Retículo Endoplasmático

2.649 visualizações

Publicada em

Trabalho escolar sobre a organela citoplasmática retículo endoplasmático (liso e rugoso)

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.649
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Retículo Endoplasmático

  1. 1.  Retículo GGE Biologia Ivanyse Marques 9º ano E Alice Monteiro Ramos Luíza Vieira Cavalcanti Maria Luíza Beldi Matheus Francisco Rayssa Maria Benevides Vitória Régia Bastos Endoplasmático
  2. 2.  Introdução Esta pesquisa contém as principais informações sobre o retículo endoplasmático (fazendo jus ao título). O principal objetivo desta pesquisa é disseminar o conhecimento entre os indivíduos com espíritos menos afortunados, eles também tem o direito, como “seres humanos”, de compreender as coisas que os cercam (mesmo contra a sua vontade). Para realizar a pesquisa foram consultados livros, sites etc etc etc. Aproveitem essa oportunidade única de absorver conhecimento sem precisar mexer os olhos, pois alguém já reuniu as informações mais relevantes e úteis, se que assim podem ser chamadas.
  3. 3.  O que é O retículo endoplasmático é uma complexa rede de canais interligados que se comunicam com a carioteca, que funcionam como uma rede de distribuição de substâncias dentro da célula. No líquido existente dentro de suas bolsas e tubos, vários tipos de substâncias se deslocam sem se misturar com o citosol. É uma organela exclusiva de células eucariontes.
  4. 4.  Classificação Existem dois tipos de retículos, classificados de acordo com a presença ou ausência de ribossomos em sua superfície: rugoso ou liso, respectivamente. Os dois tipos de retículo estão interligados e a transição entre eles acontece gradativamente, ou seja, as bolsas se tornam menores e a quantidade de ribossomos aderidos diminui progressivamente, até deixar de existir.
  5. 5.  Retículo Endoplasmático Liso O retículo endoplasmático liso (REL), é formado por estruturas membranosas com o formato de cilindros e sem ribossomos grudados na membrana. Uma importante função do retículo endoplasmático liso é a produção de lipídios, além de hormônios esteróides, como a testosterona e o estrógeno. O retículo endoplasmático liso também participa dos processos de desintoxicação do organismo. Nas células do fígado, o REL, absorve substâncias tóxicas, modificando-as ou destruindo-as, de modo a não causarem danos ao organismo. Esse tipo de retículo é abundante principalmente em células do fígado, das gônadas e do pâncreas.
  6. 6. - Retículo endoplasmático liso
  7. 7.  Retículo Endoplasmático Rugoso O retículo endoplasmático rugoso (RER), é formado por sacos achatados, cujas membranas têm aspecto verrugoso por causa da presença de ribossomos aderidos à sua superfície externa (voltada para o citosol). Participa da produção de proteínas, que serão enviadas para o exterior das células. As proteínas fabricadas nos ribossomos do RER penetram nas bolsas e se deslocam em direção ao aparelho de Golgi, passando pelos canais do retículo endoplasmático liso. Esse tipo de retículo é muito desenvolvido em células com função secretora.
  8. 8.  Relação com Álcool e Drogas O álcool e algumas drogas, quando consumidos em excesso ou com frequência, induzem a proliferação do retículo liso e de suas enzimas. Isso aumenta a tolerância do organismo à substância, o que significa que doses cada vez mais altas são necessárias para que ela possa fazer efeito. Esses abusos podem trazer como consequência o aumento da tolerância também para outras substâncias úteis ao organismo, como é o caso dos antibióticos.
  9. 9.  Conclusão Com a pesquisa concluída, compreendemos que o retículo endoplasmático é uma organela essencial para o funcionamento das células eucariontes, transportando substâncias e protegendo a célula de substâncias tóxicas e nocivas.
  10. 10.  Fontes http://reticuloendoplasmatico.tumblr.com/ http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Citologia/ci to17.php http://www.slideshare.net/retculo-endoplasmtico7695507 http://www.ebah.com.br/content/ABAAAApqEAL/ http://biomedicinabahia.blogspot.com.br/2012_03_17_a rchive.html

×