ANO II , EDIÇÃO N.º 6 – OUT/NOV/DEz - 2011        Equipes de Nossa Senhora                                   EN Santidade ...
Advento: tempo de renovarmos a esperançaC    aros irmãos e irmãs equi-     pistas, mais uma vez chega-mos ao Tempo do Adve...
ENTREVISTA                                                                                                   3) Quais são ...
HISTóRIco dA EquIpEEquipe 01- Nossa Senhora Aparecida - Uruaçu-GOA    equipe de N. Senhora Apa-     recida foi fruto do es...
NoTÍcIAS SEToRES A E BGOIÂNIAMissa                                          Reunião Horizontal                            ...
NoTÍcIAS SEToR                                                                                NoTÍcIAS dA REGIÃoAGUA BOA  ...
CASAIS RESPONSÁVEIS DE EQUIPE PARA 2012 1                       2                      3                       4          ...
Encontro da                                                                                                    Comunicação...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal ENSantidade ed 6 dez2011

988 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
988
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal ENSantidade ed 6 dez2011

  1. 1. ANO II , EDIÇÃO N.º 6 – OUT/NOV/DEz - 2011 Equipes de Nossa Senhora EN Santidade ESTE É UM VEÍCULO DE INFORMAÇÕES DAS EQUIPES DE NOSSA SENHORA DA REGIÃO GOIÁS CENTROMENSAGEM DO COLEGIADO REGIONAL FELIZ ANO NOVO!N este momento de fé e espe- rança onde as famílias sereúnem em festa, em comemo- Queridos amigos, chegou um novo ano! Que ele seja bom pararação ao nascimento do nosso seu lar! Rezo por vocês.Salvador, nós do Colegiado Re- Que Deus seja em sua casa ogional desejamos muita paz e primeiro a ser buscado, a ser ama- do, a ser servido.que nosso Pai nos abençoe para Amem-se: quando cresce a ca-dias melhores. ridade em seu lar, também cresce O dia de Natal deve ir além na Igreja, da qual é célula viva.dos presentes, afinal muito mais Amem-se: “ubi caritas et amo,importante é o amor entre a fa- Deus ibi est”.mília e amigos, por isso vamos Sejam felizes: o Senhor espera esta louvação, e os que rodeiam vo-pensar em algo muito maior cês esperam este testemunho.neste natal. Melhor do que to- Sirvam de reparação parados os presentes é ter junto à ár- aqueles casais, tão numerosos, quevore de natal a presença de uma fecham sua porta a Cristo e onde ofamília unida e feliz vivendo o amor se apaga.verdadeiro significado de Natal. tensamente em nossas casas. de pertença ao Movimento das Rezem pelas viúvas, cujo sa- Acolhamos o anúncio da grande Equipes de Nossa Senhora, por crifício é fonte de vida para sua Que nossos corações sejam família.uma eterna manjedoura para alegria feito pelo anjo aos pasto- tudo que realizamos neste ano Ajudem-me.acolher o Deus menino e que res na noite de Natal” . equipista que estamos encer- Que nossa Senhora seja, emele continue nascendo em nos- Que Ele nos torne firmes na rando. suas casas, uma Mãe honrada esas vidas durante todo o ano de fé, com vibrante alegria na espe- A todos um Feliz Natal e um querida.2012. rança e solícitos na caridade. ano de 2012 repleto de muitas “Como os pastores, corra- É com este sentimento que realizações, que Jesus estejamos ao encontro de Jesus, dei- renovamos nossa esperança no presente em todos os momen-xemos que a luz da esperança, Menino Jesus, manifestando tos e atenda a todos os desejos Pe. Henri Cafffarela luz de Deus entre e brilhe in- nossa gratidão por mais um ano dos nossos corações. (Primeiro Editorial no Boletim dos Grupos de Nossa Senhora dos Casais 25/12/1945) Meditação apaixonando-nos e deixando- nos seduzir por Ele. Esta se- dução nos faz esquecer até de ção, a emoção e o desejo.” A ora- ção cristã procura , de preferên- cia a meditação, “ os mistérios nós mesmos, para chegarmos a de Cristo” A oração cristã deve . A meditação é um mergu- “contemplatio” contemplação. , nos levar ao conhecimento delhar no profundo de Deus e Na concepção medieval, vem amor ao Senhor Jesus, “A uniãodeixá-lo invadir todo o nosso nos mostrar, “a leitura, a bus- com Ele” (C.T.I 