Apresentação tcc integração resumida

653 visualizações

Publicada em

CONSCIENTIZAÇÃO DA NECESSIDADE DE INTEGRAÇÃO A IGREJA.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
653
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação tcc integração resumida

  1. 1. INTEGRAÇÃO EM IGREJA CRISTÃ ELSON JP LOUREIRO
  2. 2. INTRODUÇÃO  A Igreja vive um momento crítico com os ataques satânicos em forma de novas religiões travestidas de cristianismo.  Diuturnamente todos passam pelos “bombardeiros” televisivos, somente com maturidade consegue-se filtrar esses apelos.  Novos convertidos são as presas preferidas por serem mais fáceis de serem enganadas, urge que preservemos aqueles que após muitas orações e lágrimas são tirados das garras do inimigo e eles andam de casa em casa e gostam de semear joio e “pescar no aquário do vizinho”.
  3. 3. ALGUNS MOTIVOS, ENTRE OUTROS QUE LEVAM A PERDA DE MEMBROS  A perda de membros todos os anos é uma realidade em muitas igrejas, e é verificado que a maioria dos batizados, não prossegue a caminhada onde fizeram suas decisões, e que o concenso é  “se foram por falta de atenção, apoio, incentivo, amizade, alguns por falta de oportunidade na obra”.
  4. 4. Os maiores fatores de perda, entre outros: 1º. FALTA DE ACOLHIMENTO E ACOMPANHENTO (é o discipulado no dia a dia – inclui visitas nos lares) através de obreiros preparados para isso. 2º. lugar: falta de integração, por falta de treinamento, e/ou por pura e simples falta de interesse sincero, AMOR, e de amizade: 2º. lugar: falta de oportunidade para participar no trabalho da Igreja, 3º.lugar: falta de um programa de acompanhamento 4º. lugar: falta de valorização e treinamento para capacitação para essa tarefa tão importante quanto evangelizar.
  5. 5. INTEGRAÇÃO: RESPONSABILIDADE DE TODOS  OBJETIVO: Podemos definir o objetivo com os vers. Abaixo:  Ou seja ACOLHIMENTO+ CUIDADO = INTEGRAÇÃO  Jo:6:37 Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora.  38 Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.  39 E a vontade do que me enviou é esta: Que eu não perca nenhum de todos aqueles que me deu, mas que eu o ressuscite no último dia.  40 Porquanto esta é a vontade de meu Pai: Que todo aquele que vê o Filho e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.
  6. 6. INTEGRAÇÃO “E disse o Senhor a Caim: Onde está, teu irmão Abel? E ele disse: Não sei; sou eu guardador do meu irmão? E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra” Gen. 4:9, 10·. DESEJO DO SENHOR E MISSÃO DA IGREJA: Bíblia King James Atualizada E quando estavam fartos, disse Jesus aos seus discípulos: “Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca.” João Ferreira de Almeida Atualizada E quando estavam saciados, disse aos seus discípulos: Recolhei os pedaços que sobejaram, para que nada se perca. ENTÃO NÃO TRATA-SE DE OPÇÃO É MISSÃO INDELEGÁVEL. QUESTÃO DE RESPONSABILIDADE DE TODOS NÓS!
  7. 7. Integrar: TORNAR COMPLETO, INTEIRO, SEM FALTAR NADA, TORNAR INTEGRAL. ISTO ENVOLVE VALORES CRISTÃOS PERMANENTES: Abnegação, altruísmo, dedicação, amor, oração, ensino, aplicação, vontade, empatia, submissão. “Todos nós, por ação ou omissão, temos responsabilidades pelos fatos da história”. (T. Vilela) E CRIAR POR ISSO PRECISAMOS: DAR AS
  8. 8. A perda de membros todos os anos é uma triste realidade em muitas igrejas. Muitos se vão, nem percebemos, e não sabemos para onde... Alguns motivos são consenso em muitas Igrejas : 1º. FALTA DE INTERESSE SINCERO (CUIDADO). 2º. FALTA DE AMIZADE, 3º. FALTA DE OPORTUNIDADE, 4º. FALTA DE UM PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO 5º. FALTA DE UM PROCESSO DE
  9. 9. INTEGRAR É CHAVE PARA: NADA SE PERCA (João 6:12) DEVEMOS SUPRIR AS LACUNAS PARA INTEGRAR PARA QUE E “Nisto conhecerão todos que sois meus discipulos, por vos amardes uns aos outros” JO. 16:35 CRESCERMOS EM QUALIDADE E QUANTIDADE MANTER OS IRMÃOS CONOSCO
