Ensantidade ed 10 de2012 finalizado

499 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
499
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ensantidade ed 10 de2012 finalizado

  1. 1. 8 TESTEMUNHO Outubro/Novembro/Dezembro 2012 ANO III. EDIÇÃO N° 10 - OUT/NOV/DEZ 2012 Participação nas ENS - Pe. Omar Estou muito contente por participar Padre Caffarel ao receber a intuição de Deus. a Terra do alto céu. A barca da vida, como Sacerdote Conselheiro Espiritu- iniciar e desenvolver a espiritualidade Sempre estamos nos orientando para da sociedade, da Igreja, mesmo que al das Equipes de Nossa Senhora. dos casais nas Equipes de Nossa Se- não deixar de conformar os horizontes esteja agitada pelas ondas e o vento nhoraconstatou que seria o caminho a da espiritualidade que aponta para que das contrariedades. Ele quer que escu- ESTE É UM VEÍCULO DE INFORMAÇÃO DAS EQUIPES DE NOSSA SENHORA DA REGIÃO GOIÁS CENTRO Quando iniciei esta experiência co- nhecendo e acompanhando duas equi- seguir para fortalecer sempre mais os estejamos mais perto e em intimidade temos sempre suas palavras dirigidas pes (3A e 4B) já sabia que seria uma casais e com eles, a vida familiar na com Deus, e assim devemos nos com- aos apóstolos ”Coragem! Sou eu. Não experiência inesquecível. Igreja doméstica. prometer com os irmãos especialmen- tenhais medo.”. Apreendi muito nesses primeiros Sem dúvida nenhuma, ser equipistaé te com os mais necessitados. Ao reconhecer Jesus por meio dos Natal da Alegria e do Amor momentos de caminhada e quantas ser da Igreja, caminhando na realiza- Não faltam preocupações, dores, casais e das Equipes temos o dever de bênçãos de Deus foram derramadas ção e construção do Reino de Deus trabalhos, desencontros, falta de união, espalhar a Boa Nova. Os doentes se em comunhão com os casais e suas para a transformação do mundo tão aceitação dos próprios limites e fragi- aproximaram de Jesus e vocês, impon- famílias, com os filhos e até com os necessitado de Deus. lidades, bem como, dos próprios peca- do suas mãos com gestos concretos de avós e netos ! dos, porém, contamos com a força de amor, partilha e serviço ao modo de Je- A palavra “Advento” de origem Lembro que com muito medo me Os valores, que por meio das Equi- Deus que nos revigora e restabelece sus, poderão também tocar a barra de para continuar e não desistir. sua veste, pois todos os que a tocaram latina quer dizer “vinda, chegada, o que coloqueipara participar das reuniões pes são vividos em família, desenvol- vem uma vida muito perto de Deus e A oração perseverante e confiada nos ficaram curados. está para vir”. Este kairós (tempo da graça) que iam preenchendo de alegrias e es- peranças o ministério sacerdotal em ao serviço dos irmãos, muitas vezes alicerça para os momentos de maior Coloquemo-nos hoje e sempre diante é para toda a Igreja, um momento de forte meio aos casais equipistas. por meio da participação nas paró- fragilidade e nos coloca sempre na es- Dele, dizendo como aqueles que esta- mergulho na liturgia e na mística cristã. É Até então, não havia tido uma ex- quias, engajados e comprometidos na trada certa para percorrer com valentia vam na barca: “Verdadeiramente, tu és e coragem junto de Jesus. o Filho de Deus!”. tempo de espera e de esperança, de estar- periência similar, e por ser tão rica animação das pastorais e dos serviços. Parabéns, queridos equipistas, por E mais ainda, confiemos no Senhor mos atentos e vigilantes, preparando-nos de vida humana e de fé, traduzem momentos de muitas graças de Deus levar para frente estes serviços e com- mesmo quando parecer que estamos alegremente para a vinda do Senhor. Nas para a vida pessoal e o ministério sa- promissos para melhor realização da afundando. Ao gritarmos por socorro Pe. Omar duas primeiras semanas a liturgia se volta cerdotal. vida de casal e de família no povo de ele nos estenderá a mão, pois Ele olha Equipe 9 - Setor B Goiânia para a segunda vinda definitiva e gloriosa de Jesus Cristo, Salvador e Senhor da his- Maria e Nonato - Equipe 6A Goiânia tória (parusia). As duas