Gestão de Risco - Incêncios

612 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
612
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão de Risco - Incêncios

  1. 1. GRANDES INCÊNDIOSURBANOS NO BRASILDANIELE FABRÍCIA RA:1010176JALBCKÁTIA Mª RAIMUNDO RA:1010168JALBCLETÍCIA AGOS BORGES RA:1010066JALBCSTÉPHANIE P. JARDIM RA:1010171JALBCIPEP – INSTITUTO PAULISTA DE ENSINO E PESQUISAPROFª. ENI BERTOLINI
  2. 2. INCÊNDIO NO EDIFÍCIOJOELMA
  3. 3. •Há quase quarenta anos um incêndio parou São Paulo. Era sexta-feira, 1º defevereiro de 1974 e aproximadamente 750 pessoas distribuíam-se pelos 25andares do Edifício Joelma .INCÊNDIO NO EDIFÍCIO JOELMA
  4. 4. .EDIFÍCIO JOELMADivulgação de Imagens
  5. 5. O QUE CAUSOU O INCÊNDIO ?• Curto-circuito em um equipamento de ar-condicionado.• As salas e escritórios tinham móveis de madeira, pisos arcapetados,cortinas de tecido e forros internos de fibra sintética.
  6. 6. CONSEQÜÊNCIAS DO INCÊNDIO•191 pessoas morreram, mais de 300pessoas feridas.•No desespero muitas pessoas sejogaram pelas janelas.•O socorro mobilizou 1500 homens,entre bombeiros e tropas desegurança.•Em 30 horas, aproximadamente 8 milpessoas foram ao local para identificaros cadáveres.
  7. 7. VÍTIMAS DO INCÊNDIO422 pessoasconseguiramescapardescendo deelevador40 pessoasmorreram aosaltarem doprédioMuitas pessoasforamresgatadas notelhado doprédio191 pessoasmorreram deformasdiversas, maisde 300 pessoasferidasAtitudes das Vítimas:
  8. 8. JOELMA - FAMA DE MAL ASSOMBRADO• 13 Pessoas morreramcarbonizadas dentro do elevador eos corpos não foram identificados.•Os corpos deram origem aomistério das Treze Almas nãoidentificadas.•Foram enterrados lado a lado noCemitério São Pedro semidentificação.
  9. 9. • Pessoas alegam ouviremgemidos e choros misteriososvindo das sepulturas.• Jogam água sobre assepulturas e dizem que emseguida os gemidos e choroscessam.FAMA DE MAL ASSOMBRADO
  10. 10. FAMA DE MAL ASSOMBRADO
  11. 11. SUPERMERCADOELDORADO CAMPINAS
  12. 12. ELDORADO CAMPINAS Há 25 anos, um incêndio em grandes proporçõesdestruiu completamente o Supermercado Eldorado.O maior incêndio da Cidade de Campinas/SP.
  13. 13. O QUE CAUSOU O INCÊNDIO ?• Um curto-circuito por volta de 1h30 madrugada dequarta-feira, véspera de Natal do ano 1986.•As chamas se iniciaram pelo escritório, depois padaria edepósito de bebidas.•O incêndio teve repercussão Nacional, em rádios etelejornais.•O Supermercado não foi reaberto em Campinas.•Supermercado foi aberto em São Paulo após a trajédia.
  14. 14. SUPERMERCADO ELDORADO CAMPINAS• Desabamentos dealguns pontos dosupermercado•E o fogo acabou sealastrando por todo osupermercado•Não existem muitasfotos sobre oincêndio.
  15. 15.  O Supermercado Eldorado se localizava naAvenida Senador Saraiva, na cidade de Campinas. Hoje no mesmo local existe um supermercado:Extra Perto da rede Pão de Açúcar. Na época, era o maior Supermercado da região.LOCALIZAÇÃO
  16. 16. CONSEQÜÊNCIAS DO INCÊNDIOJá parecia ter o incêndio sobcontrole por volta das 5h...• Quando uma parede lateraldesabou e soterrou um grupode pessoas.•De nada adiantou a chegadade viaturas de cidades vizinhas;•Às 13h, os 16 mil metrosquadrados do prédio já tinhamsido devastados.
