NORMAS GERAIS PARAAPRESENTAÇÃO GRÁFICA DOTRABALHO ACADÊMICO – T.A.         Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
O projeto gráfico é de responsabilidade do autordo trabalho, observando-se a NBR 14724/2002,NBR 6023/02, NBR 10520/02 de a...
ESCRITAEditar o original utilizando somente um lado da folha, com as seguintes configurações                   de fonte: ...
MARGENS      sugere-se observar as seguintes margens:   a) superior: 3,0 cm;   b) inferior: 2,0 cm;   c) esquerda: 3,0 ...
ESPAÇOS Para uma melhor apresentação do texto, bemcomo a sua correta reprodução e encadernação, sugere-se observar o espac...
PAGINAÇÃO   As páginas do trabalho devem ser contadas    seqüencialmente a partir da introdução, mas    devem ser numerad...
CITAÇÕES E REFERÊNCIAS As citações devem ser elaboradas de  acordo com a NBR 10520 – Informação e  documentação        – ...
Tipos de citações   1.1 Citação direta – ocorre quando são    transcritos, literalmente, trechos de obras.   É obrigatór...
1.2 Citação livre, indireta ou                paráfrase:   Quando, com síntese pessoal, é reproduzida    fielmente a idéi...
Citação direta com até três linhas: é inserida no texto. Deve ser colocada  entre aspas. Exemplo: De acordo ao processo...
Citação direta com mais de              três linhas   deve constituir um parágrafo independente,    com recuo de 4 cm (do...
Citação de citação:   Deve ser evitada e somente usada na    impossibilidade de consultar o documento    original, sendo ...
   Uma segunda opção, é incluir as    referências dos dois documentos na    lista de referências; nesse caso, não se    u...
Citações em trechos enfatizados,         suprimidos ou comentados   Para enfatizar trechos da citação, deve-se    destacá...
   Para suprimir parte do texto nas citações,    a supressão é transcrita do seguinte    modo: [...]. Exemplo: Segundo ...
Sistema autor-data Neste sistema, a indicação da fonte é feita  pelo sobrenome de cada autor ou pelo nome  de cada entid...
UM AUTOR, PESSOA FÍSICA - no texto: Segundo Vivaldo (2007, p. 85) ... - entre parênteses:“ ... Os atributos da tecnologi...
DOIS AUTORES, PESSOA FÍSICA   - no texto: Segundo Vivaldo e Veras (2009, p. 84)    (...)   - entre parênteses: “ A ação ...
TRÊS AUTORES, PESSOAS FÍSICAS   - no texto: Segundo Engel, Blackwell e Miniard    (2000, p. 343) ...   - entre parêntese...
MAIS DE TRÊS AUTORES, PESSOAS               FÍSICAS- no texto: Segundo Johansson et al. (1995), ... - entre parênteses: “...
AUTORIA PESSOA JURÍDICA   no texto: [...] forma de reduzir os investimentos    públicos no ensino superior, conforme desc...
ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS 1 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS A lista de referências é um conjunto de  elementos que permite a ide...
   1.1 Ordenação das referências   As referências devem ser feitas para todo    tipo de documento citado e/ou consultado...
 O nome do autor de várias obras  referenciadas pode ser repetido e as  referências organizadas em ordem  cronológica. Ev...
AUTOR PESSOAL   BRADLEY, Keith (Coord.) –                    obra    elaborada por um coordenador.   DRUMMOND, Helena; S...
AUTOR ENTIDADE/EVENTO   CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO –    obra elaborada por uma entidade.   BRASIL. Ministério da ...
AUTORIA NÃO DETERMINADA   ALTA Tecnologia. Beverly Hills: Sage,    1985. – obra cuja autoria não é    determinada, entrad...
NÚMERO DA EDIÇÃO   PEDROSA, Israel. Da cor à cor    inexistente. 6. ed. Rio de Janeiro: L.    Cristiano, 1995.   FRANÇA,...