2708). .ser. A meditação é um de nossos ca da doçura inefável da vida A oração busca “aquele quePCES, que nos leva ao cresci- bem-aventurada, a meditação meu coração ama” ( Santa Tere-mento em nossa espiritualidade encontra-a, a oração pede-a, a za). Então a vida do cristão deveconjugal. Quando paramos para contemplação saboreia-a” . ser um eterno amor a Nosso Se-fazer a nossa meditação, recor- colocar a serviço da mente no As palavras do nosso Se- nhor. Creio que aquele que ain-remos à palavra de Deus como sentido da posição. No princí- nhor: “Procurai e achareis, ba- da não aprendeu a amar, dificil-pano de fundo para nos levar pio, servia para indicar qual- tei e se vos abrirá” (Mt 7,7). Na mente poderá chegar ao cumeaté Ele. Jesus ao dizer Sua ora- quer classe de exercício físico procura de uma leitura atenta e de uma meditação.ção, sempre deixava a multidão ou intelectual. Mais tarde, o me- silenciosa entrareis em profun- Também “O patrono dos pá-como também seus Apóstolos e ditori tornou apenas exercícios da oração e meditação, poden- rocos, o camponês de Ars” diz:subia no monte para orar, pas- espirituais. A meditação traz do-se chegar à contemplação. A “Eu olho para Ele e Ele olha parasando até mesmo a noite inteira para nós um curvar do espírito meditação nesta linha orante é mim” Aqui vejo que o homem .em meditação. ao revelado. um exercício profundo da men- chega ao auge da contemplação, Meditação, no significado A meditação na vida cristã te humana, dando um aplique o jeito perfeito de meditar.original, “meditori” “meditatio” , , é um deixar Deus visitar o nos- ao espírito e ao coração no mis-expressando um exercício da so interior, nos tornando mais tério da Fé.mente e do corpo. Por que do conscientes de nossa existência, “A meditação coloca em Pe. João luiz – SCE Equipescorpo? Porque o corpo deve se e chamados a olhar para Deus, ação o pensamento, a imagina- 3, 6, 8 e 11 Setores A e B
  2. 2. Advento: tempo de renovarmos a esperançaC aros irmãos e irmãs equi- pistas, mais uma vez chega-mos ao Tempo do Advento que ção e esperança, animados pela certeza de que “o Senhor vem” Ensina, ainda, que esse tempo . é centrar sobre si próprio o foco da atenção pública; ele está apenas interessado em levar os “a Luz que ilumina todo homem que vem a este mundo” está para , chegar, então, nós O esperamosse expressa para nós como um de espera deve ser um tempo de seus interlocutores a acolher e a com luzes, porque O amamostempo de esperança e de alegria “vigilância” – isto é, um tempo de “conhecer” Jesus, “aquele” que e também queremos ser, comopelo Senhor que vem. Este tem- compromisso ativo e efetivo com o Pai enviou com uma proposta Ele, Luz.po deve ser vivido por todos nós a construção do Reino. de vida definitiva e de liberdade A Coroa do Advento é o pri-com muita intensidade e fé. De- O segundo domingo de Ad- plena para os homens. meiro anúncio do Natal. Ela évemos acompanhar e vivenciar vento apresenta um forte apelo A liturgia do quarto Domingo da cor verde, que simboliza a es-a liturgia para nos prepararmos ao reencontro do homem com do Advento refere-se repetida- perança e a vida, enfeitada compara celebrarmos o grande acon- Deus, apelo à conversão. Por sua mente ao projeto de vida plena e uma fita vermelha, simbolizandotecimento para a Humanidade: parte, Deus está sempre disposto de salvação definitiva que Deus o amor de Deus que nos envol-O Verbo de Deus se fez carne e a oferecer ao homem um mundo tem para oferecer aos homens. ve e também a manifestação dohabitou entre nós. novo de liberdade, de justiça e Esse projeto, anunciado já no An- nosso amor, que espera ansioso O advento é um tempo de de paz; mas esse mundo só se tigo Testamento, torna-se uma re- o nascimento do Filho de Deus.preparação para a Festa do Natal tornará uma realidade quando alidade concreta, tangível e plena O Tempo do Advento deve serde Jesus. Dignou-se a assumir a o homem aceitar reformar o seu com a Encarnação de Jesus. uma boa preparação para o Natal,nossa humanidade, sem deixar coração, abrindo-o aos valores O Evangelho refere-se ao deve ser marcado pela conversãode ser