Boletim Movimento PMDB Edição 151

245 visualizações

Publicada em

Boletim Movimento PMDB Edição 151

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
245
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Boletim Movimento PMDB Edição 151

  1. 1. Wendel Lopes/PMDBPMDB Mulher realizaConvenção Nacionalem BrasíliaLideranças nacionais prestigiam a recondução dadeputada federal Fátima Pelaes (AC) para o biênio2013 – 2015.ImpressoEspecial991218260/2007-DR/BSBPMDBBrasília, Distrito Federal, 22 de Maio de 2013, número 151. www.pmdb.org.brEste Boletim é produzido pela Fundação Ulysses Guimarães por meio desua Assessoria de Comunicação Social, em parceria com a Presidência e asLideranças do PMDB na Câmara e no Senado.Temer e Raupp participam de Congressode Prefeitos e Vice-prefeitos do PMDB–SPFundação Ulysses Guimarães realizaencontros estaduais na Paraíba e noMaranhãoCÂMARACarlos Bezerra é autordo PL 5582/2013, querevoga dispositivo doartigo 7º da CLT2 2 3 4CONGRESSOComissão Mista aprovarelatório de AlexandreSantos sobre a MP605/20131SENADOLobão Filho apresentasubstitutivo ao PRS17/2013 que trata sobreo novo Regimento InternoCÂMARAEdinho Bez: Câmararealiza seminário sobre“Os Desafios da AviaçãoBrasileira”PMDBTemer e Raupp prestigiamfiliação de Júnior Friboiao PMDB-GO3Orçamento 2014Danilo Forte é orelator-geral daLei de DiretrizesOrçamentárias (LDO)WendelLopes/PMDBWendel Lopes/PMDBGilberto Sena
  2. 2. Deputado Fabio Reis (SE)Com o intuito de complementar a lei queregulamenta o exercício de mototaxistase motoboys, o deputado federal Fabio Reis(SE) apresentou à Câmara o Projeto de Lei5578/2013. O objetivo principal do parla-mentar é incluir este serviço comunitário derua como uma atividade profissional.Segundo o deputado, a regulação daatividade de mototaxistas e moto-boys foi vetada pelo Poder Executivopor não ter sido detalhada quando a Lei12.009/2009 foi sancionada. Por isso, FábioReis pretende dar melhor delimitação a estaatividade por meio da exigência de curso deformação de vigilância e doregistro do vigilante nos órgãos competen-tes.“Resolvida esta questão, a sociedadepoderá contar com o apoio de profissionaisque zelam por sua segurança e que, ainda,servem de apoio para a segurança pública,uma vez que deverão alertar os órgãos desegurança pública sobre atividades suspei-tas”, afirmou.Para o deputado, as atividades desem-penhadas pelos mototaxistas e motoboysno transporte de passageiros e na entregade mercadorias são atualmente de extremaimportância para a condução dos assuntosda sociedade.A inclusão, nos comerciais e em rótulosde embalagens de bebidas alcoólicas, deimagens ou figuras que mostrem gravesacidentes de trânsito, poderá se tornar obri-gatória caso o PL 4980/2013, de autoria dodeputado Marçal Filho (MS), seja aprovado.De acordo com o parlamentar, o nú-mero de acidentes de trânsito com vítimasassociados ao consumo de álcool está emcrescimento no Brasil. O levantamentodivulgado no Relatório Brasileiro da Secre-taria Nacional de Políticas sobre Drogasmostra que, em âmbito nacional, esse tipode acidente subiu de 498 ocorrências em2004 para 1.909 em 2007.“São númerosalarmantes que evidenciam um crescimentoexponencial da insegurança nas rodoviasbrasileiras em decorrência da combina-ção de bebidas alcoólicas e direção, comprejuízos irreparáveis tanto para as famíliasquanto para a sociedade”, afirmou.Para Marçal, esse quadro mostra queas políticas públicas atuais de combate aouso inadequado de bebidas alcoólicas nãoestão logrando sucesso diante da necessi-dade de conscientização da população emrelação aos perigos desse hábito cada vezmais frequente no Brasil.