PASTORAL DA COMUNICAÇÃO - OFICINA 
1 
Formatação ELOY BEZERRA
2
3 
• 75% das informações armazenadas em 
nosso cérebro são recebidas visualmente. 
• Apoio audio-visual não é um artifício...
 Apresentação da ferramenta 
 Temas / Botão Office 
 Inserção de formas e vídeos 
 Transições entre slides 
 Animação...
ELOY BEZERRA 5
Sua apresentação não 
é o slide , é você. 
ELOY BEZERRA 6
ELOY BEZERRA 7
8 
A platéia
9
10 
Quais os motivos do medo ?
11
Sua linguagem corporal inicial é importantíssima. 
 A maneira como caminha e se posiciona. 
 Suas expressões faciais. 
...
13
Pesquisa 
 Preparação 
Backup do material 
 Prever perguntas difíceis 
Recursos de apoio 
Conhecer o local 
ELOY BEZ...
>Por quanto tempo devo 
me preparar ? 
15
16
 Introdução 
Desenvolvimento 
Conclusão 
É fundamental dominar o assunto 
ELOY BEZERRA 17
Organização 
 Expressar um único conceito 
Combinar cores que contraste 
 Coerência 
 Clareza 
ELOY BEZERRA 18
 Use revelação progressiva. 
Comunicação assertiva. 
 Apresente até 4 elementos de 
cada vez. 
 Use pausas para atrair...
Modelo VAC 
 Visual 
 Auditivo 
 Cinestésico 
ELOY BEZERRA 20
As cores estimulam ou 
podem cansar. 
21
 Eu te amo 
ALEGRIA 
( Não usar) 
 Para marcar um momento diferente, usar 
itálico OU negrito. 
22
Grandes quantidades de texto 
Incluir só tópicos principais 
Excesso de sons e imagens 
Profusão de “efeitos especiais” 
D...
 Talvez você esteja se perguntando se a Sala de Aula Invertida não é mais um 
desses “ modismos” que aparecem para logo c...
25 
Preste atenção no tempo da apresentação
O público alvo 
O ambiente 
A faixa etária 
Sala escura ou clara 
26
27 
• Público mais jovem: 
Menos formalidades. Mais 
espontaneidade. Cores quentes 
• Público mais idoso: 
Evitar fontes p...
Em locais onde existe 
luminosidade opte por fundos 
claros e letras escuras, 
facilita a visualização. 
28
29
 Faça um mini intervalo 
 Faça uma pergunta para a plateia 
 Mude de posição 
Mude de assunto 
30
Ritmo 
Voz colorida 
 Projeção da voz 
 Articulação 
 Linguagem simples 
 Seja verdadeiro 
31
Histórias não são apenas para 
divertir. Elas tornam sua 
informação compreensível, 
interessante e inesquecível. 
32
Linguagens e Gêneros distintos 
Diálogo entre fé e cultura
34 
Antes ou depois da apresentação?
Termine de falar antes 
que sua plateia tenha 
parado de ouvir. 
35
Há na verdade 3 discursos do discurso 
que você faz: o ensaiado, o que você fez e o que 
36 
desejava fazer.
37 
 Referências 
100 coisas que você precisa saber sobre as 
pessoas para se comunicar bem. 
Susan M. Weinscheenk 
Curso...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Criando um boa apresentação

179 visualizações

Publicada em

As pessoas “LEEM” as outras instantânea e inconscientemente.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
179
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Jesus o maior comunicador – sabia utilizar as regras argumentativas de acordo com o ambiente. (fariseus, escribas...
  • Criando um boa apresentação