Deus. Esse acontecimen- de Deus nosso Pai. No Evange- momento em que Jesus se encar- de vida – algo fundamental parato precisa ser preparado e cele- lho, João Baptista convida os na na história dos homens, a fim todo cristão. É um processo debrado a cada ano. Nessas quatro seus contemporâneos (e, claro, de lhes trazer a salvação e a vida vital importância no relaciona-semanas de preparação, somos os homens de todas as épocas), definitivas. Mostra como a con- mento do homem com Deus. Oconvidados a esperar Jesus que a acolher o Messias libertador. cretização do projeto de Deus grande inimigo é a soberba, poisvem no Natal e que vem no fi- A missão do Messias – diz João – só é possível quando os homens quem se julga justo e mais sábional dos tempos. Com o advento será oferecer a todos os homens e as mulheres que Ele chama, do que Deus nunca se converterá.iniciamos também o novo Ano esse Espírito de Deus que gera aceitam dizer “sim” ao projeto Quem se acha sem pecado, não éLitúrgico B na liturgia da Igreja. vida nova e permite ao homem de Deus, aceitam acolher Jesus e capaz de perdoar ao próximo,Vejamos brevemente o conteúdo viver numa dinâmica de amor apresentá-Lo ao mundo. nem pede perdão a Deus.da liturgia que celebramos neste e de liberdade. No entanto, só Para nos ajudar nesta prepa- “Eu vim para que todostempo importante para nós. poderá estar aberto à proposta ração, usa-se a Coroa do Adven- tenham a vida e a tenham em A liturgia do primeiro Do- do Messias quem tiver percor- to, composta por 4 velas presas abundância” (Jo 10,10). Esta é amingo do Advento convida-nos rido um autêntico caminho de aos ramos formando um círculo. grande certeza que celebramos,a projetar a nossa caminhada conversão, de transformação, de A cada domingo acende-se uma por isso que a nossa casa, nossapela história à luz da certeza de mudança de vida e de mentali- delas. As velas representam as família e nosso coração se trans-que “o Senhor vem” Mostra aos . dade. várias etapas da salvação. Come- formem na manjedoura paracristãos orientações concretas O terceiro Domingo do Ad- ça-se no 1º Domingo, acenden- acolhermos o Senhor que vem.sobre a forma de viver esse tem- vento garantem-nos que Deus do apenas uma vela e à medida Que todos tenham uma óti-po de espera. Apresenta para nós tem um projeto de salvação e que vão passando os domingos, ma vivência do tempo do adven-a essência de Deus: amor e mi- de vida plena para propor aos vamos acendendo as outras ve- to em preparação para o Natalsericórdia que acompanha cada homens e para fazê-los passar las, até chegar o 4º Domingo, que será celebrado com alegria.passo da caminhada histórica das “trevas” à “luz” O Evange- . quando todas devem estar ace-do Povo escolhido e amado por lho mostra-nos João Baptista, a sas. As velas acesas simbolizamDeus. O Evangelho convida os “voz” que prepara os homens nossa fé, nossa alegria. Elas são Pe luiz Pereira lemosdiscípulos a enfrentarem a his- para acolher Jesus, a “luz” do acesas em honra do Deus que SCE – Equipe 08 e SCE do Setortória com coragem, determina- mundo. O objetivo de João não vem a nós. Deus, a grande Luz, Anápolis Maria Lúcia e Antonio Melo – Equipe 4B filho de Maria Lúcia e Antonio Melo – Equipe 4B Cida e Ebert – Equipe 12A 2 OUT/NOV/DEz
  3. 3. ENTREVISTA 3) Quais são os principais desafios a fren- te da Super-Região Brasil? Os desafios são inerentes a qualquer trabalho missionário. Em nossa missão à frente das ENS, os prin- cipais desafios têm a ver com o que enuncia Pe. Caffarel no trecho transcrito abaixo: Cida e Raimundo “Se vocês captaram o espírito das Equi- pes, não lhes será difícil aceitar sua discipli- na. Sua reação não será: tal regra nos inco- moda e por isso nos rebelamos. Mas, sim: Casal Responsável pela Super-Região Brasil esta obrigação é útil para uma boa marcha do Movimento. Por isso, vamos cumprí-la da melhor maneira possível.” (Pe. Caffarel, Cen-1) Quando ingressaram no Movimento das percorremos todos os Setores. Fazíamos um telhas de sua mensagem, p. 124).ENS? Em 1990, através da Experiência Co- rodízio na realização do Colegiado Regio-munitária. nal, associado