Aula tme preparo mecânico do canal blog

19.393 visualizações

Publicada em

1 comentário
18 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
19.393
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
417
Comentários
1
Gostaram
18
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula tme preparo mecânico do canal blog

  1. 1. PREPARO DO CANAL RADICULAR
  2. 2. <ul><li>Preparo do canal </li></ul><ul><li>Preparo químico – cirúrgico </li></ul><ul><li>Biomecânica </li></ul><ul><li>Preparo químico – mecânico </li></ul><ul><li>PQM </li></ul>
  3. 3. Limpeza (saneamento) Modelagem Objetivos Schilder - 1974 PREPARO DO CANAL
  4. 4. <ul><li>dar forma cônica e progressiva </li></ul><ul><li>respeitar a forma original do forame </li></ul><ul><li>manter a forma espacial do forame </li></ul>PREPARO DO CANAL Princípios Mecânicos de Schilder
  5. 5. Degrau Transportar ZIP Perfurar PREPARO DO CANAL Princípios Mecânicos de Schilder NÃO
  6. 6. <ul><li>Químicos </li></ul><ul><li>Físicos </li></ul><ul><li>Mecânicos </li></ul>PREPARO DO CANAL MEIOS
  7. 7. PREPARO DO CANAL <ul><li>Químicos </li></ul><ul><li>Físicos </li></ul><ul><li>Mecânicos </li></ul>MEIOS
  8. 8. IRRIGAÇÃO e ASPIRAÇÃO PREPARO DO CANAL
  9. 9. <ul><li>facilitar a instrumentação </li></ul><ul><li>remoção de restos orgânicos </li></ul><ul><li>remoção de raspas de dentina </li></ul><ul><li>combater microrganismos </li></ul><ul><li>anular as pressões produzidas pela irrigação </li></ul>Finalidades da Irrigação
  10. 10. <ul><li>facilitar a renovação da sol. Irrigadora </li></ul><ul><li>remoção de conteúdos em locais inacessíveis à instrumentação </li></ul><ul><li>aliviar a região apical de exudatos e corpos estranhos </li></ul><ul><li>auxiliar na secagem do canal </li></ul>Finalidades da Irrigação
  11. 11. no início, só na câmara pulpar quanto mais alargar, maior a penetração injetar com leve pressão deixar o espaço para o refluxo Irrigação e Aspiração Técnica Irrigação: Aspiração : cânula no interior da câmara pulpar
  12. 12. OPORTUNIDADE DA IRRIGAÇÃO E ASPIRAÇÃO ANTES DURANTE DEPOIS
  13. 13. <ul><li>Químicos </li></ul><ul><li>Físicos </li></ul><ul><li>Mecânicos </li></ul>PREPARO DO CANAL MEIOS
  14. 14. <ul><li>manuais </li></ul><ul><li>brocas especiais </li></ul><ul><li>sistemas sônicos e ultra-sônicos </li></ul><ul><li>peças automatizadas </li></ul>PREPARO DO CANAL *INSTRUMENTOS ENDÔDONTICOS*
  15. 15. LIMAS ENDODÔNTICAS PREPARO DO CANAL
  16. 16. <ul><li>conhecer os limites do instrumento </li></ul><ul><li>instrumentos lisos antecedem os farpados </li></ul><ul><li>JAMAIS ROTAR o instrumento quando sua ponta estiver presa </li></ul>PREPARO DO CANAL Princípios Básicos de uma Correta Instrumentação
  17. 17. Limagem PREPARO DO CANAL Movimentos Empregados na Instrimentação Oscilatório c/ e s/ tração
  18. 18. <ul><li>introdução </li></ul><ul><li>com leve pressão </li></ul><ul><li>discreta rotação: </li></ul>PREPARO DO CANAL Movimento Oscilatório horário e anti-horário c/ ou s/ tração
  19. 19. Com e Sem Tração Movimento Oscilatório
  20. 20. Sem Tração Movimento Oscilatório
  21. 21. Com Tração Movimento Oscilatório
  22. 22. <ul><li>introdução </li></ul><ul><li>pressão lateral </li></ul><ul><li>tração </li></ul>PREPARO DO CANAL Movimento de Limagem
  23. 23. Movimento de Limagem
  24. 24. Exploração do canal PREPARO DO CANAL
  25. 25. <ul><li>limas de pequeno calibre L#08, L#10 </li></ul><ul><li>movimentos oscilatórios sem tração </li></ul>PREPARO DO CANAL Exploração do canal
  26. 26. Técnica Convencional ou Seriada PREPARO DO CANAL
  27. 27. <ul><li>determinado o C.R.T. </li></ul><ul><li>seleção do instrumento inicial </li></ul><ul><li>aumento sucessivo do calibre das limas </li></ul>45 40 35 30 25 L# PREPARO DO CANAL Movimentos de Limagem
  28. 28. <ul><li>Gutierrez & Garcia, 1948 </li></ul><ul><li>Mullaney & Pietrich, 1968 </li></ul><ul><li>Weine et al, 1975 </li></ul><ul><li>Greene & Krell, 1990 </li></ul>PREPARO DO CANAL “ O aumento do calibre determina maior rigidez na lima”