“Entendemos queo histórico de sucesso das políticas de com-bate ao tabagismo que obrigou a inserçãode imagens chocantes nas embalagens decigarros pode e deve fazer com que estamesma medida seja aplicada no caso dasbebidas alcoólicas”, disse.O deputado acredita que a adoçãodessa providência deve contribuir para aredução das estatísticas de acidentes detrânsito ocasionados por ingestão de álcoolpor parte dos motoristas. A propostaprotocolada pelo parlamentar foi apensa-da a outros projetos que tramitam sobre omesmo tema; depois, uma ComissãoEspecial deverá ser designada para analisaro tema.Foi instalada na última quarta-feira (15) noSenado Federal a Comissão Mista encarre-gada de examinar a Medida Provisória (MP)612/2013, que desonera a folha de paga-mento de 14 setores da economia. A medidatambém reestrutura o modelo jurídico deorganização dos chamados portos secos pormeio da mudança do regime de concessãoe permissão para o regime de licença. Osenador Ricardo Ferraço (ES) foi eleito parapresidir o colegiado.Por meio da MP 612, o governo insere,a partir do dia 1º de janeiro de 2014, novossetores na política de desoneração tributáriada folha de pagamentos, desoneração estainiciada por meio da MP 582/2012, já trans-formada na Lei 12.794/2013. Na proposta,está prevista a desoneração da folha paranovos segmentos dos setores de transporte:rodoviário e ferroviário de carga, rodoviáriode passageiros sob regime de fretamento,de taxi aéreo, metroferroviário de passagei-ros, de navegação de travessia, de prestaçãode serviços de infraestrutura aeroportuária,e de gestão de portos e terminais.Além disso, a desoneração vai abran-ger serviços variados como o de apoio àindústria bélica e de armas, o de construçãode obras de infraestrutura, o de serviços deengenharia e arquitetura, e o de manuten-ção, reparação e instalação de máquinas eequipamentos. Foram contemplados tam-bém os serviços de impressão de jornais,livros, revistas e outras publicações perió-dicas, e as atividades jornalísticas que sedesenvolvem por meio de rádio, televisão einternet.A proposta também eleva o limite dereceita bruta para as empresas que optampelo regime de lucro presumido, o que lhespermite pagamento menor de imposto derenda da pessoa jurídica. Com a medida, olimite passará dos atuais R$ 48 milhões porano para R$ 72 milhões a partir de 1º dejaneiro de 2014.Ao encerrar a reunião de instalação daComissão Mista, o senador Ricardo Ferraçoanunciou que será marcada a primeira reu-nião para tratar de um plano administrativoque dê sequência aos esforços já direciona-dos para a desoneração da folha.O senador Waldemir Moka (MS) foidesignado o relator revisor da Medida Pro-visória.Com o objetivo de modernizar e democratizar os trabalhos no Senado Federal, o RegimentoInterno desta Casa passará por mudanças. O relator do Projeto de Resolução (PRS) que tratado assunto, senador Lobão Filho (MA), apresentou, na última quarta-feira (14), seu parecer,na forma de um substitutivo, pela aprovação da matéria na Comissão de Constituição eJustiça (CCJ) do Senado.O texto altera consideravelmente o processo de tramitação dos projetos no Senadoao ampliar o caráter terminativo de algumas votações e ao tornar mais fácil o andamentode projetos em regime de urgência. O projeto também propõe a limitação da realizaçãode sessões especiais de homenagem, a formalização do Colégio de Líderes e a adoção deprocedimentos eletrônicos para a tramitação dos projetos.Lobão Filho ressaltou que as mudanças devem democratizar a participação, o pro-cesso legislativo, e dar maior celeridade à tramitação das propostas.“Podemos agrupar asmudanças que pretendemos efetuar no novo Regimento em dois grandes temas: o primeirotrata da ampliação da democracia interna do Senado Federal sob diversos ângulos, a partirda reformulação das características da estrutura de poder de modo a ampliar os canais daCasa que atuam na elaboração da agenda legislativa e, especialmente, de modo a valori-zar as Comissões Permanentes na qualidade de instâncias deliberativas e de reconhecer aatuação individual das Senadoras e dos Senadores. Já o segundo tema trata de dar maiorracionalidade aos procedimentos e às rotinas da Casa, buscando-se a eficiência no Proces-so Legislativo e a ampliação dos instrumentos de fiscalização do Senado sobre os atos daAdministração Pública”, disse.O deputado Carlos Bezerra (MT) é autor doPL 5582/2013, que revoga dispositivo do ar-tigo 7º da Consolidação das Leis do Trabalho(CLT) para adequá-la aos efeitos da EmendaConstitucional 72/2013. A Emenda foi pro-mulgada em sessão do Congresso Nacionalno dia 2 de abril e nasceu de uma propos-ta (PEC 66/2012) de autoria do deputadoBezerra, a qual destina aos trabalhadoresdomésticos os mesmos direitos asseguradosa outras categorias.