Impressionismo foi um movimento artístico que surgiu na pintura europeia do séculoXIX. O nome do movimento é derivado da o...
•   pertence a um grupo individualizado;   •   falam de arte, sociedade, etc: não concordam com as mesmas coisas porém    ...
•   a pintura deve mostrar as tonalidades que os objetos adquirem ao refletir a luz       do sol num determinado momento, ...
Édouard Manet não se considerava um impressionista, mas foi em torno dele que sereuniram grande parte dos artistas que vir...
Monet (1840-1926) começou como ilustrador e caricaturista, atividades em quealcançou certa fama quando ainda era praticame...
Sua obra de maior impacto é O Baile no Moulin de la Galette, em que conseguiuelaborar uma atmosfera de vivacidade e alegri...
•   2 Ver também   •   3 Ligações externas[editar] Vida e obraNascido na região italiana da Campânia, emigrou com a famíli...
[editar] Professornouveau.Como o nome indica, o pós-impressionismo foi a expressão artística utilizada paradefinir a pintu...
da arte do século XIX, como por exemplo o expressionismo, o fauvismo e oabstraccionismo.O Museu Van Gogh em Amsterdã é ded...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Impressionismo foi um movimento artístico que surgiu na pintura europeia do século xix

43.276 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
43.276
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
128
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Impressionismo foi um movimento artístico que surgiu na pintura europeia do século xix

  1. 1. Impressionismo foi um movimento artístico que surgiu na pintura europeia do séculoXIX. O nome do movimento é derivado da obra Impressão, nascer do sol (1872), deClaude Monet. Tudo começou com um grupo de jovens pintores que rompeu com asregras da pintura vigentes até então.Os autores impressionistas não mais se preocupavam com os preceitos do Realismo ouda academia. A busca pelos elementos fundamentais de cada arte levou os pintoresimpressionistas a pesquisar a produção pictórica não mais interessados em temáticasnobres ou no retrato fiel da realidade, mas em ver o quadro como obra em si mesma. Aluz e o movimento utilizando pinceladas soltas tornam-se o principal elemento dapintura, sendo que geralmente as telas eram pintadas ao ar livre para que o pintorpudesse capturar melhor as variações de cores da natureza.A emergente arte visual do impressionismo foi logo seguida por movimentos análogosem outros meios quais ficaram conhecidos como, música impressionista e literaturaimpressionista.Orientações gerais que caracterizam a pintura impressionista: • a pintura deve mostrar as tonalidades que os objetos adquirem ao refletir a luz do sol num determinado momento, pois as cores da natureza mudam constantemente, dependendo da incidência da luz do sol; • é também com isto uma pintura instantânea(captar o momento), recorrendo, inclusivamente à fotografia; • as figuras não devem ter contornos nítidos pois o desenho deixa de ser o principal meio estrutural do quadro passando a ser a mancha/cor; • as sombras devem ser luminosas e coloridas, tal como é a impressão visual que nos causam. O preto jamais é usado em uma obra impressionista plena; • os contrastes de luz e sombra devem ser obtidos de acordo com a lei das cores complementares. Assim um amarelo próximo a um violeta produz um efeito mais real do que um claro-escuro muito utilizado pelos academicistas no passado. Essa orientação viria dar mais tarde origem ao pontilhismo; • as cores e tonalidades não devem ser obtidas pela mistura de pigmentos. Pelo contrário,devem ser puras e dissociadas no quadro em pequenas pinceladas. É o observador que, ao admirar a pintura, combina as várias cores, obtendo o resultado final. A mistura deixa, portanto, de ser técnica para se tornar óptica; • preferência pelos pintores em representar uma natureza morta do que um objeto; • Uso de efeitos de sombras coloridas e luminosas; • Valorização de decomposição das cores; • As sombras devem ser luminosas e coloridas;Entre os principais expoentes do Impressionismo estão Claude Monet, Edouard Manet,Edgar Degas, Auguste Renoir e Camille Pissarro . Podemos dizer ainda que ClaudeMonet foi um dos maiores artistas da pintura impressionista da época.Orientações gerais que caracterizam o impressionista: • rompe completamente com o passado; • inicia pesquisas sobre a óptica / efeitos (ilusões) ópticas; • é contra a cultura tradicional;
