Jornal Ação municipal

406 visualizações

Publicada em

21ª edição

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
406
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal Ação municipal

  1. 1. Ano II - Nº 21 02dezembro de 2014 Jornal As cidades aqui Distribuição dirigida Jornal n ano II n Nº 21dezembro de 2014 nn Ação Municipal A Secretaria da Seguran- ça Pública investiu em 2014 em infraestrutura de suas unidades e am- pliou o efetivo. O foco tem sido a redução da criminalidade em Goiás e a ampliação da sensação de segurança. Entre os projetos desenvolvidos estão o Grupo de Trabalho de Apoio às Ações de Controle e Redução da Crimi- nalidade em Goiás e o Plano de Segurança por Quadrantes. Hou- ve ainda parcerias com o setor produtivo, como no Procarga, que tem como objetivo específi- co o combate ao roubo, furto e receptação de cargas em Goiás. Nesse combate à criminalida- de foi criado o Grupo de Trabalho de Apoio às Ações de Controle e Redução da Criminalidade em Goiás. Com esse grupo, foram realizadas ações nos 15 bairros com maior índice de criminalidade em Goiânia, com participação de várias secretarias de Estado (como Educação, Saúde, Cida- dania e Trabalho, além da própria Secretaria da Se- gurança Pública). As ações foram focadas em saúde, educação, mobilidade urbana e sociais. Outra inovação foi a criação de equipes respon- sáveis por áreas delimitadas em dez quarteirões, nas regiões de maior incidência criminal. O patrulhamento é feito a pé, o que possibilita maior proximidade dos poli- ciais com a população. Denominado Plano Segurança por Quadrantes, os primeiros resultados desse projeto começam a surgir, como a redução de 27% nos roubos a estabelecimento comercial em Goiânia. Ao custo de R$ 33,4 milhões, o projeto implantado neste ano prevê a digitalização dos dados civis e crimi- nais de todos os cidadãos goianos. Com isso, a emis- são de documentos de identidade pode ser feita em até três dias, na capital. Na área criminal, a estimativa é um incremento de 40% na resolução de crimes. Além dis- so, será possível evitar fraudes na folha de pagamento, emissão de documentos e outros serviços do Estado. Em uma área de 1,6 mil metros quadrados, o CIICC agrupa as ações das forças policiais, possibilitando maior integração e eficiência. No Centro foram inves- tidos R$ 12 milhões entre obra e equipamentos e é um dos mais modernos do Brasil. A entrega está prevista para de- zembro. No Entorno do Distrito Federal foi iniciada a construção de três CIICCs de pequeno porte. Foi criada a Central de Vide- omonitoramento. Atualmente, existem 70 câmeras, mas outras 500 foram licitadas e serão insta- ladas no início do ano que vem. Assim que inaugurado o CICC a Central será transferida para ele. Por meio do aplicativo para celular, a população pode ter contato direto com a viatura ou Copom, registrar ocorrências, fazer denúncias e avaliar o servi- ço prestado. Já disponível para aparelhos Android e IOS (Apple). Lançado em março, o serviço já atinge 1,6 mil reeducandos. As tornozeleiras contribuem para a diminuição da lotação no siste- ma prisional e ressocialização do preso. Efetivo Somente em 2014 ingressaram 1.180 homens por meio de concurso na Polícia Militar e 862 na Polícia Civil. Outros 2,1 mil policiais do Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual foram incorpo- rados este ano. Outros 500 estão em treinamento e se formarão no início de 2015. No total, foram aproximadamente 4,7 mil novos agentes de Se- gurança em quatro anos. Como forma de estímulo a esses policiais, desde o início de 2014 eles são gratificados por cada arma ilegal apreendida. SSP investe em tecnologia e amplia efetivo para o combate à criminalidade Segurança Divulgação
  2. 2. Ano II - Nº 2102 dezembro de 2014 Jornal GERAL Esporte Vitória Basquete e handebol serão as novas modalidades do programa Atleta na Escola em 2015 Equipe Goiana vence a Taça Brasil de Futebol 7 As matérias assinadas não representam neces- sariamente o ponto de vista do jornal, sendo estas de responsabilidade de seus autores. Rua 94-A, nº 112 - Setor Sul (62) 3249 2741 agdpublicidades@gmail.com - acaomunicipal@hotmail.com Editado por: FG PROMOÇÕES E PUBLICIDADE LTDA/ME CNPJ: 03.814.308/0001-69 Editor: Fábio Carvalho Projeto e diagramação: Érika Sandra - compassoarte@gmail.com Revisão: Charlyne Sueste Tiragem: 10.000 exemplares Impressão e Acabamento: 3L’s comuni- cação Gráfica LTDA (62) 9695 7852 / grafi- ca_3ls@hotmail.com Periodicidade: Mensal ANUNCIE / DENUNCIE (62) 9684 0766 Na grande final daTaça Brasil, o Chelsea, uma das equipes goianas