Software Engeman - Manutenção Predial

1.574 visualizações

Publicada em

Shopping Centers, Edifícios, grandes Condomínios Residenciais e Comerciais, Instalações Industriais, Hotéis, Instituições Financeiras, Instituições de Ensino, dentre outros, utilizam o software Engeman® para o gerenciamento e planejamento da manutenção. É o Engeman® o sistema utilizado, por exemplo, pela rede SENAI em todo o Brasil tanto para a manutenção das unidades e equipamentos, quanto para ensino em sala de aula.

Alguns equipamentos (bem como componentes e subcomponentes dos mesmos) que têm a manutenção controlada pela base Predial do programa de manutenção Engeman®:

- Equipamentos de refrigeração;
- Elevadores;
- Equipamentos de bombeamento;
- Rede elétrica;
- Rede hidráulica;
- Telecomunicações;
- Estruturas civis;
- Sistemas de segurança;
- Sistemas de combate a incêndio;
- Escadas rolantes, dentre outros.

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.574
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
396
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
68
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Software Engeman - Manutenção Predial

  1. 1. O que é o Engeman®? O Engeman® é um software de gerenciamento, planejamento e controle da Manutenção e Serviços. Seu nome Engeman® provém da sua principal característica: Engenharia de Manutenção. O Engeman® é um Software da empresa Engecompany que conta com know-how de mais de 20 anos e com mais de 1.500 plantas instaladas em todo o Brasil, América Latina e África. Hoje é o software de manutenção brasileiro com maior atuação e volume de vendas do mercado. Empresa
  2. 2. Objetivo Seu objetivo é sanar problemas crônicos provenientes da ingerência da manutenção e seus recursos induzem à:  Elevar a manutenção, inserindo-a como fator estratégico para o resultado final da empresa;  Aumentar a confiabilidade e disponibilidade dos ativos garantindo mais eficiência, qualidade e redução de custos da produção; Racionalizar a aplicação de recursos materiais, humanos e financeiros através do planejamento, programação e acesso a relatórios gerenciais;
  3. 3. Objetivo  Mensurar custos de manutenção;  Aumentar a satisfação dos colaboradores através do engrandecimento das práticas de manutenção e inserção no universo da informação;  Melhorar a prestação de serviços, seja para clientes internos ou externos;  Converter a Engenharia de Manutenção em uma linguagem simples e acessível a todos.
  4. 4. Principais Funções  Cadastrar qualquer tipo de ativo referente à manutenção;  Planejar serviços preventivos, preditivos e corretivos;  Nivelar recursos materiais, humanos e financeiros.  Controlar Ordens de Serviços e seus desdobramentos;  Emitir alarmes automáticos e documentos referentes aos serviços;  Criar históricos dos eventos e elaborar cronogramas e gráficos;  Controlar consumo de materiais em estoque e executantes dos serviços;
  5. 5. Principais Funções  Calcular custos de materiais e insumos aplicados, hora-homem, contratação de serviços e perda produtiva.  Controlar movimentação de equipamentos, peças e pneu;  Analisar falhas e defeitos (efeito, causa e ação);  Medir a eficiência da equipe e gerar escalas de trabalho;  Programar a execução dos serviços através de controles automáticos;  Controlar Solicitações de Serviços e todas suas etapas de atendimento;
  6. 6. Princípio de Funcionamento
  7. 7. Cadastrar qualquer tipo de ativo referente à manutenção
  8. 8. Vincular figuras aos ativos cadastrados no sistema  Cadastrar imagens aos equipamentos, permitindo explosões de imagens para detalhamentos.
  9. 9. Controle do Fluxo de Materiais  Gerenciamento de custo, quantidade e durabilidade dos materiais de consumo direto;  Relacionar fornecedores aos materiais, e suas especificações;  Controle de estoque de materiais mais utilizados em almoxarifado.