sempre a um encontro com 4) Como estão os preparativos para o En- todos os equipistas da cidade, após a santa contro Internacional? Em primeiro lugar,2) Como foi a trajetória de vocês nas ENS? damos graças Deus por tudo. Ele conduz, so- A nossa entrada nas ENS foi obra do Es- Eucaristia. Muitas sementes de entusiasmo e compromisso foram plantadas. Em 1999, pra, ilumina. Em segundo lugar, louvamos apírito Santo; algo que os céticos chamam de Deus pelo casal que está à frente desse imen-“por acaso” Quando fomos descobrindo as . nosso último Encontro Nacional como Casal Responsável da Região, em Itaici, assistimos so trabalho que, humilde e generosamente,maravilhas que estavam por trás do nome - se deixam tocar pela luz, sopro e orientaçãoMovimento das ENS, fomos nos apaixonan- à mudança da ECIR para Super-Região, com a criação de províncias. Em agosto de 2002, da Trindade. Apesar dos desafios e dificulda-do e concluindo que ele ia fazendo parte de des, o casal, juntamente com sua equipe denossas vidas. Líamos com avidez qualquer estávamos recebendo de Sílvia e Chico e Pe. Flávio as bênçãos de Deus para animar e apoio, vem realizando com amor, competên-livro ou documento que nos chegasse às cia e ousadia os trabalhos do XI EI de Brasília.mãos. Depois, nós mesmos começamos a pastorear a província Nordeste. Foi um tem- po de muita unção, muito aprendizado, mui- Nossos parabéns pela garra dos equipistas debuscar mais e mais leitura, e mergulhamos Brasília que, confiantes na proteção da Mãeprofundamente. Sentíamos a presença de tas amizades, muito trabalho e, sobretudo, muita espiritualidade! Em agosto de 2007, Aparecida, não hesitaram diante do desafio.Maria, apontando para Jesus. As ENS mos- Em julho de 2012, Brasília será o “lugar” detravam um caminho seguro para chegar a estávamos saindo da SRB , sob a animação um grande louvor ao Pai com o testemunhoDeus, em casal. de Graça e Roberto e Frei Avelino. dos equipistas de todo o mundo. Em 1992, fomos escolhidos o primeiro Em dezembro de 2008, fomos informa-Casal Responsável de Equipe. Como nossa dos pelos queridos Graça e Roberto que tí- 5) Que mensagem poderiam deixar paravida equipista acontecia em Recife, porque nhamos sido escolhidos para animar a SRB. os casais da Região Goiás Centro? Maiséramos apenas duas equipes em João Pes- A notícia inquietou nosso coração. Foi uma uma vez, transcrevemos as palavras do Pe.soa, participamos do nosso primeiro EACRE noite em claro, conversando, indagando-nos Caffarel, para deixar uma mensagem não sónaquela cidade, onde tivemos a graça de co- o que Deus quer de nós? Como poderíamos para os casais da Região Goiás Centro, masnhecer o querido e saudoso Pe. Mário. Ele foi dizer “sim” sem termos a menor condição? , para os casais de toda a SRB:também um instrumento de Deus para que Como poderíamos dizer “não” e continuar “Meu conselho é o mesmo: máximo deessa “paixão” pelo Movimento aumentasse no Movimento? Seria uma incoerência de mística e máximo de disciplina. É precisoainda mais. nossa parte, deduzimos. Então, para não ser- a todo o preço que elas (as equipes) sejam mos incoerentes conosco mesmos, dissemos esta sementeira onde o Senhor encontrará Quando completamos quatro equipes, “sim” e, então, nos abandonamos em seus aqueles homens e mulheres que darão tes-tornamo-nos em João Pessoa-PB uma Coor- braços. Todos os dias nos entregamos ao Pai, temunho de Cristo entre os irmãos, nos pos-denação (hoje, pré-Setor) e fomos mais uma pedimos orientação, ajuda, luz, força, discer- tos mais humildes, como nos mais elevados.vez chamados para animar nossos irmãos. nimento. Ah, como pedimos tantas coisas!!! Mas isto só acontecerá se as equipes foremIniciaram-se nossas idas a Itaici, nos meses Quando vacilamos, que não são poucas ve- verdadeiramente escolas de vida cristã, ce-de agosto (antes Encontro Nacional). Em náculos onde os apóstolos de Cristo venham1996, com a expansão da Região Nordeste, zes, dados os desafios, conversamos com abrir seus corações ao espírito de Deus.o Senhor volveu seu olhar sobre nós e pediu Deus (oração e eucaristia), saímos revigora- Sejam