participantes, venceu o Petrópolis por 1 a 0 no shoot-out, após em- pate por 3 a 3 no tempo normal. O duelo foi realizado neste domin- go (14), no Ginásio Internacional de Anápolis. A competição teve o apoio logístico da Prefeitura de Anápolis dentro das atividades de esporte pelo Natal de Luz 2014. Os gols da partida foram marcados por Valdir, Maicom e Wallace para os goianos e Léo (2) eTiago para os petropolitanos. Com a igualdade, a decisão do campeão foi para o shoot-out.Depoisdecincocobran- ças erradas, Maicom converteu e deu o título para o Chelsea. Na premiação individual, Léo, do Petrópolis, foi o artilheiro, com 11 gols. A defesa menos vazada foi para Hugo, do Petrópolis. As duas equipes garantiram vaga para a elite do Futebol 7. Estiveram na disputa quatro equipes goianas, uma equipe do Tocantins; uma do Mato Grosso do Sul; duas equipes de Minas Gerais; duas equipes do Distrito Federal; três equipes do Rio de Janeiro, e três do Rio Grande do Sul. Por Goi- ás, a equipe da Anatex/Anápolis, atual campeã goiana, é uma das representantes. Ainda pelo estado, participamostimesECMBS,IBMT e Campinas FC. Paulo Roberto Belém com informações do Jornal F7 B asquete e handebol são as novas modalidades esportivas que farão parte do programa Atleta na Escola em 2015. A atividade começou em 2013 com pro- vas de atletismo, e em 2014, acrescentou judô e voleibol. Iniciativa dos ministérios da Educação e dos Esportes, o Atleta na Escola incentiva a prática esportiva de estudan- tes de 12 a 17 anos de idade de escolas públicas e privadas da educação básica. De acordo com o gerente do programa, Renausto Ama- najás, da coordenação geral de tecnologias educacionais da Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação, além das novas modalidades, as confedera- ções de atletismo, voleibol, judô, basquete e handebol co- meçam, no próximo ano, a ca- pacitar professores e técnicos das escolas. A qualificação técnica terá uma parte presencial e outra a distância que será feita na pla- taforma E-ProInfo do MEC. O objetivo é descobrir talen- tos esportivos, melhorar o desempenho dos estudantes, ampliar a participação das es- colas. Em 2014, diz Renausto, as competições escolares tive- ram 4,1 milhões de crianças e adolescentes de 44 mil escolas públicas dos 26 estados e do Distrito Federal. O atletismo, que compre- ende provas de salto em dis- tância, corridas de velocidade e resistência e arremesso de peso, masculino e feminino, responde pelo maior núme- ro de atletas, 2,3 milhões em 2014, seguido por voleibol, 1,4 milhão, e judô, 217,5 mil. Nes- te ano, o Ministério da Educa- ção investiu R$ 70 milhões no programa. A transferência de recursos é feita pelo Progra- ma Dinheiro Direto na Escola (PDDE). A unidade que adere recebe um valor fixo de R$ 1 mil e mais R$ 3,00 por aluno matriculado, de acordo com o Censo Escolar do ano anterior. Os recursos, explica Re- nausto Amanajás, devem ser utilizados pelas escolas para financiar itens como aquisi- ção de bolas, reparo de pis- tas de atletismo, pagamento de árbitros, redes de voleibol, basquete, pelota de arremes- so, coletes. Centros Outra novidade do Atleta na Escola em 2015 é o início das atividades dos centros de iniciação esportiva (CIE) criados pelo Ministério dos Esportes para receber atletas com talento e potencial de- tectados nas competições de 2013 e 2014. Estão em cons- trução 285 centros em muni- cípios que aderiram ao pro- grama. Os recursos para essas obras, segundo Renausto, são do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Outros espaços esportivos, como piscinas, quadras e pistas deatletismoexistenteseminsti- tuições federais de ensino supe- rior – universidades e institutos – também serão mapeados pelo Ministério dos Esportes para treinamento de estudantes. Paraolímpico As atividades paraolímpi- cas do Atleta na Escola come- çaram em 2014 com dez mo- dalidades: atletismo, bocha, goalball, judô, natação, tênis de mesa, tênis de cadeira de roda, voleibol sentado, futebol de 5 (para deficientes visuais) e futebol de 7 (para paralisa- dos cerebrais). Renausto in- forma que, no próximo ano, o paraolímpico continua com as mesmas modalidades, mas que as confederações também vão capacitar professores e técnicos das secretarias para ampliar a participação dos es- tudantes da educação básica. Diferente da modalidade olímpica do programa, que acontece nas escolas, o parao- límpico é realizado por adesão das secretarias estaduais de educação, que são responsá- veis pela promoção das com- petições. Em 2014, o Minis- tério dos Esportes transferiu para as secretarias estaduais R$ 3 milhões. Fonte: MEC JEMG
