Clodoaldo C.SantosEveline de S. VianaFernando F. da SilvaJacqueline G. IgnácioMarcela P. ZanottoOrientadora : Profª. Eni B...
Tópicos1° Definições de gestão de risco2° Histórico da tragédia3° Estudo das causas e seus efeitos4º Planejamento5° ...
É um conjunto de técnicas que visareduzir ao mínimo os efeitos dasperdas acidentais, enfocando otratamento aos riscos que ...
É o risco da perda financeira comoresultado da mudança ocorrida novalor percebido de um dadoinstrumentoO exemplo clássico ...
Ocorre quando pessoas, empresasou estrutura governamental falhamcom os compromissos e a efetuaçãode um pagamento, configur...
A definição mais utilizada abordariscos como:“ameaça onde um evento ou açãopossa afetar negativamente umambiente no qual s...
VIDEO 2 min
O acidente ocorreu no anel superior doEstádio, por volta dos 35min, do 2º tempodo jogo Bahia x Vila Nova, quandoocorreu o ...
Segundo o Professor de Física AntônioVieira da Universidade Estadual deFeira de Santana – UEFS, considerando opeso médio d...
Minutosapós a quedaFamiliares das vitimasacompanham o trabalhodos Bombeiros
ARQUIBANCADA NOMOMENTO DA QUEDAArquibancada antesdo acidenteArquibancada nomomento do acidente
O Conselho Regional de Engenharia,Arquitetura e agronomia da Bahia- CREA- BArealizou uma vistoria, onde verificou-sefalta ...
Quatro elementos contribuirão para a corrosãoDa estrutura do estádio.-SOL-CHUVA-MARESIA-URÉIA ( substância tóxica eliminad...
Concreto com espessura inferior a permitida aeste tipo de construção
Ferragem imprópria e corroída por ferrugem
Ferragem expostas e em contato com umidade
Ausência de ferragem na estrutura
O inquérito policial foi encaminhado à JustiçaOs indiciados foram:Virgílio Elísio: Diretor técnico da CBFRaimundo Nonato: ...
Raimundo Nonato: ”Não fomos omissos emmomento algum, pelo contrário, em oito mesesestamos trabalhando para melhorar a situ...
Petrônio Barradas: ”O Esporte Clube Bahia não é minha pessoa física, e não tivemos intenção de matar e não temos responsab...
O Governo do Estado da Bahia foi o único responsabilizado pelo acidente, uma vez que a antiga Fonte era administrada diret...
O Estádio foi interditado pelo Governo doEstado, que não possuía verba para reforma ou tomar qualquer ação para liberar o ...
1º fase 21 de Junho 2010Demolição do anel inferior2º fase 29 de Agosto 2010Demolição do anel superior3º fase 05 de Setembr...
Camarotes executivo  Restaurantes Salas de imprensa  
O novo Fonte Nova segue padrões  internacionais no quesito segurança • Tempo de evacuação de, no máximo, 8 minutos • Monit...
• As resistências do concreto da Arena Fonte Nova variam entre 30 e 50MPa, muito superiores à estrutura do primeiro estádi...
O Corpo de Bombeiros, vistoria e gera relatório sobre diversos itens  Acesso de viatura a áreas de riscoSeparação entre ...
Gerenciamento de risco de incêndio;Brigada de incêndio;Iluminação de emergência;Detecção de incêndio;Alarme de incênd...
Com as exigências atendidas e aprovadas éprovidenciado a expedição do “AUTO DEVISTORIA DO CORPO DE BOMBEIROS –AVCB”, docum...
No caso de Estádios para que possa sediar umapartida os dirigentes do clube deve apresentarentre outros documentos o “ AVC...
1º EntregueArena CastelãoFortaleza CE2º EntregueArena MineirãoBelo Horizonte BH
05/04/2013A presidenta Dilma Rousseff deu o ponta péinicial para a grande festa de InauguraçãoO dia foi seguido com vários...
