Aula 01 Teoria do Jornalismo - Introdução

1.157 visualizações

Publicada em

O desenvolvimento do pensamento abstrato exigiu do homem a utilização de símbolos para registrar suas ideias.
No Brasil, a imprensa régia é instalada em maio de 1808, com a transferência de D. João VI e toda a corte para o Rio de Janeiro.
Primeiro jornal em terras brasileiras é a Gazeta do Rio de Janeiro, que circulou entre 1808 e 1821. Publicava editais de interesse da Coroa.

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.157
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
69
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 01 Teoria do Jornalismo - Introdução

  1. 1. TEORIAS DO JORNALISMO Aula 01 – Introdução Prof. Ms. Elizeu N. Silva
  2. 2. Introdução • A humanidade teme aquilo que desconhece. “... a natureza do jornalismo está no medo. O medo do desconhecido, que leva o homem a querer conhecer e assim acreditar que tem o controle da vida e de torná-la mais estável e coerente”. Felipe Pena
  3. 3. Introdução • O domínio sobre o ambiente resulta na revolução neolítica. Novo modo de viver favorece o desenvolvimento do pensamento abstrato e, consequentemente, da comunicação. O desenvolvimento do pensamento abstrato exigiu do homem a utilização de símbolos para registrar suas ideias.
  4. 4. Introdução • A invenção da escrita data de 5.000 a.C., aproximadamente. É atribuída ao povo de Uruk, habitante do sul da Mesopotâmia (atual Iraque). No entanto, os documentos mais antigos da escrita humana pertencem aos sumérios – inventores da escrita cuneiforme.
  5. 5. Introdução • Os tipos móveis foram inventados pelos chineses no século XI. No entanto, a história ocidental atribui a Gutenberg a invenção – ocorrida em 1456 com a impressão do primeiro exemplar da Bíblia.
  6. 6. Introdução • Embora já houvesse vestígios de protojornalismo na Europa desde a Idade Média, é a partir do século XV, com a invenção da imprensa, que o jornalismo se consolida. • Para alguns historiadores o mais antigo jornal impresso da história é o Noviny Poradné Celého Mesice Zari Léta 1597 (Jornal Completo do Mês Inteiro de Setembro de 1597), mensário editado em Praga por Daniel Sedltchansky, a partir de 1597.
  7. 7. Introdução • Outros aceitam como primeiro jornal impresso o semanário Nieuwe Tijdinghen, criado em Antuérpia por Abraão Verhoeven, em 1605. Em 1622, surge na Inglaterra o Weekly News. Em 1611, aparece o Mercure Français.
  8. 8. Introdução • Em Portugal, a imprensa inicia-se em 1641 com o lançamento da Gazeta em Que se Relatam as Novas Todas, Que Ouve Nesta Corte, e Que Vieram de Várias Partes no Mês de Novembro de 1641, conhecida simplesmente por Gazeta.
  9. 9. Introdução • No Brasil, a imprensa régia é instalada em maio de 1808, com a transferência de D. João VI e toda a corte para o Rio de Janeiro. • Primeiro jornal em terras brasileiras é a Gazeta do Rio de Janeiro, que circulou entre 1808 e 1821. Publicava editais de interesse da Coroa. • Em 1822 começou a circular o primeiro jornal informativo, o Diário do Rio de Janeiro. Anunciou a independência do Brasil com 17 dias de atraso
  10. 10. Introdução • No entanto, o primeiro jornal brasileiro chamava-se Correio Braziliense e foi lançado em fevereiro de 1808. Era produzido em Londres por Hipólito José da Costa, ex-diretor da Imprensa Régia de Portugal, fugitivo da Inquisição portuguesa em Londres desde 1805.
  11. 11. Introdução • Cada edição era composta de aproximadamente 140 páginas de cartas de brasileiros, produção literária, opinião política e notícias. Defendia a monarquia constitucional, a liberdade de opinião, a abolição da escravatura, a criação de universidades no Brasil e a independência. • A noção de jornalismo como “tribuna ampliada” prevaleceu no Brasil até os primeiros anos da República. O jornalista era um ativista político que utilizava o jornal como veículo de suas ideias.
  12. 12. Introdução • Quadro evolutivo do jornalismo moderno: Segundo jornalismo: imprensa de massa, início da profissionalização dos jornalistas, criação de reportagens e manchetes, adoção da publicidade e da economia de empresa. De 1830 a 1900. Terceiro jornalismo: monopólio da imprensa por grandes empresas e grandes tiragens, influência das relações públicas e de grandes personalidades políticas. De 1900 a 1960. Pré-história do jornalismo: produção artesanal, formato semelhante ao livro. Verifica-se entre 1631 a 1789. Primeiro jornalismo: conteúdo literário e político, textos críticos, economia deficitária, comandado por escritores, políticos e intelectuais. De 1789 a 1830.
  13. 13. Introdução • Quarto jornalismo: via eletrônica para transmissão e difusão da informação, interatividade, ampla utilização de tecnologias, extrema velocidade na transmissão das informações, valorização do visual, início da crise da imprensa escrita. A partir de 1960. (Ciro Marcondes Filho)
  14. 14. Bibliografia BELTRÃO, Luiz. Iniciação à filosofia do jornalismo. São Paulo, 2ª edição, Edusp, 1992 PENA, Felipe. Teoria do jornalismo. São Paulo, 2ª edição, Ed. Contexto, 2008

×