  3. 3. Ano II - Nº 21 dezembro de 2014 Jornal 03 Treinamento Políticas Públicas Recursos Tecnologia AGM realiza treinamento para o Goiás Compras I Conferência Internacional Cidades Sustentáveis FNS repassa mais de R$ 1 bi para Fundos Municipais de Saúde Governo libera mais R$ 400 mi para satélite que vai expandir internet de banda larga em municípios S erá realizado nos dias 7 e 8 de janeiro, das 8h às 17h30, na sede da Asso- ciação Goiana de Municípios (AGM) o primeiro curso de treinamento para utilização do sistema Goiás Compras. A primeira turma será oferecida para oito municípios: Goiânia, Morrinhos, Hidrolândia, Bom Jardim de Goiás, São Luís de Montes Belos, Caldas Novas, Formosa e Firminópolis. Cada prefeitura poderá in- dicar um servidor para par- ticipar do treinamento. Ele será o responsável por coor- denar a utilização do Goiás Compras em seu município. A inscrição é gratuita e a AGM entrará em contato para ins- crever o servidor escolhido. O participante que possuir notebook poderá utilizá-lo caso deseje para realizar o treinamento diretamente em seu equipamento. O presidente da AGM, Cleudes Baré Bernardes, destaca que o curso já será ministrado logo no início do ano por se tratar de um pe- ríodo de grande volume de aquisições nos municípios. “Queremos que os prefeitos já comecem o ano economizan- do e o Goiás Compras é uma excelente oportunidade para reduzir os gastos nas compras de bens e serviços, além de tornar o processo mais ágil e autônomo”, ressaltou Baré. O sistema No ar desde o dia 1º de de- zembro, o Goiás compras foi criado pela AGM e desenvol- vido pela Ecustomize Con- sultoria em Software Ltda., empresa parceira da AGM e com ampla experiência nes- te tipo de ferramenta. A AGM é a primeira associação esta- dual de municípios detento- ra de uma ferramenta como esta no Brasil. O método é moderno e uma inovação na realização de compras de bens e serviços comuns, além de atender a todos os requisitos legais estabelecidos nas Leis 8.666/3, 10.520/02, 9.755/98 e 12.462/11. A ferramenta possibilita economia média de até 30% na realização dos procedimen- tos licitatórios, além de pro- porcionar o cadastro de maior número de propostas. Não há nenhum custo no uso pelos municípios filiados à entidade. Entre as facilidades ofereci- das para os usuários, está um suporte técnico, com central de atendimento exclusiva para fornecedores e compradores. Além disso, existe o Jornal das Licitações, onde ficam registra- dos os procedimentos licitató- rios em aberto. Os fornecedores recebem ainda, via e-mail, as informações das licitações ca- dastradas no site de acordo com o seu ramo de atuação. Myla Alves – Assessoria de Comunicação da AGM O Fundo Nacional de Saú- de repassou nesta sexta-feira (19/12), mais de R$ 1 bilhão para Fundos Municipais de Saúde. Do total repassado, R$ 869,5 milhões foram destinados ao Teto Municipal da Média e Alta Complexidade Ambulato- rial e Hospitalar. Foram repas- sados também recursos para os seguintes Tetos Municipais: Li- mite Controle do Câncer; Limi- te UPA; Rede Brasil sem Miséria; Rede Cegonha; Rede de Urgên- cia; Rede Prevenção, Diagnósti- co e Tratamento de Câncer de Colo e de Mama; Rede Psicosso- cial; Rede Saúde Mental e Rede Viver sem Limites. O detalhamento dos re- passes poderá ser consul- tado no site do FNS: www. fns.saude.gov.br, no menu Repasses do Dia. Fonte: FNS Projeto vai gerar economia aos cofres públicos e levar inter- netamunicípiospequenosonde é inviável implantar fibra ótica. O governo federal liberou R$ 404,7 milhões esta semana para a construção do Satélite Geoes- tacionário de Defesa e Comu- nicações Estratégicas (SGDC), projeto que levará internet de banda larga a municípios com menos de 50 mil habitantes e vai aprimorar a comunicação dos órgãos de Defesa Nacional. O projeto, cujo orçamento to- tal é de R$ 1,8 bilhão, está em andamento na França e conta com técnicos brasileiros no seu desenvolvimento. Parte dos re- cursos é do PAC 2. “Vamos ter um satélite pró- prio agora. Não vamos precisar mais contratar serviços estran- geiros, o que vai gerar economia aos cofres públicos, e levaremos internet a municípios pequenos onde é inviável implantar fibra ótica”, disse o diretor de Banda Larga do Ministério das Comu- nicações, Artur Coimbra. A licitação para a construção do primeiro satélite brasileiro foi vencida por uma empresa francesa, a Thales Alenia Space. Mas ao contrário de outros sa- télites usados pelo Brasil, que são controlados por estações estrangeiras, o novo satélite será 100% controlado por institui- ções