LOCAL E EDITORA   Dois locais e duas editoras:   ALFONSO-GOLDFARB, Ana Maria; MAIA,    Carlos A. (Coord.) História da Ci...
DATAS Indicar a data sempre em algarismos  arábicos e se nenhum ano for  determinado, registrar um ano aproximado  entre ...
   7.2 EXEMPLOS DE REFERÊNCIAS               BIBLIOGRÁFICAS   7.2.1  MONOGRAFIAS      (LIVROS,    FOLHETOS, DISSERTAÇÕES...
MONOGRAFIAS NO TODO COM       AUTORIA   AUTOR. Título: subtítulo. Edição. Local de    publicação: Editora, data de public...
a) Organizador, compilador,            coordenador   Quando não há autor, e sim um    responsável intelectual, entra-se p...
b) Entidades Coletivas   Entidade coletiva, com denominação genérica,    inicia-se pelo órgão superior ou pelo nome da   ...
c) Eventos (congressos,           conferências...)   NOME DO EVENTO, n°, ano, local.    Título... Local de publicação, Ed...
d) Dissertação/Tese   AUTOR. Título. Ano. Folhas. Nota de tese ou    dissertação (Grau e Área) - Unidade de Ensino,    In...
PERIÓDICOS   - PERIÓDICOS CONSIDERADOS NO                    TODO TÍTULO DA REVISTA. Local: Editora ou  Entidade respons...
PERIÓDICOS CONSIDERADOS            EM PARTE   a) Fascículo de periódico quando    utilizado integralmente TÍTULO da cole...
b) Artigo de periódico   AUTOR do artigo. Título do artigo. Título    da revista, local, volume, número, página    inicia...
DOCUMENTOS ELETRÔNICOS                  CD-ROM a) Monografias considerados no todo AUTOR.     Título. Edição. Local de ...
b) Monografias consideradas em             parte   AUTOR. Título. In: NOME DO EVENTO, n., ano,    local de realização. Tí...
INTERNET              a) Monografias no todo   AUTOR.       Título.   Indicação     de    responsabilidade, endereço ele...
b) Artigos de periódicos full-text    obtidos via base de dados on line. AUTOR do artigo. Título do artigo. Título  do pe...
FIMVamos           trabalhar    Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Normas gerais para apresentaçao trabalhos acadêmicos Ueg Luziânia Prof. Eneida

4.145 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.145
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Normas gerais para apresentaçao trabalhos acadêmicos Ueg Luziânia Prof. Eneida

  1. 1. NORMAS GERAIS PARAAPRESENTAÇÃO GRÁFICA DOTRABALHO ACADÊMICO – T.A. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  2. 2. O projeto gráfico é de responsabilidade do autordo trabalho, observando-se a NBR 14724/2002,NBR 6023/02, NBR 10520/02 de acordo com a ABNT: Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  3. 3. ESCRITAEditar o original utilizando somente um lado da folha, com as seguintes configurações de fonte: a) "Times New Roman ou Arial"; b) título da capa e folha de rosto: de 14 à 18; c) texto: 12; d) título do capítulo: 12; e) título das seções dos capítulos: 12; f) nota de rodapé: 10; g) fonte bibliográfica de ilustrações e tabelas: 10 ; h) títulos de ilustrações e tabelas: 11 negritado; i) citações longas com mais de três linhas: 10. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  4. 4. MARGENS sugere-se observar as seguintes margens: a) superior: 3,0 cm; b) inferior: 2,0 cm; c) esquerda: 3,0 cm; d) direita: 2,0 cm; e) recuo de primeira linha do parágrafo: 1,25 cm (uma tabulação padrão); f) recuo de parágrafo para citação direta longa (mais de três linhas): 4 cm; g) margem superior de início de capítulo: 2 linhas em branco (dois enter) a partir da margem superior, com a configuração estabelecida para os parágrafos (seção 1.3); h) alinhamento do texto: justificado; i) alinhamento de título de capítulo e seções: esquerda; j) alinhamento de Prof. MsC. Leonardo Vivaldo indicação numérica título sem (resumo, abstract, listas, sumário, referências):