  2. 2. • pertence a um grupo individualizado; • falam de arte, sociedade, etc: não concordam com as mesmas coisas porém discordam do mesmo; • vão pintar para o exterior, algo bastante mais fácil com a evolução da indústria, nomeadamente, telas com mais formatos, tubos com as tintas, entre outras coisas.Os efeitos ópticos descobertos pela pesquisa fotográfica, sobre a composição de cores ea formação de imagens na retina do observador, influenciaram profundamente astécnicas de pintura dos impressionistas.Eles não mais misturavam as tintas na tela, a fim de obter diferentes cores, masutilizavam pinceladas de cores puras que colocadas uma ao lado da outra, sãomisturadas pelos olhos do observador, durante o processo de formação da imagem.OrigensÉdouard Manet não se considerava um impressionista, mas foi em torno dele que sereuniram grande parte dos artistas que viriam a ser chamados de Impressionistas. OImpressionismo possui a característica de quebrar os laços com o passado e diversasobras de Manet são inspiradas na tradição. Suas obras no entanto serviram de inspiraçãopara os novos pintores.O termo impressionismo surgiu devido a um dos primeiros quadros de Claude Monet(1840-1926) Impressão - Nascer do Sol, por causa de uma crítica feita ao quadro pelopintor e escritor Louis Leroy "Impressão, Nascer do Sol -eu bem o sabia! Pensava eu,se estou impressionado é porque lá há uma impressão. E que liberdade, que suavidadede pincel! Um papel de parede é mais elaborado que esta cena marinha". A expressãofoi usada originalmente de forma pejorativa, mas Monet e seus colegas adotaram otítulo, sabendo da revolução que estavam iniciando.Impressionismo foi um movimento artístico que surgiu na pintura europeia do séculoXIX. O nome do movimento é derivado da obra Impressão, nascer do sol (1872), deClaude Monet. Tudo começou com um grupo de jovens pintores que rompeu com asregras da pintura vigentes até então.Os autores impressionistas não mais se preocupavam com os preceitos do Realismo ouda academia. A busca pelos elementos fundamentais de cada arte levou os pintoresimpressionistas a pesquisar a produção pictórica não mais interessados em temáticasnobres ou no retrato fiel da realidade, mas em ver o quadro como obra em si mesma. Aluz e o movimento utilizando pinceladas soltas tornam-se o principal elemento dapintura, sendo que geralmente as telas eram pintadas ao ar livre para que o pintorpudesse capturar melhor as variações de cores da natureza.A emergente arte visual do impressionismo foi logo seguida por movimentos análogosem outros meios quais ficaram conhecidos como, música impressionista e literaturaimpressionista.Orientações gerais que caracterizam a pintura impressionista:
  3. 3. • a pintura deve mostrar as tonalidades que os objetos adquirem ao refletir a luz do sol num determinado momento, pois as cores da natureza mudam constantemente, dependendo da incidência da luz do sol; • é também com isto uma pintura instantânea(captar o momento), recorrendo, inclusivamente à fotografia; • as figuras não devem ter contornos nítidos pois o desenho deixa de ser o principal meio estrutural do quadro passando a ser a mancha/cor; • as sombras devem ser luminosas e coloridas, tal como é a impressão visual que nos causam. O preto jamais é usado em uma obra impressionista plena; • os contrastes de