Transtornos neuróticos, 
transtornos relacionados 
ao estresse. 
Cláudio Melo | PSICÓLOGO 
Mestre em Psicologia pela UFRJ ...
QUEM SOMOS 
O Espaço Holos é uma clínica psiquiátrica especializada 
em saúde mental. 
Temos uma equipe multidisciplinar c...
TRANSTORNOS NEURÓTICOS, 
TRANSTORNOS RELACIONADOS COM O 
ESTRESSE E TRANSTORNOS 
SOMATOFORMES 
-Transtornos fóbico-ansioso...
TRANSTORNOS FÓBICO-ANSIOSOS 
 Fobia ou Phobia, em linguagem comum, é o temor ou aversão exagerada 
ante situações, objeto...
TRANSTORNOS FÓBICO-ANSIOSOS 
1. Agorafobia - Medo de estar em lugares públicos concorridos, onde o 
indivíduo não possa re...
OUTROS TRANSTORNOS ANSIOSOS 
Transtorno do pânico ou Síndrome do pânico é um transtorno de ansiedade 
caracterizado por um...
OUTROS TRANSTORNOS ANSIOSOS 
O transtorno de ansiedade generalizada ou desordem de ansiedade 
generalizada caracteriza-se ...
TRANSTORNOS NEURÓTICOS, 
TRANSTORNOS RELACIONADOS COM O 
ESTRESSE E TRANSTORNOS 
SOMATOFORMES 
-Reação aguda ao estresse 
...
REAÇÃO AGUDA AO ESTRESSE 
 Também conhecida como Choque psíquico ou mais popularmente 
conhecido como "estado de choque" ...
ESTADO DE ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO 
• O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), estado de stress 
pós-traumático ou a...
TRANSTORNO DE ADAPTAÇÃO 
• Transtorno de adaptação ou transtorno de ajustamento é um transtorno de 
ansiedade caracterizad...
GRUPO DE TRATAMENTO DO 
TRANSTORNO DE ESTRESSE 
E ADAPTAÇÃO
ANTECEDENTES 
 A teoria científica do trauma nasce com a sociedade moderna, com os 
filhos da guerra. 
 Como medidas de ...
ANTECEDENTES 
• Mas é nos Estados Unidos após a guerra do Vietnã, a partir da 
mobilização social em torno dos veteranos d...
CRITÉRIOS DIAGNÓSTICOS 
• O critério classificatório principal, inclusive de diagnóstico diferencial, é a 
existência “rea...
DE QUAL REALIDADE SE TRATA? 
Segundo Freud existem duas realidades: a psíquica, a qual ele distingui 
do real do mundo não...
O trauma então pode ser entendido como um 
despertar do sujeito para o real do mundo, 
desfigurando temporariamente a real...
Ao ego cabe a construção de um mundo de ordens, de 
previsibilidade, que dê segurança ao sujeito de sua 
integridade físic...
MAS QUANDO ESSE MUNDO VACILA?
DUAS POSSIBILIDADES PARA O TRATAMENTO
Solução generalista: 
 Tome a pílula azul e retorne para o seu mundo psíquico, que refaremos a 
programação – o software....
Solução baseada na orientação psicanalítica: 
 Tome a pílula vermelha, conheça seus limites reais, saia da Matrix e 
dese...
COMO?
1. MOMENTO DE VER: 
Os pacientes são convidados a falar em grupo partindo de suas experiências 
traumáticas e das conseqüê...
2. MOMENTO DE PENSAR 
Os sujeitos são direcionados a falar de si e de seus impasses pessoais, pré e 
pós-trauma, distancia...
3. MOMENTO DE CONCLUIR 
Por último, os sujeitos são levados a encontrar suas próprias saídas de forma 
inventiva e singula...
BIBLIOGRAFIA: 
CID-10 Capítulo V: Transtornos mentais e comportamentais. Disponível 
em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/CID...
www.espacoholos.com.br | 71 3082.3611 
Rua Guillard Muniz, 359, Pituba - Salvador /BA, 41810-110
Transtornos de ansiedade e estresse | Espaço Holos
Transtornos de ansiedade e estresse | Espaço Holos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Transtornos de ansiedade e estresse | Espaço Holos

648 visualizações

Publicada em

O psicólogo do Espaço Holos, Cláudio Melo fala sobre transtornos de ansiedade e estresse.