  5. 5. ESPAÇOS Para uma melhor apresentação do texto, bemcomo a sua correta reprodução e encadernação, sugere-se observar o espacejamento a seguir: a) parágrafo: espacejamento entrelinhas 2 (duplo) ou 1,5 - utilizar a opção de formatação de parágrafo; b) citações diretas longas (mais de três linhas), notas de rodapé, resumo e abstract: o espacejamento deve ser simples; c) título e fonte de ilustrações e tabelas: espaços simples d) título de capítulo e suas divisões: devem ser separados do texto que os precede ou que os sucede por 2 espaços (dois “enter”) no formato do parágrafo em uso. Atenção: Os títulos de capítulos ou seções primárias devem começar em nova folha. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  6. 6. PAGINAÇÃO As páginas do trabalho devem ser contadas seqüencialmente a partir da introdução, mas devem ser numeradas apenas a partir da segunda página da introdução, ou seja, a numeração de páginas é inserida a partir da segunda folha da parte textual. Os números, em algarismos arábicos, são alinhados a 2 cm da margem direita inferior (No Word usar a opção Inserir número de página, fim da página, direito) Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  7. 7. CITAÇÕES E REFERÊNCIAS As citações devem ser elaboradas de acordo com a NBR 10520 – Informação e documentação – Citações em documentos – Apresentação, e devem ter uma correlação estreita com as referências listadas ao final do trabalho. Podem ser: Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  8. 8. Tipos de citações 1.1 Citação direta – ocorre quando são transcritos, literalmente, trechos de obras. É obrigatória a indicação da página de onde foi retirada a citação, e esta deve obedecer as normas a seguir. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  9. 9. 1.2 Citação livre, indireta ou paráfrase: Quando, com síntese pessoal, é reproduzida fielmente a idéia do(s) autor(es). Obs.: quando o sobrenome do autor é parte integrante do texto, menciona-se a data da publicação, entre parênteses, logo após o sobrenome do autor; se o sobrenome do autor, a instituição responsável ou o título estiverem incluídas no texto, a grafia deve ser em letras maiúsculas/minúsculas; e quando estiverem entre parênteses devem ser escritos em letras maiúsculas. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  10. 10. Citação direta com até três linhas: é inserida no texto. Deve ser colocada entre aspas. Exemplo: De acordo ao processo cognitivo, diz-se que “para se obter conhecimento é preciso distinguir entre pensamento e realidade” (SOROS, 2001, p. 30). Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  11. 11. Citação direta com mais de três linhas deve constituir um parágrafo independente, com recuo de 4 cm (dois tab padrão do Word), letra em tamanho 10 e espaço entre linhas simples, sem aspas. Exemplo: Sobre mercado financeiro, Fortuna (1996, p. 15) considera: O mercado financeiro permite que um agente econômico qualquer, sem perspectivas de aplicação, em algum empreendimento próprio, da poupança que é capaz de gerar, seja colocado em contato com outro, cujas perspectivas de investimento superam as respectivas disponibilidades de poupança. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  12. 12. Citação de citação: Deve ser evitada e somente usada na impossibilidade de consultar o documento original, sendo feita a reprodução da informação já citada por outro autor. Na lista de referências bibliográficas, incluir o documento efetivamente consultado. Exemplo com nota de rodapé:  Segundo Franco (apud FURTADO, 1996, p. 5), ... Ou  ... (FRANCO, 1995 apud FURTADO, 1996, p. 5) Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  13. 13.  Uma segunda opção, é incluir as referências dos dois documentos na lista de referências; nesse caso, não se usará nota de rodapé.  OBS:  procure sempre localizar as referências das primeiras citações. [1] FRANCO, G. H. B. O plano real e outros. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1995 [2] FRANCO, G. H. B. O plano real e outros. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1995 Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  14. 