Relatorio.março.2012

847 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
847
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
376
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatorio.março.2012

  1. 1. Programa Observatório da Educação/MEC/CAPES/INEP IES sede: Universidade Federal do Rio Grande do Sul / UFRGS Coordenação Institucional: Profª. Drª. Sandra Mara Corazza Núcleo: Universidade Estadual do Oeste do Paraná / UNIOESTE Coordenação do Núcleo: Ester Maria Dreher Heuser Escrileituras: um modo de ler-escrever em meio à vida Projeto N° 91 - Edital 038/2010RELATÓRIO DE PESQUISA REFERENTE AO MÊS DE MARÇO – 2012Nome do (a) bolsista: Luciana Alves PintoModalidade da Bolsa: Educação Básica – Escola Municipal André ZenereData de ingresso: Janeiro - 2011Instituição: Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE4. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS E RESULTADOS ALCANÇADOS
  2. 2. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa XXXXXIndicador da atividade Objetivo da atividade Descrição sucinta da atividade (inserir início e Resultados alcançados período de realização) 1. OsT: Dinâmicas Ouvir, pensar, criar 01/03/2012- Foi realizada dinâmica grupal Interesse em ouvir e conhecer um de Constituição um grupo de visando desenvolver nos estudantes as noções pouco da história do outro, perceber de grupo. pesquisas. de grupo, união, respeito, escuta atenta, diálogo semelhanças e diferenças, despertar participativo, investigação cooperativa, entre para um objetivo em comum, outros. As atividades na escola tiveram duração pesquisar, aprender juntos. de 2 hs. aproximadamente (período matutino). 2. Conversação. Ouvir, relatar 05/03/2012 - Conversação sobre o projeto Sensibilização, interesse e experiências, “Escrileituras: um modo de ler-escrever em curiosidade nos demais estudantes e sensiblizar. meio à vida” e sobre a oficina “Horizontes da novas expectativas aos que já leitura” que será desenvolvida na turma. conheciam o projeto. Comentários, percepções, sensações vivenciadas durante o desenvolvimento das oficinas “Vidas Minúsculas: cartografando viveres infantis” e “Nomes”, feitos pelos estudantes que participaram destas oficinas no ano passado. 3. OsT: Horizontes Ler, observar e 08/03/2012 – período da manhã - Leitura Atenção, percepção aos detalhes, da leitura. acompanhar a coletiva da História: “Aventura da escrita: a interesse pelo assunto, formulação de trajetória da escrita. história do desenho que virou letra”(Lia Zats) hipóteses e dúvidas com relação a utilizando-se do recurso de multi-mídia para escrita. melhor visualização dos alunos da escrita e imagens do livro. Conversação acerca da história, da trajetória, das convenções e, em seguida, foi proposta a atividade de criação de códigos que substituíssem as letras do alfabeto. 4. Planejamento Planejar, organizar, 08/03/2012 – período da tarde - Reunião na Esclarecimentos acerca das semestral traçar objetivos e Unioeste com o grupo Escrileituras para publicações, distribuição de tarefas e atividades planejar, organizar e traçar atividades para: organização das atividades previstas SEU – Seminário de Extensão Universitária e para o semestre. Semana Acadêmica da Unioeste. Orientação e reescrita das oficinas para publicação no 2
  3. 3. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa XXXXX Caderno de Notas 5. 5. OsT: Horizontes Reconto de história, 12/03/2012 – Reconto da história: “Aventura da Ouvir, atenção, compreensão, escrita da leitura. estimular a escrita: a história do desenho que virou de detalhes, exposição e defesa de imaginação, o letra”(Lia Zats) feito pela professora, por mais ideias, argumentação. pensamento. de uma vez. Sugerir aos estudantes que durante o primeiro reconto, fechem os olhos e tentem imaginar aquilo que lhes é lido. Na segunda leitura além de ouvir e imaginar os estudantes deverão escrever ou desenhar aquilo que imaginam. Explicar sua produção para o grupo. 6. Ost: Horizontes da Leitura e interpretação 14/03/2012 – Propor o registro de Observação, atenção, leitura e leitura. mensagens/informações através de desenhos interpretação. individuais (sem palavras). Utilizando giz de cera escuro e papel craft amassado para simular os desenhos nas paredes das cavernas. Após o registro os desenhos foram apresentados ao grupo, que realizou a interpretação das mensagens. 