últimas semanas, dos dias 17 a 24 de dezembro, focam em especial, a preparação para a celebração do Natal, a Encarnação do Verbo que se fez homem. Por isso, o tempo do Advento é um tempo de piedosa e alegre expectativa. visite nosso blog na internet www.ensantidade.blogspot.com Entretanto, a cada ano é neces- JORNAL ENSANTIDADE envie notícias, artigos, mensagens e sugestões sária uma vivência profunda desse tempo ano3, nº 10 – Out/Nov/Dez 2012 Mary e Onir - Equipe 2B Goiânia que é proposto pela Igreja; é necessário um Direção: desejo intenso de ficar à espera daquele que Lu e Nelson CRR há de vir. Não se pode cair na tentação de luenelson@gmail.com pensar que todos os anos são a mesma coi- Coordenação: sa. Devemos nos questionar: como está o Janaína e Rigonatto - Eq. 12A meu coração para receber Jesus que vem? rigonatto@faeg.org.br Betinha e Neimar - Eq. 2B Recordo-vos também que mais betinhaneimar@yahoo.com.br Eliane e Wilson - Eq. 6 - Anápolis um ano termina e outro se aproxima, sendo elianebizinotto@hotmail.com assim, esse é um momento propício para Andréia e Earle- Eq. 3 - Água Boa Jussara e Edemilson - Equipe 5A Goiânia Luiza e Mário - Equipe 4B Goiânia restaurar nossas forças, para fazermos um earlefrancisco@uol.com.br balanço pessoal de nossas vidas sobre o Maria das Dores e Antonio Ricardo – ano que termina e lançarmos a meta para Eq.2 – Uruaçu o ano que vem. Esse tempo é oportuno antonio.eckert@hotmail.com de dizer uns aos outros que não podemos Telma e Maurício – Eq. 1A (revisão final) tmzmendes@gmail.com desanimar e nem desistir da nossa missão Pe. Rafael Oliveira da Silva - SCE Equipe 1A de fazer desse mundo, um lugar melhor, Tiragem 500 exemplares “Ousando o Evangelho”. Nossas come- outros e crescendo juntos no amor, na fé e na nar, mesmo se ninguém o elogia. E Deus Editoração: morações de fim de ano precisam mani- esperança. Dessa forma viveremos um con- não nos deixa de amar, mesmo se às ve- festar a profundidade e o sentido autêntico tínuo Natal e faremos de cada Equipe uma zes não correspondemos ao seu amor”. da presença de Jesus em nossa história. “Belém”, ou seja, “casa do Pão” para todos. Jamais Equipistas, podemos renunciar Macionila e Simplício - Equipe 3A Goiânia Sandra e Ilson - Equipe 12A Goiânia à nossa missão. Recordemos sempre as O Natal é Deus que se faz hu- Portanto, quando nos sobressaí- palavras do Bem-Aventurado João Pau- mano e nos chama a sermos mais huma- rem pensamentos de desânimo, de tristeza, e lo II quando lhe perguntaram se renun- nos, e por isso, mais divinos e eternos. de desilusão, recordemos sempre: “os ciaria ao ministério papal, ele respondeu: Para que isto se concretize é preciso que pássaros não se cansam de cantar, mes- “Também Jesus não desceu da cruz”. nos deixemos converter sempre mais. É mo que ninguém os escute. O rio não se preciso viver como irmãos na comunida- cansa de correr, mesmo que ninguém o Feliz Natal e um abençoado Ano de de fé, sendo Igreja, ajudando-nos uns aos contemple. O sol não se cansa de ilumi- Novo a todos.Untitled-1 Spread 1 of 4 - Pages(8, 1) 13/12/12 21:13
  2. 2. 2 ARTIGO Outubro/Novembro/Dezembro 2012 Outubro/Novembro/Dezembro 2012 NOTÍCIAS DA REGIÃO 7 Palavra do Regional Setor Água Boa Setores A e B - Goiânia 1 – No dia 20/11/2012 aconteceu na 3 – A distância entre Goiânia e Mor- Interequipe 2012 capela da Paróquia Rosa Mística a rinhos não será obstáculo para o SCE Queridos irmãos equipistas, pelo Pai. É um convite a uma mudança Adoração ao Santíssimo com a respon- Pe. João Irias, mesmo depois de sua Mais um ano que termina. Nossas lutas, interior, pois ele nos quer santos. No dia 16/09 realizamos com alegria as Interequipes no Setor sabilidade das equipes 13 e 15 e con- transferência para aquela cidade ele nossas necessidades de realização pesso- Mas para que isso ocorra é preciso re- Agua Boa. Foram 24 casais participantes divididos em três equi- duzida pelo SCE Pe. Rodrigo (eq.15). permanecerá na equipe da capital no al, nossas alegrias, nossas dores, com cer- ver os nossos critérios religiosos, familia- pes, cada uma