bandeirantes espirituais, tendamnosso tempo, nosso serviço e nossa dispo- dos e continuamos a caminhar com entusias- com todas as suas forças para a perfeiçãonibilidade para viajar pelos estados (RN e mo, coragem e, sobretudo, com esperança e cristã e sintam-se responsáveis pela constru-PB) como Casal Regional Nordeste III. Em fé de que o Cristo Ressuscitado está conosco. ção no Brasil, de uma Igreja forte e irradian-setembro de 1996, davam-nos posse junto Louvado seja o Pai, o Filho e o Espírito Santo te,...” (O sentido de uma vida, 140-141).com Pe. Rui Körbes s.j. Com a graça de Deus, por tantas maravilhas realizadas na missão e, Informação: Cida e Raimundo estarãoa luz do Espírito Santo e a proteção de Maria, em especial, na nossa vida conjugal! em Goiânia no início do próximo ano. Regina e Afonso - Equipe 10B Helena e Rodney – Equipe 5 – Anápolis Luiza e Mário – Equipe 4B OUT/NOV/DEz 3
  4. 4. HISTóRIco dA EquIpEEquipe 01- Nossa Senhora Aparecida - Uruaçu-GOA equipe de N. Senhora Apa- recida foi fruto do esforçoe do desejo do Pe. Crésio Ro- o Sacerdote Conselheiro Espi- ritual. Éramos nove casais. Em 2008 fomos pilotados pelo casal róquia e juntamente com o ca- sal Neli e Carlos Eder a missão de conduzir o pequeno grupo juntamente com Pe. Rodrigo o SCE. Hoje a Equipe está com 5 casais e estão sendo pilotadosdrigues da Silva. Ele convidou Simone e Luiz também de Bra- de casais a descobrirem o ver- três casais para ingressarem navários casais da comunidade sília, tendo o Pe. Crésio como dadeiro significado da Espiritu- Equipe no próximo ano. Quepara uma reunião onde foi nos Sacerdote Conselheiro Espiri- alidade Conjugal e a busca da Deus abençoe a todos nós eapresentado a possibilidade de tual. Até 2009 pertencíamos a santidade. Em 2010 foi eleito o que N. S. Aparecida seja o gran-realizarmos encontros perió- Província Centro-Oeste, Região casal responsável Maria Lúcia e de modelo de fortaleza para to-dicos para uma experiência de Centro-Oeste I. No final do ano Nivaldo, e nesta ocasião passa- dos os casais equipistas.oração para casais. Neste dia realizamos a eleição e foi eleito mos a pertencer a Região Goiásforam formados quatro grupos. então o primeiro Casal Respon- Centro, orientada por casais deEm 2007 iniciou-se a experiên- sável da Equipe 1 – Neli Selma e Goiânia. Em 2011 o casal Márciacia comunitária que foi condu- Carlos Eder. Nesta ocasião o Pe. Sodré e Girlan tem conduzido maria lúCia e nivaldozida pelo casal Juraci e Simas Crésio deixou a paróquia. O Pe. com muito amor e dedicação Equipe 01- N. S. Aparecidade Brasília, e Pe. Crésio sendo Rodrigo Carrijo assumiu a pa- a função de Casal Responsável, Uruaçu-GoiáscoNHEçA o coNSElHEIRo: Padre Rodrigo Aparecida) a dois anos e meio; também acompanhou no ano passado um grupo da Experi- Padre Rodrigo Garcia Carri- nele um sentimento de amor ência Comunitária que hoje jájo, nasceu na cidade de Anápo- pela Igreja que o levou a procu- tem seu SCE próprio.lis no dia 15 de outubro de 1978. rar o seminário para iniciar a Durante sua caminhadaÉ o segundo de três irmãos, sen- formação sacerdotal. Estudou vocacional inspirou-se muitodo dois homens e uma mulher. filosofia em Brasília e depois na devoção a São Luiz Gonza-Seu irmão mais velho faleceu a foi para Roma, onde fez o curso ga e Santo Antonio de Pádua,três meses juntamente com sua de teologia e uma especializa- que o motivaram muito a imi-esposa em um acidente de car- ção em filosofia. Retornando tar suas virtudes de santidade.ro. Fato este que abalou muito a ao Brasil, foi ordenado diácono quia São Sebastião de Uruaçu, Este ano completa cinco anosvida de sua família. em junho de 2007 e no dia 17 onde está desde 2009. Teve a de sacerdócio e diz que “a cada Quando surgiu o desejo de de dezembro do mesmo ano foi alegria de ser acolhido na pa- dia Deus tem confirmado seuser padre, morava em São Luiz ordenado sacerdote pela graça róquia pela ENS, responsável chamado por meio das fortesdo Norte, e convivendo com de Deus, na cidade de Uruaçu. pela liturgia da missa de posse. experiências vividas na comu-seminaristas que passavam em Depois de dois anos de