luz e sombra devem ser obtidos de acordo com a lei das cores complementares. Assim um amarelo próximo a um violeta produz um efeito mais real do que um claro-escuro muito utilizado pelos academicistas no passado. Essa orientação viria dar mais tarde origem ao pontilhismo; • as cores e tonalidades não devem ser obtidas pela mistura de pigmentos. Pelo contrário,devem ser puras e dissociadas no quadro em pequenas pinceladas. É o observador que, ao admirar a pintura, combina as várias cores, obtendo o resultado final. A mistura deixa, portanto, de ser técnica para se tornar óptica; • preferência pelos pintores em representar uma natureza morta do que um objeto; • Uso de efeitos de sombras coloridas e luminosas; • Valorização de decomposição das cores; • As sombras devem ser luminosas e coloridas;Entre os principais expoentes do Impressionismo estão Claude Monet, Edouard Manet,Edgar Degas, Auguste Renoir e Camille Pissarro . Podemos dizer ainda que ClaudeMonet foi um dos maiores artistas da pintura impressionista da época.Orientações gerais que caracterizam o impressionista: • rompe completamente com o passado; • inicia pesquisas sobre a óptica / efeitos (ilusões) ópticas; • é contra a cultura tradicional; • pertence a um grupo individualizado; • falam de arte, sociedade, etc: não concordam com as mesmas coisas porém discordam do mesmo; • vão pintar para o exterior, algo bastante mais fácil com a evolução da indústria, nomeadamente, telas com mais formatos, tubos com as tintas, entre outras coisas.Os efeitos ópticos descobertos pela pesquisa fotográfica, sobre a composição de cores ea formação de imagens na retina do observador, influenciaram profundamente astécnicas de pintura dos impressionistas.Eles não mais misturavam as tintas na tela, a fim de obter diferentes cores, masutilizavam pinceladas de cores puras que colocadas uma ao lado da outra, sãomisturadas pelos olhos do observador, durante o processo de formação da imagem.Origens
  4. 4. Édouard Manet não se considerava um impressionista, mas foi em torno dele que sereuniram grande parte dos artistas que viriam a ser chamados de Impressionistas. OImpressionismo possui a característica de quebrar os laços com o passado e diversasobras de Manet são inspiradas na tradição. Suas obras no entanto serviram de inspiraçãopara os novos pintores.O termo impressionismo surgiu devido a um dos primeiros quadros de Claude Monet(1840-1926) Impressão - Nascer do Sol, por causa de uma crítica feita ao quadro pelopintor e escritor Louis Leroy "Impressão, Nascer do Sol -eu bem o sabia! Pensava eu,se estou impressionado é porque lá há uma impressão. E que liberdade, que suavidadede pincel! Um papel de parede é mais elaborado que esta cena marinha". A expressãofoi usada originalmente de forma pejorativa, mas Monet e seus colegas adotaram otítulo, sabendo da revolução que estavam iniciando.O Pontilhismo (também designado por divisionismo), é uma técnica de pintura, saídado movimento impressionista, em que pequenas manchas ou pontos de cor provocam,pela justaposição, uma mistura óptica nos olhos do observador (imagem).Esta técnica baseia-se na lei das cores complementares, avanço científico impulsionadono século XIX, pelo químico Michel Chevreul. Trata-se de uma consequência extremados supostos ensinamentos dos impressionistas, segundo os quais as cores deviam serjustapostas e não entre mescladas, deixando à retina a tarefa de reconstruir o tomdesejado pelo pintor, combinando as diversas impressões registradas.A técnica de utilização de pontos coloridos justapostos também pode ser considerada oculminar do desprezo dos impressionistas pela linha, uma vez que esta é somente umaabstração do Homem para representar a natureza.Esta técnica foi criada na França, com grande impulso de Georges Seurat e Paul Signac,nos idosGeorges Seurat (1859-1891), é aquele que se pode considerar o iniciador desta correnteartística. O seu grande contributo inovador consistiu na decomposição prismática da core na mistura óptica que ela provoca, deixando para segundo plano a representação doinstante luminoso que tanto havia apaixonado os impressionistas. Suas obras podem serconsideradas o ponto máximo atingido pelo pontilhismo, tal como Tarde de Domingona Ilha de Grande Jatte e a obra-prima inacabada O Circo.