14. Citações em trechos enfatizados, suprimidos ou comentados Para enfatizar trechos da citação, deve-se destacá-los indicando esta alteração com a expressão ‘grifo nosso’ entre parênteses, após a idealização da citação. Caso o destaque seja do autor consultado, usa-se a expressão grifo do autor. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  15. 15.  Para suprimir parte do texto nas citações, a supressão é transcrita do seguinte modo: [...]. Exemplo: Segundo Reuniões (1991, p. 109), “[...] o líder serve como um coordenador, [multiplicador, no meu entender], explicando e resumindo para o auditório”. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  16. 16. Sistema autor-data Neste sistema, a indicação da fonte é feita pelo sobrenome de cada autor ou pelo nome de cada entidade responsável até o primeiro sinal de pontuação, seguido(s) da data de publicação do documento e da(s) página(s) da citação, no caso de citação direta, separados por vírgula e entre parênteses. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  17. 17. UM AUTOR, PESSOA FÍSICA - no texto: Segundo Vivaldo (2007, p. 85) ... - entre parênteses:“ ... Os atributos da tecnologia …” (VIVALDO, 2007, p. 85). SOBRE NOME, Nome. Título: subtítulo. Local: Editora. Ano. - na lista de referências: VIVALDO, Leonardo. Escola e Internet: firmando parcerias. Disponível em: <http://www.partesvirtual.com>. Acesso em: 24 out. 2007. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  18. 18. DOIS AUTORES, PESSOA FÍSICA - no texto: Segundo Vivaldo e Veras (2009, p. 84) (...) - entre parênteses: “ A ação das tecnologias[...]” (VIVALDO; VERAS, 2009, p. 84). - na lista de referências: VIVALDO, Leonardo; VERAS, Jana. Escola e Internet: firmando parcerias. April 2009. Disponível em: <http://www.partesvirtual.com? >. Acesso em: 14 out. 2009. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  19. 19. TRÊS AUTORES, PESSOAS FÍSICAS - no texto: Segundo Engel, Blackwell e Miniard (2000, p. 343) ... - entre parênteses: “Nos estágios iniciais do ciclo de vida do produto, estabelecer conhecimento do nome da marca é um objetivo importante” (ENGEL, BLACKWELL; MINIARD, 2000, p. 343). - na lista de referências: ENGEL, J.; BLACKWELL, Roger D.; MINIARD, Paul W. Comportamento do consumidor. 8.ed. Rio de Janeiro: LTC, 2000. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  20. 20. MAIS DE TRÊS AUTORES, PESSOAS FÍSICAS- no texto: Segundo Johansson et al. (1995), ... - entre parênteses: “Na maioria das vezes, a avaliação de até onde a análise deva ser focada irá dirigir a escolha das ferramentas de análise de processo” (JOHANSSON et al., 1995, p. 92). - na lista de referências: JOHANSSON, Henry J. et al. Processos de negócios : como criar sinergia entre a estratégia de mercado e a excelência operacional. São Paulo: Pioneira, 1995. (Biblioteca Pioneira de administração e negócios). Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  21. 21. AUTORIA PESSOA JURÍDICA no texto: [...] forma de reduzir os investimentos públicos no ensino superior, conforme descrito em Brasil (1995). - entre parênteses: [...] forma de reduzir os investimentos públicos no ensino superior (BRASIL, 1995). - na lista de referências bibliográficas: BRASIL. Ministério da Administração Federal e da Reforma do Estado. Plano diretor da reforma do aparelho do Estado. Brasília, Estado 1995. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  22. 22. ELEMENTOS PÓS-TEXTUAIS 1 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS A lista de referências é um conjunto de elementos que permite a identificação de documentos utilizados, no todo ou em parte, pelo autor de um trabalho. A correta identificação de um documento visa facilitar o processo de sua localização e obtenção por um leitor interessado. Recomenda-se ainda a consulta a NBR 6023 da ABNT. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  23. 23.  