brasileiras. Além disso, o contrato assinado em setembro de 2014 prevê transferência de tecnologia ao Brasil, por meio da empresa Visiona Tecnologia Espacial, joint-venture da Tele- brás e Embraer que atua como empresa integradora do projeto. O satélite pesa 5,8 tonela- das, tem vida útil de 15 anos e previsão de ser lançado à órbita daTerra em 2016. Participam do projeto os ministérios das Co- municações, Defesa, e Ciência e Tecnologia, além das empresas Embraer e Telebras, e a Asso- ciação Espacial Brasileira (AEB). Cada órgão designou técnicos que foram enviados à França para adquirir capacitação tec- nológica, visando o desenvolvi- mento futuro no Brasil de uma indústria no setor. Fonte: PAC Divulgação Nos dias 7 e 8 de abril de 2015, o Programa Cidades Sus- tentáveis realizará a I Confe- rência Internacional Cidades Sustentáveis – Políticas Públi- cas Inovadoras. Marcado para o Centro de Convenções Ulisses Guimarães, em Brasília. Inicialmente, a conferência estava prevista para ocorrer no início de maio. No entanto, os promotores das duas iniciativas – Programa Cidades Sustentá- veis e Frente Nacional de Pre- feitos – decidiram estabelecer uma parceria, tendo em vista os objetivos pretendidos, entre os quais se destaca a promoção de políticas públicas inovadoras sustentáveis no Brasil. A I Conferência Internacional Cidades Sustentáveis – Políticas Públicas Inovadoras contará com a participação de prefeitos de vá- rios municípios brasileiros e de outros países. Estes convidados apresentarão experiências con- cretas e de excelência de gestão pública sustentável em diversas áreas, entre as quais saúde, edu- cação, mobilidade, segurança, re- síduos e governança. Assessoria de Comunicação da AGM com informações da ABM
  4. 4. Ano II - Nº 21dezembro de 2014 Jornal 04 O governador Marconi Perillo, por meio do Decre- to nº 8.295, de 16 de dezembro de 2014, estabelece ponto facultativo nos dias 24 e 31 de dezembro de 2014, vésperas de Natal e Ano Novo, respectivamen- te. O ponto facultativo não se aplica aos órgãos que desenvolvam atividades que, por sua natureza ou em razão do interesse público, tornem indispensável a continuidade do serviço, a exemplo das unidades de saúde, policiamento civil e militar, bombeiro militar, arrecadação, fiscalização e Serviço Integrado de Atendimento ao Cidadão Vapt-Vupt, sem prejuízo de outras, a juízo dos respectivos dirigentes. As Cidades Os beneficiários do Bolsa Família têm até 16 de janeiro para atualizarem seus dados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. A revisão é necessária somente para os beneficiá- rios que foram comunicados por meio do extrato do pagamento. Para atualizar os dados, o beneficiário precisa de seus documentos pessoais e dos demais integrantes da família. As famílias que não renovarem os dados até o dia 16 poderão ter seus benefícios bloqueados a partir de fevereiro. Das 1,2 milhão de famílias que deveriam participar do processo de revisão cadastral nesse ano, 709,7 mil já haviam procurado a gestão do pro- grama até novembro. A revisão é um procedimento obrigatório e de rotina, realizado todos os anos e voltado para os be- neficiários que não atualizam os dados no Cadastro Único há mais de dois anos. Também é preciso fazer a atualização cadastral quando houver nascimento de filho, mudança de escola ou de endereço ou qualquer outra informação relevante. HORÁRIO DE EXPOSIÇÃO u Quarta a sábado, das 18h às 22h. u Visitas escolares são realizadas de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h. HORÁRIO DE OBSERVAÇÃO ASTRONÔMICA (TELESCÓPIOS) u Quarta e sexta-feira: 19h às 21h u O céu deve estar favorável para visualização u O Planetário está localizado na Praça Cecé de Alencar, no Bairro JK e o telefone para contato é 3902-2827 Revisão cadastral do Bolsa Família vai até 16/01 Confira qual o melhor dia e horário para você fazer uma visita ao Planetário Digital FESTAS BOLSA FAMÍLIA ANÁPOLIS ITUMBIARA PONTALINA PRAÇAS DIGITAIS EM ANÁPOLIS Lago tem 12% de sua capacidade, volume três vezes menor que há um ano. Pescadores acumulam prejuízos e suspendem plano de aumentar produção. As constantes chuvas em Goiás desde o início do mês não foram suficien- tes para melhorar o nível do reservatório da usina hidrelétri- ca de Itumbiara. Na segunda-feira (22), o lago tinha 12% de sua capacidade, um volume quase três vezes menos que o registrado no mesmo período do ano passado. A usina, que tem capacidade para gerar até 2.082 ki- lowatts, atualmente gera cerca de 1,4 mil kilowatts, energia suficiente para abastecer uma população de 2,5 milhões de