; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Apresentações em clientes; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Catálogos e folders; </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Catálogo de produtos - internet; </li></ul></ul></ul></ul>A GESTÃO DE DNP NA USIMINAS
  10. 10. Encerramento do Projeto <ul><ul><li>A coordenação geral do DNP formaliza a conclusão do projeto retirando o novo produto da carteira de produtos em desenvolvimento, após a realização do plano de lançamento. </li></ul></ul>A GESTÃO DE DNP NA USIMINAS
  11. 11. Retroalimentação <ul><ul><li>Durante as etapas de desenvolvimento industrial e Análise de Marketing, Metalurgia e Controle Integrado e Marketing acompanham a performance do novo produto em testes no cliente com relação aos requisitos técnicos e a evolução da demanda do mercado, respectivamente, de forma que pequenos desvios no projeto proposto são corrigidos e realimentados no sistema, através de discussões em reuniões periódicas, bem como disponíveis nos relatórios de informe técnicos e de marketing. </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><li>Oficializado o encerramento do projeto, a Superintendência de Marketing realiza o acompanhamento das performances comerciais do novo produto a partir do ano seguinte do lançamento, através da evolução dos volumes comercializados, faturamento e rentabilidade no relatório de Sistema de Gestão de Produtos. </li></ul></ul>A GESTÃO DE DNP NA USIMINAS
  12. 12. NOVOS PRODUTOS RECENTES
  13. 13. Produtos lançados pela Usiminas nos últimos 4 anos NOVOS PRODUTOS RECENTES
  14. 14. Novos Produtos Lançados nos últimos 4 anos Embora o grande alvo do desenvolvimento de novos produtos seja o setor automotivo, percebe-se que o fornecimento desses aços não é ainda elevado devido à necessidade das montadoras e autopeças se adaptarem a esses aços (de comportamento mecânico e metalúrgico diferente aos convencionais). Porém, a tendência é de crescimento com o lançamento de novos modelos de automóveis. NOVOS PRODUTOS RECENTES
  15. 15. ESTUDO DE CASO: Aço Complex Phase RW800 para rodas automotivas
  16. 16. Rodas são importantes componentes de automóveis que devem exibir boa resistência à fadiga, adequada resistência à impactos, boa soldabilidade, atraente flangeabilidade, além boa constância dimensional para resultar em estabilidade dos veículos. As rodas de aço são compostas de duas partes: aro e disco . ESTUDO DE CASO
  17. 17. Produção do Aro Produção do Disco ESTUDO DE CASO
  18. 18. - Considerada como uma parte integrada do design do veículo, a roda de aço é um desafio constante para que se atinjam estilos mais atraentes - Demandas de eficiência energética e legislação ambiental forçam os fabricantes s investir em “Tecnologias Verdes” para reduzir o peso dos veículos e o consumo de combustíveis - A redução de custo, assim como a redução de peso, é a maior impulsionadora na manutenção de vantagem competitiva Uso eficaz de Aços Avançados de Alta Resistência Fonte: Meritor ESTUDO DE CASO Redução de Peso Design Redução de Custo
  19. 19. <ul><li>Desde o surgimento dos automóveis, as rodas têm sido fabricadas de diversos materiais, tais como: </li></ul><ul><li>Madeira; </li></ul><ul><li>Aço (fundido, chapas ou fios); </li></ul><ul><li>Ligas de Alumínio (fundido, chapas ou forjado); </li></ul><ul><li>Ligas de Magnésio; </li></ul><ul><li>Compósitos (Termoplásticos reforçados); </li></ul><ul><li>Misturas dos materiais citados acima. </li></ul><ul><li>Roda de aço prensado (1910) </li></ul><ul><li>Roda de arames de aço (1920) </li></ul><ul><li>Roda de Liga Leve(1924) </li></ul>ESTUDO DE CASO
  20. 20. Dos anos 30 aos 80, as rodas automotivas foram dominadas por aço “estampado”. Os diâmetros das rodas caíram de 36’’ para 16’’, enquanto a largura subiu de 3’’ para 6’’.Os processos de “estampagem dos discos e laminação dos aros tornaram-se de alta produção e baixo custo. <ul><ul><ul><li>Aços C-Mn comuns (LE = 240 MPa mín. LR = 350 MPa mín.) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Aplicação em aros e discos </li></ul></ul></ul>ESTUDO DE CASO
  21. 21. Em meados da década de 70 surgiu a necessidade, com as crises do Petróleo, de se reduzir peso dos veículos automotores: Introdução de aços de alta resistência para Rodas Veiculares. • America do Norte e Japão : Aços ARBL (endurecidos por precipitação e refino de grão: principalmente com adição de Nb). • Europa : Aços Dual Phase (Inicialmente DP550 –com Si) e Bainíticos. ESTUDO DE CASO
  22. 22. <ul><li>Meados dos anos 1980’s – Usiminas desenvolve parceria com Meritor para desenvolvimentos de aços “especiais”. </li></ul><ul><li>Direcionadores: redução de peso e aumento da segurança das Rodas. </li></ul><ul><ul><ul><li>Aço de Alta Resistência e Baixa Liga RW450 (HSLA, LR=450MPa) – aplicação em aros e discos . Aumento de resistência por refino de grão e precipitação de carbonitretos </li></ul></ul></ul>ESTUDO DE CASO