  17. 17. VITIMAS DO INCÊNDIOPara duas famílias, a dor foi maior ...• Funcionário do supermercado, umjovem de 22 anos, morreu antes dereceber os primeiros socorros.RobsonAparecidode Oliveira• Operador de videotape da TVCampinas, que trabalhava na coberturajornalística do caso.O corpo deRonaldo só foi encontrado depois detrês dias, no meio dos escombros.RonaldoGomes
  18. 18. .Os dias que se seguiram ao incêndio foram marcados por denúncias eespeculações...ESPECULAÇÕES SOBRE INCÊNDIO• Eldorado não dispunha dos aparatos adequados contra incêndio.• Já tinha sido constatada em vistorias técnicas recentes a falta deequipamentos.•Corpo de Bombeiros não possuía equipamentos úteis, como oautolançador aéreo, cedido na ocasião por Jundiaí.•Houve críticas ao número insuficiente de equipamentos de combate aofogo .•Faltou até água nos hidrantes durante a madrugada.
  19. 19. BOATE KISS
  20. 20. BOATE KISS•Na madrugada do dia 27 de janeiro de 2013, jovens eestudantes se reuniam na boate Kiss em Santa Maria da Serra noestado do Rio Grande do Sul, Brasil para a festa Agromerados.
  21. 21. O QUE CAUSOU O INCÊNDIO ?•Um sinalizador utilizado no show pirotécnico pela banda que se apresentava.•O fogo começou pelo teto da boate que era feito de espuma altamente tóxica.•O extintor de incêndio do lado do palco não funcionou.
  22. 22. IRREGULARIDADES•A Kiss apresentava uma série das irregularidades quanto aos alvarás.•Havia superlotação no dia da tragédia, com no mínimo 864 pessoas.•A casa noturna tinha apenas uma porta de entrada e saída.•As portas tinham menos unidades de passagem do que o necessário.•Não havia exaustão de ar adequada, pois as janelas estavam obstruídas.
  23. 23. DESESPERO DAS VÍTIMAS• No início do incêndio foram barrados pelo segurança queexigiam a comanda paga.•Muitos confundiram a entrada do banheiro com a porta desaída.•A fumaça atrapalhou a visão das vítimas.•Muitos tiraram a roupa para colocar no rosto para não inalar afumaça.
  24. 24. FAMILIARES DAS VÍTIMAS•Familiares ligavam nos celularesdas vítimas durante a retiradados corpos.• Nomearam de sala doDesespero o local onde estavamos corpos para reconhecimento.
  25. 25. FAMILIARES DAS VÍTIMAS• Os pertences das vítimas eramcolocados em cima dos corpospara facilitar o reconhecimento.•Psicólogos, turmas de primeirossocorros e médicos prestavamassistência aos familiares
  26. 26. VÍTIMAS241 Pessoas morreram, a maioriaasfixiadas.
  27. 27. GESTÃO DE RISCOS
  28. 28. O QUE É GESTÃO DE RISCOS ?É o processo para minimizar os efeitos sobre os riscos.•PLANEJAR•ORGANIZAR•DIRIGIR•CONTROLARPLANEJARORGANIZARDIRIGIRCONTROLAR
  29. 29. COMO FAZER ?Para prevenir e realizar uma gestão de riscoseficiente, é necessário analisar com eficiência todasas possibilidades de risco do empreendimento.
  30. 30. OBJETIVO DA GESTÃO DE RISCOSÉ reduzir, de formacontínua e progressiva,os possíveis riscos deincêndio aos quaisestão sujeitas osprédios,supermercados, casasnoturnas, etc ...
  31. 31.  Prevenir incêndios e saber controlar-los e apagá-los é uma tarefa muito importante. Muitos incêndiosde grandes ou pequenas proporções poderiam serevitados por meio de orientação e maior atençãodas pessoas.PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS
  32. 32.  Os incêndios podem ter início em uma descargaelétrica, atmosféricas, sobrecarga nas instalaçõeselétricas ou até mesmo erros humanos – comodescuidos de objetos ligados a tomada por umtempo maior que o recomendado, falta deconhecimento e também irresponsabilidade.
  33. 33. Para prevenir incêndios: Verificar a voltagens dastomadas antes de ligar câmerasfrias e geladeiras.PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS
  34. 34. oFios de aparelhos eletrônicosdevem estar sempre em bonsestados (não podem estardescascados)oSistema de Ar condicionado emperfeito estado e sem “gatos”.PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS
  35. 35. PREVENÇÃO DE INCÊNDIOS
  36. 36. SISTEMAS COMBATE INCÊNDIOS: Independente do tamanho do estabelecimento, éobrigatório que haja os sistemas de combates deincêndio. Os equipamentos mais utilizados quando ocorre osacidentes é o extintor de incêndio.
