Unidade 3 atividade_2_planodeaula_eleny

3.823 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.823
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
227
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Unidade 3 atividade_2_planodeaula_eleny

  1. 1. Aprendendo e Ensinando com a Tecnologias- TICS Unidade 3- atividade 2 Cursista Eleny Silva Barbosa
  2. 2. <ul><li>Trabalhando com Poesia </li></ul><ul><li>Objetivo </li></ul><ul><li>Acrescentar elementos descritivos e narrativos ao poema “ Quadrilha” de Carlos Drummond de Andrade. </li></ul><ul><li>Componentes Envolvidos </li></ul><ul><li>Língua Portuguesa </li></ul><ul><li>Recursos Utilizados </li></ul><ul><li>Data show, cópias do poema, vídeos musicalizados do poema, Internet. </li></ul><ul><li>Ano- 7° </li></ul><ul><li>Prof° Eleny Barbosa </li></ul>
  3. 3. <ul><li>O que o aluno poderá aprender com a aula </li></ul><ul><li>Conhecer a biografia e as peculiaridades do autor Carlos Drummond de Andrade. Compreender a estruturação do poema&quot; Quadrilha&quot; que  é responsável pela sua significação. </li></ul><ul><li>Acrescentar elementos descritivos e narrativos ao poema&quot; Quadrilha&quot; de forma coerente &quot;. </li></ul><ul><li>Compreender o uso de nomes comuns no poema cuja intenção é passar uma ideia de popularidade como uma história possível de acontecer com qualquer pessoa. </li></ul><ul><li>Perceber a organização em dois grupos que se opõe mutuamente: um composto pelos prenomes detentores da ação de amar e frustrados na ação de casar, e Lili com J. Pinto Fernandes, frustrados na ação de amar e detentores da ação de casar. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Desenvolvimento </li></ul><ul><li>Instigar os alunos sobre o significado da palavra Quadrilha deixà-los colocar seu conhecimento acerca da palavra; </li></ul><ul><li>Apresentar o sentido da palavra utilizado no poema; </li></ul><ul><li>Fazer explanação, com o auxílio do Data show, sobre a vida do autor Carlos Drummond de Andrade; </li></ul><ul><li>(site para pesquisa http://www.memoriaviva.com.br/drummond/verso.htmm ) </li></ul><ul><li>Apresentar o poema “ Quadrilha” de Carlos Drummond de Andrade;  </li></ul><ul><li>(sugestão de leitura no site  http://www.carlosdrummonddeandrade.com.br/) </li></ul>
  5. 5. <ul><li>  </li></ul><ul><li>Analisar  o poema, utilizando os vídeos, junto com os alunos, mostrando que ele tem duas partes distintas. </li></ul><ul><li>Aguçar a imaginação dos alunos, fazendo questionamentos sobre a primeira parte do poema como: Como será que era o João? Do que ele gostava? E a Teresa?     Orientar os alunos e deixà-los darem sua opinião de acordo com a própria imaginação.   Depois passar para a segunda parte, propondo questões:    Por que será que João foi para os Estados Unidos? E Teresa? Por que será que ela foi para o convento? Novamente os alunos darão sua opinião de acordo com a própria imaginação. </li></ul><ul><li>Perceber o uso do pronome relativo QUE com a função de ligar as orações entre si, criando entre elas uma espécie de encadeamento sintático. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>O professor tomará o personagem João, que na segunda parte do poema foi para os Estados Unidos e pedirá aos alunos que em grupos de três componentes descrevam João fisicamente e psicologicamente, dando-lhe alguma característica que justifique a sua ida para os Estados Unidos. Fará o mesmo com o personagem Teresa dando-lhe traços que justifiquem a sua entrada para o convento.    </li></ul><ul><li>Obs:  É interessante utilizar essa dinâmica para todos os personagens do poema. </li></ul><ul><li>Socializar, em sala de aula,  os textos produzidos.   </li></ul><ul><li>O professor então proporá a seguinte atividades, também em grupos:   Tomar os personagens do poema e, na ordem original, descrevê-los física e psicologicamente, dando-lhes traços que justifiquem os fatos da segunda parte do poema. </li></ul><ul><li>Tomar a segunda parte do poema e acrescentar elementos aos fatos descritos de acordo com os traços característicos de cada personagem. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Socializar novamente o que foi produzido. </li></ul><ul><li>  Dar um final ao texto. </li></ul><ul><li>Promover refacção textual para aperfeiçoamento dos textos. </li></ul><ul><li>Para ampliar o repertório dos alunos apresentar o poema de  Ricardo Azevedo que brinca com o  poema Quadrilha; </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Quadrilha da sujeira </li></ul><ul><li>João joga um palitinho de sorvete </li></ul><ul><li>na rua de Teresa que joga uma latinha de refrigerante </li></ul><ul><li>na rua de Raimundo que joga um saquinho plástico </li></ul><ul><li>na rua de Joaquim que joga uma garrafinha velha </li></ul><ul><li>na rua de Lili. </li></ul><ul><li>Lili joga um pedacinho de isopor na rua de João </li></ul><ul><li>que joga uma embalagenzinha de não sei o quê </li></ul><ul><li>na rua de Teresa que joga um lencinho de papel </li></ul><ul><li>na rua de Raimundo que joga uma tampinha de refrigerante </li></ul><ul><li>na rua de Joaquim que joga um papelzinho de bala </li></ul><ul><li>na rua de J.Pinto Fernandes </li></ul><ul><li>que ainda nem tinha entrado na história. </li></ul><ul><li>Ricardo Azevedo (”Você Diz Que Sabe Muito, Borboleta Sabe Mais”, Fundação Cargill) </li></ul>
  9. 9. VÍDEO: QUADRILHA QUADRILHA João amava Teresa que amava Raimundo que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili que não amava ninguém. João foi para o Estados Unidos, Teresa para o convento, Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia, Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes que não tinha entrado na história. Carlos Drummond de Andrade
  10. 10. <ul><li>Mostrar que enquanto um texto trata do amor não correspondido, por meio da comparação com uma dança (quadrilha), o outro critica o mau hábito de jogar lixo na rua - e mostra como as pessoas prejudicam as outras. </li></ul><ul><li>Divulgar os textos produzidos pelos alunos em murais, jornaizinhos da escola, blogs ou outro meio que a escola puder utilizar; </li></ul><ul><li>Propor encenação dos textos produzidos; </li></ul>
  11. 11. <ul><li>AVALIAÇÃO </li></ul><ul><li>Serão avaliados  os aspectos: </li></ul><ul><li>Adequação discursiva : considerando a unidade de sentido do texto;coesão textual, coerência entre a primeira e a segunda parte do texto, aspectos gramaticais e criatividade.   </li></ul><ul><li>Adequação ao gênero proposto; </li></ul><ul><li>Marcas de autoria:  o título motiva a leitura? o texto envolve o leitor? </li></ul><ul><li>Convenções da escrita: o texto segue a convenções da escrita? </li></ul><ul><li>Será observado também o desenvolvimento do trabalho em grupo : </li></ul><ul><li>cooperação </li></ul><ul><li>atitude com os colegas </li></ul><ul><li>organização das atividades </li></ul>

×