[editar] BrasilNo Brasil, diversos artistas atuantes no período da Primeira República (1889-1930),empregaram procedimentos divisionistas, especialmente em suas paisagens e pinturasdecorativas. Podemos destacar, nesse sentido, os nomes de Belmiro de Almeida, EliseuVisconti, Rodolfo Chambelland, Artur Timóteo da Costa, Guttmann Bicho, entre outros.O painel central do teto do foyer do Theatro Municipal do Rio de Janeiro é um exemplode pintura decorativista onde Eliseu Visconti empregou vários estilos e procedimentosartísticos, inclusive o pontilhismo.[1] CLAUDE MONET
  5. 5. Monet (1840-1926) começou como ilustrador e caricaturista, atividades em quealcançou certa fama quando ainda era praticamente adolescente.Em 1856 conheceu o pintor francês Boudin, que além de iniciá-lo nas técnicas dapintura paisagística ensinou-o a pintar ao ar livre, para captar melhor as cores e aluz. Três anos depois, mudou-se do Havre, onde vivia com os pais, para Paris,começando a estudar na Academia Suíça. Alguns anos mais tarde cursou a Escolade Belas-Artes, no ateliê de Gleyre, onde fez amizade com Renoir, Sisley e Bazille.Depois de uma tentativa de suicídio em 1868, Monet viajou para Londres comRenoir, fugindo da guerra com a Prússia. Lá conheceuDaubigny, e por meio dele o marchand e dono de galeria Durand-Ruel. Seusquadros de Londres refletem o interesse do jovem pintor pela pintura oriental epela fotografia.O espaço e a perspectiva são obtidos pela contraposição de estruturas geométricase um intenso contraste cromático. Depois da apresentação em Paris, em 1874, doseu quadro Impressão, Sol Nascente (1869) ele e todo o seu grupo de amigosforam mencionados por um conhecido crítico de arte como impressionistas e maisdepreciativamente como "a turma de Monet".Aos poucos, foi abandonando as tonalidades escuras e tenebrosas de suasprimeiras obras e adotou uma paleta de cores frias e ao mesmo tempotransparentes. Em Argenteuil, passa a pintar com Sisley e Pissarro, tanto noinverno quanto no verão. Além das paisagens, tentou incluir motivos da vidamoderna, como as locomotivas. Deu início também aos seus célebres quadros decatedrais, de contornos quase inexistentes,em que a forma é dada pela reprodução da luz e da cor.A síntese de sua obra são os quadros que compõem a série Ninféias, especialmenteo Tanque dos Nenúfares. Monet foi o mais puro representante do espíritoimpressionista. AUGUSTE RENOIR De origem humilde, Renoir (1841-1919) começou muito cedo a ganhar a vida como pintor de porcelana, ofício que aprendeu numa escola noturna. Assistindo àsaulas no ateliê de Gleyre, além de aperfeiçoar sua técnica, conquistou a amizade deSisley, Monet e Bazille, com quem compartilhou dias de muita conversa eteorização em Paris e de árduo trabalho em Argenteuil, pintando ao ar livre.Desde o princípio sua obra foi influenciada pelo sensualismo e pela elegância dorococó, embora não faltasse um pouco da delicadeza de seu ofício anterior comodecorador de porcelana. Seu principal objetivo, como ele próprio afirmava, eraconseguir realizar uma obra agradável aos olhos. Apesar de sua técnica seressencialmente impressionista, Renoir nunca deixou de dar importância à forma -de fato, teve um período de rebeldia diante das obras de seus amigos, no qual sevoltou para uma pintura mais figurativa, evidente na longa série Banhistas. Maistarde retomaria a plenitude da cor e recuperaria sua pincelada enérgica e ligeira,commotivos que lembram o mestre Ingres, por sua beleza e sensualidade.
