Superando os Desafios da Carreira

1.769 visualizações

Publicada em

Este tema tem como objetivo orientar os trabalhadores em relação às suas atitudes para superar os desafios da carreira e ter sucesso na atividade profissional. É realizado em formato de coach, curso ou palestra.

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.769
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
56
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Superando os Desafios da Carreira

  1. 1. Superando osDesafios da Carreira Cursos e Palestras Prof. Emerson FabrisResumo do Conteúdo – Divulgação no SlideShare.
  2. 2. Apresentação• Emerson Fabris Coelho Martins• Administrador - UFPR• Especialista - Treinamento Empresarial - UTS/AU• Especialista - Família e Finanças - PUCPR• HMS Host, Ravens Ait e CYCA• Global Telecom (Vivo) e Brasil Telecom• Martins, MC, Vó Kia e UAU• PUCPR e Grupo E. Fabris – Gestão Familiar, PontoNet, EF e Dr. Casório
  3. 3. Pensamentos conduzem a sentimentos.Sentimentos conduzem a ações.Ações conduzem a resultados. T. Harv Eker
  4. 4. Objetivos planejamento Conquista Sonho Meta 2 Meta 1 Meta 3Data Inicial Data Final Datas Intermediárias
  5. 5. Visão Estratégica Plano Produção Organizar Gestão Comercial Pessoas Finanças
  6. 6. Organizando as Idéias !?• Por que estou aqui?• Como eu sou?• Quais são meus hábitos?• Quais são minhas crenças?• Como está minha confiança e auto-estima?• Quais são minhas atitudes diante: - do medo - do desconforto - da morte - da falta de dinheiro
  7. 7. Organização – 5 “S”Japão Fábricas
  8. 8. IMPORTÂNCIA• Aumenta a PRODUTIVIDADE do trabalho;• Aumenta a QUALIDADE dos produtos e processos;• Ajuda a reduzir CUSTOS;• Garante a entrega no PRAZO;• Melhora a SEGURANÇA das pessoas no trabalho;• Aumenta a MOTIVAÇÃO das pessoas.P Q E M C S
  9. 9. SIGNIFICADO• SEIRI • UTILIZAÇÃO E DESCARTE• SEITON • ARRUMAÇÃO E ORDENAÇÃO• SEISO • LIMPEZA• SEIKETSU • ASSEIO E PADRONIZAÇÃO• SHITSUKE • DISCIPLINA
  10. 10. SHITSUKE – AUTO-DISCIPLINA 5S Motivação Auditoria Rotina• Liderança• Continuidade• Novos desafios Comprometimento da alta administração• Promoção
  11. 11. Organização como Aprendizado
  12. 12. Programação da Rotina• Listar as atividades• Listar os recursos• Listar o tempo• Listar o nível de resultado• Listar os imprevistos• Listar os responsáveis• Listar períodos de troca de responsabilidade• Listar os motivos• Listar os benefícios
  13. 13. Divisão de Tarefas Futuro Segunda à Sexta-Feira Período Descanso Alimentação Deslocamento Profissão Estudo Saúde Lazer Atividades00:00 01:0001:00 02:0002:00 03:0003:00 04:0004:00 05:0005:00 06:0006:00 07:0007:00 08:0008:00 09:0009:00 10:0010:00 11:0011:00 12:0012:00 13:0013:00 14:0014:00 15:0015:00 16:0016:00 17:0017:00 18:0018:00 19:0019:00 20:0020:00 21:0021:00 22:0022:00 23:0023:00 00:00
  14. 14. Os Sistemas de Informações
  15. 15. Concorrência - BenchmarkingO Comitê Temático sobre Benchmarking da Fundação Nacional daQualidade (FNQ) desenvolveu uma metodologia em 5 passos:Fase 1 Planejar Definir objeto e equipe de estudoFase 2 Coletar Definir métodos de coletaFase 3 Analisar Identificar diferenciaisFase 4 Adaptar Adequar práticasFase 5 Melhorar Implementar planos de melhoria http://www.fnq.org.br/
  16. 16. Comparações entre Lideranças Líder Tradicional Líder Contemporâneo• Tomava decisões • Compartilha as importantes. responsabilidades.• Resolvia pela Equipe. • Ajuda a Equipe a resolver.• Agia como especialista. • Promove a auto-gerência.• Dava respostas. • Faz perguntas certas.• Estabelecia Regras. • Forma conjunto de valores.• Buscava eliminar • Valoriza diversas conflitos. perspectivas.• Valorizava a • Promove a Sinergia. conformidade.
  17. 17. O Líder e a Equipe“A única definição de Líder: aquele que tem seguidores”. Peter Drucker