acompanhada de um de um conselheiro espiritual. próximo ano. teza fizeram parte do nosso cotidiano. res, sociais, baseados nos ensinamentos Foi um momento importante para conhecer melhor nossos amigos 2 – No dia 04/12/2012 tivemos na Pa- Mas estamos perto de mais um Natal, que o próprio Cristo nos deixou.Podemos equipistas e suas equipes e para a aprofundar o tema escolhido para róquia Rosa Mística a Missa de Posse 4 – Vera e Luiz Antonio, CRS/B para e é impressionante como esta data tem recordar as propostas do balanço que aca- este momento. Esperamos que no próximo ano, mais casais equi- dos CRE para o ano de 2013. A cele- os próximos três anos não perderam o poder de renovar nossas forças e nos bamos de realizar em nossas equipes. bração foi presidida pelo SCE Pe. Joãotempo e já montaram sua equipe de transformar. É como que, se a partir do E é por este sentimento quenos senti- pistas participem deste momento de grande valia para todos nós. Luiz e concelebrada pelos SCEsPe. setor – Colegiado do Setor B, com os Natal começássemos tudo de novo, com mos fortes para recomeçar. Pois é Ele, e Omar e Pe. João de Bona. Logo em seguintes casais: Neli/Everaldo (eq. novo ardor e repletos de esperança. tão somente Ele, que nos sustenta e nos Novena e Festa da Padroeira seguida todos participaram de um mo- 04), Luzineide /Luiz Antonio (eq. 11), O espírito Natalino é também de chama- mantém firmes para continuar. Mês de outubro é o mês da padroeira mento de confraternização no salão da Gislana/Gabriel e Terezinha/Alan (eq. do, de convite. Somos convidados a co- E diante dessa realidade nós queremos Nossa Senhora Aparecida. A Paróquia Paróquia. 13), Solange/Saul e o acompanhamen- memorar, a reviver mais um nascimento desejar a todos um Natal e um ano novo Que CRISTO nasça no coração de cada realiza todos os anos a novena em honra to do SCE Pe. João Luiz da Silva. de Cristo. Comemoração que deixa de ser maravilhoso com muita luz, paz, saúde, e um, e com ele a esperança que nos move a padroeira e uma grandiosa festa. As Colaboração: Mary e Onir / Vera e Luiz Antonio para dias melhores. Uruaçu somente comemoração para ser proposta entusiasmo para recomeçar. ENS sempre são presença confirmada de conversão. É deixar o Cristo nascer Um grande abraço a todos. nos festejos, novena e missa festiva, dentro de nós. É mais uma oportunidade que nos é dada Lu e Nelson (CRR) participando com alegria e doação de todos os eventos da comunidade. Formação Ligação e Piloto Balanço – Momento de Iniciação e aperfeiçoamento Bodas de Prata O casal Margareth e Juvenildo, da “As equipes têm que ser ao mesmo passos que são os meios, atitudes para equipe 4 N. S. de Lourdes no dia 26/09 comemorou os 25 anos de vida matri- tempo um Movimento de iniciação e alcançar a meta desejada, a conversão da monial – Bodas de Prata. Parabéns ao de aperfeiçoamento”.(Centelhas de sua verdade pessoal, do casal e da Equipe. casal pelo exemplo de vida! mensagem, pág 47) Deste modo, o Balanço contribuiu no Esta afirmação do Pe. Henri Caffarel avivamento dos nossos conhecimentos, Agradecimento Especial condiz com nossa vivência como casais nos despertando para os erros cometi- Um agradecimento especial à Acompa- equipistas neste ano de 2012, pois foi dos, nos proporcionando analisar se fo- nhante Espiritual Irmã Sheily, que es- teve com a equipe 3 N. S. Auxiliadora marcado por relevantes e pertinentes ca- mos coerentes ou indisciplinados frente durante os dois últimos anos, sempre minhos que acentuaram nossa pertença às responsabilidades que o Movimento presente e com uma espiritualidade for- ao Movimento. Caminhos que nos fize- nos apresentou em 2012. te, pois a partir do próximo ano estará ram avançar para águas mais profundas, Enfim, o Balanço é momento salutar Com a graça de Deus e muita oração va- em outra comunidade. Obrigado e que Atendendo ao apelo do Senhor, acon- Para finalizar não poderíamos deixar mos nos comprometer a mudar o que por- teceu nos dias 17 e 18 de novembro, de mencionar as palavras iniciais do que nos ajudaram ousar o Evangelho. de