Fenomenos

838 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
838
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fenomenos

  1. 2. <ul><li>Extremidade Fixa </li></ul><ul><li>Extremidade Livre </li></ul>
  2. 3. <ul><li>Da menos densa para a mais densa. </li></ul><ul><li>COM inversão de fase </li></ul><ul><li>Da mais densa para a menos densa. </li></ul><ul><li>SEM inversão de fase </li></ul>A Refração não altera a fase
  3. 4. <ul><li>v depende apenas das propriedades do meio. </li></ul><ul><li>(1) Propriedade elástica : F – tensão </li></ul><ul><li>(2) Propriedade inercial :  – densidade linear </li></ul>F v  v
  4. 5. <ul><li>Ocorre quando uma onda troca o meio de propagação; </li></ul><ul><li>A velocidade e o comprimento de onda apresentam uma relação direta . </li></ul><ul><li>A velocidade de propagação de uma onda é definida pelo meio no qual ela se propaga. </li></ul>
  5. 6. <ul><li>Ocorre quando uma onda encontra um obstáculo (ou fenda) com dimensões semelhantes ao seu comprimento de onda . </li></ul><ul><li> ~ d </li></ul>
  6. 7. <ul><li>Quando o comprimento de onda é muito maior ou muito menor que as dimensões da barreira, não ocorre a difração. </li></ul>
  7. 8. Princípio de Huygens
  8. 9. <ul><li>A propagação das ondas ocorre de forma independente . </li></ul>
  9. 10. <ul><li>As ondas devem estar em fase , ou apresentar diferença de fase constante (ondas coerentes) . </li></ul><ul><li>As freqüências devem ser iguais . </li></ul>
  10. 11. <ul><li>Thomas Young (1773 –1829) </li></ul><ul><li>1801: provou que a luz era uma onda. </li></ul><ul><li>A luz difratada na fendas S1 interfere com a difratada em S2. </li></ul><ul><li>A imagem formada apresenta regiões claras e escuras (franjas): interferência!! </li></ul>
  11. 13. Utilização do Defasamento para determinar a interferência <ul><li>Pelos exemplos anteriores, podemos concluir que: </li></ul>Para n Par I.C. Ímpar I.D. Fontes em Fase Para n Ímpar I.C. Par I.D. Fontes em Oposição Fase
  12. 14. <ul><li>Ondas de freqüências próximas ; </li></ul><ul><li>Ondas fora de fase ; </li></ul><ul><li>A onda resultante apresenta amplitude e freqüência variáveis ; </li></ul>
  13. 15. <ul><li>Ocorre quando o meio vibra em uma única direção ; </li></ul>
  14. 16. Somente as ondas transversais podem ser polarizadas
  15. 17.
  16. 18. <ul><li>Ocorre quando uma onda incide sobre um objeto ; </li></ul><ul><li>A freqüência da onda é semelhante a freqüência natural de oscilação do objeto; </li></ul><ul><li>A onda transfere energia para o corpo, fazendo-o oscilar; </li></ul>
  17. 19.
  18. 20. Cuba de água: http://www.youtube.com/watch?v=5PmnaPvAvQY&feature=related Difração da luz: http://www.youtube.com/watch?v=7CQxD-jE8oU&feature=fvsr Ressonância: http://www.youtube.com/watch?v=qy1c5_vYTVo&feature=related Batimentos: http://www.youtube.com/watch?v=UitcHO8PYt8&playnext=1 &list=PLBF15308D9EBEFEAE
  19. 21. “ A imaginação é mais importante que a ciência, porque a ciência é limitada, ao passo que a imaginação abrange o mundo inteiro. - Albert Einstein

×