Democracia ateniense

302 visualizações

Publicada em

Democracia ateniense

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
302
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • As decisões eram tomadas por maioria e a votação era feita de braço no ar e só excepcionalmente era por escrutínio secreto.
  • Democracia ateniense

    1. 1. ÓRGÃOS DA DEMOCRACIA ATENIENSE A R C O N T E S E S T R A T E G O S M A G I S T R A D O S B U L É A R E Ó P A G O H E L I E U T R I B U N A I S E C L É S I A
    2. 2. ECLÉSIA  Assembleia de todos os cidadãos.  Funções legislativas e deliberativas.  Aprovava as leis.  Designava os magistrados e fiscalizava a sua actuação.  Decidia sobre a guerra ou paz.  Negociava e ratificava os tratados.  Controlava as finanças e as obras públicas.  Julgava os crimes políticos.  Reunia 3 a 4 vezes por mês.  ( As decisões eram tomadas por maioria e a votação era, normalmente, feita de braço no ar podendo, excepcionalmente, ser feita por escrutínio secreto).
    3. 3. BULÉ ( Assembleia dos Quinhentos ) • Funções deliberativas e executivas. • Constituída pelos representantes dos demos (50 por demo) • A indicação era feita por sorteio, anualmente na eclésia, entre os cidadãos com mais de 30 anos. • Assegurava o governo e administração da pólis, no intervalo das sessões da eclésia. • Os buleutas dividiam-se em 10 pritanias, cada uma com 50 membros. • Ao longo do ano substituíam-se na chefia – a presidência diária era assegurada por um “prítane epístata”, sem reeleição.
    4. 4. MAGISTRADOS: ARCONTES  Eram sorteados pela Eclésia.  Eram 10 por ano.  Função de organizar as cerimónias fúnebres e religiosas.  Presidiam aos tribunais. ESTRATEGOS  Função de orientar a política externa.  Eram eleitos 10 por ano, podendo cumprir vários mandatos.  Orientavam as questões militares(chefia da marinha e exército).  Eram os mais importantes magistrados da pólis.  Péricles foi reeleito durante 15 anos, consecutivos.
    5. 5. TRIBUNAIS AREÓPAGO  Formado pelos arcontes, que haviam cessado funções, vitaliciamente.  Função de julgar os crimes mais graves – religiosos, homicídios e incêndios. HELIEU  Composto por 6000 juizes – 600 por tribo.  Funcionavam divididos em secções.  Eram sorteados anualmente.  Julgava os restantes delitos – menos graves.  A decisão era tomada por voto, da maioria, em escrutínio secreto.
    6. 6. CARACTERÍSTICAS DA DEMOCRACIA ATENIENSE: DIRECTA  Porque todos os cidadãos participavam no governo da pólis.  O cidadão ateniense gozava dos seguintes direitos institucionais:  Liberdade.  Propriedade.  Isonomia (igualdade perante a lei).  Isocracia (igualdade de acesso a cargos públicos).  Isegoria ( igual direito ao uso da palavra. IMPERFEITA (limitada)  Uma democracia só para os cidadãos – 10%.  As mulheres não eram detentoras da cidadania.  Estrangeiros residentes na pólis (metecos), não possuíam direitos políticos nem alguns direitos civis.  A democracia ateniense e o pensamento grego foram concordantes com a escravatura.
    7. 7. ARTE GREGA  ARQUITECTURA  ESCULTURA  PINTURA
    8. 8. ARQUITECTURA CARACTERÍSTICAS:  Ordens arquitectónicas (Dórica, Jónica e Coríntia)  Carácter racional.  Rigor e domínio técnicos.  Clareza.  Harmonia.  Ritmo.  Proporcionalidade.  Coerência e harmonia.
    9. 9. ESCULTURA CARACTERÍSTICAS:  Relevo arquitectónico (temática religiosa e mítica).  Estatuária independente.  Reflecte concepções humanistas e racionais.  Representação à escala humana.  Realismo.  Rigor técnico.  Correctas noções de anatomia.  Proporcionalidade e Geometria.  Cânone.  Expressão de movimento.
    10. 10. PINTURA CARACTERÍSTICAS  Rigor técnico e estético.  Naturalidade.  Movimento.  Vasos de cerâmica (fundo preto/figuras a vermelho ou fundo a vermelho/figuras a preto.  Inspiração em cenas mitológicas e na vida quotidiana.

    ×