vencer todos os obstáculos e nos co- Deus a acompanhe onde estiver. Esta- em Uruaçu – Setor “A”, os cursos: Casal Nelson, da Lú: “Quem não está aber- No estudo do Tema partíamos de um locarmos frente a frente, desarmados de ventura estamos deixando a desejar. mos rezando por você! Ligação e Casal Piloto ministrados pe- to para a missão no Movimento (ou texto evangélico, e éramos levados a es- nossas prepotências e cheios de miseri- Nosso Movimento é exigente, mas en- los Casais Responsáveis da Região e de na Igreja), ainda não entendeu o que riquecedor. Homenagens Especiais Setor, conduzidos pelo Espírito Santo são as Equipes de Nossa Senhora”. Es- cutar e refletir; ver; julgar; agir; e parti- córdia e compaixão para com os outros, que nos conclama e nos envia à missão. sas palavras ecoaram profundamente lhar. Esta sequência nos despertou, nos a fim de reafirmarmos o nosso compro- Vera Lucia e Luiz Antônio Sob o olhar do Senhor, vivemos mo- em nossos corações, encorajando-nos alertou que há necessidade de seguir misso de sermos irmãos. Equipe 11 - Setor B Goiânia mentos de verdadeira partilha, acolhi- a dar o nosso “Sim” neste serviço de mento da vontade de Deus em nossa formação de discípulos e discípulas Missa de Responsabilidade vida e renovação do amor ao Movi- de Cristo, com humildade, amor, be- mento, que nos leva a comprometer- nevolência e fidelidade ao seu carisma nos bem mais com a sua expansão e, fundador. Desde que entramos nas Equipes de Nossa iniciar um dia já com a Eucaristia, realmente se em união com Aquele que nos confiou essa consequentemente, o serviço à Igreja. Senhora, há 20 anos, percebemos o empenho faz a diferença. O dia torna-se leve, o Espírito responsabilidade.”. – (Guia das ENS, p. 45) Márcia e Girlan - Equipe 1 - Uruaçu - Setor A Goiânia dos responsáveis pelo Movimento em estimu- Santo nos concede tanta lucidez para o embate Se você ainda não participa das Missas de lar a participação dos casais na Eucaristia. É do dia a dia que passamos a desconsiderar as Responsabilidade, faça uma Regra de Vida. Nossa missão de equipistas é na mão de Deus e que estavam Maria e José Queiroz - Equipe 5 Água Boa solicitado em particular, aos casais que exer¬- pequenas turbulências e as grandes tribulações A diferença você já vai perceber de imedia- plantar esperança. Somos seme- respondendo somente com gene- cem e exerceram responsabilidade na equipe tornam-se harmoniosamente resolvíveis. to, pois estará permitindo a ação do Espírito adores do bem e este ofício é ár- rosidade àquilo que foi lhes dado de base ou nos quadros do Movimento, parti- Pe. Tandonnet ressalta e reforça o sentido Santo em sua vida e testemunhando assim a duo, nos exigindo compromisso, por Ele mesmo. à responsabilidade espiritual no Movimento: nossa unidade, para juntos progredirmos rumo dedicação, renúncias. Mas, servir Vocês foram sinais de esperan- cipar de uma missa extra, semanal, na inten- ça, de entusiasmo, de alegria para ao Movimento das Equipes de ção da sua equipe, setor, região e outros. “Uma responsabilidade espiritual só pode ser à santidade. Nossa Senhora é um privilégio, muitos casais, e sempre contaram Sempre participamos de nossa Missa de recebida do Senhor e ninguém pode apropriar- Maria Elena e Júlio César pelo muito que aprendemos, pela com a força e a inspiração do Es- Responsabilidade nas quartas-feiras às 07h e, se dela. Isto quer dizer que é preciso manter- Equipe 2 – Setor Anápolis proximidade com Cristo, pelas pírito Santo, e com a proteção de pessoas que conhecemos, pelos Nossa Senhora. lugares que peregrinamos. Vive- Assim, nosso Movimento agra- mos sempre momentos de verda- dece por toda esta dedicação e Lu e Nelson - Equipe 1A Goiânia deiras bênçãos. pelo empenho que vocês exerce- Vanusa e Deusamar - Equipe 6A Goiânia Telma e Maurício - Equipe 1A Goiânia E ser Casal Responsável de Se- ram esta missão. E sabemos que Cleusa e Gaspar - Equipe 1 Água Boa tor é uma dessas missões dentro Deus permitiu que vocês tivessem do movimento em que vocês, Ma- sempre esta mesma vontade de ria Elena e Júlio César (Setor Aná- Madre Tereza de Calcutá: “Vou polis) e Mary e Onir (Setor B), um passar pela vida só uma vez: por dia foram chamados e aceitaram. isso qualquer coisa boa que eu Muitos foram os desafios, muitas possa fazer, ou alguma amabili- foram as renúncias, mas sabemos dade que possa fazer a algum ser que ao longo deste serviço vocês humano, devo fazer agora, porque sempre tiveram consciência de não passarei de novo por aqui”. que eram somente instrumentosUntitled-1 Spread 2 of 4 - Pages(2, 7) 13/12/12 21:13