padre Acompanha como SCE a equi- nidade. Cabe a mim responderMissão pela cidade, despertou foi nomeado pároco da paró- pe 1 (Equipe Nossa Senhora com dignidade” .uRuAçu NoTA dE fAlEcImENToMissa de Posse É com grande pesar que comunica-dos novos CRE mos o falecimento de nossa amiga equipista Estely, esposa do sr. “ Com otimismo e fé...” Es- Carlos. Ela participavasas foram as palavras do Padre da equipe 5 de Urua-Helio, SCE de Uruaçu no inicio çu que foi pilotada emda celebração da missa de Pos- 2011, sendo o primei-se dos novos CRE de Uruaçu. ro CRE eleito para 2012.Prestigiaram a cerimônia os ca- pilotaram mais duas equipes anos de ordenação do Padre Nossas orações para quesais Lu e Nelson (CRR), Mirian daquela cidade, durante o ano. Helio. Houve confraternização, Deus dê a ela o descanso eternoe Joel (CRS A), Valéria e Wilson Uruaçu conta agora com seis bolo de aniversário e muita ale- e à sua família o consolo e a fé(CL), Débora e Marcos, Teresa Equipes de Nossa Senhora. Foi gria. em Cristo Ressuscitado.e Jurandir (Casais Piloto) que celebrado também, os doze Mirian e Joel - CRS A Jussara e Edemilson – Equipe 5A Vanusa e Deusamar – Equipe 6A Rosangela e Gean – Equipe 4-A.Boa 4 OUT/NOV/DEz
  5. 5. NoTÍcIAS SEToRES A E BGOIÂNIAMissa Reunião Horizontal PRÉ – EACRE No último dia 12/10 acon- Aconteceram nos dias e orientações apresentadasteceu a Missa por intenção do 21/09 e 18/10 as reuniões ho- destacaram-se os SCE Pe. JoãoEncontro Internacional que rizontais dos Setores B e A res- Batista e Pe. João Luiz, falandoserá realizado em Brasília em pectivamente, para, casais res- Foi realizado no salão da sobre: Espiritualidade Cristã e2012. A celebração foi presidi- ponsáveis e casais ligação de Paróquia São Paulo Apóstolo o Compromisso nas ENS, respec-da pelo frei Venildo Trevizan, cada setor. Foram momentos Pré-Eacre para os Casais Res- tivamente. Foi um dia de muitona paróquia São João Evange- de avaliação anual das ativida- ponsáveis de Equipe eleitos aprendizado para os casais doslista. des e equipes. para 2012. Dentre as palestras setores “A” e “B” . NoTÍcIAS SEToR ANÁPOLIS Retiro 2011 ra do Perpétuo Socorro, nos fez refletir sobre nossa Identidade Cristã e nos convidou a cultivar Com o Tema, Formação com dedicação especial a vida para Amar e Servir como Jesus, íntima com Deus, sobretudo, foi realizado nos dias 23,24 e 25 aproveitando o recolhimento e de setembro o Retiro Fechado o silêncio, de modo a crescer- das Equipes de Nossa Senhora mos em profundidade no nosso do Setor Anápolis. Este Retiro relacionamento com Deus. instruído pelo Espírito Santo eDia do Nascituro Foi um subsídio da CNBB para reflexão e faz parte da dinâ- conduzido pelo Padre Osvaldo, Sacerdote Conselheiro Espiritu- maria elena e Júlio César mica de defesa da vida, momen- to importante para anunciar, al da equipe 02 – Nossa Senho- CRS Anápolis Celebrou- se pela primeiravez na Diocese de Anápolis, en- debater e esclarecer as pessoastre os dias 1º a 07 de outubro, a sobre a grandeza e o valor daSemana Nacional da Vida, tendocomo culminância a Celebração vida, fortalecendo a proteção e o cuidado para com a família, res- Bodas De Prata gatando o dom da vida em todas Parabéns ao casal Valéria eEucarística no dia 08 do mesmo as etapas humanas. Ronaldo da equipe 06 – Nossamês, Dia do Nascituro. Senhora das Graças pelos 25 anos de casados. Que as luzesMissa De Posse Novos CRE desse amor iluminem todos que os rodeiam. Felicidades! A missa de posse dos Ca- senvolveu sua homilia a partirsais Responsáveis de Equipe das palavras de Padre Caffarel Missa em Intenção ao Encontro Internacional das ENS2012 do Setor Anápolis foi re- “No teu amor por mim, vejo oalizada no dia 25 de novembro amor de Deus que vem ao meu No dia 12 de outubro, foi re- cional das ENS, a realizar em ju-na Paróquia Nossa Senhora encontro; no meu amor por ti, alizada na Paróquia de São João lho de 2012, em Brasília. A missaD’Abadia. A celebração foi pre- uno-me ao amor de Deus, que Evangelista, juntamente com foi presidida pelo SCE do Setor,sidida pelo SCE da equipe 01, pede meu coração emprestado aquela comunidade, a missa em Padre Luiz, e contou com a pre-Padre Marcus Flávio, que de- para amar”. intenção ao Encontro Interna- sença marcante dos equipistas. Elaine e Sebastião – Equipe 12A Macionila e Simplício – Equipe 3A Telma e Maurício – Equipe 1A OUT/NOV/DEz 5