  6. 6. Sua obra de maior impacto é O Baile no Moulin de la Galette, em que conseguiuelaborar uma atmosfera de vivacidade e alegria à sombra refrescante de algumasárvores, aqui e ali intensamente azuis. Em 1900 Renoir foi nomeado Cavalheiro daLegião de Honra. Morreu no sul da França, na cidade de Cagnes-sur-Mer. EDGAR DEGAS Nascido em uma família rica, Degas (1834-1917), cujo pai era banqueiro, freqüentou os melhores colégios de Paris e concluiu seus estudos de direito semdificuldade. Depois inscreveu-se na Academia de Belas-Artes, onde assistia às aulasde Lamothe, que foi aluno de Ingres. Entre os anos de 1856 e 1857, fez umaviagem à Itália, para estudar a obra dos mestres do cinquecento. Voltando à Françaentrou em contato com o grupo deimpressionistas, embora tivesse continuado a se dedicar aos quadros históricos ede gênero. A partir de 1870, interessado nas teorias de seus amigos do caféGuerbois, Monet e Renoir, entre outros, fez uma série de quadros de balé, ópera ecorrida de cavalos. Todos esses temas lhe permitiram fazer experiências com a core o movimento e, principalmente, com a força descritiva do traço, algo que Degasadmirava em Ingres.Nos primeiros quadros, não hesitou em aplicar todas as teorias renascentistassobre espaço e perspectiva, mas ampliou depois esses critérios, fazendo tentativascom planos e pontos de vista inusitados. O tema principal de suas obras seconcentrou nas cenas cotidianas e íntimas do mundo feminino, tendentes àdesmitificação damulher. Isso lhe valeu críticas e o apelido de solteirão misógino.De todos os impressionistas, Degas foi, tecnicamente falando, o que melhor seutilizou da fotografia. Também se interessou vivamente pelos quadros de Ukiyo-ejaponeses, fato que se reflete ainda mais em suas últimas obras, quando, quasecego, só podia pintar com pastel. Suas obras se encontram nos museus maisimportantes do mundoEliseu dAngelo Visconti (Giffoni Valle Piana, 30 de julho de 1866 — Rio de Janeiro,15 de outubro de 1944) foi um pintor, desenhista e designer ítalo-brasileiro ativo entreos séculos XIX e XX. É considerado um dos mais importantes artistas brasileiros doperíodo.Índice[esconder] • 1 Vida e obra o 1.1 Prêmio de viagem ao estrangeiro o 1.2 Sua primeira exposição o 1.3 Decorador do Theatro Municipal do Rio de Janeiro o 1.4 Professor o 1.5 Impressionismo, Art-Nouveau o 1.6 Arte aplicada
  7. 7. • 2 Ver também • 3 Ligações externas[editar] Vida e obraNascido na região italiana da Campânia, emigrou com a família para o Brasil entre 1873e 1875. A família instalou-se no Rio de Janeiro, onde estudou no Liceu de Artes eOfícios (1883) e na Academia Imperial de Belas Artes (1885). Foi discípulo de Zeferinoda Costa, Rodolfo Amoedo, Henrique Bernardelli, José Maria de Medeiros e VictorMeirelles.[editar] Prêmio de viagem ao estrangeiroVenceu em 1893 o primeiro concurso da República para o prêmio deviagem ao estrangeiro, da Escola Nacional de Belas Artes, seguindono ano seguinte para a França. Aprovado no processo de admissãoda École Nationale et Spéciale des Beaux-Arts, abandona essaconservadora Escola ainda em 1894 e inscreve-se nas École Guérin,onde foi aluno de Eugène Grasset, considerado uma das maisdestacadas expressões do Art Nouveau. Frequenta também aAcademia Julian, tendo como mestres Bouguereau e Ferrier. Detemperamento inquieto e espírito aberto às inovações, Viscontimostra, em importantes trabalhos do período de sua formação naItália, influências dos movimentos simbolista, impressionista e art-Sua primeira exposiçãoRealizou sua primeira exposição individual em 1901, na Escola Nacional de BelasArtes, no Rio de Janeiro, onde, além das telas a óleo, expôs trabalhos de arte decorativae de arte aplicada às indústrias, resultado de seu aprendizado com Grasset. Suaprodução nesse campo situa-o como introdutor do art-noveau nas artes gráficas noBrasil. Desenhou selos, ex-libris, cerâmicas, tecidos, papéis de parede, cartazes eluminárias.[editar] Decorador do Theatro Municipal do Rio de JaneiroAquela primeira exposição de Visconti, que teve boa acolhida apenas entre críticos daépoca como Gonzaga Duque, seria em parte responsável pelo convite que lhe fez oprefeito Pereira Passos para executar os trabalhos de decoração do Theatro Municipaldo Rio de Janeiro, realizados em Paris, em duas etapas. Entre 1905 e 1908 EliseuVisconti executa o pano de boca, o plafond (teto sobre a platéia) e o friso sobre o palco(proscênio). E entre 1913 e 1916, pinta os painéis do foyer do Theatro, considerados aobra prima da pintura decorativista no Brasil. Durante esses períodos de permanência naFrança, no início do século XX, Visconti assimila definitivamente as lições doimpressionismo, incorporadas essencialmente às paisagens de Saint Hubert.