  3. 3. 6 NOTÍCIAS DA REGIÃO Outubro/Novembro/Dezembro 2012 Outubro/Novembro/Dezembro 2012 ARTIGO 3 Encontro de Equipes Novas Setor Anápolis Conheça o Conselheiro: HISTÓRICO: EQUIPE 2 Agua Boa - MT em especial o CRS Cida e Helis e seu colegiado, reforçando em nós Missa De Posse: Pe. Éverson de Faria Mello Nossa Senhora Aparecida o sentido do acolhimento, da parti- Casal Responsável de Setor / Casal Responsável de Equipe Meu pai tinha uma preocupação mui- lha e da ajuda mútua, atitudes estas No dia 27 de novembro foi celebra- pação, além de equipistas e familiares, to grande com nossos estudos e foi Com a vinda para nossa Paróquia do Pe. Adenir José Fumagalli, transferido de tão pregadas em nosso movimento. da a missa de posse dos Casais Res- de nosso Casal Responsável Regional quando nos mudamos para Goiânia. Brasília, e um grande entusiasta do Movimento das ENS, fez diversas gestões junto ponsáveis de equipe 2013, e também Lú e Nelson, do Casal Responsável Eu no Grupo Escolar Modelo. Logo aos responsáveis em Brasília. Com a intervenção do casal Lícia e Artur, e consenti- A equipe de formadores que a posse do novo Casal Responsável de do Setor B, Vera e Luiz, de Goiânia, e meu irmão ficou conhecendo um pa- mento do Bispo Diocesano Dom AntonioSarto, finalmente em 20/09/1997, foi feito acompanhará as equipes novas das Setor, Holyanda e José Heloy. da Acompanhante Espiritual da equi- dre redentorista e resolveu entrar para regiões Goiás-Sul e Goiás-Centro a informação e o lançamento de 03 equipes. A missa foi presidida pelo SCE do pe 09, irmã Solange. o seminário e eu com apenas dez anos Embora morarmos em uma pequena cidade, antes do início da Equipe, não nos é composta de 4 casais: Débora e setor, padre Luiz, e tivemos apartici- de idade o acompanhei. Depois de fa- conhecíamos, apenas frequentávamos as missas como católicos expectadores, e as- Marcos, equipe 01 do setor A de zer o discernimento vocacional ele saiu Aconteceu nos dias 24 e 25 de Assembléia Diocesana do seminário. Eu estudei o primeiro sim através de insistente convite feito pelo Pe. Adenir, resolvemos experimentar o Goiânia; Eliane e Wilson, equipe até então desconhecido Movimento das ENS. Já na reunião informal nos mostrou novembro, em Ituiutaba – MG, o Nos dias 23/24 de novembro o casal acolhida aos participantes. e segundo grau em Aparecida-SP, fiz 06, do setor Anápolis; Rosária e Holianda e José Helói-CRS partici- A Assembleia Diocesana foi coor- o noviciado em Pindamonhagaba-SP exigir uma maior participação nossa na Igreja, assim iniciamos a construção da primeiro Encontro de Equipes No- Hudson, equipe 19N, setor B de pou da 7ª Assembleia Diocesana de denada diretamente pelo bispo dioce- e no dia 2 de fevereiro de 1963 emiti nossa nova família. vasda Província Centro-Oeste. Anápolis.Momento muito importan- sano, assessorado pelo coordenador No dia 25/10/1997 foi realizada a primeira reunião formal da Equipe 02 – Nossa Itumbiara; Sônia e Ricardo, equi- os primeiros votos, portanto 50 anos Este encontro destina-se aos ca- tede convivência e aproximação do do Conselho Diocesano de Pastorais, Senhora Aparecida, na casa do casal Salete e Marco Antônio, o qual não pertence pe 01, do Setor Goiatuba – Pana- movimento das ENS com os sacerdo- padre Osvaldo João de Souza, SCE atrás. Fiz também os cursos de Filosofia sais que saíram da pilotagem, após tes da nossa Diocese . da Equipe N º 2 - Nossa Senhora do Falar de si mesmo é sempre difícil, pois e Teologia em Tiete-SP e em São Pau- mais a equipe, e com a participação de 07 casais, e