  23. 23. Início dos anos 1990 - Duas linhas de desenvolvimento: <ul><ul><ul><li>Continuar a aumentar a resistência de aços HSLA (aços microligados ao Nb e Ti), com restrições de conformabilidade. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Começar a usar aços endurecidos por transformação de fases (produzidos por resfriamento controlado na linha de tiras a quente), com melhor conformabilidade. </li></ul></ul></ul>ESTUDO DE CASO
  24. 24. <ul><li>1992: AÇO BAINÍTICO RW550 (parceria com Merritor) </li></ul><ul><ul><ul><li>Classe de aços avançados de alta resistência (AHSS) – LR = 550 MPa, para aplicação em aros e discos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Aumento de resistência por transformação de fases </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Conformabilidade, soldabilidade e comportamento em expansão de furos mais adequados; excelente desempenho em fadiga. </li></ul></ul></ul><ul><li>1994: AÇO DUAL PHASE RW600DP (parceria com Merritor) </li></ul><ul><ul><ul><li>Aumento de resistência pela substituição da bainita pela martensita na microestrutura do aço, através de resfriamento controlado na linha de tiras a quente; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Usado em discos, propicia uma redução de peso de 5 to 8 % (em relação ao aço bainítico). </li></ul></ul></ul>ESTUDO DE CASO
  25. 25. <ul><li>2006 ~ 08: mais uma Inovação: </li></ul><ul><li>Desenvolvimento do Aço Complex Phase RW800 (c/ Meritor) </li></ul><ul><ul><ul><li>Microestrutura: matriz ferrítica, com ilhas de bainita e martensita, obtida por laminação e resfriamento controlados. Granulação fina, obtida através da utilização de elementos microligantes ,como Nb e Ti. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Aços Multifásicos são mais comumente usados pela Indústria Japonesa, que consegue reduções de peso de aros de 8% to 16% (em comparação com o aço bainítico). </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Aço ideal para aplicação em aros, devido à boa conformabilidade, soldabilidade e resistência ao impacto (absorção de energia). </li></ul></ul></ul>ESTUDO DE CASO
  26. 26. <ul><ul><ul><li>Aços complex phase laminados a quente estão atualmente disponíveis para vários tipos de aplicações (peças da carroceria, do chassis etc.), além de rodas; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>O aço Complex Phase desenvolvido em conjunto com a ArvinMeritor foi para ser aplicado na fabricação das rodas de aço (aros). </li></ul></ul></ul>ESTUDO DE CASO
  27. 27. ESTUDO DE CASO
  28. 28. Tamanho de grão ferrítico médio  5  m ESTUDO DE CASO CEQ[FBW] = C+Mn/5+Si/15+Cr/9+7Nb(1-10C)+V(50C-1)/3+1,3Ti(1-5C)+Mo(1-6C)/2+29Nb(11C-1 ) = 0,52% Feq = (C-0,03)[(Si) 2 +(Mn/10) 2 +(3AL) 2 +(2Cr/2) 2 ] = 0,04% RW8000 LE (MPa) LR (MPa) (%) 680 (min) 780 (min) 16
  29. 29. <ul><li>Ensaio de Fadiga Radial (ArvinMeritor) – Aço CP X Aço C-Mn </li></ul>Espessura – 2,35 mm / Carga aplicada – 20.355 N (60% acima da carga da roda atual) (Roda do Estudo de Caso 1) Aço CP RW800 Resistência à Fadiga Great Designs in Steel – May 13’2009 ESTUDO DE CASO USI-RW-800 B10% - 683,370 USI-RW-350 B10% - 166,902
  30. 30. <ul><li>Impacto (ArvinMeritor) – Aço Multifásico X Bainítico X Microligado </li></ul>Deformação do aro e do disco Roda do Estudo de Caso 2 – Espessura 2,30 mm Aço Multifásico RW800 Resistência ao Impacto Great Designs in Steel – May 13’2009 ESTUDO DE CASO Segundo SAEJ175
  31. 31. Possibilidades de Redução de Peso <ul><li>Roda Atual : </li></ul><ul><ul><li>Aro – Aço Bainítico – espessura mín. 3,10 mm </li></ul></ul><ul><ul><li>Disco – Aço Bainítico – espessura mín. 2,90 mm </li></ul></ul><ul><ul><li>Peso da Roda Atual = 10,0 kg </li></ul></ul><ul><li>Roda com Aço CP RW800 : </li></ul><ul><ul><li>Aro – Aço Multifásico – espessura mín. 2,30 mm </li></ul></ul><ul><ul><li>Disco – Aço Bainítico – espessura mín. 2,90 mm </li></ul></ul><ul><ul><li>Peso da Roda Proposta = 8,5 kg </li></ul></ul>REDUÇÃO DE 1,5 kg POR RODA (  15%) Aproximadamente 7,5 kg/ veículo (*) Great Designs in Steel – May 13’2009 ESTUDO DE CASO
  32. 32. Possibilidades de redução de peso com o aço CP: Great Designs in Steel – May 13’2009 ESTUDO DE CASO ARO Microligado ao Nb Bainitico 10% Bainítico Complex Phase 8 a 16%
  33. 33. Potencial de produção de rodas de Aço (dados de 2008) 5 x 3.220.475 = 16.102.375 Fonte: Autodata Carros populares: 39% Sedas pequenos: 19% No mínimo: 9.334.378 rodas de aço ESTUDO DE CASO
  34. 34. <ul><li>A Usiminas tem o setor automotivo como um foco para seus produtos. </li></ul><ul><li>Há grande esforço de DNP para esse setor. </li></ul><ul><li>O processo de DNP na Usiminas envolve vários setores da empresa, sendo coordenado pela Superintendência de MKT. </li></ul><ul><li>Nos últimos 4 anos mais de uma dezena de aços foram desenvolvidos para o setor automotivo. </li></ul><ul><li>Mostrou-se um recente desenvolvimento: aço Complex Phase, classe de 800MPa de resistência, destinado especialmente para rodas de veículos automotores. Esse material pode propiciar até 26% de redução de peso em aros de roda. </li></ul>Comentários Finais

×