Palestra realizada no SIPAT IURD 2014

www.espacoholos.com.br

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
648
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
180
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Transtornos de ansiedade e estresse | Espaço Holos

  1. 1. Transtornos neuróticos, transtornos relacionados ao estresse. Cláudio Melo | PSICÓLOGO Mestre em Psicologia pela UFRJ Psicanalista OUTUBRO/2014 | SIPAT IURD
  2. 2. QUEM SOMOS O Espaço Holos é uma clínica psiquiátrica especializada em saúde mental. Temos uma equipe multidisciplinar com mais de 80 colaboradores, agregada a um ambiente terapêutico, para proporcionar aos pacientes e suas famílias todos os recursos da moderna psiquiatria, em uma estrutura completa que integra ambulatório, internação, hospital dia e atendimento domiciliar. Tudo isso com um único objetivo: cuidar de pessoas.
  3. 3. TRANSTORNOS NEURÓTICOS, TRANSTORNOS RELACIONADOS COM O ESTRESSE E TRANSTORNOS SOMATOFORMES -Transtornos fóbico-ansiosos -Outros transtornos ansiosos -Transtorno obsessivo-compulsivo - Transtorno de adaptação - Reação aguda ao estresse - Estado de stress pós-traumático
  4. 4. TRANSTORNOS FÓBICO-ANSIOSOS  Fobia ou Phobia, em linguagem comum, é o temor ou aversão exagerada ante situações, objetos, animais ou lugares.  Sob o ponto de vista clínico, no âmbito da psicopatologia, as fobias fazem parte do espectro dos transtornos de ansiedade com a característica especial de só se manifestarem em situações particulares.
  5. 5. TRANSTORNOS FÓBICO-ANSIOSOS 1. Agorafobia - Medo de estar em lugares públicos concorridos, onde o indivíduo não possa retirar-se de uma forma fácil ou despercebida. 2. Fobia Social - Medo perante situações em que a pessoa possa estar exposta a observação dos outros, ser vítima de comentários ou passar perante uma situação de humilhação em público. 3. Fobia Simples - Medo circunscrito diante objectos ou situações concretas.
  6. 6. OUTROS TRANSTORNOS ANSIOSOS Transtorno do pânico ou Síndrome do pânico é um transtorno de ansiedade caracterizado por um intenso medo ou/e mal-estar com sintomas físicos e cognitivos que se iniciam de forma brusca e alcançam intensidade máxima em cerca de 5 minutos e causando medo de morrer persistente e recorrente, o que aumenta a chance de outros ataques.
  7. 7. OUTROS TRANSTORNOS ANSIOSOS O transtorno de ansiedade generalizada ou desordem de ansiedade generalizada caracteriza-se por um estado de ansiedade excessiva persistente que não depende do contexto e é desproporcional aos fatos que ocorrem na maior parte dos dias por um período de pelo menos 6 meses.
  8. 8. TRANSTORNOS NEURÓTICOS, TRANSTORNOS RELACIONADOS COM O ESTRESSE E TRANSTORNOS SOMATOFORMES -Reação aguda ao estresse -Estado de stress pós-traumático - Transtorno de adaptação
  9. 9. REAÇÃO AGUDA AO ESTRESSE  Também conhecida como Choque psíquico ou mais popularmente conhecido como "estado de choque" refere-se a uma resposta não adaptativa a uma situação de risco da integridade física, psíquica ou social.  É um transtorno transitório que ocorre após eventos de extremo estresse físico e/ou psíquico e geralmente desaparece em algumas horas ou em alguns dias. É uma resposta normal a eventos estressantes.
  10. 10. ESTADO DE ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO • O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), estado de stress pós-traumático ou ainda síndrome pós-traumática, é um transtorno psicológico que ocorre em resposta a uma situação ou evento estressante, de natureza excepcionalmente ameaçadora ou catastrófica. Com duração mínima de um mês (stress agudo) e máxima de 2 anos (modificação duradoura da personalidade).
  11. 11. TRANSTORNO DE ADAPTAÇÃO • Transtorno de adaptação ou transtorno de ajustamento é um transtorno de ansiedade caracterizado por sintomas depressivos e ansiosos que persiste por mais de 3 meses resultante do impacto psicológico de um evento estressante como por exemplo divórcio, desemprego etc Diferencia-se do luto normal pela persistência e pela intensidade do prejuízo funcional e social. O principal sintoma é o sério prejuízo na vida social, no desempenho acadêmico/profissional e no auto-cuidado.