tendo como casal piloto Socorro má; tem como SCE o padre João o estudo dos 10 Cadernos de Pi- O evento teve início sexta-feira dia Perpétuo Socorro. Ele falou sobre o as fontes são muito pessoais e corre-se o lo(capital) , no dia 21 de dezembro de e Vicente. Batista, SCE da equipe 07, do se- 23, no salão da Matriz de Nossa Se- tema central do Encontro, com ênfase risco de ter uma visão distorcida da ver- 1968 fui ordenado Sacerdote na Matriz lotagem e tem por objetivo “pro- Dos oito casais que iniciaram a equipe, estão até hoje Ana Maria e Eugênio, Célia tor B de Goiânia e SCE da Região nhora D’Abadia com o tema: “A fé e para as virtudes da fé, como motiva- dadeira realidade. Mas como a finalidade de Campinas. e Telvi e Lucia Salete e Éder, e ingressaram na equipe os casais Sofia e Carlos, Adria- porcionar o encontro com outras a missão” e o lema: “O que vale é a ção à comunidade para que participe Goiás-Centro. Esta equipe é orien- desse pequeno artigo é para os equipistas No primeiro ano como sacerdote mo- na e Pedro, casais que compõem a equipe atualmente. equipes, rever a metodologia do fé agindo pelo amor” (Gl 5,6). Às 19 com vigor da celebração do Ano da conhecerem um pouco de “seus padres”, rei em São Paulo e todas as semanas ia tada pelo Casal Responsável Pro- horas foi realizada a Missa de aber- Fé, convocado pelo Papa Bento XVI Nossa equipe, assim como as equipes de Água Boa, iniciaram com a perda de dois Movimento, celebrar o compro- vou atender o convite a mim feito. para o Santuário de Aparecida ou en- vincial Olga e Nei. tura, presidida pelo bispo diocesano, que será vivenciado no período de 11 equipistas que estavam pilotando as equipes 02 e 03, sendo a Socorro do Vicente e o misso do casal e da equipe, festejar concelebrada por dezenas de padres de outubro de 2012 a 23 de novembro Sou descendente de uma família pro- tão participava de alguma missão. Foi Pedro Vargas da Marina, em um trágico acidente quando da vinda de Brasília para Em nossa região, Goiás-Centro, fundamente cristã. Meus pais, Vicente um ano de aprofundamento pastoral. o acolhimento das novas equipes, da Diocese. Em seguida foi feita a de 2013. Água Boa, para a reunião de eleição dos CRE. o Encontro de Equipes Novas está e Maria Rita, vieram do sul de Minas e Findo esse ano fui designado como for- celebrar e fortalecer a unidade de Nestes anos de caminhada equipista tivemos como SCE Pe. Adenir, Irmã Janete, movimento” (Manual de equipes previsto para acontecer nos dias Pré-EACRE do Setor Anápolis não apenas com a mudança, mas uma mador no Seminário, tanto em Sacra- Irmã Deuzelina, Pe. Gaetano, Irmã Angélica, Irmã Laura e atualmente, Pe. Irani 06 e 07 de abril de 2013, em Goi- enorme bagagem de experiência de vida mento-MG como em Goiânia. Depois de Formadores). O Pré-EACRE aconteceu no dia sal Responsável de Equipe. e de desejo de construir uma verdadeira de oito anos de trabalho na formação José Villani. ânia, devendo participar os casais 02/12, na Paróquia São João Evange- No segundo momento foi feita uma O Setor Ituiutaba faz parte da lista. Iniciou-se com a Santa Missa, dinâmica com estudo de caso, sobre o família. Vieram meus pais e cinco filhos de futuros sacerdotes e também de um de todos os setores, que saíram da do primeiro casamento de meu pai. Ele trabalho no campo vocacional, por região Goiás-Sul, e conta com 20 celebrada pelo Padre Luiz Lemos, preenchimento correto das folhas de pilotagem. SCE do Setor Anápolis e da equipe partilha e relatório da reunião formal. ficara viúvo e casara com minha mãe. A dois anos, trabalhei nas Missões e aju- equipes. O encontro aconteceu 08.Pe. Luiz fez uma relação do tempo Finalizando o encontro, foram fei- sua primeira mulher morreu ao dar a luz dei a implantar a Novena de Natal em na Igreja São Francisco e partici- Eliane e Wilson litúrgico da Igreja - o Advento, com o tas explanações sobre as informações o quinto filho. Minha mãe, uma jovem Família no Brasil. Visitamos algumas param cerca de 30 casais. Fomos Equipe 6 - Setor Anápolis ano equipista. para a missão do setor