  6. 6. NoTÍcIAS SEToR NoTÍcIAS dA REGIÃoAGUA BOA Confraternização dos SCEs da RegiãoÁgua Boa em Festa No dia 14 de novembro a Região Goiás Centro realizou a sua participação no Encontro Nacional dos SCEs ocorrido em No mês de outubro, dedica- cidade, e logo em seguida a Co- primeira confraternização dos agosto em São Paulo. Foi feitado a Nossa Senhora Aparecida, roação de Nossa Senhora pelas Sacerdotes Conselheiros Espi- uma pequena homenagem aosa Paróquia de Água Boa esteve crianças. As Missas festivas no rituais e AET da Região. O even- conselheiros. Dom João con-homenageando a Padroeira da dia 09 e 12, demonstraram que to contou com a participação cluiu o momento enaltecendo acidade, que também é Padroeira o povo tem uma devoção muito de 12 SCE, 3 AET, e também de importância das ENS na vida dado Brasil. Neste ano o envolvi- grande para com a Mãe Maria, Dom João Wilk bispo da Dio- comunidade, da Igreja pelo tra-mento de toda a Comunidade foi que a cada dia intercede em fa- cese de Anápolis e o Colegiado balho que realiza nas famíliasmuito grande, com a realização vor das famílias aguaboenses. Regional. Padre João Batista e pelo testemunho dos casaisda Novena, onde as ENS tam- O Setor Água Boa das ENS, tem SCER deu um testemunho de participantes.bém tiveram participação ativa. muitos casais envolvidos de uma Sessão de FormaçãoFoi realizada uma carreata de N. forma bem atuante na ParóquiaS. Aparecida pelas Avenidas da N. S. Aparecida.Missa de Posse dos Novos CRE No dia 05/11/11, foi realiza- Hunérico(Tio Neco), repassa- Nível I em Anápolisda a Missa de posse dos novos ram a tarefa de CRS para o casalCRE do Setor Água Boa. Estive- Lucimara/Juliano. Os equipistasram presentes os Casais Lu/Nel- de Água Boa prestaram uma ho-son - CRR, e Miriam/Joel - CRS, menagem ao casal que nos últi-que se deslocaram de Goiânia mos três anos se dedicou muitopara prestigiar o evento e tam- ao movimento, e que certamen-bém para dar o curso de Casal te ainda tem muito a contribuir.Ligação, que foi durante o dia de A missa foi celebrada pelosábado. SCE Pe. Irani, e teve também a Também nesta oportu- participação do coral das ENSnidade, o Casal Maria Arani/ de Água Boa. CONVITE A formação é um processo cipação de 25 casais, entre eles que ajuda os casais a conhe- casais de Anápolis e Goiânia. cerem as razões profundas das Com a graça de Deus o evento nossas opções, especialmente foi muito rico, de muita espi- aquelas fundamentais à ade- ritualidade e momentos fortes quação do agir com o ser. O de partilha. Com o tema fé e ponto final é agir como cris- Vida Cristã, os palestrantes Pa- tãos, como Cristo. Até chegar dre João Batista SCE da Região, Convidamos os casais que do na Pastoral Familiar. lá a vida é um caminho, um que falou sobre o Plano dequeiram crescer através do Já existem casais que es- aprendizado, um treinamento. Deus e a História da Salvação,serviço, a integrarem a equipe tão engajados em várias pa- (Frei Avelino Pértile) Padre Joaquim SCE da equipedo Encontro de Noivos. róquias neste trabalho e este Com este sentimento a 05 de Anápolis que falou sobre É um trabalho muito grati- convite se estende a todos que Região Goiás Centro realizou os Sacramentos e a Irmã Ninaficante e enriquecedor e vem sintam o desejo de trabalhar a Sessão de Formação Nível I AE da equipe 07 de Anápolisde encontro com as propostas com noivos e recém casados. em Anápolis, no dia 11 de no- que falou sobre Vida em Co-do movimento, em especial no Não deixem passar essa opor- vembro de 2011 no Patronato munidade Igreja e Espirituali-ano de 2012 que é estar inseri- tunidade. Madre Mazarello, com a parti- dade Cristã. Maria e José Queiroz – Equipe 5-A.Boa Ordália e Leopoldo –Equipe 2 Anápolis Cleusa e Gaspar – Equipe 1-A.Boa 6 OUT/NOV/DEz