    1. 1. PASTORAL DA COMUNICAÇÃO - OFICINA 1 Formatação ELOY BEZERRA
    2. 2. 2
    3. 3. 3 • 75% das informações armazenadas em nosso cérebro são recebidas visualmente. • Apoio audio-visual não é um artifício. • Comunicação extra-verbal vale mais do que a verbal.
    4. 4.  Apresentação da ferramenta  Temas / Botão Office  Inserção de formas e vídeos  Transições entre slides  Animação de texto  Álbum de fotografia com música ELOY BEZERRA 4
    5. 5. ELOY BEZERRA 5
    6. 6. Sua apresentação não é o slide , é você. ELOY BEZERRA 6
    7. 7. ELOY BEZERRA 7
    8. 8. 8 A platéia
    9. 9. 9
    10. 10. 10 Quais os motivos do medo ?
    11. 11. 11
    12. 12. Sua linguagem corporal inicial é importantíssima.  A maneira como caminha e se posiciona.  Suas expressões faciais.  Seu olhar direto ou ausência dele. 12
    13. 13. 13
    14. 14. Pesquisa  Preparação Backup do material  Prever perguntas difíceis Recursos de apoio Conhecer o local ELOY BEZERRA 14
    15. 15. >Por quanto tempo devo me preparar ? 15
    16. 16. 16
    17. 17.  Introdução Desenvolvimento Conclusão É fundamental dominar o assunto ELOY BEZERRA 17
    18. 18. Organização  Expressar um único conceito Combinar cores que contraste  Coerência  Clareza ELOY BEZERRA 18
    19. 19.  Use revelação progressiva. Comunicação assertiva.  Apresente até 4 elementos de cada vez.  Use pausas para atrair a atenção. ELOY BEZERRA 19
    20. 20. Modelo VAC  Visual  Auditivo  Cinestésico ELOY BEZERRA 20
    21. 21. As cores estimulam ou podem cansar. 21
    22. 22.  Eu te amo ALEGRIA ( Não usar)  Para marcar um momento diferente, usar itálico OU negrito. 22
    23. 23. Grandes quantidades de texto Incluir só tópicos principais Excesso de sons e imagens Profusão de “efeitos especiais” Desvio da atenção... Fundos “poluídos” Dificultam a leitura 23
    24. 24.  Talvez você esteja se perguntando se a Sala de Aula Invertida não é mais um desses “ modismos” que aparecem para logo caírem no esquecimento. Já esclareço : não é um modismo e não cairá no esquecimento. A sala de aula invertida veio para ficar pois trata-se de um novo modelo de ensino e aprendizagem.  Para que você entenda exatamente o que a sala de aula invertida propicia, será necessário que façamos uma breve exposição do atual modelo de educação, que vigora desde o início do século 20.  ModeloTradicional de Educação:  O modelo de educação que impera na grande maioria das Escolas é o mesmo do início do século 20. Este modelo chamado de 2.0, pelo Professor Jim Lengel, da Universidade de Nova York, foi criado para atender o modelo de trabalho da época que eram todos trabalhando o dia inteiro,fazendo a mesma coisa, na mesma hora,não podiam interagir e eram severamente fiscalizados.  Assim as Escolas para atender a essa nova economia organizou-se da mesma forma que era: agrupar crianças pela faixa etária, no modelo de grandes grupos, fechados em uma sala, trabalhando todos da mesma forma, e também fiscalizados pelo Professor. 24
    25. 25. 25 Preste atenção no tempo da apresentação
    26. 26. O público alvo O ambiente A faixa etária Sala escura ou clara 26
    27. 27. 27 • Público mais jovem: Menos formalidades. Mais espontaneidade. Cores quentes • Público mais idoso: Evitar fontes pequenas. Utilizar cores contrastantes. • Público expert: Transmitir confiabilidade, formalidade. Cores sóbrias.
    28. 28. Em locais onde existe luminosidade opte por fundos claros e letras escuras, facilita a visualização. 28
    29. 29. 29
    30. 30.  Faça um mini intervalo  Faça uma pergunta para a plateia  Mude de posição Mude de assunto 30
    31. 31. Ritmo Voz colorida  Projeção da voz  Articulação  Linguagem simples  Seja verdadeiro 31
    32. 32. Histórias não são apenas para divertir. Elas tornam sua informação compreensível, interessante e inesquecível. 32
    33. 33. Linguagens e Gêneros distintos Diálogo entre fé e cultura
    34. 34. 34 Antes ou depois da apresentação?
    35. 35. Termine de falar antes que sua plateia tenha parado de ouvir. 35
    36. 36. Há na verdade 3 discursos do discurso que você faz: o ensaiado, o que você fez e o que 36 desejava fazer.
    37. 37. 37  Referências 100 coisas que você precisa saber sobre as pessoas para se comunicar bem. Susan M. Weinscheenk Curso de Oratória Ruthe Rocha Pombo

    ×