“A alínea ‘a’ do art. 7º da CLT, estabe-lece que os preceitos constantes da Consolidação não se aplicam aos empregados domés-ticos. Porém, a Emenda Constitucional nº 72, de 2 de abril de 2013, que altera a redaçãodo parágrafo único do art. 7º da Constituição Federal, estabeleceu a igualdade de direitostrabalhistas entre os trabalhadores domésticos e os demais trabalhadores urbanos e rurais.Desse modo, em razão do comando superior, a exceção de aplicação da legislação celetistaaos domésticos já não mais está em vigor. Pretendemos sua revogação formal e explícitacom o duplo objetivo de aperfeiçoar a legislação e de prestar uma justa homenagem aostrabalhadores domésticos”, justificou Carlos Bezerra.Para o deputado, a revogação expressa do dispositivo eliminará “qualquer dúvidavindoura” sobre a aplicação das normas consolidadas aos domésticos.“A isonomia celetistatambém complementa a isonomia constitucional e reafirma a correção de uma injustiçahistórica para com essa categoria”, afirmou o parlamentar.Congresso NacionalRótulos de bebidas alcoólicas deverãoconter imagens de acidentes de trânsitoRicardo Ferraço é eleito presidenteda Comissão Mista que analisará a MP612/2013PL de Carlos Bezerra ajusta CLT à Emendados Empregados DomésticosLobão Filho defende na CCJ mudanças noRegimento Interno do Senado2CÂMARA SENADOPL de Marçal Filho obriga que os rótulos de bebidas tragam imagens de acidentes de trânsitoSenador Ricardo Ferraço (ES)Deputado Carlos Bezerra (MT)CÂMARACÂMARASENADOGustavoLima/AgênciaCâmaraFabio Reis apresenta PL para complementar regulamentação de mototaxistasWendel Lopes/PMDBWendel Lopes/PMDBWendel Lopes/PMDB
  3. 3. O vice-presidente da República, MichelTemer, e o presidente da Câmara, HenriqueEduardo Alves, reuniram-se na última quin-ta-feira (16) com os membros das FrentesParlamentares da Agropecuária – da Câmarae do Senado. Na reunião, os parlamentaresdebateram sobre a demarcação de terrasindígenas realizada pela Fundação Nacionaldo Índio (Funai). O advogado-geral da União,Luis Adams, também esteve presente.Na avaliação de Henrique EduardoAlves, é essencial encontrar uma maneirade estabelecer a convivência harmoniosaentre índios e produtores rurais.“Marcamosuma nova reunião com o ministro Adams,com Michel Temer e com a ministra da CasaCivil, Gleisi Hoffmann, para encontrar umamaneira de harmonizar essa relação; emrespeito aos indígenas, por sua história epapel na formação do país, e também aosruralistas, que estão numa situaçãomuito atritada”, afirmou.Centenas de mulheres peemedebistas se reuniram na tarde desta terça-feira (21), no auditó-rio Petrônio Portela, no Senado Federal, em Brasília, para eleger o novo comando do PMDBMulher para o biênio 2013-2015. Por aclamação, a deputada Fátima Pelaes (AP) foi recon-duzida presidente do PMDB Mulher; Regina Perondi (RS) e a deputada Marinha Raupp (RO),como 1ª e 2ª vice-presidentes, respectivamente, e Aparecida Moura (MG), como secretária--geral.A Convenção, que referendou o nome de Fátima Pelaes para o comando do Núcleo,reuniu lideranças políticas nacionais e representantes de vários estados, entre eles o vice-presidente de República, Michel Temer, o presidente nacional do PMDB, senador Valdir Rau-pp (RO), o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), o senador José Sarney (AP), o líder doPMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), o líder do governo no Senado, Eduardo Braga (AM), ovice-governador do Distrito Federal, Tadeu Filippelli (DF).Para a presidente do PMDB Mulher, Fátima Pelaes, a recondução foi o reconhecimentopelo trabalho realizado dentro do Núcleo.