  29. 29. reto PREPARO DO CANAL CANAL técnica seriada jamais curvo
  30. 30. TÉCNICAS DE INSTRUMENTAÇÃO PREPARO DO CANAL
  31. 31. Escalonada Step preparation Setp back filing Telescopic preparation PREPARO DO CANAL Técnicas de Instrumentação CLEM 1969
  32. 32. *TÉCNICA DE INSTRUMENTAÇÃO* Manual ou com auxílio de Brocas Específicas Escalonada Ohio Bi-escalonada Anticurvatura Força balanceada PREPARO DO CANAL
  33. 33. Automatizada Sônica Ultra-sônica Canal Finder Light Speed Profile Quantec M4 PREPARO DO CANAL *TÉCNICA DE INSTRUMENTAÇÃO*
  34. 34. ? QUAL A MELHOR PREPARO DO CANAL *TÉCNICA DE INSTRUMENTAÇÃO*
  35. 35. ! A QUE DOMINAMOS PREPARO DO CANAL *TÉCNICA DE INSTRUMENTAÇÃO*
  36. 36. ? Ápico-cervical ou Cérvico-apical Crown-down Step down Avanço progressivo Ampliação reversa Ampliação progressiva PREPARO DO CANAL Clem, 1969 Marshall e Pappin T. Oregon, 1980
  37. 37. ? ONDE ESTÁ O PROBLEMA PREPARO DO CANAL = Principalmente no canal curvo =
  38. 38. QUE DIFICULTA A CHEGADA DO INSTRUMENTO NO 1/3 APICAL PREPARO DO CANAL NA ANATOMIA COMPLEXA DO 1/3 CERVICAL
  39. 39. ? O QUE FAZER PREPARO DO CANAL
  40. 40. PREPARAR ADEQUADAMENTE O 1/3 CERVICAL ... PREPARO DO CANAL
  41. 41. LIBERANDO O 1/3 CERVICAL PREPARO DO CANAL
  42. 42. “ ... o menor estreitamento dá-se na entrada do canal e não na área mais apical.” PREPARO DO CANAL LEEB, 1983
  43. 43. Endodontia ULBRA PREPARO DO CANAL Técnica Proposta COROA - ÁPICE
  44. 44. <ul><li>anatomia complexa do 1/3 cervical </li></ul><ul><li>alterações morfológicas do volume da câmara pulpar </li></ul><ul><li>deposição de dentina na entrada do canal </li></ul>PREPARO DO CANAL Justificativas:
  45. 45. <ul><li>Vantagens: </li></ul><ul><li>acesso mais retilíneo e direto </li></ul><ul><li>elimina a constrição cervical </li></ul><ul><li>canal com formato mais cônico </li></ul><ul><li>maior zona de escape </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice
  46. 46. <ul><li>Vantagens: </li></ul><ul><li>redução na chance de fratura de inst. </li></ul><ul><li>redução de microrganismos </li></ul><ul><li>facilita a irrigação </li></ul><ul><li>facilita a obturação </li></ul><ul><li>reduz o tempo de preparo </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice
  47. 47. <ul><li>Desvantagens: </li></ul><ul><li>creditadas mais à incorreções por parte do operador </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice
  48. 48. <ul><li>Preparo Cérvico-Apical </li></ul><ul><li>Preparo Apical </li></ul><ul><li>Preparo Escalonado com Recuo Progressivo e Programado </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice 3 momentos
  49. 49. <ul><li>Preparo Cérvico-Apical </li></ul><ul><li>Preparo Apical </li></ul><ul><li>Preparo Escalonado com Recuo Progressivo e Programado </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice 3 momentos
  50. 50. <ul><li>exploração </li></ul><ul><li>odontometria </li></ul><ul><li>alargamento cérvico-apical </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Cérvico–Apical
  51. 51. PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice <ul><li>exploração: c/ limas de pequeno calibre (L# 08, 10, 15) – mov. oscilatório s/ tração </li></ul><ul><li>odontometria </li></ul><ul><li>alargamento cérvico-apical </li></ul>Preparo Cérvico–Apical
  52. 52. <ul><li>exploração </li></ul><ul><li>odontometria </li></ul><ul><li>alargamento cérvico-apical </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Cérvico–Apical
  53. 53. !!! *Irrigação* Câmara pulpar inundada PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice
  54. 54. <ul><li>exploração </li></ul><ul><li>odontometria </li></ul><ul><li>alargamento cérvico-apical </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Cérvico–Apical
  55. 55. Com limas endodônticas PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Cérvico–Apical
  56. 56. ? QUAL O NÚMERO PREPARO DO CANAL
  57. 57. Limas: 50; 45; 40; 35 PREPARO DO CANAL INSTRUMENTOS MAIS CALIBROSOS