em 2013. Os linda e sem experiência, assim que ca- paróquias em vários estados. Assumi muito bem acolhidos por todos, No primeiro momento foi passado participantes foram incentivados a sou, já se tornou mãe de cinco crianças, a Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo todo o conteúdo do Pré-EACRE, evi- motivarem suas equipes para parti- os quais foram criados com muito amor Socorro em Brasília. Logo que cheguei denciando o documento de trabalho cipação nos eventos do Movimento, e dedicação. Dos dezesseis filhos, chega- lá, fui procurado por membros das Missa de Formação chamado Formação do Casal Respon- a observação do calendário anual, a sável de Equipe, modulo I – Missão importância da valorização e da assi- mos dez à idade adulta. ENS. e Espírito do Casal Responsável de duidade na leitura de Carta Mensal e Desde criança, todos nós sentíamos Estava sendo iniciada uma nova Equipe e módulo II – Funções do Ca- do jornal ENSantidade. duas dimensões muito valorizadas. equipe com casais novos. O casal mais A primeira: o trabalho. Todos come- velho tinha 5 anos de casamento. Tor- Maria Elena e Júlio César - Equipe 2 - Setor Anápolis çamos a trabalhar muito cedo. Quer nos nei-me seu diretor espiritual, por dois serviços domésticos, ou na preparação anos. Foi uma experiência maravilhosa com os olhos da fé,viveu a tristeza do ciparam do encontro seria importante da comida, ou arrumando as mesas. A para minha vida. Fui transferido para Calvário e a alegria da Ressurreição perceber o testemunho de casais em caixa de engraxate era constantemente Goiânia e por mais de 15 anos traba- porque acreditou nas promessas de participarde um Movimento e estar carregada por um de nós. E que alegria lhei na administração da Congregação Deus para sua vida. Certamente Ma- preocupado com a condução de valo- quando trazíamos uma feira melhorzi- Redentorista e na administração do ria estava ajudando no serviço. Esta res cristãos em suas famílias. Solicitou nha! Sistema Redentorista de Comunicação atitude se torna, portanto, modelo para aos casais das ENS atenção e apoio A segunda: a dimensão religiosa. A par- (Editora, Gráfica e Rádios). todo cristão, especialmente para nós para os jovens que participarão da Jor- ticipação nas missas dominicais matuti- Logo em seguida fui nomeado páro- casais equipistas. nada Mundial da Juventude no Rio de nas, e nas bênçãos solenes do Santíssimo co na Paróquia de Trindade e também Nestes anos a participação dos casais da nossa equipe, a responsabilidade junto Contamos com a participação de Janeiro, pois este deverá ser um evento à noite era natural para nós. Fiz a minha presidente da Vila São Cottolengo. ao movimento é bem expressiva, pois já tivemos CRS, CL, CP, Casal Informação de mais ou menos 100 jovens que esta- de destaque dentro do Ano da Fé, uma primeira comunhão faltando dois dias Depois assumi a Paróquia de Abadia Setor, Casal Repórter, bem como o engajamento junto a comunidade como Minis- vam trabalhando ou fazendo o Segue- “ocasião privilegiada aos jovens para para completar sete anos. E lembro–me de Goiás e continuei como presidente tro Extraordinário da Sagrada Eucaristia, Coordenadora da Catequese da Paróquia, ainda da devoção a Nossa Senhora. A da Vila. Assumi também o trabalho Catequistas, Missões Populares e diversas outras atividades solicitadas pelo nosso me (Encontro de Jovens). Foi um experimentar a alegria que provém reza dos terços... Ou quando começava de animação do Vicariato de Trindade pároco. momento importante de aproximação da fé no Senhor Jesus e da comunhão uma chuva forte minha mãe reunia a to- como Vigário Episcopal. Em 2011 fui entre movimentos e pastorais, no qual com o Santo Padre, na grande família Não parece, mas tínhamos nós todos filhos pequenos que participavam das reu- Sempre que a Missa mensal é de lo de Fé”. dos e rezava cantando: “Minha alma en- transferido para paróquia de Campinas padre Osvaldo conduziu a celebra- que é a Igreja”. niões e terços, e hoje já estamos contando com netos dentro de nossa equipe, bem nossa responsabilidade, temos