FORMAÇÃO DASOCIEDADE BRASILEIRA   Prof. Ms. Elizeu N. Silva
Em 1890, com pouco mais de 500 mil habitantes, o Rio deJaneiro era o único grande centro urbano do Brasil.Na cidade estava...
O período monárquico se caracteriza pela atenção concentradado Estado sobre as regiões próximas à Capital e abandono econs...
• População: tinha simpatia por D. Pedro II, mas cada vez maisrejeitava o regime monárquico.• Militares: insatisfação com ...
O pensamento republicano, que representava o desejo demodernização do país, não teve dificuldade para encontrarinsatisfeit...
Militares tiveram influência decisiva nos primeiros anos daRepública.O marechal Deodoro da Fonseca é escolhido como chefe ...
Centralização do poder, dificuldades econômicas, impostosexcessivos, insatisfações políticas, dão origem a diversosmovimen...
• Revolta da Vacina: 1904, Rio de Janeiro. População se revoltacontra imposição da vacina anti-varíola, prescrita pelo san...
• Revolta da Chibata: 1910, Rio de Janeiro. Liderada pelomarinheiro João Cândido, “O Almirante Negro”.Protesto contra maus...
• Contestado: 1912 a 1916. Áreaabrangendo partes do Paraná eSanta Catarina. Liderado pelomonge João Maria, sucedido porout...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 05 formação da sociedade brasileira primeiros anos da república

771 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
771
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 05 formação da sociedade brasileira primeiros anos da república

  1. 1. FORMAÇÃO DASOCIEDADE BRASILEIRA Prof. Ms. Elizeu N. Silva
  2. 2. Em 1890, com pouco mais de 500 mil habitantes, o Rio deJaneiro era o único grande centro urbano do Brasil.Na cidade estavam concentradas a vida política, as diversões eos investimentos em transportes, iluminação e urbanismo.Na mesma época, São Paulo contava apenas 65 mil habitantes.Entretanto, os negócios do café atraía imigrantes e geravadivisas. Logo se transformaria em importante centro comercial epolítico.
  3. 3. O período monárquico se caracteriza pela atenção concentradado Estado sobre as regiões próximas à Capital e abandono econsequente esfacelamento do poder nas regiões afastadas.Razões para o crescente isolamento da monarquia:• Conservadores: descontentes com prestígio de políticosmaçons no governo imperial, em detrimento da ala católica.• Fazendeiros: descontentes pela abolição da escravidão, queencareceu a produção de café.• Progressistas: criticavam a lentidão das reformas,especialmente a demora em abolir a escravidão, o regime decastas e o voto censitário.
  4. 4. • População: tinha simpatia por D. Pedro II, mas cada vez maisrejeitava o regime monárquico.• Militares: insatisfação com os rumos do país e preocupaçãocom a sucessão de D. Pedro II. O monarca não tinha filhoshomens, e o marido da Princesa Isabel, filha mais velha, era ofrancês Gastão de Orléans (Conde d’Eu). Os militares temiamque o país acabasse governado por um estrangeiro.
  5. 5. O pensamento republicano, que representava o desejo demodernização do país, não teve dificuldade para encontrarinsatisfeitos com o regime monárquico.A República representava a modernização do país. Por isso, nãohouve de imediato grande oposição à Proclamação daRepública no 15 de novembro de 1889.No entanto, a consolidação da República ocorreu sob gravescrises, que se sucederam durante algumas décadas.
  6. 6. Militares tiveram influência decisiva nos primeiros anos daRepública.O marechal Deodoro da Fonseca é escolhido como chefe doGoverno Provisório, com a missão de instalar um CongressoConstituinte.Incapaz de lidar com a oposição, fechou o Congresso Nacional.Floriano Peixoto é o vice-presidente. Torna-se presidente entre1891 e 1894 sem ter sido eleito. Passa à história como“Presidente de Ferro”, pela forma autoritária com que lida com aoposição.
  7. 7. Centralização do poder, dificuldades econômicas, impostosexcessivos, insatisfações políticas, dão origem a diversosmovimentos revoltosos:• Canudos: 1896 a 1987, na Bahia. Liderado por AntônioConselheiro.
  8. 8. • Revolta da Vacina: 1904, Rio de Janeiro. População se revoltacontra imposição da vacina anti-varíola, prescrita pelo sanitaristaOswaldo Cruz e determinada pelo presidente Rodrigues Alves.Desconhecimento quanto à real necessidade e forma impositivacomo a medida foi implantada.A reação popular fez o governosuspender a obrigatoriedade davacina e a declarar estado de sítio.30 pessoas foram mortas durante arevolta, 110 ficaram feridos.Centenas de pessoas foram presase, muitas delas, deportadas para oAcre.
  9. 9. • Revolta da Chibata: 1910, Rio de Janeiro. Liderada pelomarinheiro João Cândido, “O Almirante Negro”.Protesto contra maus tratos frequentes na Marinha de Guerra doBrasil e contra a qualidade da alimentação servida aos marinheiros.Eclodiu quando o marinheiro Marcelino Rodrigues foi castigado com250 ferido um por ter chibatadascolega no navio.Presidente:Marechal Hermesda Fonseca.
  10. 10. • Contestado: 1912 a 1916. Áreaabrangendo partes do Paraná eSanta Catarina. Liderado pelomonge João Maria, sucedido poroutro monge, José Maria. Colonosconstituíram povoados queignoravam a autoridade local(Estado) e federal (República).Perseguidos por coronéisfazendeiros, com apoio das tropasdo governo.Presidente: Marechal Hermes daFonseca.

×