pessoas. Nas margens do lago também é possível conferir os efeitos da variação no volume de água, pois o mato cresce na área que deveria estar alagada. Para a Associação de Pescadores de Itumbiara, a produção, que deveria estar em ponto de abate, ainda não cresceu o suficiente e, com isso, as entregas previstas para este período tiveram que ser canceladas. “Tivemos caso de mortandade de 30%, 35% na nossa gaiola em função da falta da água porque toda vez que a água baixa um pouco você muda o tanque de lugar. E a mudança, para lá, para cá, prejudica porque o peixe se es- tressa, não come, fica sem se alimentar, perde a imunidade, enfraquece e morre”, explica o presidente da associação, Geraldo Nunes. Com isso, os planos dos pescadores de expandir a pro- dução em 2015 estão suspensos. Segundo o presidente da associação, o cenário tem trazido problemas para quem depende dos peixes para sobreviver. Aos 22 de dezembro de 2014 teve início os cursos de Confeccionador de Lingerie e Moda Praia e Costureiro Industrial do Vestuário, em parceria com a SECTEC, PRONATEC, APL-Pontalina, Prefeitura Municipal através da Ação Social e a SICTUR. As inscrições foram abertas on line no site do PRONATEC em 19/12/2014, tendo ex- celente aceitação pela população pontalinense e região. O Curso de Qualificação Profissional de Costura tem por objetivo o desenvolvimento de mão de obra qualificada, e competências e confecção das peças do vestuário. O Pré requisito para inscrição o aluno deverá, no início do curso, ter no mínimo 16 anos de idade e ter completado a 4ª série do Nível Fundamental. O projeto Praças Digitais, desenvolvido pela Prefeitura de Anápolis, visa promover a inclusão digital e também permitir que a população utilize os serviços de internet de forma gratuita em diversos locais da cidade, inclusive nos distritos. Para se cadastrar acesse http://anapolisdigital.com e quando estiver em um dos locais onde o serviço é disponibilizado, basta fazer o login com o perfil de usuário cadastrado. Saiba onde tem o projeto Praças Digitais: Casa Brasil - Recanto do Sol/Vila Norte Centro de Recondicionamento de Computadores - Filostro Machado Estádio Jonas Duarte - Vila Miguel Jorge Parque da Matinha - Maracanã Parque Onofre Quinan (Central Parque) - Nações Unidas Parque da Liberdade - Setor Central Parque Ambiental Ipiranga - Jundiaí Praça Bartolomeu Nunes - Jaiara Praça Americano do Brasil - Setor Central Praça Bom Jesus - Setor Central Praça Abílio Wolney (Praça do Ancião) - Setor Central Praça Cônego Trindade - Vila Góis Praça Dom Emanuel - Jundiaí Praça Badia Daher - Jundiaí Praça Jamel Cecílio - Planetário - Jundiaí Praça do distrito de Joanápolis Praça do distrito de Goialândia Praça do distrito de Interlândia Praça do distrito de Souzânia Bairro Copacabana/IFG Centro Cultural do Filostro Machado Mesmo com chuvas, nível de hidrelétrica segue baixo Cursos de Confeccionador de Lingerie Costureiro Industrial do Vestuário Saiba onde tem o projeto Praças Digitais Governo Estadual decreta ponto facultativo Divulgação
  5. 5. Ano II - Nº 21 dezembro de 2014 Jornal 05 Economia Produzir/Fomentar contempla mais 6 indústrias Em reunião extraordinária, os Conselhos Deliberativos do Produzir/Fomentar aprovaram hoje a concessão e prorrogação de incentivos fiscais para seis indústrias. As empresas benefi- ciadas terão o financiamento do ICMS devido até 2040, tornando ocustodesuaproduçãomaisba- rato e elevando a sua capacidade de geração de emprego e renda no Estado. Apenas pelo Produzir, foram quatro novos projetos de im- plantação e expansão industrial, que totalizam um investimento de R$ 3,9 milhões na economia goiana e a geração de 89 empre- gos diretos com sua execução.As empresas, do ramo de energia e mineração,vãoatuarnascidades de Nazário, Chapadão do Céu, Senador Canedo e Ouvidor. A reunião ocorreu no audi- tório da Secretaria de Indústria e Comércio (SIC) e foi presidi- da pelo chefe da pasta,William O’Dwyer. Na mesma ocasião, o Conselho Deliberativo do Fo- mentar aprovou duas readequa- ções de indústrias instaladas em Aparecida de Goiânia e Catalão, dos ramos de alimento e auto- motivo. Estas unidades fabris representam um investimento de mais de R$ 400 milhões e a geração de 1.984 empregos. Com o resultado da reunião extraordinária dos conselhos do Produzir/Fomentar, o número de empresas beneficiadas em 2014 chega a 88. O saldo de em- pregos gerados pelas empresas beneficiadas neste ano, por sua vez,atingiu 8.238 vagas e a proje- ção de investimento somou RS$ 873,8 milhões. ComunicaçãoSetorialSIC A Prefeitura de Anápolis trabalha para fazer