“Foram dois anos de intenso trabalho. Duranteeste tempo pudemos elaborar o regimento interno, implementar o orçamento participativoe realizar outros avanços. Tudo o que foi feito, inclusive o trabalho de outras presidentes doPMDB Mulher, nos permitiu conquistar espaços. Hoje estamos aqui em um evento como este,conduzido por um Núcleo formado por mulheres fortes e empoderadas”, declarou.O presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp, cumprimentou todas as pre-sentes e afirmou que “o PMDB Mulher está orgulhando o PMDB Nacional e está ressaltandoo M do Movimento Democrático Brasileiro, M de Mulher, que trabalha, junto com os outrosnúcleos, para revolucionar o nosso Partido”.Na avaliação do presidente do Senado, Renan Calheiros, o empoderamento das mu-lheres pode ser observado em cada uma das recentes propostas aprovadas pelo CongressoNacional, que conta com peemedebistas no comando das duas Casas.“A PEC das Domésticasé um bom exemplo da força que as mulheres ganham a cada ano. Para nós, toda essa luta émotivo de muito orgulho”, ponderou.Michel Temer, que foi o criador da primeira delegacia para as mulheres quando eraSecretário de Segurança de São Paulo, destacou a grandeza do PMDB Mulher.“A Constitui-ção brasileira diz que homens e mulheres são iguais em direitos e deveres. No entanto, aquino PMDB as mulheres têm sido maiores que os homens. O Núcleo tem dado uma demons-tração de trabalho e força política incríveis. Nós conseguimos sentir que no PMDB Mulherhá entusiasmo, que as pessoas trabalham com garra. Todas sairão daqui e irão para seusestados reverenciando as mulheres do PMDB”, ressaltou.O ex-presidente e atual senador José Sarney destacou o papel das mulheres na histó-ria política do Brasil: “quero dizer que quando a independência do Brasil foi proclamada, erauma mulher a primeira regente do país. A abolição da escravatura foi feita por uma mulher,a princesa Isabel, ela também governou o país em diversas situações. Ela também foi aprimeira senadora do Brasil. Sempre tivemos a mulher na vanguarda das transformaçõesdo país e temos a honra de hoje termos na Presidência da República uma mulher, DilmaRousseff”.A Câmara dos Deputados realiza, nestaquarta-feira (22), seminário para debater “OsDesafios da Aviação Civil Brasileira” em au-diência conjunta das comissões de Turismoe Desporto (CTD), de Fiscalização Financeirae Controle (CFFC), de Viação e Transportes(CVT), e de Integração Nacional, Desenvolvi-mento Regional e da Amazônia (CINDRA).O deputado Edinho Bez (SC), presiden-te da Comissão de Fiscalização Financeira,informou que outros temas devem ser abor-dados no seminário: “nossa grande preocu-pação começa com a falta de investimentosna área da infraestrutura nacional; e, nãodiferente desta situação, e a dos aeroportos nopaís, hoje deixando a desejar”.Segundo Bez, os representantes das empresas aéreas serão questionados sobre asmedidas que as companhias vêm adotando para diminuir os custos e sobre as alteraçõesfrequentes nos valores das passagens.Congresso NacionalMulheres peemedebistas reconduzemFátima Pelaes ao comando do Núcleofeminino do Partido3CONGRESSOAGENDA & NOTASWendel Lopes/PMDBFátima Pelaes é reconduzida para presidir o PMDB MulherDesafios da aviação brasileira Demarcação de terras indígenasDeputado Edinho Bez (SC)Wendel Lopes/PMDBTemer e Henrique em reunião com os parlamentaresRomerio Cunha / Vice-Presidência da RepúblicaO deputado Danilo Forte (CE) foi nomeadorelator da Lei de Diretrizes Orçamentárias(LDO) de 2014. A nomeação ocorreu apósuma reunião realizada entre os líderespartidários da Comissão Mista de Planos,Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO),que é presidida pelo senador Lobão Filho(MA). A LDO define as metas e prioridadesda administração pública federal e orienta aelaboração do Orçamento Geral da União.Para Danilo Forte, o maior desafio éfazer um orçamento que reflita a realidade eque se aproxime das demandas dos estados.“Vamos trabalhar uma redação que priorizea execução física do orçamento, uma peçaque seja eficaz e executável. O texto a serelaborado deve cuidar ainda para que hajaum aumento significativo da produtividadeno mercado nacional”, completou.De acordo com o peemedebista, osintegrantes da Comissão, neste momento,fazem um trabalho de planejamento dasatividades do colegiado.