  12. 12. GRUPO DE TRATAMENTO DO TRANSTORNO DE ESTRESSE E ADAPTAÇÃO
  13. 13. ANTECEDENTES  A teoria científica do trauma nasce com a sociedade moderna, com os filhos da guerra.  Como medidas de reincorporação dos militares ao fronte de batalha na duas grandes guerras, surgiram diversas teorias e práticas do trauma:  Autoritárias: que forçavam os soldados vitimados a retornarem imediatamente ao fronte;  Humanistas: preservação dos laços de companheirismo como método de restabelecimento dos soldados traumatizados.
  14. 14. ANTECEDENTES • Mas é nos Estados Unidos após a guerra do Vietnã, a partir da mobilização social em torno dos veteranos de guerra, que surge a teoria moderna do trauma que irá desembocar nas classificações médicas do estresse pós-traumático – Transtorno de Estresse Pós-traumático segundo o DSM IV ou, Reações ao “stress” grave e transtornos de adaptação pela CID-10.
  15. 15. CRITÉRIOS DIAGNÓSTICOS • O critério classificatório principal, inclusive de diagnóstico diferencial, é a existência “real” de fator estressor ou traumático. • Ao contrário de outras psicopatologias, a etiologia depende principalmente de fatores externos.
  16. 16. DE QUAL REALIDADE SE TRATA? Segundo Freud existem duas realidades: a psíquica, a qual ele distingui do real do mundo não-psíquico. A invasão da realidade psíquica pelo real do mundo é o que é traumático.
  17. 17. O trauma então pode ser entendido como um despertar do sujeito para o real do mundo, desfigurando temporariamente a realidade psíquica. Real esse que aponta para as certezas: a morte, a desordem social, a falta de segurança, a imprevisibilidade das coisas, etc.
  18. 18. Ao ego cabe a construção de um mundo de ordens, de previsibilidade, que dê segurança ao sujeito de sua integridade física e psíquica – Matrix.
  19. 19. MAS QUANDO ESSE MUNDO VACILA?
  20. 20. DUAS POSSIBILIDADES PARA O TRATAMENTO
  21. 21. Solução generalista:  Tome a pílula azul e retorne para o seu mundo psíquico, que refaremos a programação – o software. Consequências:  Defesas transitórias, suscetíveis a novos traumas que podem se cronificar: depressão, transtornos de ansiedade crônico, fobias, etc.;  Desimplicação do sujeito e consequente eleição de figuras persecutórias perversas: a empresa, o governo, a justiça, etc.
  22. 22. Solução baseada na orientação psicanalítica:  Tome a pílula vermelha, conheça seus limites reais, saia da Matrix e desenvolva seus próprios instrumentos para lidar com o que lhe cerca. Consequências:  Soluções mais duradouras e estáveis, não cronificantes;  Implicação do sujeito, responsabilização e tomada de posição política, pessoal e social
  23. 23. COMO?
  24. 24. 1. MOMENTO DE VER: Os pacientes são convidados a falar em grupo partindo de suas experiências traumáticas e das conseqüências destas. Num primeiro momento surgirão as identificações e os discursos pré-formatados, o que diminuirá a sensação de desordem e desamparo típicos do momento de pós-trauma.
  25. 25. 2. MOMENTO DE PENSAR Os sujeitos são direcionados a falar de si e de seus impasses pessoais, pré e pós-trauma, distanciando-se do fator estressor e podendo avalia-lo de forma particular e não generalista.
  26. 26. 3. MOMENTO DE CONCLUIR Por último, os sujeitos são levados a encontrar suas próprias saídas de forma inventiva e singular, desta forma conciliando o seu mundo interno – realidade psíquica, com o seu mundo externo – real do mundo: mudanças de posição social, política, pessoal.
  27. 27. BIBLIOGRAFIA: CID-10 Capítulo V: Transtornos mentais e comportamentais. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/CID- 10_Cap%C3%ADtulo_V:_Transtornos_mentais_e_comportamentais#.28F40- F48.29_Transtornos_neur.C3.B3ticos.2C_transtornos_relacionados_com_o_ estresse_e_transtornos_somatoformes>. Acesso em: 29 out. 2014.
  28. 28. www.espacoholos.com.br | 71 3082.3611 Rua Guillard Muniz, 359, Pituba - Salvador /BA, 41810-110

×