7. OsT: Horizontes Inventar códigos de 15/03/2012 – período da manhã – Invenção de Escrita criativa de códigos e da leitura. escrita, códigos e símbolos que substituam as letras do legendas, atenção, concentração, ampliar/complexificar alfabeto, os quais podem ser utilizados para socialização das produções escritas. adimensão da transmissão de mensagens aos outros Ampliação da dimensão da linguagem, estimular participantes. Em seguida, com o auxílio da linguagem a criatividade legenda, o grupo faz a interpretação das mesmas 8. Escrita de oficina e Estudar e reescrever 15/03/2012 – período da tarde – Encontro com Reescrita de textos, melhor escritos. estudo de textos textos para Caderno a professora/pesquisadora Janete para reescrita de Notas 5. das Oficinas para o Caderno de Notas 5. 3
  4. 4. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa XXXXX 9. OsT: Horizontes Escrever bilhete 22/03/2012- período da manhã – Propor aos Ampliação/complexificação da da leitura. através de códigos e estudantes que escrevam um bilhete codificado dumensão da linguagem, escrita símbolos. para um colega da turma, fornecendo-lhe após criativa, atenção, concentração, uso primeiro contato do colega com o bilhete a de legenda. legenda para que possa fazer a tradução da mensagem. 10. Encontro de Ler, estudar e 22/03/2012 – período da tarde – Encontro de Escrita final do texto da oficina estudos reescrever textos para estudos com as professoras/pesquisadoras “Horizontes da leitura”. Caderno de notas 5. Janete e Michelle para reescrita da oficina “Horizontes da leitura”. 11. OsT: Dinâmicas de Ler, interpretar, 26/03/2012 – Leitura da história: “O risco e o Envolvimento, respeito aos constituição de estimular o fio”(Ana Carla Cozendev). Proposta de criação combinados, atenção, compreensão, grupo pensamento, a de desenho cego. diálogo. percepção das Conversação acerca do fio condutor das coisas, correlações existentes. da vida, dos compromissos e suas correlações. 12. Encontro com o Ler, discutir, 29/03/2012 – Leitura de poemas (Estudar Possibilidades de desenvolvimento grupo Unioeste. refletir,escrever sobre Edição Bilíngue. Jorge Larrosa. Tradução: de metodologias de estudo e leitura, leitura e escrita. Tomaz Tadeu e Sandra Corazza – Autêntica); sugestões da coordenadora do grupo leitura sobre leituras (Prefácio In BARTHES, Ester criação de notas de leituras. Roland. O rumor da língua: prefácio Leyla Perrone Moisés; tradução de Mário Laranjeira. São Paulo: Martins. Fontes, 2004). 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 4
  5. 5. 5. DESCRIÇÃO DA PRODUÇÃO EDUCACIONAL GERADAObs. 1: As produções deverão ser apresentadas individualmente em cada tabela e em ordemalfabética. Insira novas linhas para o mesmo tipo de produto. Ao final, a tabela deverá apresentar aquantidade total da produção.Obs. 2: Os produtos devem ser apresentados em ANEXOS numerados, em formato digital (CD ouDVD) e, quando possível, disponibilizado na website da IES. O link deve ser informado no campoapropriado.Obs. 3: O anexo, presente na mídia digital, deverá trazer com maiores detalhes a produção gerada.Obs.4: Os produtos estão relacionados às atividades desenvolvidas. Portanto, para cada tipo deproduto, deverá ser apresentado o indicador da atividade correspondente (ver quadro 4).(5.3) PRODUÇÕES ARTÍSTICO-CULTURAISEste grupo engloba todos os resultados artístico-culturais desenvolvidos no programa, tais como:adaptação de peças teatrais; atividades de grafitagem, atividades de leitura dramática ou e peçaradiofônica; atividades de restauração de obras artísticas; autoria de peças teatrais, roteiros, óperas,concertos, composições musicais, trilha sonora, cenografia, figurino, iluminação e/ou coreografiaintegrais apresentadas ou gravadas nas IES e escolas participantes; criação de espetáculos dedança; criação de filmes e atividades cênicas; criação de grupos musicais; criação de rádio escolar;desenho e pintura; exposição artístico-educacional; exposição de fotos e imagens; festivais de dançana escola; festivais de música; maquetes; transcrição e/ou arranjos de obras musicais; participaçãode alunos em concertos, recitais ou gravações; participação de alunos em peças teatrais; sarauescolar, vernissage, dentre outros.1) Tipo do produto: Invenção e elaboração de códigos/símbolos para cada letra do alfabeto. Indicador atividade: 3 e 5 OsT: Horizontes da leitura a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):Códigos/símbolos: Atividade de criação de códigos que substituíssem as letras do alfabeto. Com oscódigos, as crianças criaram mensagens secretas e legendas.http://escolaandrezenere.blogspot.com.br b) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):Desenho/escrita: Atividade interpretativa após a leitura do livro “Aventura da escrita: a história dodesenho que virou letra” (Lia Zats) utilizando-se da linguagem do desenho e/ou da escrita paratransmitir sensações a respeito do lido.http://escolaandrezenere.blogspot.com.br