“No próximo dia 28deste mês, realizaremos a primeira audiên-cia pública com a ministra do Planejamen-to, Miriam Belchior. Além disso, devemospromover uma série de audiências públicaspara debater o tema, inclusive nos estados. Éfundamental que nessas discussões possa-mos ir construindo os consensos necessáriospara a aprovação do texto pela Comissão epelo Congresso”, disse.Questionado sobre a possibilidade dea CMO enfrentar as mesmas dificuldades doano passado - a falta de consenso obrigou oCongresso a aprovar o orçamento de 2013somente em março deste ano -, Danilo Forteesclareceu que agora a conjuntura é diferen-te.“A relação política entre o Legislativo e oExecutivo é outra, o momento é outro. Nãocreio que os obstáculos sejam os mesmos.Até porque o grau de exigência não é omesmo, ano que vem é um ano eleitoral, eas demandas se afloram muito. Os parla-mentares vão querer ver as demandas deseus estados executadas”, pontuou.A Comissão Mista que analisa a MP605/2013 aprovou na última semana oProjeto de Lei de Conversão (PLV) apresen-tado pelo deputado Alexandre Santos (RJ). AMedida Provisória (MP) permite ao governoutilizar recursos da Conta de Desenvolvi-mento Energético para subsidiar a reduçãodas tarifas de eletricidade.O relator incluiu dez pontos naMP, mas nenhum deles modificou o textooriginal enviado pelo governo. As emendasalteram aspectos de outras leis relacionadasao setor elétrico.“Nós fizemos algumas ade-quações para que contratos fossem revis-tos. Queríamos, acima de tudo, dar certeza,principalmente às indústrias, de que elaspoderiam realizar a contratação de energiapor um limite de tempo e que iriam pagar oequivalente ao tempo contratado”, explicou.De acordo com o peemedebista, asmudanças vão ao encontro do objetivo damedida provisória: promover a reduçãotarifária. O texto aprovado oportuniza, porexemplo, o reagrupamento das áreas deconcessão e a unificação do contrato dedistribuidoras que tenham o mesmo contro-le societário. Para o relator, essa alteraçãoviabilizará a redução de custos e beneficiaráos consumidores.“Isso permitirá ganhosde escala e redução dos custos de transa-ção, com benefícios para os consumidores”,observou.Com o objetivo de estimular o uso deenergias renováveis, o relator prevê descon-to de pelo menos 50% nas tarifas de usodos sistemas elétricos de transmissão e dedistribuição de energia para as geradorasque usem fontes solar e eólica, por exem-plo. Também terão direito ao abatimentopequenas centrais hidrelétricas que gerematé mil kW.Em relação aos contratos de con-cessão para geração energética assinadosantes da publicação do Decreto 5.163/2004,o texto estabelece que eles passem a tervigência a partir da data de emissão dalicença ambiental prévia. A mudança valeapenas para os casos em que a empresa nãoseja responsável pelo atraso.O texto será apreciado pelo Plenárioda Câmara e, posteriormente, pelo Senado.Comissão aprova projeto de AlexandreSantos sobre MP da Energia ElétricaAlexandra Martins / Agência CâmaraDeputado Alexandre Santos (RJ)Danilo Forte é escolhido novo relator daLDO 2014
  4. 4. O presidente licenciado do PMDB e vice-presidente da República, Michel Temer, e opresidente da legenda, senador Valdir Raupp(RO) prestigiaram na última quarta-feira(15), a solenidade de filiação do empresárioJosé Batista Júnior (Júnior Friboi) ao PMDBde Goiás, na Assembleia Legislativa doEstado.Michel Temer deu as boas vindas aonovo filiado.