Apresentação 21 05 2012

127 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
127
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação 21 05 2012

  1. 1. APRESENTAÇÃO DO BOLETIM DAESCOLASARESP 2011SISTEMA DE AVALIAÇÃO DO RENDIMENTO ESCOLAR DE SÃO PAULORESULTADO DA AVALIAÇÃO EXTERNA
  2. 2. MATRIZES DE REFERÊNCIAPARA AVALIAÇÃODOCUMENTO BÁSICOSARESPEnsino Fundamental e Médio
  3. 3. Desde 1995, o desempenhodos alunos da educação básicado Brasil tem sido medido pormeio da mé-trica do Saeb. A escala deproficiência já é bastanteconhecida e seu uso permite acomparação dos resultadosdos alunos no Saresp comaqueles obtidos no Saeb e naProva Brasil.
  4. 4. AVALIAÇÃOConteúdosHabilidades CompetênciasEscala de ProficiênciaMatemáticaLíngua PortuguesaCiências HumanasCiências da NaturezaNíveis de Desempenho
  5. 5. conteúdos+competênciasformas de raciocinar e tomar decisões.(correspondem, assim, às diferentes habilidades a serem consideradas nas respostas àsdiferentes questões ou tarefas das provas).HabilidadesPossibilitam inferir, pela Escala deProficiência adotada, o nível emque os alunos dominam ascompetências cognitivas.avaliadas relativamente aos conteúdos das disciplinas e em cada sérieou ano escolares.MATEMÁTICA , L. PORTUGUESA, CIÊNCIAS HUMANAS E CIÊNCIAS DANATUREZA
  6. 6. Por isso, a concepção de competência implica uma visão ou compreensão dainteligência humana que realiza ou compreende, no nível em que o faz, comoestrutura de conjunto.São vários os aspectos cognitivos em jogo: saber inferir, atribuir sentido, articularpartes e todo, excluir, comparar, observar, identificar, tomar decisões, reconhecer,fazer correspondências.Do ponto de vista afetivo, ocorre o mesmo: saber prestar atenção, sustentar umfoco, ter calma, não ser impulsivo, ser determinado, confiante, otimizar recursosinternos etc.Igualmente, do ponto de vista social, verifica-se se o aluno é capaz de seguirregras, ser avaliado em uma situação coletiva que envolva cooperação ecompetição (limites de tempo, definição das respostas, número de questões,entre outros), respeito mútuo etc.
  7. 7. COMPETÊNCIASGrupo IEsquemasPresentativosObservarGrupo IIEsquemasProcedimentaisRealizarGrupo IIIEsquemas OperatóriosCompreender
  8. 8. Grupo I: Competências para observar. O Grupo I refere-se aos esquemaspresentativos ou representativos, propostos por Jean Piaget. Graças a eles, osalunos podem ler a prova, em sua dupla condição: registrar perceptivamente oque está proposto nos textos, imagens, tabelas ou quadros e interpretar esteregistro como informação que torna possível assimilar a questão e decidir sobre aalternativa que julgam mais correta.A leitura do objeto (a prova) supõe, como mínimo, o domínio e, portanto, o usodas seguintes habilidades: observar, identificar, descrever, localizar, diferenciarou discriminar, constatar, reconhecer, indicar, apontar. Graças a elas pode-seavaliar o nível de desenvolvimento de uma forma de abstração fundamental aosprocessos de conhecimento.
  9. 9. Grupo II: Competências para realizar. As habilidades relativas às competênciasdo Grupo II caracterizam-se pelas capacidades de o aluno realizar os proce-dimentos necessários às suas tomadas de decisão em relação às questões outarefas propostas na prova.Estas habilidades implicam procedimentos de classificar, seriar, ordenar,conservar, compor, decompor, fazer antecipações, calcular, medir, interpretar.Procedimentos são modos deestabelecer relações que transformamos conteúdos relacionados, dandoa eles uma configuração diferente deacordo com essas relações:
  10. 10. Grupo III: Competências para compreender. Estas competênciasimplicam o uso de esquemas operatórios. As competências relativas a esseGrupo III devem ser analisadas em duas perspectivas. Primeiro, estãopresentes e são mesmo essenciais às competências cognitivas ou àsoperações mentais destacadas nos Grupos I e II. Porém, quando referidasa eles, têm um lugar de meio ou condição, mas não de fim. Ou seja,atuam de modo a possibilitar realizações via esquemas procedimentais(Grupo II) ou leituras via esquemas de representação (Grupo I).

×