nossa cidade melhor. Com Gestão e Planejamento, investe em melhores oportunidades e mais qualidade de vida para todos. O Planetário Digital e Observatório Astronômico, o primeiro em versão digital do Estado de Goiás, tornaram-se um atrativo da cidade, com exposições e visitas. O Parque da Cidade é o maior em área urbana do Centro-Oeste com mais de 1 milhão de metros quadrados. E o Central Parque está sendo revitalizado e reformado. R$ 77 milhões serão investidos em parceria com o Governo Federal para construção de 6 corredores para o transporte coletivo. anapolis.go.gov.br CIÊNCIAETECNOLOGIA MOBILIDADEURBANAMEIOAMBIENTE A UPA, maior estrutura do Centro-Oeste, desafogou o Hospital Municipal e as demais unidades de saúde, com uma média de 14 mil atendimentos mensais. A Prefeitura entregou 14 novas creches, a Escola Anapolino de Faria e o Centro de Educação Unificada (CEU). E mais 22 unidades de ensino foram reformadas. O viaduto da Av. Universitária e o viaduto Nelson Mandela melhoraram o trânsito. E mais dois viadutos serão entregues em breve, entre a Av. Goiás com a Av. Brasil, e outro entre a Av.Amazílio Lino e a Av. Brasil. SAÚDE INFRAESTRUTURAEDUCAÇÃO Milena Assis
  6. 6. Ano II - Nº 21dezembro de 2014 Jornal 06 Caldas Novas Ministério das Cidades Prefeitura de Caldas Novas apresenta projetos O chefe do executivo municipal participou de reunião com o Ministro de Estado, Gilberto Occhi, em busca de recursos para obras de infraestrutura e saneamento básico. A prefei- tura de Caldas Novas apresentou nesta semana projetosaoMinistériodasCidadesparapleitear recursosdoGovernoFederalparaaexecuçãode obras na área de infraestrutura e saneamento básico, como a construção de asfalto, e instala- ção de rede coletora de esgoto. O prefeito de Caldas Novas, Evandro Magal (PP), participou de reunião com o Ministro de Estado das Cidades, Gilberto Occhi, na tarde destaquinta-feira,18dedezembro,emBrasília, para apresentar os pleitos do município. De acordo com o prefeito Evandro Magal, Gilberto Occhi foi extremamente solícito aos pleitos apresentados pelo executivo municipal. “O Ministro das Cidades tem ajudado muito o nosso município, e a prova disso é que temos recebido diversos recursos do Governo Federal para realizar melhorias em nossa cidade. Desta vez apresentamos novos projetos para que possamosterapoionarealizaçãodemaisobras para a nossa população”, contou o prefeito Evandro Magal. O chefe do executivo municipal ressaltou que o apoio da deputada federal Magda Mofat- to (PR) tem sido de fundamental importância para a canalização de recursos federais. Segun- do o prefeito Evandro Magal, a parlamentar é a “legítima representante de Caldas Novas no Congresso Nacional”, defendendo os interesses da população caldasnovense. Ministério do Turismo O prefeito de Caldas Novas, Evandro Ma- gal, também participou de reunião na sede do Ministério do Turismo, em Brasília, na tarde desta quinta-feira. O chefe do executivo foi recebido pelo assessor parlamentar Luiz Van- nucci Cardoso, responsável pelos projetos dos municípios. De acordo com o prefeito Evandro Magal, a reunião serviu para tratar sobre o projeto de construçãodeumpórticonaentradadeCaldas Novas, e a cobertura da feira livre. Fonte:SECOM A solenidade de lança- mento aconteceu na manhã desta sexta- feira. Obras são realizadas em parceria com o Gover- no Federal A prefeitura de Caldas Novas iniciou a construção de uma Unidade Básica de Saúde no Parque Real. A so- lenidade de lançamento da obra, realizada a partir das 10h da manhã desta sex- ta-feira, 19 de dezembro, contou com a presença de autoridades municipais e líderes comunitários. A Unidade Básica de Saúde é construída com re- cursos do Governo Federal e contrapartida financeira da prefeitura de Caldas No- vas. A obra já foi iniciada pela empreiteira que ven- ceu a licitação para execu- tar o projeto. De acordo com o prefei- to de Caldas Novas, Evandro Magal (PP), a nova unidade dará mais comodidade aos moradores do Parque Real e setores adjacentes. “Essa é uma UBS que é construída em parceria com o Governo Federal, com recursos des- tinados pelo Ministério da Saúde, com contrapartida da prefeitura. A intenção é que possamos resolver os casos de menor complexi- dade no próprio bairro do paciente, garantindo total eficiência no atendimento, e diminuindo ainda mais o tempo de espera. Isso mos- tra o respeito que a nossa administração tem com a população, investindo na saúde, que é a nossa maior prioridade”, contou o pre- feito Evandro Magal. O Secretário Municipal de Saúde, Luciano Filho, destacou o trabalho da pre- feitura de Caldas Novas na construção de novos postos de atendimento. “Somen- te neste mês, nós já lança- mos a construção de duas Unidades Básicas de Saúde, uma no setor Universitário, e agora essa no Parque Real. Esses benefícios são resul- tado de muito trabalho, e de projetos encaminhados à Brasília, para que possa- mos receber recursos para investir cada vez mais na saúde pública em nossa ci- dade”, declarou. Cláudia Aparecida da Silva, que possui residência no Parque Real, disse que a Unidade Básica de Saúde vai facilitar o acesso da po- pulação aos serviços médi- cos.