1.1 Ordenação das referências As referências devem ser feitas para todo tipo de documento citado e/ou consultado e devem ser incluídas após a conclusão do trabalho, alinhadas à margem Esquerda, sem recuo na segunda linha, com espaço Simples, mantendo um afastamento entre uma referência e outra (6 pontos antes e 6 pontos depois, no processador de texto Word). Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  24. 24.  O nome do autor de várias obras referenciadas pode ser repetido e as referências organizadas em ordem cronológica. Eventualmente, o nome do autor de várias obras referenciadas sucessivamente, pode ser substituído nas referências seguintes à primeira, por um traço (equivalente a seis espaços) e ponto. CRUZ, Tadeu. Manual de Sobrevivência empresarial. São Paulo: Atlas,1996. empresarial ___________. Sistemas de Informações Gerenciais. São Paulo: Atlas, 2008. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  25. 25. AUTOR PESSOAL BRADLEY, Keith (Coord.) – obra elaborada por um coordenador. DRUMMOND, Helena; SANTOS, Cristina (Ed.) – obra elaborada por dois editores. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  26. 26. AUTOR ENTIDADE/EVENTO CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO – obra elaborada por uma entidade. BRASIL. Ministério da Ciência e Tecnologia – obra elaborada por uma entidade governamental, entrada pela jurisdição do órgão. IBGE - quando a entidade coletiva tem uma denominação específica (sigla) que a identifica. ENANPAD, 9ª., 1997, Rio das Pedras, RJ. Resumo dos trabalhos. Rio de Janeiro, 1997. CFA. São Paulo, SP. Encontro Nacional de Administração. São Paulo, 2009. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  27. 27. AUTORIA NÃO DETERMINADA ALTA Tecnologia. Beverly Hills: Sage, 1985. – obra cuja autoria não é determinada, entrada pelo título. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  28. 28. NÚMERO DA EDIÇÃO PEDROSA, Israel. Da cor à cor inexistente. 6. ed. Rio de Janeiro: L. Cristiano, 1995. FRANÇA, Júnia Lessa et al. Manual para normalização de publicações técnico- científicas. 3. ed. Belo Horizonte: Ed. da UFMG, 1996. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  29. 29. LOCAL E EDITORA Dois locais e duas editoras: ALFONSO-GOLDFARB, Ana Maria; MAIA, Carlos A. (Coord.) História da Ciência: o mapa do conhecimento. Rio de Janeiro: Expressão e Cultura; São Paulo: EDUSP, 1995. (América 500 anos, 2). - Sem local determinado: KRIEGER, Gustavo; NOVAES, Luis Antonio; FARIA, Tales. Todos os sócios do presidente. 3. ed. [S.l.]: Scritta, 1992. - Sem local e editora determinados: GONÇALVES, F. B. O Contador de Estórias. [s.l.: s.n.], 1993. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  30. 30. DATAS Indicar a data sempre em algarismos arábicos e se nenhum ano for determinado, registrar um ano aproximado entre colchetes. [1973 ou 1974] um ano ou outro [1993?] data provável [2000] para ano certo não indicado no item [199-?] década provável Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  31. 31.  7.2 EXEMPLOS DE REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 7.2.1 MONOGRAFIAS (LIVROS, FOLHETOS, DISSERTAÇÕES E TESES) 7.2.1.1 MONOGRAFIAS NO TODO COM AUTORIA Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  32. 32. MONOGRAFIAS NO TODO COM AUTORIA AUTOR. Título: subtítulo. Edição. Local de publicação: Editora, data de publicação. NEWMAN, William H. Ação administrativa: as técnicas de organização e gerência. 2.ed. Brasília: UNB, 1963. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  33. 33. a) Organizador, compilador, coordenador Quando não há autor, e sim um responsável intelectual, entra-se por este responsável seguido da abreviação que caracteriza o tipo de responsabilidade entre parênteses. DE MASI, Domenico (Org.). A sociedade pós-industrial. São Paulo: SENAC, 1999. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  34. 34. b) Entidades Coletivas Entidade coletiva, com denominação genérica, inicia-se pelo órgão superior ou pelo nome da jurisdição geográfica à qual pertence (em maiúscula). Exemplo: BRASIL. Ministério da Justiça. Relatório de atividades públicas. Brasília, 1993. 