“O estado de Goiás e o Brasilprecisam de homens com as qualidades deJúnior Friboi”, afirmou. Para Temer, a filiaçãode Júnior é um presente que o PMDB recebe. O vice-presidente também elogiou a atuaçãodos líderes peemedebistas goianos, a exemplo do ex-governador Iris Resende e da deputadafederal, Iris Araújo, que contribuíram para essa a filiação.O presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp, disse que “a filiação de JúniorFriboi ao Partido é importante para o PMDB de Goiás. Ele já provou sua competência noramo empresarial e agora quer contribuir com o crescimento da sigla e com a melhoria daqualidade de vida do povo goiano”.A Fundação Ulysses Guimarães Nacional, presidida por Eliseu Padilha (RS), promoveu nasemana passada mais duas edições do encontro Tecendo a Rede – formando um novo cidadão,nas cidades de João Pessoa (PB) e São Luís (MA). Os encontros ocorridos nos dias 16 e 17de maio reuniram lideranças políticas nacionais e estaduais com o propósito de realizar acerimônia de posse da nova diretoria da FUG-PB, de debater novas estratégias de atuaçãopara a Juventude no estado do Maranhão, e, também, de lançar o curso de formação paramediadores.João Pessoa — O presidente nacional da Fundação, Eliseu Padilha, saudou o novo presidenteda FUG-PB, o deputado estadual Raniery Paulino (PB): “trago um abraço do vice-presidente,Michel Temer, e do presidente nacional do Partido, Valdir Raupp, que são dois entusiastas daParaíba. Venho com o privilégio de considerar empossado um jovem político que, como elemesmo se manifestou, vai fazer uma revolução na base da Fundação na Paraíba”.Para Padilha, é a Fundação que tem o dever de dizer qual o posicionamento ideológi-co do partido diante da questão da saúde, da educação, das drogas: “Perguntaram-me aquisobre a maioridade penal. Nosso Partido sempre foi um escoadouro de toda a esperança dapopulação brasileira, uma instituição da qual se esperam as mudanças necessárias para opaís. E este é o papel que a Fundação terá aqui no estado”.São Luís — O presidente da Fundação Ulysses Guimarães do Maranhão, deputado ProfessorSétimo (MA), ressaltou a necessidade de os jovens terem em mente o que querem para oBrasil, para o Maranhão e para os municípios onde moram.“O curso de Formação Políticapara a nossa juventude é fundamental para que os jovens estejam aptos a defender a ideo-logia do Partido, para que não sejam apenas uma massa de manobra”, afirmou.O presidente licenciado do PMDB do Maranhão, senador João Alberto Souza (MA),reiterou o papel da Fundação Ulysses Guimarães na capacitação da juventude do Partido.“Preparamos uma juventude para os debates, para que amanhã os jovens possam participardas discussões nacionais com conhecimento. Hoje vocês receberão informações que servirãode ferramenta para a vivência político-partidária”, disse.Em sua exposição, o presidente nacional da Fundação Ulysses Guimarães, Eliseu Pa-dilha, esclareceu aos jovens peemedebistas e aos apartidários que participavam do eventosobre a importância da política e de seu estudo.“Quem se preocupa com a vida em comu-nidade faz política. A política é uma atividade coletiva. Quem cuida de interesse privado faznegócio, e não política”, lembrou.Padilha apontou o papel desempenhado pelo mediador dos cursos ministrados pelaFUG como uma das principais formas de criação de lideranças políticas.“Aqueles que qui-serem fazer política, que sejam mediadores. Tem mediador que já formou mais de dois milalunos; naturalmente ele acaba se tornando uma liderança para essas pessoas e para tantasoutras”.O presidente licenciado do PMDB e vice-presidente da República, Michel Temer, e opresidente do Partido, senador Valdir Raupp(RO) participaram do Congresso de Prefeitose Vice-prefeitos do PMDB do estado de SãoPaulo, realizado na última sexta-feira (15),na cidade de Indaiatuba (SP).O congresso aberto pelo presiden-te do PMDB estadual, Baleia Rossi, teve oobjetivo de discutir as estratégias do Partidopara 2014 e as ações que os prefeitos pee-medebistas podem executar durante a suagestão nos 90 municípios paulistas adminis-trados pela sigla.“O PMDB saiu fortalecidodas eleições municipais de 2012 quando fo-ram eleitos 90 prefeitos, 80 vice-prefeitos ecerca de 700 vereadores”, disse Baleia Rossi.A meta para 2014 é a eleição deuma bancada numerosa com pelo menos10 deputados estaduais e sete deputadosfederais, além do governador do estado. Opresidente regional também anunciou que,de acordo com resolução do Partido, muni-cípios com até 200 mil eleitores deverão ter,obrigatoriamente, pelo menos um candidatoa deputado federal e um candidato a depu-tado estadual.Em seu discurso, Michel Temer home-nageou duas grandes lideranças históricasdo Partido – Ulysses Guimarães e OrestesQuércia – pelas contribuições dadas no pas-sado ao crescimento do PMDB no estado.