Corpo deBombeirosHospitalPronto Socorro
http://www.odebrechtarenas.com.br/estadio/itaipava-arena-fonte-novahttp://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL193126-5598,0...
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco

647 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
647
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estadio Fonte Nova - Gestão de Risco

  1. 1. Clodoaldo C.SantosEveline de S. VianaFernando F. da SilvaJacqueline G. IgnácioMarcela P. ZanottoOrientadora : Profª. Eni Bertolini
  2. 2. Tópicos1° Definições de gestão de risco2° Histórico da tragédia3° Estudo das causas e seus efeitos4º Planejamento5° Plano de ação6º Vistorias7° Normas e certificações 8º Sugestões de melhoria
  3. 3. É um conjunto de técnicas que visareduzir ao mínimo os efeitos dasperdas acidentais, enfocando otratamento aos riscos que possamcausar danos pessoais ao meioambiente e à imagem da empresa
  4. 4. É o risco da perda financeira comoresultado da mudança ocorrida novalor percebido de um dadoinstrumentoO exemplo clássico de risco demercado procede das perdas naBolsa de Valores
  5. 5. Ocorre quando pessoas, empresasou estrutura governamental falhamcom os compromissos e a efetuaçãode um pagamento, configura-se orisco de crédito. Para se prevenir asempresas costuma puxar históricosfinanceiros
  6. 6. A definição mais utilizada abordariscos como:“ameaça onde um evento ou açãopossa afetar negativamente umambiente no qual se está inserido.”
  7. 7. VIDEO 2 min
  8. 8. O acidente ocorreu no anel superior doEstádio, por volta dos 35min, do 2º tempodo jogo Bahia x Vila Nova, quandoocorreu o rompimento da laje de concreto,com área de cerca de 4,00m², entre osassentos de nº 87 a 96, fazendo com queas vítimas caíssem de umaaltura estimada de 15m7 vítimas fatais e 30 pessoas feridas.
  9. 9. Segundo o Professor de Física AntônioVieira da Universidade Estadual deFeira de Santana – UEFS, considerando opeso médio do corpo das vítimas de 70Kg,o tempo de queda foi de 1,7s, comvelocidade de 62km/h e compeso de 1.190Kg ao tocar o solo.
  10. 10. Minutosapós a quedaFamiliares das vitimasacompanham o trabalhodos Bombeiros
  11. 11. ARQUIBANCADA NOMOMENTO DA QUEDAArquibancada antesdo acidenteArquibancada nomomento do acidente
  12. 12. O Conselho Regional de Engenharia,Arquitetura e agronomia da Bahia- CREA- BArealizou uma vistoria, onde verificou-sefalta de uma manutenção preventiva eperiódica em toda a estrutura do Estádio,apresentando estado de deterioração,Com desplacamento de concreto,rachaduras, infiltrações generalizadas,resultando em umidade excessiva
  13. 13. Quatro elementos contribuirão para a corrosãoDa estrutura do estádio.-SOL-CHUVA-MARESIA-URÉIA ( substância tóxica eliminada na urina)Com os banheiros precários os torcedoresurinavam nas arquibancadas o que acabouacelerando a deterioração das ferragens.
  14. 14. Concreto com espessura inferior a permitida aeste tipo de construção
  15. 15. Ferragem imprópria e corroída por ferrugem
  16. 16. Ferragem expostas e em contato com umidade
  17. 17. Ausência de ferragem na estrutura
  18. 18. O inquérito policial foi encaminhado à JustiçaOs indiciados foram:Virgílio Elísio: Diretor técnico da CBFRaimundo Nonato: Superintendente daSUDESB órgão que administrava a Fonte NovaPetrônio Barradas: Presidente do BahiaEdnaldo Rodrigues: Presidente da FederaçãoBaiana de Futebol.