  6. 6. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa XXXXX2)Tipo do produto: Desenho/mensagem individual Indicador atividade: 6. OsT: Horizontes da leituraa) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras): Elaboração de uma mensagem através de desenho individual (sem palavras), visandoestimular a imaginação dos participantes em relação ao modo de comunicação e expressão naantiguidade, antes do desenvolvimento da escrita. Foram utilizados giz de cera escuro e papel Kraftamassado para simular os desenhos encontrados nas paredes das cavernas. Após o registro, osdesenhos foram apresentados ao grupo, que realizou a interpretação das mensagens.http://escolaandrezenere.blogspot.com.br3) Tipo do produto: Escrita codificadaIndicador atividade: 7 e 9. OsT: Horizontes da leitura a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):Utilizando-se dos códigos/símbolos inventados pelos estudantes para substituição das letras doalfabeto, escrever bilhete para um colega da turma, criando mensagens secretas, que num momentoposterior, foram decifradas e interpretadas em conjunto pelos estudantes e professora.http://escolaandrezenere.blogspot.com.br(5.4) PRODUÇÕES DESPORTIVAS E LÚDICASAs atividades de caráter lúdico e esportivo, como: criação de times de modalidades esportivas(basquete, vôlei, futebol, etc), competições esportivas, criação de materiais para recreação; criaçãode rodas de capoeira; desenvolvimento de novas modalidades esportivas na escola; gincanasescolares; jogos para recreação e socialização; jogos inter-classes; desenvolvimento de jogosespeciais para inclusão (goalball, futebol de 7, futebol de 5, voleibol sentado, natação, bocha,outros); jogos populares; jogos dos povos indígenas (arco e flecha, cabo de força, corrida de tora,natação em águas abertas, hipip; akô, insistró, kagót, peikran, corrida de fundo, outros); atividadeslúdicas para recreios e intervalos escolares; desenvolvimento de brincadeiras; brinquedos ebrinquedotecas; maratonas escolares; olimpíadas esportivas; dentre outros. 6
  7. 7. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa XXXXX 1) Tipo do produto: Dinâmicas de constituição e promoção das noções de grupo, união, comunidade. Indicador atividade: 1. OsT: Dinâmicas de constituição de grupo a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras): Pompom: Construção coletiva de um pompom visando, sobretudo, reforçar a constituiçãoda noção de comunidade, enquanto grupo que contém o sentido de unidade/união. Para suaexecução, distribuem-se fios de lã para cada criança, orientando-as a enrolarem seus fios numpedaço de papelão enquanto falam sobre sua vida. Ao finalizar o pompom, este se converte emsímbolo e representante das vivências e histórias de cada integrante do grupo, o que auxilia nodesenvolvimento do respeito e do cuidado necessários numa comunidade reflexiva deinvestigadores. O objeto poderá, ainda, ser utilizado como moderador dos diálogos, determinandoquem está de posse da palavra naquele momento.http://escolaandrezenere.blogspot.com.br2) Tipo do produto:Desenho Cego.Indicador atividade: 11. OsT: Dinâmicas de constituição de grupo. a) Descrição do produto gerado (Max. 100 palavras):Atividade realizada durante a leitura do livro O risco e o fio, de Cozendei (2009). O texto trata sobreo trabalho em grupo e colaborativo. Sugerir que os estudantes de posse de folha sulfite em branco elápis de escrever, ouçam a história com os olhos fechados e conduzam o lápis no papel enquanto issoacontece sem tirar o lápis do papel nem abrir os olhos. Depois de contada a história, devem abrir osolhos e tentar identificar nos traços feitos sobre o papel, imagens, desenhos, escritas. Contornar comlápis colorido as imagens, desenhos e escritas encontradas.http://escolaandrezenere.blogspot.com.br 7
  8. 8. ____________________________________________Relatório de Atividades do Programa XXXXX Luciana Alves Pinto Bolsista (Nome e Assinatura) Visto, de acordo Ester Maria Dreher Heuser Coordenadora do Núcleo UNIOESTE 8

×