  10. 10. 5. AUTO REALIZAÇÃO: EXERCITAR AS POTENCIALIDADES 4. STATUS: SER RELEVANTE, CONSIDERADO 3. SOCIAIS: IGREJA LUGAR DE COMUNHÃO, AMOR, ACEITAÇÃO 2. SEGURANÇA: IGREJA LUGAR DE ABRIGO 1. BASICA: CARÊNCIA ESPIRITUAL A. Maslow HIERARQUIA DAS NECESSIDADES
  11. 11.  PARÂMETROS DE PLANEJAMENTO:  Visão: Integrar os novos convertidos, os membros existentes e/ou transferidos à Igreja.  Missão: Propiciar meios para que cada membro encontrem plena satisfação no convívio conosco e se tornem um novo agente de expansão do Reino de Deus.  Valores: Valorizamos a comunhão cristã, modelo Igreja - Atos dos Apóstolos  Objetivos: PERDA “0”  100% dos novos convertidos e/ou transferidos a nossa Igreja, integrados em nosso meio,  PARA QUE NADA SE PERCA E NÃO VENHAMOS A OUVIR A PERGUNTA CONDENATÓRIA:
  12. 12. É PRECISO ANTECIPAR-SE  GANHAR ALMAS É URGENTE – MANTE-LAS É INDISPENSÁVEL. REATIVO PRO-ATIVO EXPECTATIVAS ATIVO PRECISAMOS TER BASE DE DADOS PARA FORMULAR NOSSO PLANEJAMENTO – ISTO SE FAZ INDO A CAMPO, COLETAR DADOS, TABULAR, ANALISAR E PROPOR PLANO DE AÇÃO.
  13. 13. AMOR: “regar” os novos irmãos O que plantarmos vamos colher Evangelizar é apenas o passo inicial da proclamação do evangelho. É preciso REGAR o novo converso para desenvolver- se espiritualmente (tornar- se discípulo)
  14. 14. PROCESSO VIRTUOSO DA INTEGRAÇÃO “Para que a minha casa se encha” IGREJA UNIDADE TERAPÊUTICACAMINHO DO DISCIPULADO
  15. 15. COMPROMISSO: Manter um relacionamento de amizade com o novo convertido. Recepcionar e cadastrar Ajudar no crescimento espiritual, Acompanhar: Telefonar, visitar, ensinar, orar, aconselhar. SER UM PAI ESPIRITUAL. MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO
  16. 16. CONCLUSÃO Somos mordomos vamos prestar contas...  AS MÃOS PODERÃO ESTAR ASSIM CHEIA DE ALMAS POR QUE SEMEAMOS E INTEGRAMOS (CUIDAMOS)! OU COM NADA PARA... APRESENTAR, POR QUE NÃO PLANTAMOS E NEM CUIDAMOS...
  17. 17. Fazer discípulos continua sendo obrigação O batismo abre a porta da frente para os membros da igreja, mas ele não é o fim, é apenas a 2ª. etapa,  Se não tivermos cuidado: muitos dos novos membros, deixarão a igreja pela porta de trás. PRECISAMOS EQUILIBRAR A ENFASE NO BATISMO COM O CUIDADO COM OS IRMÃOS! (EVANGELISMO e PASTOREIO) “Nos tornamos responsáveis por aquilo que cativamos” (Saint Exuperri: O pequeno príncipe)
  18. 18. A OPORTUNIDADE MOTIVA  A FALTA DE OPORTUNIDADE PARA AQUELES QUE TEM VOCAÇÃO É O SEGUNDO FATOR DESMOTIVANTE,  DEVEMOS ENTÃO MOTIVÁ-LOS:  ABRIR OPORTUNIDADES E TREINAR OS NOVOS CRENTES  SEM MEDO, SEM CIUME...  O ERRO FAZ PARTE NATURAL DO APRENDIZADO, DO CAMINHO DO DISCIPULADO, SOMENTE NÃO ERRA QUEM NÃO FAZ.
  19. 19. TRABALHO INCESSANTE: Os ganhadores de almas de hoje:  DEVEM SER VISIONÁRIOS E ESSA VISÃO DEVE SER DE CRENTES:  NÃO SOMENTE VINDO PARA A FRENTE, MAS: ENTRANDO NA GLÓRIA. “Uma alma é difícil de ganhar, fácil de perder e quase impossível de recuperar” EJPL
  20. 20. “Se não fizermos nossa parte agora, amanhã talvez não dê tempo” Andressa Duarte: 1994-2008 F I M ?
  21. 21. IMPORTANTE  ESTA APRESENTAÇÃO EM PPT É APENAS UM RESUMO DO TRABALHO, O QUAL É COMPOSTA POR UM LIVRO E UM MANUAL DE INTEGRAÇÃO.  TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
  22. 22. AUTOR: ELSON JP LOUREIRO  BATISMO: 17.04.68 – PR. POLITTO  CONG.ATUAL = J.ITAMARATI  FORMAÇÃO TECNICA: CIENCIAS ECONOMICAS  EXTENSÃO: FUNDAÇÃO CRISTIANO OTONI UFPR MG, GERENCIA DA QUALIDADE. TECNICO SEG. DO TRABALHO.  AREAS DE ATUAÇÃO: PLANEJAMENTO, TREINAMENTO, QUALIDADE, ADMIN., FINANCEIRO, R.H. E OUTRAS.  TEOLOGICOS; CURSO ENSINAI E ITQ NIVEL MEDIO, EBO.  ATUAÇÃO NA IGREJA: LIDER DE MOCIDADE EM J. URANO, CORDENAÇÃO DE MOCIDADE NO SETOR XAXIM, TREINAMENTO DE PROFESSORES DA EBD NA SEDE, PROF. DE EBD EM J. URANO, VILA ACORDES, CONG. HAUER E ATUALMENTE EM J. ITAMARATI  SIRVO COMO: PROF. EBD E ENSINAI.  EMAIL: elsonjploureiro@yahoo.com.br  CEL. 9663-91.41 – 3014-45.43  FACE BOOK – ELSON JP LOUREIRO E PROFESSORES DA EBD.

×