“OPMDB, desde a sua fundação, tem colabora-do com o crescimento do país, seja por meiodo restabelecimento da democracia, seja porintermédio do apoio, no Congresso Nacio-nal, aos programas sociais do Governo dapresidente Dilma Rousseff, o qual o Partidointegra. Nos últimos anos, o PMDB ajudou acombater a inflação e a retirar cerca de 40milhões de pessoas da miséria”, lembrou.Michel Temer afirmou que “o PMDBtem uma forte presença nos municípiosdevido a sua militância em quase 100% doterritório nacional. É por isso que o Partidotrabalha com olhos voltados para o futuro,visando à qualidade de vida de todos osbrasileiros”.O presidente do partido, senadorValdir Raupp, parabenizou as lideranças doPMDB paulista pelo crescimento da siglano estado, e disse que estava feliz por saberque em São Paulo o PMDB teria candidaturaprópria a governador e chapa completa paradeputados federais e estaduais.O prefeito de Indaiatuba, ReinaldoNogueira, apresentou para os presentes osprincipais programas sociais de sua admi-nistração, e afirmou que um evento como oda natureza do Congresso deveria ocorrerem outras regiões para que os prefeitos evice-prefeitos peemedebistas pudessem tro-car experiências administrativas e políticas.Além de prefeitos e vice-prefeitos,participaram do encontro os deputadosestaduais Baleia Rossi, Jorge Caruso, Va-nessa Damo, Itamar Borges e Jooji Hato; osfederais Gabriel Chalita e Edinho Araújo, e opresidente da Federação das Indústrias doEstado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaff.A cúpula do PMDB no Ceará esteve naRegião do Cariri para discutir as metas doPartido para o biênio 2013-2014. O mu-nicípio de Caririaçu foi o escolhido parasediar II Encontro Regional da sigla com aspresenças do senador Eunício Oliveira (CE),do prefeito de Caririaçu, João Marcos e decerca de duas mil pessoas.Durante pronunciamento, Euníciodetalhou seu trabalho como parlamentar ecomo líder do PMDB no Senado, dentre osquais: o perdão das dívidas dos agriculto-res do Nordeste, apoio às vítimas da seca esoluções para garantir infraestrutura hídricaaos estados, a aprovação do Fundo de Apoioà Cultura do Caju (Funcaju), a reforma do Código Penal brasileiro e do Imposto sobre Circu-lação de Mercadorias (ICMS) e a divisão dos royalties do petróleo.“É emocionante e me motiva ainda mais, apertar a mão calejada de um agricultor esentir sua gratidão por termos feito algo de relevante para ele. Trabalho no Senado de for-ma incansável por um Ceará e um Brasil ainda mais fortes e mais desenvolvidos”, afirmou.O prefeito de Caririaçu falou da felicidade em ser anfitrião da grande festa e agrade-ceu a presença de todos.“É de homens determinados que o Ceará precisa. Eunício tem porCaririaçu um carinho especial e é por isso que temos orgulho de sermos peemedebistas. Épor isso que temos orgulho desta grande liderança que é o nosso presidente Eunício Olivei-ra”, comemorou.O encontro foi o segundo realizado neste ano. O Partido ainda deve promover encon-tros em todas as regiões do Estado.Fundação Ulysses promove o “Tecendo aRede” em mais dois estadosTemer e Raupp participam de Congressode prefeitos e vice-prefeitos do PMDBpaulistaEncontro do PMDB-CE reúne mais deduas mil pessoasFiliação de Júnior Friboi ao PMDB deGoiás é prestigiada por Temer e Raupp4PMDB e Fundação Ulysses GuimarãesExpedienteAssessoria de Comunicação Social daFundação Ulysses GuimarãesJornalista Responsável: Thatiana Souza(DRT 3487/DF)Jornalistas: Ana C. Silva, Paulo Marcial e RobertaRamosFotógrafo: Wendel LopesRevisão de Texto: Tayana Moritz TomazoniDiagramação: Zoltar DesignTiragem: 1500 exemplaresPeriodicidade: SemanalEndereço: Câmara dos Deputados, EdifícioPrincipal sala T6, Brasília - DFFone: (61) 3223-7003Email: acs@fugpmdb.org.brwww.pmdb.org.brRaupp fala sobre os rumos do PartidoSenador Eunício Oliveira (CE)Michel Temer fala durante filiaçãoGilberto SenaACS/Sen. Eunício OliveiraLindomar Gomes

×