  10. 10. Gerar Históricos de Serviços através de Movimentação Visual Mover o equipamento para um lugar temporário, fazer uma retirada ou até mesmo um descarte. Geração de históricos de movimentações e de ordens de serviços.
  11. 11. Flexibilidade e Independência O administrador pode incluir qualquer campo dentro do sistema com facilidade e rapidez, sem necessidade de conhecimentos avançados em informática e sem nenhum custo adicional.
  12. 12. Flexibilidade e Independência • Disponível em qualquer tela do sistema. • Permite a troca da nomenclatura dos campos. • Tornar um campo desabilitado ou invisível. • Tornar um campo obrigatório. • Definir cor de fundo para cada campo. Assistente de edição de tela
  13. 13. Definir Planos de Manutenção
  14. 14. Vincular mais de um tipo de Plano por Aplicação Os planos de manutenção são vinculados aos equipamentos de acordo com o planejamento.
  15. 15. Módulo de Solicitações de Serviços  Solicitação de serviços de funcionários de maneira rápida;  O solicitante verifica em tempo real, o status de sua solicitação, se ela foi aprovada ou cancelada;  O solicitante pode dar nota ao serviço executado, ou até mesmo reprovar o serviço e pedir nova solicitação.
  16. 16. Módulo de Solicitações de Serviços O solicitante pode acompanhar o status de sua solicitação de serviço. O solicitante também pode avaliar o serviço realizado, e reprová-lo caso seja necessário a realização de novo serviço.
  17. 17. Gerar e Controlar Ordem de Serviço  Ordens de serviços preventivas, preditivas e corretivas, geradas e controladas dentro do sistema;
  18. 18. Informações Gerenciais • Indicadores de Desempanho (KPI’s)
  19. 19. Gráficos
  20. 20. Informações Gerenciais Relatórios DinâmicosRelatórios  São mais de 180 relatórios padrões dentro do sistema
  21. 21.  Consultoria de implantação: levantamento de necessidades, treinamento e partida assistida;  Treinamento nas ferramentas do sistema para equipes de TI;  Suporte técnico por telefone, chat e e-mail;  Desenvolvimento de regras e relatórios e personalizações em geral;  Desenvolvimento de integrações;  Atualização constante e estável de versões;  Gerência de projetos;  Atendimento em Inglês e Espanhol. Serviços
  22. 22. Características Técnicas e Diferenciais  Integração com supervisórios, MS project , ERP’s e outros softwares;  Banco de dados Oracle, MSSQL e Firebird;  Campos personalizáveis e completa edição das telas por perfil de usuário;  Acesso ao banco de dados via client server em rede local, acesso remoto TCP/IP ou Browser-Based em qualquer plataforma;  Solicitação de serviços WEB-Browser ou intranet sem limite de acessos;
  23. 23.  Móbile - Apontamento de OS’s e coleta de dados por Palm, Pocket e Smartphones;  Gerador próprio de relatórios, regras, gráficos e KPI’s;  Help completo e personalizável ;  Módulo de sincronização, possibilitando trabalho em estação offline;  Movimentação e manipulação de equipamentos em ambiente visual. Características Técnicas e Diferenciais
  24. 24. Mais de 1500 plantas em operação
  25. 25. Estudo de Caso Fiesta Bahia Hotel: O motivo de instalar o Engeman® foi justamente começar a ter um programa de preventivas para os equipamentos e para os apartamentos. Pois nós não tínhamos isso antes da implantação do software. Antigamente nós tínhamos as OS's em três vias e fazíamos somente OS's Corretivas. Não havia um programa de trocas de rolamentos, não tinha nada. Era somente corretiva: "Quebrou-trocava / Quebrou-Trocava". Esse era o foco da manutenção da empresa antes da implantação do Engeman em abril de 2008. Hoje em dia o sistema nos dá condições de fazer isso: rodar em Preventivas, com planos cadastrados para a manutenção nos apartamentos. Guilherme Dias Rocha – Chefe de Manutenção
  26. 26. www.engeman.com.br marketing@engecompany.com.br (37) 3249-2700

×