  18. 18. Competências Habilidades Habilidades de Habilidades de Atributos Interpessoais Liderança Negócio Pessoais•Comunicação •Talento •Tino Comercial •Auto-percepção•Cultural Organizacional •Empreendedorismo •Flexibilidade•Orientação do •Mudanças •Direção Estratégica •ResultadosCliente •Ensinamento •Mobilização de •Energia•Relacionamentos •Delegar Recursos •AprendizagemEstratégicos •Venda de Visão •Tomada de Decisão •Ler o ambiente•Persuasão •Desenvolvimento Operacional •Diversidade de Equipe
  19. 19. Teoria da Expectativa• Relação Esforço-Desempenho – A probabilidade percebida pelo indivíduo de que empregar uma dada quantidade de esforço levará ao desempenho.• Relação Desempenho-Recompensa – O grau que o indivíduo acredita que atuar num nível especial levará à obtenção de um resultado desejado.• Relação Recompensas-Metas Pessoais – O grau em que as recompensas organizacionais satisfazem as metas ou necessidades pessoais de um indivíduo e a atração dessas recompensas potenciais para o indivíduo.
  20. 20. “ Uma pessoa sem informação não pode assumir responsabilidades. A uma pessoa a quem foram dadas informações, só resta agir” Jan Carlzon
  21. 21. Obrigado e Boa Sorte! Prof. Emerson Fabris www.emersonfabris.com.br atendimento@emersonfabris.com.br 41 3053 3500
  22. 22. BibliografiaGONÇALVES, Sérgio de Castro. Patrimônio, família, empresa – um estudo sobre a transformação no mundo da economia empresarial. São Paulo: EditoraNegócio, 2000.KOTLER, Philip. Princípios de Marketing. Rio de Janeiro: Editora Prentice-Hall, 1998.ROCHA, Vanderley Aragão. Pequenos Negócios Inteligentes. Porto Alegre: Editora AGE, 1996.MEGIDO, José Luiz Tejon. Pequenas Empresas, Grandes Vendedores. Brasília: Editora Sebrae, 1995.CHAGAS, Fernando Celso Dolabebela. O Segredo de Luísa. São Paulo: Cultura Editores Associados, 1999.BORNHOLDT, Werner. Orquestrando Empresas Vencedoras. Rio de Janeiro: Editora Campus 1997.CAMPOS, Vicente Falconi. Gerenciamento da rotina do trabalho do dia-a-dia. Nova Lima: INDG Tecnologia e Serviços Ltda, 2004.CARLZON, Jan. A Hora da Verdade. Rio de Janeiro: Sextante, 2005.GEUS, Arie de. A empresa viva. São Paulo: Publifolha, 1999.TOMASKO, Robert M. Crescer, não destruir. Rio de Janeiro: Campus, 1999.MAXIMIANO, Antonio César Amaru. Teoria geral da administração: da escola científica à competitividade em economia globalizada. São Paulo: Atlas, 1997.SEMLER, Ricardo F.. Virando a própria mesa. São Paulo: Best Seller, 1988.ROCHA, Renato Requião Munhoz da. Caso Inepar: porque deu certo? São Paulo: Editora Gente, 1998.LIBÂNEO, José Carlos. Organização e gestão da escola: teoria e prática. Goiânia; Editora Alternativa, 2004.COLLINS, James C.. Feitas para durar: práticas bem sucedidas de empresas visionárias. Rio de Janeiro: Rocco, 1995.FERREIRA, Ademir Antonio. Gestão Empresarial: de Taylor aos nossos dias: evolução e tendências da moderna administração de empresas. São Paulo:Pioneira, 1997.COOPER, Cary L.. E agora, trabalho ou família? : pais e mães que trabalham fora e aprendem como enfrentar as sobrecargas profissionais e familiares do dia-a-dia. São Paulo: Editora Tamisa, 2000.COVEY, Stephen R.. Os 7 Hábitos das Famílias muito Eficazes. São Paulo: Editora Best Seller, 1998.COVEY, Stephen R.. Os 7 Hábitos das Pessoas altamente Eficazes. Rio de Janeiro: Editora Best Seller, 2005.HUGHES JR, James E.. Riqueza Familiar. São Paulo: Editora Saraiva, 2006.SMALLIN, Donna. Organize-se. São Paulo: Editora Gente, 2004.FRANKENBERG, Louis. Sucesso e independência: família, carreira e finanças para toda a vida. Rio de Janeiro, Elsevier, 2007.HALFELD, Mauro. Investimentos: Como administrar melhor seu dinheiro. São Paulo: Editora Fundamento Educacional, 2007.MOSCOVICI, Fela. Equipes dão certo: a multiplicação do talento humano. Rio de Janeiro: José Olympio, 2003.BYHAM, William C.. Formando líderes: como identificar, desenvolver e reter talentos de liderança. São Paulo: Prentice Hall, 2003.ROBBINS, Stephen P.. Comportamento Organizacional. Rio de Janeiro: LTC, 1999.ERVILHA, A J. Limão. Liderando equipes para otimizar resultados. São Paulo: Nobel, 2003.HUNTER, James C.. O monge e o executivo. Rio de Janeiro: Sextante, 2004.

×