tido o Foi ressaltada a lição de fé que Ma- grandece”...Essa atitude de fé nos levava a e assim pude voltar a participar de uma ção sempre evidenciando os valores Foi pedido também para que os Casais ter um carinho especial para com Nossa como filhos de casais de nossa equipe que já são equipistas também, seguindo o cuidado de prepará-la juntamente com ria nos dá em toda sua vida, desde a equipe de Nossa Senhora. O que é para cristãos na família e a importância de das ENS aprofundassem no conheci- Senhora. mim motivo de muita alegria. Minha exemplo de seus pais, com isso observamos que os equipistas estão plantando a o nosso SCE para que a mesma seja Anunciação, Encarnação e até aos pés semente em terreno fértil. participar de um Movimento voltado mento dos principais Documentos do Não posso deixar de dizer que tínha- querida Equipe 5. uma missa de formação. Esta foi rea- da cruz. Maria nos dá a mensagem de para o crescimento espiritual do casal, Concílio Vaticano II e o estudo do Ca- mos um ambiente de muito amor e ale- Ana Maria e Eugênio lizada no dia 27/10/12 na Catedral do uma fé inabalável, corajosa, compro- uma vez que para os jovens que parti- tecismo da Igreja Católica. gria. Meus pais sabiam nos ajudar a viver Pe. Éverson de Faria Mello Equipe 2 – Setor Água Boa Bom Jesus, com o tema “Maria mode- metida com o Projeto de Deus. Ela, Equipe 2 - Setor Anápolis uma infância feliz. Equipe 5 - Setor A Goiânia Oh! Que saudade. Ordália e Leopoldo - Equipe 2 Anápolis Vaneli e Luiz - Equipe 1 Anápolis Marisa e Décio - Equipe 5A Goiânia Núbia e Gilmar - Equipe 14B Goiânia Tatiane e Augusto - Equipe 7 Água BoaUntitled-1 Spread 3 of 4 - Pages(6, 3) 13/12/12 21:13
  4. 4. 4 CASAIS RESPONSÁVEIS DE EQUIPE Outubro/Novembro/Dezembro 2012 Outubro/Novembro/Dezembro 2012 CASAIS RESPONSÁVEIS DE EQUIPE 5 NOVOS CASAIS RESPONSÁVEIS DE EQUIPE PARA 2013 Estamos encerrando mais um ano de Chegamos ao final de 2012 e elege- “o CRE é o responsável pela circulação caminhada e muitas lições pudemos tirar mos os próximos Casais Responsáveis de do amor fraterno”. do tema deste ano, da convivência com nossas Equipes. Eles terão a missão ecle- nossos irmãos equipistas, com nossos sial: estar a serviço da “pequena ecclesia”, O Jornal ENSantidade apresenta a equipe Sacerdotes e Acompanhantes Espirituais, como gostava de lembrar o nosso Pe. Ca- de CRE da Região Goiás Centro para o ano dos eventos do movimento. ffarel. Significa dizer que o responsável de 2013 e deseja a todos um ano repleto das Ao final desta jornada cujo tema foi deve ter a preocupação primordial de fa- bênçãos de Deus: “Vai e também tu faze o mesmo” pude- zer com que a reunião da equipe não seja mos experimentar e vivenciar em profun- uma reunião meramente social. Como di- didade os ensinamentos desta parábola. zia e repetia sempre o Pe.Caffarel: Creuza e Ivandro - Equipe 2 Dalva e Roberto - Equipe 5 Neide e Robson - Equipe 6 Vera e Aurelino - Equipe 8 Setor Uruaçu Anápolis Sandra e Ilson - Equipe 12 Carmen e José - Equipe 1 Regiane e José Moreira - Equipe 2 Vaneli e Luiz - Equipe 1 Goreht e Neri - Equipe 2 Amália e Basílio - Equipe 3 Maria Marta e Emenegidio - Equipe 3 Alba e Goiás - Equipe 4 Ivanilde e Jose Ribeiro - Equipe 5 Arleide e Percio - Equipe 6 Ana Flávia e Carlos Adriano - Equipe 4 Joanedina e Adelgício - Equipe 5 Fernanda e Emerson - Equipe 6 Matilde e Zildo - Equipe 7 Setor Setor B Água Boa Goiânia Vania e Ademar - Equipe 2 Maria Lucia e Antonio - Equipe 4 Anoemia e Romildo - Equipe 7 Lúcia e Osvandir - Equipe 8 Cecília e Wander - Equipe 9 Marlene e Mário - Equipe 1 Ana Maria e Eugênio - Equipe 2 Angelita e Gilberto - Equipe 3 Ilda e Gelson - Equipe 4 Marina e José - Equipe 5 Letycia e Ronaldo - Equipe 9 Maria Letícia e João Carlos - Equipe 10 Emilene e Welder - Equipe 11 Arleth e Célio - Equipe 13 Marize e Cesar - Equipe 15B Goiânia Setor A Ilene e Genoir - Equipe 6 Daniela e Michel - Equipe 7 Goiânia Débora e Marcos - Equipe 1 Any e Carlos - Equipe 14 Ana Teresa e Ronaldo - Equipe 15Untitled-1 Spread 4 of 4 - Pages(4, 5) 13/12/12 21:13

×