  7. 7. CASAIS RESPONSÁVEIS DE EQUIPE PARA 2012 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 1213 14 15 16 17 1819 20 21 22 23 2425 26 27 28 29 3031 32 33 34 35 36ÁGUA BOA: 1. Eq.1 – Ivete e José, 2. Eq.2 – Célia e Telvi, 3. Eq.3 – Carmenúcia e Lino, 4. Eq.4 – Margarete e Juvenildo, 5. Eq.5 – MariaJosé e Zoarte, 6. Eq.6 – Marilene e Divino, 7. Eq.7 – Mayara e Rodrigo / ANÁPOLIS: 8. Eq.1 – Audriene e Darlan, 9. Eq.2 – Deusimar eDiemer, 10. Eq.3 – Suzete e André, 11. Eq4 – Vera e Ivo, 12. Eq.5 – Zélia e Antônio Carlos, 13. Eq.6 – Sônia e Osvando, 14. Eq.7 – San-dra e Luiz, 15. Eq.8 – Rosineire e Márcio, 16. Eq.9 – Floripes e Paulo; Setor A: 17. Eq. 01 = Sandra e Adoniran, 18. Eq. 03 = Macionila eSimplício, 19. Eq. 05 = Iara e Wildes, 20. Eq. 06 = Jumária e Paulo, 21. Eq. 08 = Celuta e Waldelon, 22. Eq. 12 = Luciene e José Carlos /Setor A Uruaçu: 23. Eq. 01 = Rosimeire e Antônio Carlos, 24. Eq. 02 = Vanderléia e Osmar, 25. Eq. 03 = Márcia Christinne e Hugo, 26.Eq. 04 = Benedita e Romildo, 27. Eq. 05 = Gilda e Rodrigo, 28. Eq. 06 = Abadia e Carlos; Setor B: 29. Eq. 02 - Elaine e Cezar, 30. Eq. 04 -Amália e José Alexandre, 31. Eq. 07 - Lucia e Divino, 32. Eq. 09 - Léia e Humberto, 33. Eq. 10 - Luciene e Alex Sandro, 34. Eq. 11 - Mariade Lourdes e Luiz, 35. Eq. 13 - Gislana e José Gabriel, 36. Eq. 15 - Vanda e Sandro OUT/NOV/DEz 7
  8. 8. Encontro da Comunicação Foi uma experiência importante no aprimoramento da comunicação nas Equipes de Nossa Senhora em busca da eficiência A comunicação verdadeira deve ser ção digital, que apresentam ferramentas da ligação nas ENS, além do alinhamentobebida na fonte! Com essa linha de pen- modernas e facilitam a vida das pessoas. sobre o fortalecimento das ferramentas desamento, Padre João Batista que é SCE da Porém, essas ferramentas podem e devem comunicação existentes no movimento,Região Goiás Centro, abriu o 1º Encontro ser utilizadas, com moderação, devido o como a Carta Mensal, o Site, o Jornal EN-da Comunicação da Região Goiás Centro. O caráter impessoal que imprimem. Não se Santidade, o Blog Ensantidade, as cartasEncontro foi realizado no último dia 01 de pode perder de vista a importância da co- apostólicas, dentre outros.outubro em Goiânia e contou com a parti- municação direta, corpo-a-corpo, olho-cipação de casais responsáveis de equipe, no-olho. Essa sim, faz toda a diferença porcasais de setor, região e ligações. permitir melhor entendimento, sem a frieza Janaina e rigonatto Foi uma experiência importante no da comunicação digital. Portanto, conclui- Equipe 12Aaprimoramento da comunicação nas Equi- se que a boa comunicação deve ser efetivapes de Nossa Senhora em busca da eficiên- e afetiva.cia, para evitar a incidência de ruídos que O que se busca é o crescimento das rela-tanto atrapalham a vida das pessoas, e con- ções mais humanizadas. Apesar dos recur-sequentemente, de qualquer movimento da sos da modernidade nos ajudarem muito, Ajude-nos a preparar as pró-sociedade. A comunicação deve estar ple- em tempos de tanta correria, não se pode ximas edições do Jornal. Envie su-namente em sintonia para ser recebida com perder de vista a dimensão humana e afeti- gestões de temas que gostaria declareza pelas pessoas. va, pois esta sim tem mais poder. ler, conhecer melhor, ou esclarecer. Outro ponto importante na era moder- O Encontro possibilitou também aosna são os aspectos positivos da comunica- participantes, uma reflexão sobre a função Marisa e Décio – Equipe 5A Maria e Nonato – Equipe 6A exPediente Lú e Nelson – Equipe 1A Sandra e Ilson – Equipe 12A ANO II , EDIÇÃO N.º 6 – OUT/NOV/DEz - 2011 Direção: Lu e Nelson CRR luenelson@gmail.com CoorDenação: Janaína e Rigonatto - Eq. 12A rigonatto@faeg.org.br Betinha e Neimar - Eq. 2B betinhaneimar@yahoo.com.br Mary e Onir – Equipe 2B Maria Lúcia e Antonio Melo – Equipe 4B Eliane e Wilson - Eq. 6 - Anápolis elianebizinotto@hotmail.com Ana e Eugênio - Eq. 2 - Água Boa empossamai@brturbo.com.br Maria das Dores e Antonio Ricardo – Eq.2 – Uruaçu antonio.eckert@hotmail.com Tiragem 500 exemplares visite nosso blog na internet Editoração: Arquivo Fotolito / DIRETUS por Vitor Rocha www.ensantidade.blogspot.com envie notícias, artigos, mensagens e sugestões 8 OUT/NOV/DEz

×