  37. 37. EXTINTORES Deve-se certificar que o extintor esteja sempre nolugar correto e de fácil retirada em casos deemergência. A manutenção deve ser feita uma vez ao ano.
  38. 38. EXISTEM QUATRO TIPOS DE EXTINTORES: Água Pressurizada (A)- Madeira, Papel, Tecido e Materiais sólidos Pó Químico Seco (B)-Líquido Inflamável Gás Carbônico(C)-Equipamento ElétricoEnergizado Pó Químico Especial (D)- Metais inflamável
  39. 39.  Existem muitas empresas especializadas emExtintores que fazem todo o trabalho demanutenção e troca de extintores, facilitando essecontrole. A proporção do número de extintores deve serreferente ao tamanho do estabelecimento
  40. 40. OUTROS EQUIPAMENTOS:Hidrantes Mangueiras RegistrosChuveirosautomáticoEscadas comCorrimãoAlarme Sinalização
  41. 41. SISTEMAS DE INCÊNDIOS:
  42. 42. É IMPORTANTE QUE TODOS OS FUNCIONÁRIOSTENHAM TREINAMENTO E ESTEJAM BEMORIENTADOS EM CASOS DE INCÊNDIO!
  43. 43. CURSOS DE ORIENTAÇÃO PARA INCÊNDIO: Manuseio de Equipamentos de Incêndios Primeiros Socorros Abandonar o recinto com calma e precisão Orientar aos funcionários onde localizarrapidamente os equipamentos contra incêndio Mapa Saída Emergência
  44. 44. BRIGADISTAS Uma quantidade de funcionários voluntários podeformar a equipe de “Emergência” ou “Brigadistas” São funcionários capacitados por treinamentos e sãoresponsáveis por orientar a evacuação dos demaisfuncionários, retirada de pessoas e primeiro socorrosdas vítimas do incêndio
  45. 45.  A equipe é responsável por assegurar que todosevacuem: Salas, Sanitários e Corredores. É importante que os funcionários saibam quem sãoos que fazem parte do grupo de emergência.
  46. 46. SIMULAÇÃO DE INCÊNDIOS O Corpo de Bombeiros deve ser avisado pelotelefone 193, precisa ser informado sobre aSimulação Ponto de Encontro
  47. 47.  Plano de Evacuação Funcionários devem seravisados da Simulação(principalmentecardíacos, grávidas epessoas com algumproblema grave desaúde)
  48. 48. PLANO DE EVACUAÇÃO Algumas empresas estabelecem uma multa(estipulada pela empresa) para o setor quedemoram mais que o estipulado para evacuar oambiente onde está. Para facilitar e não ocorrer tumulto, há placas parademarcar os “Pontos de Encontro”.
  49. 49. NORMA 14276  Norma que estabeleceos requisitos mínimospara composição,formação, implantação ereciclagem deBrigadistas. Criada com o intuito depadronizar a atividade dabrigada de incêndio.
  50. 50. SAIBA + Quando sentir cheiro de gás:- Não acender ou apagar luzes. Deixar rua e as entradas livres. Fácil acesso para Corpo de Bombeiro.
  51. 51. CONSIDERAÇÕES FINAIS Investir em mais conhecimento, desde a infâncianas escolas sobre “Prevenção de Incêndio”. Consciência dos Empresários e responsáveis porestabelecimentos, sobre a importância enecessidade do Sistema sobre Incêndio, tais comoExtintores e Saídas de Emergência. Maior vigilância e maior rigor das Prefeituras e doCorpo de Bombeiro, referente aos Alvarás de todosos estabelecimentos.
  52. 52. FONTES: Prevenção de Incêndio: qualidadeonline.wordpress.com Brigadista: sindiconil.com.br Joelma: http://pt.wikipedia.org/wiki/Edif%C3%ADcio_Joelmahttp://www.alemdaimaginacao.com/Noticias/Os%20Misterios%20do%20Joelma.html Boate kiss: http://pt.wikipedia.org/wiki/Inc%C3%AAndio_na_boate_Kiss Gestão de risco: http://basesav.com.br/gestao.html Eldorado: http://portal.rac.com.br/noticias/index_teste.php?tp=campinas-e-rmc&id=/110756&ano=/2011&mes=/12&dia=/25&titulo=/incendio-do-supermercado-eldorado-completa-25-anos
  53. 53. OBRIGADA!IPEP – INSTITUTO PAULISTA DE ENSINO E PESQUISACampinas, 09 de maio de 2013

×