“Vai ser muito bom essa UBS perto da nossa casa, vai ficar muito mais fácil para a gente se consultar, porque não vai ser preciso ir para a UPA, ou nos outros postos de saúde”, afirmou. A obra, que será cons- truída pela empresa Makrus Engenharia e Co- mércio, possui orçamento total de aproximadamente 413 mil reais. A empreitei- ra terá que executar o pro- jeto no prazo máximo de 8 meses, segundo o edital de licitação. O evento de lançamen- to contou com a presença do vereador Gilmar Enge- nheiro (PSB), Cláudio Costa (PMDB) e Otaviano da Cruz (PP). A obra é edificada na Rua Fernando Gonzaga, APM 67, Parque Real. Secretaria de Comunicação de Caldas Prefeitura inicia construção de Unidade Básica de Saúde do Parque RealFotos: Francisco Frotas
  7. 7. Ano II - Nº 21 dezembro de 2014 Jornal 07 Divulgação N amanhãdessasextafeira (19) o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE- GO) promoveu solenidade de diplomação dos eleitos esses ano. O ato reuniu centenas de pessoas no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Fede- ral de Goiás (UFG), no campus Samambaia, em Goiânia. O TRE diplomou o gover- nador Marconi Perillo (PSDB), vice-governador José Elliton (DEM), senador Ronaldo Caia- do (DEM), além dos 17 depu- tados federais e 41 deputados estaduais eleitos nas últimas eleições. Também receberam os diplomas os suplentes dos respectivos eleitos. Dentre as inúmeras auto- ridades participantes esteve o presidente da Associação Goia- na de Municípios (AGM) o qual aproveitou para cumprimentar os diplomados em nome da diretoria da associação. Inú- meros prefeitos também pres- tigiaram seus representantes na Assembleia Legislativa e no Congresso Nacional. De acordo com o TRE, a di- plomação é o ato pelo qual a Justiça Eleitoral declara que aqueles são os eleitos no plei- to. Na ocasião, o presidente do TRE, desembargador Walter Carlos Lemes, afirmou que o processo eleitoral deste ano transcorreu da forma prevista pelo tribunal. “Todas as ações propostas foram realizadas dentro do contexto que a gen- te realmente imaginava”, disse. Lemes explicou ainda que mesmo os candidatos que não tiveram as contas de campa- nha reprovadas ou parcial- mente aprovadas, receberam os diplomas normalmente na solenidade. “A Procuradoria Regional Eleitoral naturalmen- te irá promover as ações ade- quadas. Então, não há nada que impeça a posse, é um pro- cesso natural até que venha a decisão definitiva”, disse. De todos os candidatos elei- tos no pleito deste ano, apenas Isaura Lemos (PC do B) teve as contas totalmente aprovadas pelo tribunal até o momen- to. Os candidatos reprovados na prestação de contas ainda podem recorrer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Caso a decisão seja mantida, os elei- tos podem perder o mandato. O governador reeleito Mar- coni Perillo (PSDB) recebeu o diploma das mãos do desem- bargador Walter Lemes e agra- deceu a confiança depositada nele por seus eleitores, além de cumprimentar o TRE por elei- ções que ele definiu como“lim- pas, seguras e transparentes”. “Quero reafirmar meu com- promisso de trabalhar incan- savelmente para que Goiás se insira cada vez mais no cená- rio nacional como um estado próspero, desenvolvido e com justiça social e oportunidades para todos”, disse após receber o diploma. Assessoria de Comunicação da AGM com informações do G1 Tramita na Secretaria da Casa Civil sob número de processo 201400013003660 o autógrafo de lei 410 refe- rente às alterações na Lei Or- gânica do Tribunal de Con- tas dos Municípios (TCM). O documento está no ór- gão desde 17 de dezembro, quando foi encaminhado pela Assembleia Legislativa, onde foi aprovado. As modificações foram inicialmente propostas pelo TCM, que sugeriu a redução no número de conselheiros substitutos. O relator do proje- to, deputado Cláudio Meirelles (PR), adicionou uma emenda modificativa/aditiva ao proje- to, que beneficia diretamente os municípios goianos. Entre as proposições do relator está a redução das alíquotas das multas e o au- mento do