28 p. Se a entidade tiver uma denominação específica entra-se diretamente pelo seu nome (em maiúscula). Exemplo: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 5891: regras de arredondamento na numeração decimal. Rio de Janeiro, 1977. 1f. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  35. 35. c) Eventos (congressos, conferências...) NOME DO EVENTO, n°, ano, local. Título... Local de publicação, Editora, data de publicação. N° de páginas ou volumes. ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 15, 1995, São Carlos. Anais... São Carlos: Abepro, 1995. s/p. 3 v. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  36. 36. d) Dissertação/Tese AUTOR. Título. Ano. Folhas. Nota de tese ou dissertação (Grau e Área) - Unidade de Ensino, Instituição, Local e data da defesa. CUNHA, Ramon Fernando da. Análise comparativa entre as demonstrações contábeis societárias e em moeda de poder aquisitivo constante estudo de caso: VARIG S. A. 2000. 105 f. Dissertação (Mestrado em Administração) – Programa de Pós-Graduação em Administração, Faculdade de Administração, Universidade de Brasília, Brasília, 2009. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  37. 37. PERIÓDICOS  - PERIÓDICOS CONSIDERADOS NO TODO TÍTULO DA REVISTA. Local: Editora ou Entidade responsável, data do primeiro volume. Periodicidade. EXAME. São Paulo: Abril, 1967. Semanal. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  38. 38. PERIÓDICOS CONSIDERADOS EM PARTE a) Fascículo de periódico quando utilizado integralmente TÍTULO da coleção. Título do fascículo. Local, Editora, volume, número e data. n° de páginas. Tipo do fascículo. EXAME. Entrevistas em Exame. São Paulo: Abril, n. 649, nov. 1997. 113 p. Suplemento. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  39. 39. b) Artigo de periódico AUTOR do artigo. Título do artigo. Título da revista, local, volume, número, página inicial e final do artigo, mês e ano. MARCELINO, Gileno Fernandes. Em busca do estado moderno: o desafio da mudança administrativa. Revista Brasileira de Administração, Brasília, v. 5, n. 16, p. 3-9, jul./set. 1995. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  40. 40. DOCUMENTOS ELETRÔNICOS  CD-ROM a) Monografias considerados no todo AUTOR. Título. Edição. Local de publicação, Editora, data de publicação. Descrição física do meio/suporte. CALDEIRA, Jorge et al. Viagem pela história do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1997. 1 CD-ROM. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  41. 41. b) Monografias consideradas em parte AUTOR. Título. In: NOME DO EVENTO, n., ano, local de realização. Título... Local: Editora, ano. Descrição física do meio/suporte. CUNHA, João Carlos da. Relacionamento cliente - fornecedor nas cadeias produtivas da indústria paranaense. In: ENCONTRO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS- GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 23., 1999, Foz do Iguaçu. Anais... Curitiba, ANPAD, 1999. 1 CD-ROM. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  42. 42. INTERNET  a) Monografias no todo AUTOR. Título. Indicação de responsabilidade, endereço eletrônico e data de acesso. ALVES, Castro. Navio negreiro. Biblioteca Virtual da USP. Disponível em: <http://www.bibvirt.futuro.usp.br/acervo/lit eratura/autores/castroalves/negreiro/navio negreiro. html.>. Acesso em: 28 set. 2000. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo
  43. 43. b) Artigos de periódicos full-text obtidos via base de dados on line. AUTOR do artigo. Título do artigo. Título do periódico, local, volume, número, página inicial e final, mês e ano. Título da base. Data de cobertura. Data de acesso. Tipo de mídia. Disponibilidade de acesso. Notas. FAHY, John. No Logo. Journal of Marketing, New York, v. 64, n. 3, p. 115-118, July 2000. Disponível em: <http://proquest.umi.com/pqdweb>. Prof. MsC. Leonardo Vivaldo Acesso em: 05 out. 2000.
  44. 44. FIMVamos trabalhar Prof. MsC. Leonardo Vivaldo

×