Orações adverbiais

146 visualizações

Publicada em

Apresentação

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
146
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Orações adverbiais

  1. 1. Orações subordinadas adverbiais
  2. 2. Exercem funções próprias de um ADVÉRBIO.
  3. 3. Classificações das Orações Subordinadas Adverbiais • Causal • Concessiva • Condicional • Final • Comparativa • Temporal • Conformativa • Proporcional • Consecutiva
  4. 4. Causal Modelo: porque Conceito: é aquela que, além de somar duas orações, faz com que a segunda atribua uma causa para a primeira. NUNCA vem após um imperativo. Exemplo: Ele não foi à aula, porque estava doente. Sinônimos: pois, pois que, já que, visto que, uma vez que, porquanto, que.
  5. 5. Condicional Modelo: se Conceito: é aquela que faz com que a segunda oração estabeleça uma condição para a primeira. Exemplo: Irei ao cinema, se não chover. Sinônimos: caso, uma vez que, desde que, contanto que, etc.
  6. 6. Comparativa Modelos: como e que(ou do que) Para que o vocábulo “como” seja conjunção comparativa, é necessário que esteja antecedido pelas palavras “tão” ou “tanto”. Conceito: é aquela que soma duas orações as quais formam uma comparação. Exemplo: Ela é tão estudiosa como tu.
  7. 7. Conformativa Modelos: conforme e de modo que Conceito: é aquela que soma duas orações, uma estando em conformidade(acordo) com o que se estabelece na outra, ou indicando o modo como a outra se realiza.
  8. 8. Exemplo: O tempo conforme diz um provérbio, é o remédio para muitos males. Ela é jovem, de modo que poderá tornar-se mais benevolente. Sinônimos: segundo, como, consoante, de sorte que, de maneira que, de forma que, etc.
  9. 9. Consecutiva Conceito: Consecutivo quer dizer: que se segue. Pois bem, quando dizemos TÃO, TAL, TAMANHO, TANTO, segue-se- lhes, geralmente, a palavra “QUE”. Esse “que” é, pois, consecutivo em relação às palavras “tão”, “tal”, “tamanho”, “tanto”, daí por que o chamamos de conjunção consecutiva.
  10. 10. Exemplos: Estavas tão nervoso, que tremias. Tal era sua coragem, que todos o temiam. Tamanha era sua sabedoria, que o chamaram Mestre dos mestres. A criança chorava tanto, que causava pena.
  11. 11. Concessiva Modelo: embora Conceito: é aquela que, além de somar duas orações, faz com que a segunda conceda para a primeira uma garantia de que aquela se realizará. Exemplo: Joana estudará música, embora não tenha vocação.
  12. 12. Nota: a única circunstância que, realmente, criaria obstáculos aos estudos de Joana seria o fato de não ter vocação. Observe-se, contudo, que a segunda oração garantiu que a primeira oração se realizará, pois eliminou a possibilidade de a falta de vocação tornar-se um empecilho. Sinônimos: mesmo que, ainda que, nem que, se bem que, posto que, etc.
  13. 13. Finalidade Modelo: a fim de que Conceito: é aquela que, além de somar duas orações, faz com que a segunda indique a finalidade da primeira. Exemplo: Estudarei os conetivos, a fim de que aprenda análise sintática.
  14. 14. Proporcional Modelo: à proporção que Conceito: é aquela que, além de somar duas orações, faz com que a segunda indique a proporção em que a primeira se realiza. Exemplo: Uns entravam à proporção que outros saiam. Sinônimos: à medida que, ao passo que, etc.
  15. 15. Temporal Modelo: quando Conceito: é aquela que, além de somar duas orações, faz com que a segunda indique a ocasião, a época, o tempo em que a primeira se realiza. Exemplo: Cheguei, quando soou a campainha. Sinônimos: assim que, logo que, tão logo, mal, sempre que, enquanto.

×