  8. 8. [editar] Professornouveau.Como o nome indica, o pós-impressionismo foi a expressão artística utilizada paradefinir a pintura e, posteriormente, a escultura no final do impressionismo, por volta de1885, marcando também o início do cubismo, já no início do século XX. O pós-impressionismo designa-se por um grupo de artistas e de movimentos diversos onde seseguiram as suas tendências para encontrar novos caminhos para a pintura. Estes,acentuaram a pintura nos seus valores específicos – a cor e bidimensionalidade.A maioria de seus artistas iniciou-se como impressionista, partindo daí para diversastendências distintas. Chamavam-se genericamente pós-impressionistas os artistas quenão mais representavam fielmente os preceitos originais do impressionismo, ainda quenão tenham se afastado muito dele ou estejam agrupados formalmente em novos grupos.Sentindo-se limitados e insatisfeitos pelo estilo impressionista, alguns jovens artistasqueriam ir mais além, ultrapassar a Revolução de Manet. Aí se encontra a gênese donovo movimento, que não buscava destrir os valores do grande mestre, e sim aprimorá-los.Insurge-se contra o impressionismo devido à sua superficialidade ilusionista da análise àrealidade.Movimentos impressionistas como o Pontilhismo ou o Divisionismo nunca sãochamados pós-impressionistas mas sim de neo-impressionistas.Vincent Willem van Gogh (pronúncia em neerlandês: [ˈvɪnsɛnt vaŋ ˈxɔx] ouça;Zundert, 30 de Março de 1853 — Auvers-sur-Oise, 29 de Julho de 1890) foi um pintorpós-impressionista neerlandês, frequentemente considerado um dos maiores de todos ostempos. . [1]Sua vida foi marcada por fracassos. Ele falhou em todos os aspectos importantes para oseu mundo, em sua época. Foi incapaz de constituir família, custear a própriasubsistência ou até mesmo manter contactos sociais. Aos 37 anos, sucumbiu a umadoença mental, cometendo suicídio.A sua fama póstuma cresceu especialmente após a exibição das suas telas em Paris, a 17de Março de 1901.Van Gogh é considerado um dos pioneiros na ligação das tendências impressionistascom as aspirações modernistas, sendo a sua influência reconhecida em variadas frentes
  9. 9. da arte do século XIX, como por exemplo o expressionismo, o fauvismo e oabstraccionismo.O Museu Van Gogh em Amsterdã é dedicado aos seus trabalhos e aos dos seuscontemporâneos.Segundo alguns, Vincent teria sofrido de xantopsia (visão dos objetos em amarelo), porisso exagerava no amarelo em suas telas. Esta xantopsia pode ou não ter surgido peloexcesso de ingestão de absinto, que contém tujona, uma toxina. Outra teoria seria quedoutor Gachet teria indicado o uso de digitalis para o tratamento de epilepsia, o quepoderia ter ocasionado visão amarelada a Van Gogh.[7] Outros documentos relatamainda que na verdade Van Gogh seria daltônico.Há ainda diagnósticos de esquizofrenia[8] e de transtorno bipolar do humor, sendo esteúltimo o diagnóstico mais aceito.[4][9][10][11]Consta que na família de Van Gogh existiram outros casos de transtorno mental: Théosofreu depressão e ansiedade e faleceu de "demência paralítica" (neurossífilis), noInstituto Médico para Doentes Mentais em Utrecht. Willemina era esquizofrênica eviveu durante 40 anos neste mesmo instituto e Cornelius cometeu suicídio aos 33 anosde idade.[6][12]Faleceu em 29 de julho de 1890. Encontra-se sepultado em Auvers-sur-Oise TownCemetery, Auvers-sur-Oise na França.[13]

×