Introdução IMS

6.462 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.462
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.870
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
73
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introdução IMS

  1. 1. Introdução IMS<br />IP MultimediaSubsystem<br />
  2. 2. Overview<br />Introdução ao IMS<br />Arquitetura<br />SDS<br />
  3. 3. Conceito<br />IMS é uma maneira de distribuir multimídia, independente do dispositivo ou do meio de acesso.<br />É padronizado por 3GPP, 3GPP2 e TISPAN.<br />Arquitetura é baseada no protocolo SIP em redes all-IP.<br />
  4. 4. Arquitetura<br />
  5. 5. SIP<br />SessionInitiationProtocolé um protocolo para comunicação P2P, é usado para estabelecer, modificar e terminar sessões.<br />Disponibiliza os recursos do dispositivo, localização, disponibilidade, entre outros.<br />Trabalha com os protocolos de transporte: TCP, UDP, TLS, SCTP.<br />Mensagens SIP são Requests ou Responses.<br />
  6. 6. CSCF<br />CallSessionControlFunctioné um servidor SIP, ele controla todas as requisições na rede IMS e registra os terminais.<br />São divididos em 3 partes: <br />S-CSCF<br />I-CSCF<br />P-CSCF.<br />
  7. 7. P-CSCF(Proxy):<br />É o ponto de entrada na rede IMS<br />Todas as requests ou responses SIP ao IMS são processados pelo P-CSCF.<br />Diversas diretrizes de proteção e mecanismos de criptografia usando IPSec.<br />Possui compactador e descompactados de mensagens.<br />
  8. 8. I-CSCF (Interrogating)<br />É o DNS do IMS.<br />Faz interface com SLF e HSS através do protocolo Diameter.<br />Opcionalmente pode cifrar partes das mensagens SIP, como por exemplo, número de usuários no dominio, seus nomes do DNS ou sua capacidade.<br />
  9. 9. S-CSCF (Serving)<br />Core do CSCF.<br />Todas as sinalizações SIP passam pelo S-CSCF, ele inspeciona cada mensagem SIP e determina por onde deve passar a mensagem SIP.<br />Realiza o policiamento da rede, por exemplo, um usuário não esta autorizado a estabelecer determinados tipos de sessão, impede os usuários de executar operações não autorizadas.<br />
  10. 10. HSS<br />É uma base de dados central de dispositivos, é responsável pela informação de autenticação, autorização e localização física.<br />Ficam armazenados os perfis de usuário e serviços que possui.<br />Conversa diretamente com o CSCF através do protocolo Diameter.<br />
  11. 11. HSS<br />I-CSCF<br />P-CSCF<br />S-CSCF<br />Fluxo<br />
  12. 12. SDS<br />ServiceDevelopment Studio é a ferramenta Ericsson para o desenvolvimento de aplicações IMS.<br />Possui diversos simuladores tanto de dispositivos como de rede.<br />Baseado na IDE Eclipse 3.4<br />SDS na versão 4.1<br />
  13. 13. Referências<br />TELECO. Arquitetura IMS. Disponível em: &lt;http://www.teleco.com.br/tutoriais/tutorialngnims2/pagina_5.asp&gt;. Acesso em: 05 jun. 2009.<br />REIS, Luis Filipe Magalhães da Costa. Elementos da rede IMS. Disponível em: &lt;http://ims.no.sapo.pt/index.htm&gt;. Acesso em: 05 jun. 2009.<br />
  14. 14. Contato<br />Gustavo da Silva Baptista<br />eng.gustavobaptista@gmail.com<br />http://www.tecnologiaims.blogspot.com<br />

×