  19. 19. Raimundo Nonato: ”Não fomos omissos emmomento algum, pelo contrário, em oito mesesestamos trabalhando para melhorar a situaçãodo estádio"Virgílio Elísio: "Não há hipótese da CBF e daminha pessoa ser condenada. Cuidamos comtodo rigor e toda responsabilidade sobre essaquestão"
  20. 20. Petrônio Barradas: ”O Esporte Clube Bahia não é minha pessoa física, e não tivemos intenção de matar e não temos responsabilidade sobre a lamentável tragédia do Fonte Nova"Ednaldo Rodrigues: ”Os laudos técnicos que a Federação tem em mãos do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, atestam  as condições satisfatórias do estádio"
  21. 21. O Governo do Estado da Bahia foi o único responsabilizado pelo acidente, uma vez que a antiga Fonte era administrada diretamente pela SUDESB (Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia)
  22. 22. O Estádio foi interditado pelo Governo doEstado, que não possuía verba para reforma ou tomar qualquer ação para liberar o estádioO Governo abriu um prazo para empresas  enviarem projetos relativos ao futuro da Fonte Nova
  23. 23. 1º fase 21 de Junho 2010Demolição do anel inferior2º fase 29 de Agosto 2010Demolição do anel superior3º fase 05 de Setembro 2010Implosão do anel superiore retirada do entulho
  24. 24. Camarotes executivo  Restaurantes Salas de imprensa  
  25. 25. O novo Fonte Nova segue padrões  internacionais no quesito segurança • Tempo de evacuação de, no máximo, 8 minutos • Monitoramento dos torcedores com 227 câmeras • Sistema de reconhecimento facial• Atendimento médico no local• Socorristas e brigadistas distribuídos por toda a estrutura da Arena• Uma ambulância para cada 10 mil pessoas 
  26. 26. • As resistências do concreto da Arena Fonte Nova variam entre 30 e 50MPa, muito superiores à estrutura do primeiro estádio. •As barras de aço utilizadas na construção da nova Arena possuem bitola com diâmetros superior às utilizadas no antigo estádio •O aço possui certificação do INMETRO na categoria aço construção civil
  27. 27. O Corpo de Bombeiros, vistoria e gera relatório sobre diversos itens  Acesso de viatura a áreas de riscoSeparação entre edificações  Segurança estrutural nas edificaçõesControle de materiais de acabamentoSaídas de emergênciaControle de fumaça  
  28. 28. Gerenciamento de risco de incêndio;Brigada de incêndio;Iluminação de emergência;Detecção de incêndio;Alarme de incêndio;Sinalização de emergência;Extintores;Hidrante e mangotinhos;
  29. 29. Com as exigências atendidas e aprovadas éprovidenciado a expedição do “AUTO DEVISTORIA DO CORPO DE BOMBEIROS –AVCB”, documento este que servirá parainstruir os processos junto a PrefeituraMunicipal
  30. 30. No caso de Estádios para que possa sediar umapartida os dirigentes do clube deve apresentarentre outros documentos o “ AVCB” aosorganizadores do evento, ( CBF ) apósconstatação da regularidade o Estádio estáapto a promover o eventoA responsabilidade de expedir ocertificado vem do Corpo de Bombeiros doestado onde se encontra a edificação
  31. 31. 1º EntregueArena CastelãoFortaleza CE2º EntregueArena MineirãoBelo Horizonte BH
  32. 32. 05/04/2013A presidenta Dilma Rousseff deu o ponta péinicial para a grande festa de InauguraçãoO dia foi seguido com vários shows de artistasfamosos
  33. 33. Corpo deBombeirosHospitalPronto Socorro
  34. 34. http://www.odebrechtarenas.com.br/estadio/itaipava-arena-fonte-novahttp://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL193126-5598,00.htmlhttp://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2007/11/25/ult59u138101.jhtmhttp://www.copa2014.gov.br/pt-br/noticia/goleada-do-vitoria-marca-inauguracao-da-arena-fonte-nova

×