prazo para cumpri- mento de obrigações. Outra sugestão do deputado, bas- tante comemorada pela Asso- ciação Goiana de Municípios (AGM), é a aplicação dos re- cursos das multas nos cofres dos próprios municípios que geraram o processo. Dessa forma, o dinheiro que saiu do município retornará em be- nefícios para a comunidade. O presidente da AGM, Cleudes Baré Bernardes, está bastante entusiasmado com as modificações propostas, já que são amplamente benéfi- cas aos municípios e convoca todos os gestores a se mo- bilizarem pela aprovação. A AGM continua acompanhan- do a tramitação do processo e orienta os prefeitos a enviar ofícios ao governador Marco- ni Perillo solicitando a sanção integral ao projeto. Myla Alves – Assessoria de Comunicação da AGM Com o objetivo de aumentar a prevenção e o respeito as leis de trânsito, a Agência Munici- pal de Mobilidade e Trânsito (AMT), informa que desde se- gunda-feira, 22, serão ativados quatro pontos de radares ele- trônicos em RioVerde. Dos pontos implantados, dois detectam o excesso de ve- locidade, autuando condutores que excedem a velocidade per- mitidadavia,localizadosnaAve- nida Presidente Vargas, próximo ao batalhão da Policia Militar, na Avenida Universitária e na Praça Morada do Sol. Os outros dois radares, im- plantados no cruzamento da Avenida Pauzanes de Carvalho com a Rua Garibaldi S. Leão, no Setor Pauzanes, detectam o avanços do sinal vermelho, pa- rada sobre a faixa de pedestre e excesso de velocidade. Para o presidente da AMT, Cabo Moraes, o objetivo da im- plantaçãonãoéapenasderetratar a velocidade do veículo para apli- cação de multa e sim fazer com que os condutores passem a res- peitar mais as leis de trânsito. “Ao conscientizaroscondutoresares- peitarasleisdetrânsito,automati- camente estaremos contribuindo para a redução de acidentes em nossa cidade, criando assim um trânsitomaisseguro”,afirma. Solenidade Nova lei do TCM Rio Verde TRE-GO diploma eleitos em 5 de outubro Prefeitos devem se mobilizar pela aprovação Novos radares eletrônicos serão ativados
  8. 8. Ano II - Nº 21dezembro de 2014 Jornal 08 Parque Estadual Serra De Caldas Um mundo diferente encontrado em Goiás Vista de Caldas Novas Cachoeira dentro do parque estadual Serra de Caldas Novas Trilhas Cascatinha e Paredao Outra cachoeira dentro do parque estaduasl em Caldas Novas C riado em 1970 para proteger o principal ponto de recarga do len- çol termal da região, o Parque Estadual Serra de Caldas só foi estrutu- rado para receber os visitantes em 1999. Em toda a sua extensão, que é de 123 quilômetros quadrados, as belezas da flora e fauna do cerrado brasileiro co- lorem o cenário. A reserva oferece duas trilhas – Cascatinha e Paredão, de níveis leve e intermediário – que levam a ca- choeiras e a mirantes que descortinam bonitas paisagens a 1.043 metros de al- titude. As caminhadas, que levam entre 1h30 e 2h30, só podem ser feitas com o acompanhamento de guias. Entre as recomendações estão o uso de sapatos apropriados e confortáveis, calças com- pridas e protetor solar. Lanche e sacos de lixo também são bem-vindos. “De um modo geral, o brasileiro se foca na floresta amazonica, na mata atlântica ou até mesmo na caatinga, quando se fala em natureza e ecologia. Há um desconhecimento quase total noqueserefereaoscamposdealtitudee, nopresentecaso,aocerrado.Ummundo diferente tanto na flora quanto na fauna. Quando menos se espera deparamos com um tucano em pleno vôo ou uma sismada seriema quase camuflada entre os arbustos típicos do cerrado. Arbustos interessantes, muitas flores, borboletas e até árvores de grande porte, próximas às áreas mais úmidas. Na visita que fiz ao Parque da Serra de Caldas, fiquei decepcionada com a pre- cariedade das instalações. Os guias, em- bora com muita boa vontade, desconhe- cem as plantas, o solo; enfim, estão lá só p’raninguémseperdernastrilhas.Pensei então que tivessem alguma publicação elucidativa e, decepção! Nada! Apenas um museu descuidado e empoeirado exibindo animais embalsamados, mais parecendo uma tétrica casa de bruxa. Fiquei muito triste pelo descaso com que o poder público cuida, ou melhor, descuida de um bem tão importante. Se não tem competência, que faça uma parceria com universidades que, com certeza, iriam contribuir muito na iden- tificação das espécies, e, principalmente, divulgando aos visitantes todas aquelas maravilhas. Espero um dia poder voltar lá e sair satisfeita não só pela visão geral, mas com o conhecimento que se busca numa visita deste tipo. Dica enviada por Candida Maria Morosoff Esteve lá em Abril/2012 e achou Muito bom Fotos: Divulgação

×