  58. 58. Movimento de oscilação com tração PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Cérvico–Apical
  59. 59. <ul><li>introdução com leve pressão </li></ul><ul><li>discreta rotação horária e anti-horária </li></ul><ul><li>tração </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Cérvico–Apical repetir a operação até sentir o instrumento frouxo no canal
  60. 60. IRRIGAÇÃO ABUNDANTE PREPARO DO CANAL
  61. 61. REPETIR A OPERAÇÃO COM INSTRUMENTO DE MENOR CALIBRE PREPARO DO CANAL
  62. 62. <ul><li>Irrigação e Aspiração </li></ul><ul><li>Exploração do canal </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Cérvico–Apical
  63. 63. !!! Irrigação Aspiração PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice
  64. 64. 1/3 Cervical estará preparado PREPARO DO CANAL COM O USO DE 2 OU 3 INSTRUMENTOS
  65. 65. SE PROSSEGUIMOS, AO USO DO 4 O INSTRUMENTO PREPARO DO CANAL 1/3 MÉDIO OU APICAL
  66. 66. <ul><li>Preparo Cérvico-Apical </li></ul><ul><li>Preparo Apical </li></ul><ul><li>Preparo Escalonado com Recuo Progressivo e Programado </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice 3 momentos
  67. 67. Batente ou Ombro Apical PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Apical
  68. 68. <ul><li>pré-encurvar as limas </li></ul><ul><li>iniciar com a última lima do preparo cérvico-apical que alcançou o C.R.T. </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Apical
  69. 69. <ul><li>movimentos de limagem </li></ul><ul><li>usar mais 2 ou 3 limas imediatamente mais calibrosas que a primeira </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Apical
  70. 70. L#30 memória PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Apical P. apical (+3limas) L#15
  71. 71. Lima que concluiu o preparo apical, confeccionou o batente apical e representa o alargamento máximo apical PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Apical Instrumento de memória
  72. 72. Limagem Circunferencial PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Apical Canal Reto
  73. 73. PREPARO DO CANAL Limagem Anti-curvatura Técnica Coroa – Ápice Preparo Apical Canal Curvo Abbou-Rass, 1980
  74. 74. <ul><li>Preparo Cérvico-Apical </li></ul><ul><li>Preparo Apical </li></ul><ul><li>Preparo Escalonado com Recuo Progressivo e Programado </li></ul>PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice 3 momentos
  75. 75. Preparo do 1/3 Médio PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Escalonado com Recuo Progressivo e Programado
  76. 76. <ul><li>aumento sucessivo do calibre das limas </li></ul><ul><li>c/ recuo progressivo de 1mm do C.R.T. </li></ul><ul><li>movimentos de limagem </li></ul><ul><li>intercalando, sempre o uso da lima memória </li></ul><ul><li>é necessário o uso de pelo menos 3 limas </li></ul>PREPARO DO CANAL PREPARO DO CANAL Técnica Coroa – Ápice Preparo Escalonado do 1/3 médio
  77. 77. IRRIGAÇÃO e ASPIRAÇÃO PREPARO DO CANAL
  78. 78. Instrumentação de Canais Curvos PREPARO DO CANAL
  79. 79. Pré-encurvamento das limas PREPARO DO CANAL
  80. 80. Técnica de Pré-encurvamento <ul><li>pinça </li></ul><ul><li>rolo de algodão </li></ul><ul><li>flexobend </li></ul>PREPARO DO CANAL
  81. 81. Irrigação Final EDTA + Hipoclorito de Sódio 3 minutos sob agitação PREPARO DO CANAL
  82. 82. Medicação Intra Canal PREPARO DO CANAL
  83. 83. Selamento Importância do Material: <ul><li>inter-sessões: guta + cavit </li></ul><ul><li>final de tratamento: </li></ul><ul><li>Ionômero de vidro </li></ul>PREPARO DO CANAL
  84. 84. Número de Sessões Vitalidade Casos Necrose PREPARO DO CANAL
  85. 85. Limpeza do Instrumental Endodôntico PREPARO DO CANAL
  86. 86. APÓS A ODONTOMETRIA INICIAMOS O P.Q.M.
  87. 87. PREPARO QUÍMICO E MECÂNICO DO CANAL CÉRVICO-APICAL BATENTE APICAL ESCALONADO –1mm SEM PRESSÃO MOV. OSC. C/ TRAÇÃO Lima Lima expl. Lima Lima expl. Lima C.R.T. Lima inicial Lima Lima Lima memória Lima Lima mem. Lima Lima mem. Lima A CADA TROCA DE LIMA IRR./ASP . MOV. DE LIMAGEM C.R.T. MOV. DE LIMAGEM NO C.R.T.

×